Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Pedro Ernesto: semana de constrangimento para gremistas e colorados

20 de setembro de 2014 11

Semana triste
Gremistas e colorados ficaram constrangidos com a atuação dos seus times durante a semana. Foram dois 0 a 0 e de futebol muito fraco. Constrangedor. Não existe ataque em nenhum dos times. A paralisia ofensiva faz nossos times marcarem passo dentro das competições.
Tivessem ataque, pelo menos razoável, estariam lutando com o Cruzeiro pelo título. Sorte colorada que conseguiu contratar Nilmar. Só não se sabe quando ele poderá começar a jogar. Se conseguir, faz diferença. O Grêmio está nas mãos, ou pés, de Barcos com seus altos e baixos. Na semana que terminou, foi deplorável o futebol apresentado pela Dupla. Precisa muito mais ofensivamente. Ainda bem que lá atrás os dois estão se saindo muito bem.
Alterações
O Grêmio continua com as mesmas dificuldades dos tempos em que era treinado por Enderson Moreira. Subiu somente uma posição na tabela, mas o futebol repete sua mediocridade. Quando chegam às vitorias, são por escore mínimo e com gols conseguidos meio no milagre. Felipão precisa dar algo mais ao time. Ficar lembrando que não cobra escanteio não é resposta.
Caminhada

00a0a82b
Quem quer ser campeão precisa ganhar quase tudo. Quem quer vaga na Libertadores não pode ficar muito atrás. O O Inter só empatou contra o Sport. Precisa ganhar do Furacão. Não é fácil, mas entra como necessidade. Precisa vencer os problemas ofensivos. Welington Paulista tem que marcar gols. Se não for ele, que seja outro. Não sei como Abel vai começar o jogo. Uma de suas características é nada adiantar. Fica difícil projetar alguma coisa. Só resta lembrar que não é fácil.
Demmmaaaissss
Ei Dunga. Te liga. Marcelo Grohe é seleção. Ele consegue a cada jogo melhorar em relação a si próprio. Um goleiro que beira a perfeição. Muitos jogos do Grêmio são ganhos a partir de suas defesas monumentais. Está na hora do treinador da Seleção enxergar aquilo que o Brasil já viu.
De menos
Felipão disse que não cobra escanteios e que não chuta em gol. Para um treinador médio, esta declaração causaria uma revolução no vestiário. Mas Felipão é forte, e os jogadores não vão se meter com ele. O treinador encontrou uma bela maneira de dizer que os problemas não passam por ele e sim estão na qualidade dos jogadores. Assim é barbada.

Abel precisa escalar o time que deu grandes resultados no primeiro semestre

19 de setembro de 2014 36

Chegou o momento do treinador Abel Braga voltar a escalar o time que lhe dera grandes resultados no primeiro semestre do ano. Contra o Botafogo, mesmo com alguma dificuldade, veio a vitória. Já contra o Sport Recife, na quarta feira, o futebol insonso voltou a aparecer no time colorado. Segundo a direção e o treinador, a equipe é maravilhosa. Segundo muitos torcedores, o desempenho é ineficiente. Faltam retoques importantes. Um deles deverá ser suprido pela contratação de Nilmar. Só que não se sabe, exatamente, quando isto vai acontecer. O goleiro tem sido outro problema. Paulão foi bem contra o Sport, mas não chega a ser uma afirmação. Falta-lhe técnica.

O problema de Abel

Mas o maior problema do Inter de Abel Braga está no meio campo. Aránguiz não tem conseguido jogar, nem mesmo depois de ser recuado para voltar a jogar como um volante, com liberdade para subir ao ataque. D’Alessandro está distante do grande jogador que se conhece. Só mesmo Alex está conseguindo render bem. Mas é claro que o time colorado só vai andar bem quando estes três jogadores, todos de qualidade superior, estiverem jogando o máximo. Aí sim o Inter é capaz de grandes feitos.

