Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Faltando 13 rodadas para o fim, tudo está aberto

30 de setembro de 2014 2

O Brasileirão tem variações importantes. Começa pelo Cruzeiro, que nos últimos cinco jogos venceu dois, perdeu dois e empatou um. Muito menos do que fazia no primeiro turno. Pior ainda é o rendimento dos três paulistas da Capital. Corinthians, São Paulo e Palmeiras só conseguiram somar sete pontos. Para dar ideia de como isso é pouco, basta lembrar de que o Coritiba, lanterna, somou seis. O São Paulo , adversário do Grêmio no sábado, na Arena, nos últimos quatro jogos conta três derrotas e um empate. As melhores campanhas do returno são do Inter e do Atlético-MG, com 13 pontos. Logo atrás, com 12 pontos, vêm Grêmio e Bahia, esse outra surpresa.

A Dupla vai muito bem nesta segunda parte do Brasileirão. O que quero mostrar é que, a 13 rodadas do fim, tudo está aberto. Mas que siga assim, o Inter precisa vencer o Cruzeiro e reduzir para três a distância. Se perder, serão nove pontos e 12 rodadas para tirá-los. Muito complicado.

Marcação

Segundo o comentarista Cléber Grabauska, da Rádio Gaúcha, o Coritiba fez dois gols, meteu duas bolas no poste e obrigou Dida a duas defesas milagrosas – além de ter mais de 20 arremates. Resgato esses números da planilha do Cléber em busca de entender as dificuldades defensivas do Inter. Contra o Cruzeiro, se for assim, será um desastre. O Inter precisa chegar fechadinho ao Mineirão. Dar espaço será suicídio. É preciso vencer, mas um empate não chega a ser desastre. Talvez fosse o caso de Abel escalar Willians e Wellington e abrir mão do centroavante. Ganharia reforço atrás e liberaria os três tenores para atacar.

Grande prova

Fora da Arena, o Grêmio jogou grandes partidas. Teve uma derrota, um empate e duas vitórias. Retrospecto muito bom. Os problemas aparecem em casa, quando precisa propor o jogo. Teve dificuldade contra Bahia, Atlético-PR e Chapecoense. Agora, contra o São Paulo, vem o grande teste. Esse futebol total que Felipão busca armar no Grêmio será competente contra adversário de qualidade e em busca de recuperação?

Demmaiiisss

Sempre classifiquei a fórmula por pontos corridos como sonolenta. Ainda há o risco de um time disparar e tornar campeonato sem graça. Foi assim em 2013 e pode se repetir agora. Se o Cruzeiro vencer o Inter, o campeão será conhecido a 12 rodadas do fim. Muito melhor seria a Fórmula Fraga, com o campeão do primeiro contra o campeão do segundo turno decidindo o título em dois jogos. Mas não vejo nenhuma movimentação para mudar mesmo que a TV esteja perdendo audiência.

De Menos

O Corinthians teria escalado o jogador Petros com irregularidade na inscrição. Esse assunto está parado, com o país inteiro esperando pela denúncia da procuradoria. O América-MG acabou de perder 21 pontos na Série B por algo parecido. O Novo Hamburgo foi eliminado da Copa do Brasil por erro na inscrição do meia Preto. A Portuguesa, em 2013, caiu porque escalou, contra o Grêmio, usou Héverton, um jogador que estava punido pelo STJD. Porque não há denúncia sobre o caso Petros? Porque ele é do Corinthians?

 

O Rei do Rio é o Grêmio

29 de setembro de 2014 80
Vagner Meier, Lancepress

Vagner Meier, Lancepress

Foram dois jogos no Maracanã, com empate e vitória do Grêmio. Com muita facilidade, o time do Felipao ganhou ontem do Botafogo com dois gols de Barcos. O Fogão esta estropiado. Tem jogadores medíocres, salários atrasados e torcida irritada vaiando o jogo todo. Era um jogo à feição para ser ganho. Foi o que fez o Grêmio. Poderia ter resolvido no primeiro tempo, mas os atacantes erraram muitos gols.

Na segunda etapa, o panorama se repetiu. Só que, desta vez, os gols saíram. Faz dois anos que o Grêmio não perde para time carioca. Se jogasse somente no Rio, seria campeão sempre. O Rei do Rio é o Grêmio.

