Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

No Beira-Rio, um momento histórico do futebol

16 de junho de 2014 28

A Copa do Mundo do Brasil não apresentou até o momento nenhuma novidade tática que possa impressionar. Mas a velocidade imprimida por todos os times chama a atenção de quem a assiste.

Não há mais lugar para jogadores lentos no futebol moderno. Nem para jogadores veteranos que já perderam a forma física. Outro aspecto é que a velocidade leva à marcação de um grande número de gols. A média é superior a três gols por partida.

Exageros
Dois grandes fatos, verdadeiros exageros, marcaram este início da Copa do Mundo. O maior deles está na extravagante goleada da Holanda sobre a Espanha por 5 x 1. Inacreditável.

O campeão do mundo caiu de 5. A outra extravagância foi a da Costa Rica. Deu um baile no Uruguai, um time lento e velho, aplicando 3 a 1 e surpreendendo o mundo. São as surpresas iniciais. Outras virão por aí.

Tecnologia
O segundo gol da França foi validado por uma das sete câmaras que foram colocadas nas goleiras. Um momento histórico do futebol. Em outras situações, o encanto do esporte se dá pela dúvida e pela discussão. Errado foi a Fifa ter dado gol contra de Valadares, o goleiro de Honduras, e não de Benzema, que teve o objetivo do gol.

Demais
A maior surpresa que vi até este momento na Copa do Mundo foi o centroavante da seleção da Costa Rica. O jovem Campbell, de apenas 22 anos, voou sobre os zagueiros da Uruguai. Marcou um golaço, correu muito, com incrível velocidade.

De menos
A informação preliminar da Fifa é de que o sistema de som do Beira-Rio caiu na hora da execução dos hinos. Falha lamentável, mesmo porque o hino francês é considerado um dos mais belos do mundo. Além disso, essa gafe só ocorreu no Beira-Rio. Nos outros estádios, tudo funcionou com precisão.

Click

00a17bc7
Se a França ficou sem o seu craque Ribéry, por lesão, às vésperas da Copa, outro ídolo, Benzema, assumiu a condição de protagonista. Pelo menos no primeiro jogo.

Comentários (28)

  • GUTO PEREIRA diz: 16 de junho de 2014

    Caro PEDRO, só para os mais ” DESAVIZADOS”.

    O estádio BEIRA RIO está entregue a FIFA, e cabe a ELES a responsabilidade por TUDO que aconteça em qualquer um dos ESTÁDIOS cedidos, para a COPA, por isso os pediram com DUAS SEMANAS de antecipação aos CLUBES.

    Se os HINOS não foram tocados o problema é da FIFA, não dos CLUBES, que emprestam os ESTÁDIOS !!!!!!

  • carlos diz: 16 de junho de 2014

    Mas que barbaridade, mesmo sendo bom para os negocios a Copa NÃO PODERIA ESTAR DANDO CERTO,as delegações decolando e chegando , a torcida enchendo estadios, alegria,hoteis cheios,nada daquele teu bordão Pedro, VAMOS PASSAR VERGONHA,e nada de acontecer as previsoes do teu colega,aquele de cabelos de raposa, que atua no bate bola(Saraiva)é fiasco na certa,não vai dar certo…

  • luiz diz: 16 de junho de 2014

    o que eperar duma reforma ” meia boca”

  • Mário José diz: 16 de junho de 2014

    Bom dia Pedrão! Valeu pelo comentário, apesar sem alardear o assunto…… O que se espera de um remendo? Isso já era esperado no remendão do Braira – Rio, começando pelas quedas das estruturas na 6ª feira a noite, até os elefantesbranco estão funcionando perfeitamente. O futebol não se joga com beleza externa…….. deixou o nosso querido RS estarecido….. Uma vergonha o fato do SOM do beira-rio (eterno remendão) poderemos chamar de beira-lixo.
    Abraço Pedrão – Valeu.
    Mário José – Brasília-DF

  • Fabio diz: 16 de junho de 2014

    Momento histórico foi a falha épica na execução dos hinos. Isso que não choveu e nenhum cadeirante precisou usar o banheiro.

  • Araujo diz: 16 de junho de 2014

    DE MENOS – Pois é, pagamos o mico o Som não funcionou , Remendo é assim….

  • mateus diz: 16 de junho de 2014

    Belo comentário Pedro. Mas o momento mais histórico da copa e do beira-rio foi a ausência dos hinos e isso não tem desculpa. Eu nunca tinha visto isso antes. Te parabenizo pela imparcialidade do comentário, diferente de alguns colegas seus que boicotaram o fato.