Cruzeiro

Parece cada vez mais uma barbada o bicampeonato do time mineiro. No domingo, quando o São Paulo ganhou do Cruzeiro no Morumbi, comecei a imaginar que teríamos um campeonato novamente competitivo. Mas foram só três dias para o São paulo voltar a perder, o Inter só empatar e o Fluminense perder também.
Enquanto isto, o Cruzeiro construiu mais uma tranquila vitória dentro do Mineirão, dessa vez sobre o Atlético-PR. Foi o que bastou para a diferença do líder voltar a ser de sete pontos. O Cruzeiro pode perder. Todos vão perder. Mas a campanha da equipe do técnico Marcelo Oliveira tem uma constante de vitórias. Isto faz um verdadeiro campeão.

É demais

Quem passa a noite no entorno do Beira-Rio consegue ver uma das regiões mais bonitas de Porto Alegre. O Beira-Rio iluminado de vermelho e branco, a mata do parque Marinha do Brasil, as águas espelhadas do Guaíba, o viaduto, que os gremistas chamam de Mazembe, mas que é uma obra lindíssima. Tudo bonito, tudo bem asfaltado e iluminado. Sem contar a ciclovia e as pessoas correndo para manter a forma. Um verdadeiro cartão postal da cidade. Não tem estrangeiro que não se encantou com aquela maravilha. Um espaço para ser usufruindo por todos os porto-alegrenses.

De menos

Ninguém nega as beleza dos novos estádios e Arenas construídas para a Copa do Mundo. O que me preocupa é que são dados estádios maravilhosos, com gramados impecáveis e os caras não conseguem jogar bom futebol. O nível técnico do futebol brasileiro caiu muito. Para piorar, o técnico Dunga convoca, outra vez, a Seleção e retira jogadores fundamentais dos clubes que estão na ponta da tabela, os deixando mais fracos. É muita várzea, proporcionada pela maior entidade do futebol brasileiro, e que é a própria promotora do evento. Vai entender.

O Grêmio não tem espaço para erros

18 de setembro de 2014 30

Não há mais espaços para erros. A direção do Grêmio sabe disso e aprova completamente medidas especiais para tratar de eventuais exageros sem conformidade com o jogo ou com forte conteúdo de contestação. Cabe ao torcedor gremista, ao invés de se preocupar com o Santos ou possíveis desaforos ao goleiro Aranha, gastar sua energia em apoio aos seus jogadores, ao seu treinador, ao seu clube.

O Santos não interessa a um time que faz uma campanha de recuperação, que tem dois jogos em casa e que busca lugar no G4, visando participar da Libertadores no próximo ano. O adversário é só o adversário. Nada mais. Tudo que é importante veste azul preto e branco. Não serão muitos torcedores na Arena e, certamente, esses torcedores ficarão atentos aos eventuais disparates que sempre brotam de uma torcida. É jogar futebol e ganhar. Nada mais do que isto se faz necessário.

Lateral esquerdo

Fernando Gomes/Agência RBS

Fernando Gomes/Agência RBS

Zé Roberto foi uma definição feita, com sucesso, pelo técnico Luiz Felipe Scolari. Hoje, ele não joga porque recebeu o terceiro cartão amarelo. Pará ou Breno? Quem poderia ser melhor. Nesta hora, eu sou conservador. Meninos se adaptam melhor quando lançados no início de temporada. Breno já foi testado em outros jogos e sucumbiu. Pará é a chamada bola de segurança. Um jogador repleto de defeitos, mas que também contabiliza grandes virtudes de marcação.

O ataque do Santos é o setor mais poderoso. Tem Robinho, Thiago Ribeiro e ainda pode ter Damião e o jovem goleador Gabigol. Um setor de respeito, que precisa de muita marcação. Deixá-los liberado é um suicídio que o Grêmio não irá cometer. Matías Rodrigues já tem muita dificuldade de marcação. Cabe a Pará cumprir esta tarefa. Por isso, deve começar jogando.