Barreira Grohe

Marcelo Grohe atingiu a meta de 810 minutos sem levar gols sem levar gols. Mostra uma categoria espantosa, faz defesas que parecem impossíveis e não se cansa de garantir vitórias importantes para o Grêmio. Ontem, bateu recorde que era de Renan, que em 2006 ficou 800 minutos sem sofrer gols. Da para afirmar, com tranquilidade, que Grohe é o grande craque do time do Grêmio neste momento.

Pedro Ernesto: Atrás do título

27 de setembro de 2014 46

A chance do Inter ser campeão brasileiro ainda é muito remota, quase impossível, segundo muitos. Mas nas próximas duas rodadas, poderemos ter modificações importantes. Em um cenário de muito otimismo, o Cruzeiro perde ou empata contra o Sport Recife lá na Arena Pernambuco. Nesta mesma rodada, o Inter ganha do Coritiba dentro do Beira Rio. Vamos para outra rodada com o enfrentamento direto entre os dois clubes. A diferença pode cair para três pontos em caso de vitória colorada.

Difícil, mas não impossível. Some-se a este sucesso de amplo otimismo, o crescimento pessoal de Sasha e a presença de Nilmar, o que acarreta em qualidade. Sei que é um raciocínio complicado, mas porque o torcedor colorado não pode sonhar. Afinal, faz tanto tempo que seu time não é campeão brasileiro que qualquer sonho pode pegar bem.

Maracanã
Nesta semana de presenças constantes do Grêmio no Maracanã, o primeiro desempenho foi muito bom. Diria que bem acima da média. Se repetir, ganha do Botafogo, que é um time nervoso e desfalcado. Parece que Luiz Felipe chegou na desejável média de defender e atacar, mesmo que não tenham acontecidos os gols.

Mas vieram as oportunidades. E se elas se repetirem, a vitória será mera consequência. Não se perde tantos gols sempre. Defensivamente, o Grêmio esbanja capacidade, começando por um goleiro maravilhoso.

Paulistas
Em determinado momento do campeonato, cheguei a imaginar que o São Paulo poderia ser campeão brasileiro e, ao menos, criar problemas para a liderança do Cruzeiro. Nas últimas rodadas, o desempenho piorou demais e já nem consegue ser vice-líder. Outro time que está caindo é o Corinthians do Mano Menezes. Defende bem, mas não consegue atacar. Estão dando chance para a dupla Gre-Nal. Só resta saber se nossos times aproveitarão estas oportunidades. Neste momento, é bom cuidar do Galo Mineiro.

Demaaaiiissss
A Fifa precisa, com urgência, designar a paralisação dos campeonatos nacionais nas datas que ela institui os amistosos das seleções. Não é justo que clubes atuem desfalcados em momentos decisivos porque seus jogadores foram convocados. O Corinthians bate o recorde, com quatro convocações. O Inter perde Aránguiz, um jogador fundamental. O Cruzeiro perde dois, o Galo perde um, e vai por aí. Uma injustiça para clubes que investem em jogadores qualificados.

De menos
Melhorou a situação do Grêmio com a punição de perda de pontos. Ainda assim, não satisfez o presidente Fábio Koff. Na sua manifestação, vi muita razão ao mencionar o primeiro auditor que usou a primeira pessoa para argumentar seu voto. Koff lembrou que a opinião dele não interessa para ninguém. O que interessa é somente a lei. Não sei julgar se houve justiça ou não. O que sei é que torcedores podem prejudicar seu time. Foi o que aconteceu.

O Pedro Ernesto: Futebol total

26 de setembro de 2014 38
Fernando Gomes / Agência RBS

Fernando Gomes / Agência RBS

O Grêmio de Felipão foi armado à imagem e semelhança de Renato Portaluppi. Três volantes, muita marcação e a busca de uma bola, uma oportunidade para ganhar o jogo. A partida contra a Chapecoense deu uma mostra disto. O time fez um gol logo no começo e continuou jogando da mesma forma. Os torcedores ficaram felizes com a vitória, mas preocupados com o desempenho.

Já no jogo da última quarta, contra o Fluminense, o Grêmio teve outra maneira de jogar. Mostrou, pelo menos no primeiro tempo, o que eu chamo de futebol total. Não abandonou sua fortaleza defensiva e conseguiu criar muitas situações ofensivas. Passou por cima do adversário, jogou o campo todo e marcou forte, bem como o futebol moderno existe. Se esta for uma tendência para o futuro do Grêmio, dá para se prever muita coisa boa. Ainda não saíram os gols que a torcida espera, mas esteve bem próximo. Na Europa, a maioria das equipes joga exatamente desta maneira.