  • Dorian R. Bueno diz: 16 de junho de 2014

    DEMOCRACIA NOS ESTÁDIOS
    Esta palavra democracia é tão bonita para não ser aplicada com mais liberdade.
    Os torcedores gaúchos perderam a grande oportunidade de cantar em capela o hino rio-grandense ontem na cerimonia inicial do jogo França e Honduras.
    Já que o sistema de som falhou e para não ofuscar a festa que estava sob o controle dos profissionais da FIFA, também faltou a iniciativa dos torcedores colorados e gremistas que muitas vezes cantam em jogos do campeonato brasileiro.
    Tendo em vista que seria a glória por ele também ser um hino muito lindo e que representa as nossas façanhas, e com certeza mais de 200 países que estavam conectados no evento escutariam.
    Provavelmente ficaram com vergonha de causar um dano maior para o resto mundo, agravando ainda mais a imagem que o nosso País deixou antes de iniciar os jogos.
    Ficou provado que a FIFA não é imortal, também erra, por ter na sua estrutura operando seus equipamentos muitos seres humanos.
    A lição que tem ficado nestes primeiros dias de COPA, é que o povo brasileiro é tão hospitaleiro e por termos um país tão bonito, conseguimos criar um ambiente festeiro para ter torcidas misturadas lotando as arquibancadas com muita alegria em diversos idiomas.
    Abs, Dorian R. Bueno – POA, 16/06/2014

  • Machiavellirs diz: 16 de junho de 2014

    FIASCO INTERNACIONAL

    Desculpem-me os colorados!

    É que, face à importância do episódio “falta de hino no Beira-Rio”, o assunto deve ser melhor esclarecido porque, no frigir dos ovos, essa tal de Copa das Copas vai custar um preço astronômico para o bolso do brasileiro.

    Aliás, as últimas notícias dizem que ela vai custar 3 bilhões de dólares acima do previsto. Então não dá para acreditar, por exemplo, numa desculpa esfarrapada tipo dizer que faltou dinheiro para implantar o som no estádio.

    Para mim foi sacanagem das grossas!

    Acho que o hino de um país cantado antes dos jogos de uma Copa do Mundo é, quiçá, o momento mais significativo do evento. É ali, no momento do hino, que os jogadores tem a oportunidade de encherem seus peitos de orgulho ou seus olhos de lágrimas.

    Enfim, é ali, no momento do hino, que eles têm a oportunidade de mostrarem que sabem de cor o hino de seus países, não é verdade?

    Vejam vocês, colorados, que o hino é tão importante que, inclusive, por qualquer coisinha, vocês mesmos adoram abrir seus peitos e afinar suas vozes para cantar o hino rio-grandense. Para não dizerem que estou inventando, vejam o hino cantado por vocês no Beira-Rio:

    https://www.youtube.com/watch?v=Ycj4YmG7byM

    No Olímpico o hino também já foi cantado. Vejam:

    https://www.youtube.com/watch?v=–MHdtGFLu8

    Então, pelo fato de a FIFA não atender ao pedido do departamento de marketing do Inter para fazer 1 minuto de silêncio em homenagem ao Fernandão, isso não era motivo para cortar o som do Beira-Rio e deixar o mundo sem a oportunidade de ouvir “La Marseillaise” que, convenhamos, é um dos hinos mais lindos do mundo, não é verdade. A propósito, se vocês não conhecem o hino francês, escutem e aprendam sua letra aqui:

    https://www.youtube.com/watch?v=PIQSEq6tEVs

    Aliás, acho que foi uma grande mazembada a falta de hino antes do jogo França x Honduras. De repente, o Bemzema, o camisa 10 da França, resolveu inverter as letras do seu nome para se transformar em Mazembe e meter 3 gols na Honduras, só pra gozar com os colorados, de repente!

  • luiz diz: 16 de junho de 2014

    histórico é o mico que ocorreu, de novo, bom, também, o que esperar, não reformaram a parte elétrica e de som que é de 69. kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Carlos Alberto diz: 16 de junho de 2014

    Bom dia, Pedro.
    O grande mico da copa foi a falha no sistema de som do B.Rio. Até agora ninguém explicou realmente o que aconteceu. Acho que foi imperícia do operador, pois o equipamento é novo e potente. Estive presente na festa de inauguração do estádio e pude ouvir a qualidade do som.
    A seleção que mais parece com o Inter do brasileirão é a chilena. Um futebol tosco, com muitos erros de passe, chutões em profundidade no vazio, desentrosamento total, nem parece um time. Um futebol irritante. E quase entrega, igual ao Inter, que não tem competência para manter um resultado. O placar não diz o que foi o jogo. O último gol foi despretensioso e ao acaso. O Inter que acorde. Abelão, tem alguma coisa errada.