Nova Novela

A novela entre Nilmar e Inter acabou. Os dois, clube e jogador, finalmente se acertaram no dinheiro e no tempo de contrato. Não foram poucos dias de espera. Agora, esperamos o jogador estar apto para defender, com sua qualidade, a camisa do internacional. Mauren Mansur, que foi o fisioterapeuta no tempo em que o atacante esteve parado, se mostra otimista. Mas eu preciso mostrar ao meu leitor algumas dificuldades. O jogador já tem 30 anos, já fez cirurgias importantes no joelho, estava no futebol árabe e ainda ficou longo tempo negociando com o clube. Fala-se em 20 dias. Eu acho que passa de um mês o prazo até Nilmar estar apto para entrar em campo. Agora, jogar mesmo, só no ano que vem.

É demais

O Deputado José Otávio Germano, aquele que como vice de futebol ganhou o último titulo importante do clube, a Copa do Brasil de 2001, lançou no Congresso Nacional um projeto simples e importante. Ele quer que se profissionalize no Brasil os gandulas. São eles que indicados pelos clubes, promovem grandes bagunças, ou devolvendo a bola com incrível velocidade se o seu time perde, ou amarrando o que dá quando quer ganhar tempo. O deputado José Otávio pensa num curso de regras de futebol para os meninos que estiverem com vontade de exercer este ofício e ainda uma pequena remuneração para todos eles. Gostei muito da ideia.

É de menos

As redes sociais carregam o lado bom e o lado ruim. São boas para comunicações entre amigos, para negócios, para buscar pessoas. No futebol, no entanto, elas muitas vezes se prezam para que gangues promovam encontros próximos a jogos de futebol. Alegadamente, são torcedores dos grandes clubes brasileiros. Na prática, são marginais que, em patotas raivosas e criminosas, promovem brigas em lugar pré-determinados e escolhido por eles nas redes sociais. Esta é a chamada barbárie moderna.

Pedro Ernesto: no Grêmio, Felipão tem outra postura

17 de setembro de 2014 31

Acabou a novela.
Nilmar será jogador do Inter até dezembro de 2017. Um jogador notável, num mercado de muita carência para a posição. Onde encontrar um grande centroavante ? Luigi encontrou Nilmar. O torcedor colorado vibra com esta contratação. Importante saber qual é a condição física do jogador. Esteve por dois anos no mundo árabe e deve estar muito abaixo do condicionamento físico do futebol brasileiro. No ano passado, Alex teve muita dificuldade para começar a render. A rigor, seu futebol só apareceu este ano. Era o período de adaptação. Mesmo assim, não dá para colocar restrições. Se ele só jogar no ano que vem, ainda é uma contratação importante. Com Nilmar o Inter melhora a qualidade técnica do seu time. Afora isto, os jogadores que, neste momento, ocupam a posição fracassam. Nem Rafael Moura nem Wellington Paulista conseguem dar boa resposta. A direção se deu conta da necessidade de contratar um jogador. Dizem que estreia dia 4 de outubro, contra o Cruzeiro lá no Mineirão. Vamos esperar a avaliação física. Grande reforço, não apenas uma contratação a mais.

Sport Recife
Mesmo que tenha perdido no último final de semana para a Chapecoense, não dá para desprezar o time pernambucano. Tem bons jogadores, imprime boa velocidade. O Inter quer a segunda vitória consecutiva. Abel não dá nenhuma pista sobre o time e, muito menos, o esquema que irá utilizar. Pode ser com um ou dois volantes. Sorte do Inter é que o jogo saiu da Ilha do Retiro e foi para a Arena Pernambuco. Um estádio novo, moderno, civilizado, onde se pode jogar com tranquilidade. Confesso que prefiro o Inter com um volante e quatro meias. Se não for Alan Patrick, que foi arquivado pelo técnico Abel, que seja Jorge Henrique ou Sasha. Esta maneira de atuar foi a que deu melhores desempenhos ao time colorado.