Julgamento
Não tenho elementos jurídicos, muito menos informações para imaginar o que pode acontecer na manhã desta sexta-feira no STJD. Mas tenho uma convicção. O Grêmio não terá contra si a eliminação da Copa do Brasil. Seria um precedente muito perigoso que poderia tumultuar completamente o futebol brasileiro.

Imagino que a punição deverá ser a perda de mando de campo na própria competição. Seria uma pena muito mais razoável, e o Tribunal estaria acompanhando outras penalizações por casos semelhantes. Eliminar um time de uma competição é muito forte. Pode abrir brecha para que alguns marginais façam os mesmos erros e prejudiquem seus clubes ou, o que é pior, seus adversários.

Caminho colorado
Ganhar do Coritiba no próximo domingo, dentro do Beira Rio, é uma premissa fundamental. Depois disso, o Inter vai a Belo Horizonte para fazer o grande jogo contra o Cruzeiro. Mesmo que o time mineiro tenha sucesso contra o Sport Recife neste final de semana, lá na Arena Pernambuco, deixando a distância de oito pontos, uma vitória colorada reduz para cinco.

Em seguida o Inter passa a ter Nilmar. Somado ao crescimento de Sasha, dá para prever muito mais qualidade ao time colorado. Esta é a leitura de otimismo. Se, no entanto, perder para o Cruzeiro, sepulta, definitivamente, a chance de ser campeão brasileiro. Serão 11 pontos de diferença em 12 jogos restantes. Teria de descontar um ponto por semana. Praticamente impossível. Os dois próximos jogos do Inter vão indicar o caminho colorado neste Brasileirão.

DEMAIIISSSS
Marcelo Grohe passou de 700 minutos sem tomar gol. Vive uma fase especial, pratica defesas monumentais e sai do gol com tranquilidade. Este é um jogador criado dentro das categorias de base do clube. Quando jovem, fez parte de seleções brasileiras. No ano passado, o Grêmio trouxe Dida. O veterano goleiro foi bem o ano todo, mas acabou atrasando o avanço técnico deste jogador. Com tranquilidade, Grohe esperou com paciência a sua vez e, neste momento, reivindica-se sua presença até na Seleção Brasileira. Goleiraço.

DE MENOS
Rogério Ceni fez um gol de pênalti contra o Flamengo. Logo depois, outra penalidade máxima, e ele errou. O goleiro do Flamengo pegou. No meio disso, um ataque do Mengão, e Ceni bateu roupa. Foi o suficiente para Everton entrar na corrida e marcar um gol. Rogério Ceni, para meu gosto, é o melhor goleiro da história do Brasil, mesmo que nunca tenha sido escolhido como titular da Seleção Brasileira. Seu temperamento forte dá medo para os treinadores. Além disso, ele é o goleiro que mais gols marcou no futebol mundial. Só que o velho Ceni acabou. Não é mais o grande goleiro, já erra muitos pênaltis. Está no fim.

Pedro Ernesto: Centroavantes

25 de setembro de 2014 34
Marcelo Sadio / Vasco

Marcelo Sadio / Vasco

O blog do jornalista Ricardo Perrone é um dos mais importantes no jornalismo esportivo no país. O último levantamento que ele produziu tem a ver com a loucura dos dirigentes dos clubes brasileiros. Claro, não fazem negócios com seu dinheiro. Tenho certeza de que pagam muito mal nas suas empresas. As empregadas domésticas devem ganhar salário mínimo, algumas sequer devem tem a carteira assinada. Mas o dinheiro dos clubes eles esparramam irresponsavelmente. Segundo Perrone, o goleador mais caro do Brasil é Fred. Dizem que é o patrocinador que paga. Será que ele paga bem seus médicos e enfermeiros? Ele ganha 900 mil por mês. Um desatino administrativo. O segundo melhor remunerado é Kleber Gladiador. Custa 640 mil mensais e, pasmem, quem paga é o Grêmio, que sequer o utiliza. E ainda tem contrato até o final de 2015, pelo que sei. Trata-se de uma orgia financeira.