  • Luiz C. diz: 16 de junho de 2014

    Por alguns comentários “azuis” percebe-se claramente o que pode fazer uma coisa chamada INVEJA; certamente o Bloco dos Recalcados aumentará cada vez mais. Agarram-se nas mínimas bobagens sobre o rival, já que seu clube não produz notícias que valem a pena serem publicadas. Em tempo: Na reinauguração do Beira Rio, o som funcionou sem nenhum problema…

  • silvio jaime fernandes diz: 16 de junho de 2014

    OLÁ PEDRO:….
    - Um recado aos “torcedores” do Mazembe:……
    NÃO SEJAM TÃO IDIOTAS. LEIAM A DECLARAÇÃO DA FIFA. A RESPONSABILIDADE É DELA. ESTA DECLARAÇÃO ESTÁ EM TODA A MÍDIA TELEVISADA – ESCRITA E FALADA.
    É CLARO QUE……COMO VOCÊS NÃO TEM O QUE COMENTAR, SALVO O BI-REBAIXAMENTO, POSTAM ASNEIRAS E DIFAMAÇÕES. AH:…..POR FALAR EM ASNEIRAS, 2 TORCEDORES DO MAZEMBE FORAM PRESOS POR TEREM BRIGADO DURANTE O JOGO E UM DELES É CONSELHEIRO DESTE TAL MAZEMBE. AH:….RÉU CONFESSO CONFIRMANDO SUA EMBRIAGUES……..

  • Junior Colorado diz: 16 de junho de 2014

    A Fifa deveria de usado o plano B nessa falta do som. Contatar com o Odone para ver onde ele colocou aquelas caixas de som que eram para esperar o Ronaldinho Gaúcho e usa-las, pois quem entende de B é o Grêmio.

  • Juca diz: 16 de junho de 2014

    Por falar em Fifa, só sei dizer que vai levar algum tempo ainda para o Grêmio ter em seu armário aquela taça de Campeão Mundial Fifa.

  • Pensador diz: 16 de junho de 2014

    A culpa não é do inter. Também não é da FIFA. O culpado por este FIASCO é a dona do estádio, a AG/BRIO. Usaram fita isolante de péssima qualidade para remendar a fiação velha e deu no que deu. Ainda bem que não choveu, pois devem ter usado as mesmas fitas para colar a cobertura de lona.

  • Jack Summer diz: 16 de junho de 2014

    Em tempo, como vão os treinamentos na arena/kartofell/OAS ?
    É gostar de ser humilhado mesmo, gremista assindo jogos da COPA DO MUNDO FIFA no BEIRA-RIO, perderam a pouca vergonha que tinham mesmo, reclamam, falam mau e vão lá prestigiar; como é bom ser COLORADO !
    gremista = bobo alegre

  • Jack Summer diz: 17 de junho de 2014

    Onde os gremistas foram assistir aos jogos da COPA DO MUNDO FIFA?
    No BEIRA-RIO, é claro !
    E só para lembrar, o ÚNICO CAMPEÃO DO MUNDO DO SUL DO BRASIL é o SPORT CLUB INTERNACIONAL, intercontinental não é MUNDIAL, podem consultar a FIFA !
    Depois de serem goleados nos grenais (6×2 – vergonha eterna, até nossos tataranetos lembrão disso !) ainda vieram prestigiar o nosso estádio, perderam a pouca vergonha que ainda tinham.
    Gremistas, quando houver uma copa do mundo da SEGUNDA DIVISÃO, ai vocês se habilitam em sediá-la, OK? COPA de verdade, PRIMEIRA DIVISÃO, é conosco, COLORADOS (PELA SEGUNDA VEZ !).
    Não esqueçam, tudo que ocorre no Beira-Rio é assunto nosso (INTER) e da FIFA (durante a copa), gremista tem de cuidar da arena/plantação de batatas/alugada/OAS.
    Em tempo, título pro greminho, nem pensar né, as únicas alegrias dessa triste torcida é se apegar em qualquer coisa que desabone o Inter, seus argumentos ficaram reduzidos a picuinhas do tipo Mazembe, Viaduto, Som, e de vez em quando, VAGA; se isso é suficiente para uma torcida de futebol ser feliz (OS DIRIGENTES DE VOCÊS PENSAM QUE ESTÁ TUDO BEM!), que assim seja, fiquem brincando com bobagens enquanto nós, COLORADOS, empilhamos TÍTULOS e GOLEADAS em grenais !
    gremista = perdedor invejoso.