Treinamentos
Felipão mudou. E para melhor. O relato dos repórteres que o acompanharam na Seleção Brasileira na Copa do Mundo davam conta de que não aconteciam treinamentos. Deu no que deu. Já no Grêmio ele tem outra postura. Ontem treinou muito arremates com Dudu, que sempre começa bem as jogadas, mas sempre acaba mal. É preciso aprofundar treinamentos de finalização ou passes corretos para os companheiros. Felipão se ocupou disto e fez o jogador trabalhar este defeito que carrega. Só falta o acabamento para Dudu. Conseguindo, pode ser um jogador raro. O Grêmio precisa dele porque os gols são muito escassos. As grandes virtudes da campanha do Grêmio estão relacionadas com o sistema defensivo. Se conseguir atacar com qualidade, vai longe neste campeonato.

É demaaaaiiiiis
O procurador do STJD, Paulo Schmidt, não engoliu a redução de Petros, do Corinthians, que agrediu o árbitro. Inicialmente, ele foi punido com seis meses de suspensão. Num segundo julgamento, desta vez pelo pleno do STJD, sua pena foi reduzida para três jogos. Esta é uma das decisões mais escandalosas do sistema jurídico desportivo. Uma agressão ao árbitro precisa ter uma pena forte. É isto que manda a lei. Três jogos fora é brincar com a inteligência das pessoas. Paulo Schmidt nesta está sendo demais.

É de menos
O futebol gaúcho precisa de uma reviravolta importante. Temos dois clubes no Brasileirão. Não temos nenhum clube na Série B. Santa Catarina tem três clubes na primeira divisão e pode ter mais dois, já que Avaí e Joinville lideram a série B. Se nenhum clube catarinense cair para a segunda divisão, o nosso estado vizinho poderá ter cinco representantes na principal série do futebol brasileiro. Claro que nenhum deles tem a força de Grêmio e Inter, mas que dá uma grande inveja, isto não há dúvidas. Não temos no interior uma verdadeira terceira força. Confesso não saber o que fazer para mudar este quadro. O Rio Grande merecia mais.

Grêmio x Santos: espíritos desarmados para o jogo de quinta-feira

16 de setembro de 2014 33

Ouvi atentamente a entrevista do presidente do Santos, Odílio Rodrigues, na Rádio Gaúcha. Falou com serenidade e exaltou o Grêmio, sua direção, sua torcida, cumprimentando o clube pelo aniversário de 111 anos. Ele sabe que o Tricolor está sendo vítima de um pequeno grupo de pessoas com comportamento irresponsável e condenável. Rodrigues sabe separar a instituição dos baderneiros. Sendo presidente de clube, ele sabe que nenhum deles está livre destes disparates.

Afirma que seu time virá com toda tranquilidade para o jogo de quinta-feira e que para o goleiro Aranha, os episódios lamentáveis do jogo da Copa do Brasil ficaram no passado. Uma grande entrevista para desarmar espíritos que, por ventura estejam pensando coisas que não podem mais acontecer. Claro que a direção do Grêmio deve estar tomando medidas de cuidado especial para evitar qualquer desatino. Importante lembrar que o jogo ocorre na quinta e o julgamento do recurso do Grêmio deve ser no dia 26 de setembro. Nada seria mais doloroso do que adicionar novos fatos que comprometam um clube tão importante como é o Grêmio.

Arannha

Jorge Henrique
As informações da tarde da última segunda-feira são de que Jorge Henrique, mesmo que tenha saído lesionado no jogo contra o Botafogo, já está recuperado. Imagino que por sua experiência, na primeira fisgada pediu para sair para não agravar a lesão. A sua escalação fica na conta do técnico Abel Braga. A novidade é que Eduardo Sasha participou muito bem da partida contra o Botafogo, inclusive marcando um gol. Tem mais: Abel voltou ao esquema de um volante e quatro meias que deu muitos resultados positivos ao time. Abandonado este esquema, o Inter perdeu o grande rendimento que conseguira, inclusive nos clássicos gaúchos quando destroçou o Grêmio. Sendo assim, como será o Inter amanhã contra o Sport?