Economia
Não faz dez anos e a TV pagava R$ 10 milhões para todo o campeonato. Hoje paga R$ 70 milhões para alguns, oitenta para outros tantos e tem clube que chega a levar R$ 100 milhões por ano. Ainda tem patrocínio das camisetas, do material esportivo e a renda dos associados. Time grande tem mais de R$ 200 milhões por ano de receita. Como, então, estão endividados até o pescoço? Tem que mudar. Gastam muito, endividam os clubes, e fazem times de qualidade discutível.

Revanche
Este presidente da CBF é mesmo fora da casinha.  Ele quer uma revanche contra a Alemanha, porque os 7 a 1 estão engasgados na garganta dele. Na dele e de todos nós, mas ainda não ê hora. Dunga recém assumiu a seleção que ainda tem muito daquela que fez o fiasco supremo no Mineirão. O treinador precisa mudar, o que virá aos poucos. É um processo que precisa avançar com o novo treinador. Neste momento enfrentar uma seleção desta qualidade pode nos dar problema. O presidente que espere  bom tempo. Foi na gestão atrapalhada dele que a nossa seleção fez seu maior vexame.

Demaiiissss
A Andrade Gutierrez lançou nota oficial confirmando que as obras do Beira-Rio estão finalizadas. Problemas na cobertura do estádio não seriam de responsabilidade da construtora. O que precisa ser consertado, fica por conta do Internacional. Espero que os colorados não tenham que encarar os problemas que os gremistas viveram na Arena. Que conversa chata e sem final.

De menos
O time sub-23 joga nesta quinta-feira, às 15 horas, no Beira-Rio contra o Guarani de Venâncio Aires. Este é o time treinado por Clemer, de grande trabalho nas categorias de base do Inter. É jogo da semifinal da Copa Fernandão. Na primeira partida, deu Guarani por 1 a 0. Bom programa para quem estiver de banda esta tarde.

Pedro Ernesto: Grêmio joga melhor fora de casa

24 de setembro de 2014 26
Mateus Bruxel / Agência RBS

Mateus Bruxel / Agência RBS

 

O torcedor gremista pode ter esperança de vitória contra Fluminense nesta quarta-feira, no Maracanã. As atuações do time, sob o comando de Felipão, tem sido melhores quando o time joga fora da Arena. Posiciona-se defensivamente e sai com velocidade. Principalmente com Dudu para o contra-ataque. A melhor atuação do Grêmio nas mãos de Felipão foi contra o Cruzeiro, lá no Mineirão. Perdeu, é verdade, mas deu um sufoco naquele que, indiscutivelmente, é o melhor time do campeonato. Contra o Flamengo, que vinha de cinco vitórias consecutivas, o Grêmio conseguiu triunfar dentro do Maracanã lotado. O problema do Grêmio é quando precisa propor o jogo. Felipão repete Renato e joga para não perder. Assim ele vem fazendo uma campanha de qualidade, mesmo que o time não consiga apresentar um futebol de encher os olhos da torcida. Fora de casa surgem os melhores desempenhos e não se pode duvidar que no final desta noite o torcedor gremista esteja comemorando mais uma vitória consagradora, desta vez contra o Fluminense.

Zagueiros
Pedro Geromel está fora do jogo desta quarta-feira por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Felipão ainda não disse quem será seu substituto. Pode ser Bressan e pode ser Werley. Este último caiu em desgraça com o torcedor. Mas é importante lembrar que o crescimentos dos zagueiros e a invencibilidade do time está baseada na postura tática comandada pelo treinador. Claro que Geromel jogou muito bem os últimos jogos, mas é bem provável que o escolhido desta noite também possa ter destaque. Zagueiros bem protegidos são os melhores que existem. O esquema de três volantes protege muito, o Grêmio não toma gols e os zagueiros se consagram.

Favoritismo
Não dá para negar o favoritismo do Inter contra o Criciúma. Só para lembrar um detalhe: o time catarinense, treinado pelo gaúcho Gilmar Dal Pozzo, tem o pior ataque do campeonato, com apenas doze gols marcados. Existe um abismo entre o Inter e seu adversário. Logico que isto precisa ser levado para dentro do campo, onde o Inter vai encontrar um adversário retrancado e pronto para oferecer obstáculos. No entanto, depois de uma semana com dois jogos fora de casa e quatro pontos conquistados, não dá para esperar menos do que uma vitória esta noite. A semana é para seis pontos diante da torcida, e de uma substancial melhora na classificação do campeonato.