  • Laisa diz: 17 de junho de 2014

    Interessante, para não dizer outra coisa, a omissão da opinião do jornalista francês,Hamza Hizzir, sobre o Beira-Rio. Será que ninguém por ai entende francês? Ou é porque não gostam que critiquem o seu Inter. Falo aos comentaristas, em especialmente,pois, os donos da RBS são gremistas e tontos que não veem as críticas prejudiciais ao clube gremista! Tu, Pedrão, e o Guerrinha, conseguem um pouco de neutralidade.Esse jornalista do jornal Metro francês faz duras críticas tanto da estrutura como de goteiras,etc. Ele diz que com a Arena do Grêmio pronta estranha o porquê de não ser lá os jogos da Copa. Eu agradeço, como gremista, pelo que sei os croatas arrebentaram os alojamentos deles no estadio em que jogaram. Chega o que o Inter e o Brasil de Pelotas fizeram nos alojamentos do Grêmio.
    Durante os jogos da Copa fico olhando o acabamento dos estadios e fico com vergonha de ser brasileira. Que fiasco, esperava que o Beira rio por estar no meu ESTADO deveria mostar coisa melhor. Faltou som para os hinos da França e Honduras.Isso o jornalista nem falou. Os franceses cantam seu maravilhoso hino com a alma e de pé. O Diogo Olivier minimizou o problema. Lógico, é colorado e espera a próxima homenagem do seu clube por não narrar os fiascos colorados!!

  • clovis diz: 17 de junho de 2014

    Que mancada macacada, outro fiasco pro mundo inteiro ver, deu pane na gambiarra elétrica do Bergamotão, vcs adoram pagar mico, envergonharam o nosso RS.

  • Francisco diz: 17 de junho de 2014

    impressionante o sentimento de vira latas que está predominando nos gremistas. Eles não admitem a inferioridade. são ciclos. Alguns mais longos, outros mais curtos. O Inter esteve por baixo em muitos momentos nos anos 1980, 90. Mas não se via essa tremenda dor de cotovelo. Só falam em Mazembe. Secam até sistema de som, que por sinal, funcionou muito bem na festa de inauguração. O Estádio ( e o sistema de som), foi entregue à FIFA em perfeitas condições. E isso ( o recalque ), vai continuar por muitos e muitos anos.

  • Mazembino Guelabaixo diz: 17 de junho de 2014

    Assumam o fiasco seu colorados,alugaram um imóvel para a copa,e não instalaram o som,ficou feio,vocês são azarados.Tem coisa s que só acontecem com o Inter né. Várias,nem vou citar aqui,mas só com o Inter.

  • Rafael diz: 17 de junho de 2014

    Histórico é #NaoVaiTerHino hehehehehehe

    E ainda teve um aí acima que disse que temos inveja… kkkkkkk

    “Aí que inveja que na Arena do Grêmio O SOM SEMPRE FUNCIONA… KKKKKKK”

    E aquelas fileiras perto do campo cobertas…. ninguém ia ver nada……????????????

    E o ENTULHO DO LADO DE FORA!!!!!!!!

    MAAAAAAAAAA QUE INVEJA!!!!!

    KKKKKKKKKK

    Remendo é remendo! Não adianta, nunca fica bom…

  • Zaka de São Martinho diz: 17 de junho de 2014

    O som não falhou……foi o Minuto de silêncio para o Fernandão……..abraços

  • JULIO R diz: 17 de junho de 2014

    A DOR DE COTOVELO DOS INQUILINOS DA VILA AREIA É LAMENTÁVEL!!!

  • Jack Summer diz: 19 de junho de 2014

    Laisa, vai cuidar das coisa do teu greminho, ou melhor, vá assistir a alguma novela ou programinha de fofoca, combina mais contigo.
    Do SPORT CLUB INTERNACIONAL, cuidamos nós, COLORADOS.
    gremista = perdedora invejosa

  • Mateus diz: 19 de junho de 2014

    Laísa,

    Esse comentário do jornalista frances foi antes do estádio ficar pronto. E tinha goteiras mesmo, a cobertura não estava pronta. Quanto ao som todos sabem que o problema quem causou foi a própria FIFA. Ela mesma já se pronunciou sobre isso e ficou toda pianinha, pq a responsabilidade é dela. Agora o que não dá é a RBS ficar levantando problemas de organização, como falta de lixeira ou falta de comida, sendo que quem cuida disso é a FIFA. Vão se catar. É a unica emissora do País que só vê os defeitos.

  • Laisa diz: 21 de junho de 2014

    É verdade, os gremistas foram assistir aos jogos da Copa no Beira-Rio e foram hostilizados, ocasionando brigas, não foi? Acho que pensaram que seriam bem recebidos como os colorados foram nas festas de inauguração da Arena. Os gremistas devem ter se empolgado com a bandeira azul da FIFA tremulando em cima do estádio Beira-Rio.Os jogos não foram só para os colorados pois a bandeira da FIFA foi hasteada no lugar da bandeira vermelha do Inter. Respondendo ao Matheus: não foi nos jornais da RBS que li o comentário sobre a matéria do jornalista francês. Foi em alguns jornais cariocas e paulistas.. E foi em data recente.

Envie seu Comentário