Seis Pontos
Nesta quinta-feira começa uma semana importantíssima para o Grêmio. Serão seis pontos em casa. Na quinta, contra o Santos. No domingo será a Chapecoense. Ganhando estes dois jogos, o time do Felipão ganha uma gordura extraordinária para alcançar seu objetivo de chegar no G-4. Com esta colocação, ganha lugar direto na Libertadores. Felipão ainda busca o time titular. Na defesa, as dificuldades foram reduzidas e faz quatro jogos que o time não toma gols. Mais difícil é solucionar os problemas ofensivos. Neles, a qualidade dos jogadores é mais importante do que a presença do treinador. Mas esta é a dura tarefa do técnico do Grêmio. Para ganhar os seis pontos, o desempenho da torcida também pode ajudar bastante.

É Demaaaaaiiiiss!!!!
Dá para entender, com facilidade, as razões do grande crescimento do São Paulo. Muricy conta com três jogadores maravilhosos. Começa por Kaká, que já foi consagrado pela Fifa como o melhor do mundo, e que está recuperando sua forma física e seu futebol. Passa por Paulo Henrique Ganso que parece ter deixado aquela preguiça de lado. E o Pato, que deixando as páginas sociais dos jornais voltou as páginas esportivas. É muita qualidade e, com ela, o São Paulo já se coloca como pretendente ao título. O Cruzeiro arrumou um desafiante.

De Menos
A divisão do dinheiro da TV entre os clubes é muito desigual. E não é de agora com a inexistência do Clube dos 13. Também naquele momento os grandes ganhavam muito e os pequenos algumas migalhas. Por isto é que entra ano e sai ano, os candidatos ao rebaixamento são conhecidos antes de começar a competição. Enquanto os grandes gastam cerca de 10 milhões por mês, tem muito clube pequeno que vai para a Série A e não tem R$ 1 milhão sequer para gastar mensalmente. Uma diferença estúpida que não diminuirá por falta de vontade política.

Pedro Ernesto: Grêmio do Felipão me lembra o do Renato

15 de setembro de 2014 58

Retomada
A vitória veio outra vez. O Inter retornou ao esquema que mais funcionou durante o ano. Um volante, quatro meias e um atacante. Teve imensos problemas defensivos na primeira etapa. Por três vezes, os jogadores do Botafigo ficaram à frente do goleiro Muriel. Sorte que erraram duas vezes e, na outra, Muriel brilhou.
Alex garantiu a vitória na primeira etapa. Nela, o Inter atacou bastante, valorizando a posse de bola com triangulações maravilhosas entre Alex, Aránguiz e D’Alessandro. O Inter retoma o terceiro lugar, faz as pazes com sua torcida e segue em busca de, pelo menos, vaga na Livertadores.

Tricolor gaúcho
Não saiu o gol nos acréscimos que vinha acompanhando o Grêmio. Ficou no empate. Não deixa de ser um bom resultado mas não soma muito para uma isca de vaga na Libertadores. Marcelo Grohe voltou a ser destaque. Uma rotina nos jogos do Tricolor.
Poucos ataques e muita força defensiva. Este é o Grêmio do Felipao que, em tudo me lembra o Grêmio do Renato. No amo passado foi vice campeão. Como será este ano? O objetivo continua sendo vaga na Libertadores. Título não parece possível neste momento.
Tricolor paulista
O campeonato se encaminhava para o tranquilo desfile técnico do Cruzeiro e seu bicampeonato. O fato novo é a vitória do São Paulo por 2 a 0 no Morumbi. O time paulista se habilita a disputar o título. Muricy conseguiu fazer Kaká, Pato e Ganso recuperarem o futebol.
Tão logo voltaram a jogar parte do que sabem, o São Paulo já disputa. O que fica depois de ontem é que duas vagas da Libertadores parecem já ter donos. Restam duas.
É demaaaaiiiss

Alex voltou. O velho e bom chutador de meia distância. Voltou também o futebol de toques e qualidade técnica dos tenores colorados. Alex, DAlessandro e Aranguuz dão muita qualidade ao time colorado. Não sei porquê Alan Patrick perdeu tanto espaço.
Mas sei que Eduardo Sacha entrou muito b no jogo, fez um gol e foi um dos destaques do Internacional no reencontro com a vitoria.

Muriel passou longo e tenebroso inverno na reserva do veterano Dida. Até que este caiu em desgraça contra o Vitoria. Chegou a vez de Muriel, contra o Botafogo. Fez grande defesa e salvou o Inter. No final do primeiro tempo, cobrando tiro de meta, veio a lesão.
O músculo distendeu e ele foi obrigado a deixar a partida. Uma pequena tragédia na vida deste rapaz. Mas é jovem. Em poucos dias, volta e mostra seu futebol.

Felipão repete Renato Portaluppi

13 de setembro de 2014 46

Claro que estaremos centrados nos jogos da dupla Gre-Nal neste domingo. São nossos times, os que mais nos interessam. No entanto, o grande jogo deste final de semana será no Morumbi, São Paulo x Cruzeiro. A entre eles distância é de sete pontos. Ganhando, os mineiros abrem dez pontos a 17 rodadas do final. Não digo que o Brasileirão estará decidido, mas dificilmente o Cruzeiro deixará de ser campeão.

O empate também é bom resultado para os mineiros. Mantém a distância considerável. Se o São Paulo vencer, a disputa esquenta, serão quatro pontos de diferença. Por tudo isso, é obrigação espiar esse grande jogo. O Morumbi receberá 60 mil pessoas, recorde do campeonato.

Jogo tenso

O Inter recebe o Botafogo em jogo tenso. O time de Abel Braga vem de rendimentos muito baixos, distantes de sua capacidade e longe da expectativa. É preciso reverter. Claro que nesta hora surgem os marginais prometendo surrar jogadores, o que nada contribui para melhorar o rendimento e a tranquilidade do time. A segurança será reforçada no interior do Beiro-Rio. Esse é mais um absurdo dos tempos modernos do futebol. Espero que o Inter reencontre a vitória e a paz.

Fechadinho

Imagino o Grêmio com toda a cautela defensiva. Felipão repete Renato Portaluppi. Usa três volantes e joga por uma bola. Dependendo do jogo, por três ou quatro. Foi assim contra o Cruzeiro, na melhor atuação do time sob seu comando, apesar da derrota. Foi assim contra o Flamengo, no Maracanã. Creio que não será diferente contra o Atlético-MG neste domingo. As chances de sucesso são grandes. A campanha esta muito boa. Uma vitória lá no Horto ajuda na busca pela vaga na Libertadores.

De menos

Vivemos momentos difíceis e complicados. Quase todos os dias somos confrontados com atitudes de intolerância. Colocaram fogo no CTG que sediaria o casamento entre duas mulheres. Colocaram fogo na casa da torcedora Patrícia Moreira, aquela flagrada pelas câmeras chamando o goleiro Aranha de macaco. Esses episódios incomodam as pessoas de bem. Não importa a nossa opinião sobre esses assuntos, mas atentados com fogo é inconcebível.

Demaaaaiisss

Apesar da fórmula sonolenta, é evidente aumento de público no Brasileirão. Penso que isso não esta relacionado com a qualidade dos clubes, mas com a comodidade das novas Arenas. Dá gosto ir a um estádio com cadeiras e ótima visão do campo. O futebol é jogado em um gramado que parece mesa de sinuca. É o efeito pós-Copa do Mundo.

Pedro Ernesto: interesse por Nilmar já virou chateação

12 de setembro de 2014 56

 

Novela prolongada

00a5052f

Já dá para dizer que virou chateação esta novela que envolve o interesse do Inter pelo atacante Nilmar. O torcedor esperava uma definição, principalmente porque Rafael Moura tem fracassado, e seu substituto, Welington Paulista, não consegue ser muito melhor. O time faz poucos gols, e Nilmar passa a ser um desejo de primeira hora.
Por falar em hora, o tal Orlando da Hora, que é o representante do jogador, é dos mais complicados que conheço. Não é neste negócio, mas em todos que acompanham a vida desse atleta. Outros clubes já desistiram da sua contratação – caso de Cruzeiro e Corinthians – porque os valores estabelecidos são astronômicos. Não estamos mais em tempo de loucuras. Os dirigentes começam a se dar conta que foram irresponsáveis com alguns contratos que firmaram com jogadores e treinadores. Loucura pura, que levou os clubes a situação falimentar. O Inter, segundo seu presidente Giovanni Luigi, fez sua proposta e dela não se afasta. Sendo assim, não sei porque esta novela não encerra. De forma negativa ou positiva. Nilmar aceita jogar pelo que o Inter quer pagar ou que vá procurar sua turma.

Campanha

É muito boa a campanha de Luiz Felipe Scolari no comando do Grêmio. Até agora, ele disputou 21 pontos e conseguiu fazer 15. Campanha para ninguém botar defeito. O que dá para desconfiar é do futuro do time. O futebol apresentado nas últimas quatro partidas, com vitórias consecutivas, não é de qualidade.
Contra o Bahia e Atlético Paranaense, o time jogou muito pouco. Diante do Corinthians, eu entendo as dificuldades pela qualidade do adversário. Para meu gosto, a melhor atuação do Grêmio sob o comando de Felipão se deu contra o Cruzeiro lá em BH, mesmo que tenha perdido o jogo. Não sei se o Grêmio tem bola para continuar ganhando e buscando chegar ao final do campeonato no G4.
Recuperação

O que mais o torcedor espera do time do Inter é a recuperação contra o Botafogo. Não dá para entender como um time, repleto de jogadores de qualidade e com um treinador que já foi campeão do mundo, empilhe derrotas contra Ceará, Bahia, Figueirense e Vitória, equipes que são muito inferiores.
Neste momento, começam a circular informações de toda ordem. Alguns entendem que o treinador perdeu o vestiário, outros que existem grupos que se opõe. Há ainda os que falam em zona de conforto, lembrando a famosa frase de Fernandão. Para mim, fica muito difícil entender que um time com jogadores de qualidade venha perder jogos e posição na tabela, além das eliminações em outras competições. O que me parece é que cabe a diretoria do Inter tomar posições fortes e buscar a solução dos problemas, que, porventura, venham a existir.
DEMMMMAAAIIIIISSSS

Fazer gols depois do tempo regulamentar significa determinação. Esta me parece ser a grande contribuição do treinador Luiz Felipe Scolari. Ele busca, mais uma vez, a formação de um ” exército espartano “. Ou seja, de um grupo que não se entrega nunca. O que me preocupa é a possibilidade técnica do time. Muito esforçado, mas com graves erros técnicos. Além disso, ainda não se sabe qual o time titular do Grêmio. O treinador continua procurando uma escalação ideal e definitiva.

DE MENOS

O STJD tinha aplicado uma suspensão de 180 dias ao atleta Petros, do Corinthians, por ter agredido o árbitro Rafael Klaus num clássico contra o Santos. Ao revisar o assunto, ficou decidido que o jogador terá de cumprir apenas três jogos do Campeonato Brasileiro. Os gremistas também esperam que, no dia 19, o mesmo tribunal recoloque o Grêmio na Copa do Brasil, revertendo a eliminação em função dos problemas verificados na Arena no jogo contra o Santos.

Vitória depois dos 45

11 de setembro de 2014 50

Pode ser uma virtude do Grêmio ou uma boa dose de sorte. O fato é que o time chegou à quarta vitória consecutiva, duas das quais conquistadas nos acréscimos da partida.

Não faltou bravura, luta ou empenho. O que faltou mesmo foi um futebol de qualidade. Felipão acumulou atacantes, e isso pouco resolveu. O lance individual de raro brilho técnico de Barcos foi a razão da vitória.

Outros clubes

Todos nos demos conta da grave crise do Botafogo. Um time que é levado pelo profissionalismo de seus jogadores. Entra dinheiro na conta do clube, vem a penhora eletrônica e saca tudo. Os conselheiros mais ricos é quem seguram a bronca. O Flamengo tinha dívidas que beiravam R$ 1 bilhão. Felizmente, encontrou empresários sérios que assumiram o clube estão quitando as contas.

Salários

O padrão salarial dos clubes brasileiros já começou a baixar. Mas ainda está longe da realidade. Treinadores e jogadores ganhando quase R$ 1 milhão mensais, nem a Europa paga isso. Na ânsia de fazer um bom time, os dirigentes comprometem a saúde financeira dos clubes. Passado o mandato, saem e deixam o pepino para os que assumem. São montantes impagáveis. Mais adiante, vão em comitiva ao Palácio do Planalto pedir perdão ou parcelamento das dividas fiscais.

É demais

Duas vitórias da Seleção servem para bom começo de Dunga. Não foi nada muito espetacular, mas está distante do comportamento brasileiro na Copa. Temos agora uma Seleção que articula marca e joga.

É de menos

O gramado do estádio que o Brasil atuou em Nova Jersey é ridículo. Um estádio de futebol americano que nada tem a ver com o nosso futebol. Incrível como as seleções importantes se prestam para jogar nessas condições.

Grêmio e Inter podem vencer nessa rodada

10 de setembro de 2014 23

Se os adversários de hoje da Dupla estão em queda na tabela, se os investimentos dos nossos times são muito maiores, só posso esperar que consigam esta noite duas vitórias. Para o Grêmio, para chegar a quatro vitórias consecutivas e, quem sabe, dependendo dos outros resultados, ingressar no tão ambicionado e seleto G4. Tem o calor da sua casa e da sua torcida a favor.

O Inter pega o lanterna. Sendo o jogo no Barradão, o grau de dificuldade aumenta. Mas nada que não seja suportável. A diferença técnica é gritante, e a vitória deve ser encarada como natural. Tudo isso que coloquei acima traduz o óbvio, só que futebol não se faz assim. É preciso entrar em campo e confirmar o favoritismo.

Saudade

Tenho saudade daquele Inter que encantava seus torcedores, formado por um volante posicionado, Willians, e à frente dele quatro jogadores à de grande habilidade. Nesse sistema, Aránguiz se posicionava mais atrás e funcionava como surpresa no ataque. Fazia gols, dava assistências e, quase sempre, era o melhor em campo. Alex, D’Alessandro e Alan Patrick infernizavam os adversários. O Inter esqueceu disso, e seu futebol piorou. Uma pena. Talvez em breve Abel Braga lembre desse esquema que ele mesmo montou, e o Inter volte a jogar grande futebol.

Retorno

Felipão retornou ao sistema montado por Renato Portaluppi no ano passado. Eram três volantes, posicionamento defensivo vigoroso e um time em busca da bola do jogo. Em determinadas partidas, conseguia mais do que isso. No Maracanã, sábado, Felipão repetiu a dose e se deu muito bem. São três vitórias consecutivas. Não espero mudanças nesta noite. Time que está ganhando não se troca. A qualidade do momento permite grandes formulações ofensivas.

Demaaaiissss

Quatro vitórias consecutivas podem colocar o Grêmio no G4. O Inter teve cinco emparelhadas e chegou a liderar a competição. O Flamengo também ganhou cinco vezes seguidas, deixou a lanterna para trás e já sonha mais alto. Por tudo isso, a vitória do Grêmio é muito importante.

De menos

O presidente do STJD, Caio César Rocha, acredita que a pena de exclusão da Copa do Brasil imposta ao Grêmio pode ser mais branda. O caso Arouca, em Mogi Mirim, interior de São Paulo, só rendeu multa ao Mogi. Ele deve ver falta de coerência nesse resultado. Mais, essa punição abre um precedente muito perigoso. Daqui por diante, um cara qualquer grita uma bobagem e provoca a eliminação. Complicado.