Demaiiiissss
O Grêmio já tem quatro candidatos, e um quinto pode ser lançado ainda nesta quarta-feira. Os apoiadores de Koff que se relacionam com Cacalo não gostaram nada da indicação de Romildo Bolzan pelo presidente Fábio Koff. Eles queriam Renato Moreira. Pode estar surgindo uma chapa que teria Cacalo para presidente , Denis Abraão e o coronel Élvio no Conselho de Administração. Os outros quatro membros do conselho sairiam de composições políticas com outros grupos. O homem do futebol seria Alberto Guerra. Se isto se confirmar, teremos Koff, Cacalo, Bellini, Jorge Bastos e mais dois candidatos. Seria uma disputa acirrada na busca dos votos dos cerca de 15 mil sócios que estariam votando. A força do clube está refletida no interesse de tanta gente em presidir e comandar o clube.

De menos
O conselheiro do Grêmio, Rodrigo Rysdyk, mais conhecido por Alemão da Geral, foi punido pelo Juizado Especial e não pode assistir, creio que por tempo indeterminado, jogos do Grêmio na Arena. A justificativa surge da ação movida contra ele pelo coronel Élvio, secretário Geral do Grêmio. Alemão teria feito sinal de tiros com a mão em direção do dirigente e feito sinais de degola. Estava prometendo, pelos gestos, de morte o dirigente com que não tem relacionamento. Alemão deve chegar numa delegacia a ser indicada 30 minutos antes e sair 30 minutos depois do jogo. É uma punição merecida. Falta saber se ele vai cumprir. Outros já foram punidos e não deram bola para a Justiça.

Grêmio tem a melhor defesa, mas precisa atacar

23 de setembro de 2014 38
Diego Vara/Agência RBS

Diego Vara/Agência RBS

O Grêmio tem a melhor defesa do Brasileirão. Faz uma data que Marcelo Grohe não leva gols. A última vez foi contra o Santos, no gol marcado por Robinho, pela Copa do Brasil, no 28 de agosto. Espetacular desempenho. Só que tem um problema: Felipão faz, com sucesso, um grande ferrolho defensivo, mas seu time não consegue atacar. Como Renato, no ano passado, joga por uma bola. Claro que, ao longo do jogo, podem aparecer outras oportunidades. Só que os atacantes do Grêmio não são talentosos a ponto de ter um grande aproveitamento. Mesmo assim, o Grêmio vai crescendo na tabela. Está em quinto lugar e na pegada dos dianteiros. Esta semana tem dois jogos fora de casa. Não chega a ser grande problema, já que o time consegue jogar mais fora de casa. As atrapalhações acontecem em casa, quando precisa atacar. Lá fora, recua e sai no contra ataque. Sendo assim, pode-se imaginar uma semana com bons pontos somados. O Fluminense está cheio de problemas e o Botafogo é um problema só. Pode dar Grêmio.

Nota oficial

Rafael Moura está com mais notas oficiais do que gols. É um jogador sensível a criticas. Deve ser pilhado por algum assessor. Tem muito assessor de imprensa no futebol que ao invés de servir de elo entre o clube e os meios de comunicação, prefere a corneta. Quando trabalhavam nos veículos faziam o que se faz hoje. Ele deveria imaginar, como centroavante de um grande clube, que seria criticado caso ficasse quase 1000 minutos sem marcar gols. Gostaria muito de ver uma nota oficial de Rafael Moura quando ele foi muito elogiado nos Gre-Nais do Gauchão, quando ele jogou bem e marcou gols.

Tomara que ele faça muitos gols contra o Criciúma, mas não tem sido uma constante na sua vida profissional nos últimos jogos. Dizer isto não é falta de respeito. É o óbvio, e que jogador e assessores deveriam saber.

Desempenho

Vale para o Inter e para o Grêmio. Os resultados têm sido muito bons, as colocações na tabela são boas também. O que preocupa é o desempenho dos times. O Inter acertou a escalação, mas ainda não encontrou a qualidade possível. Não troca três passes mesmo tendo jogadores de qualidade. Já o Grêmio se resume a uma grande retranca. Não é proibido. No ano passado, com Renato no comando e a mesma forma de jogar, foi vice-campeão e conquistou vaga na Libertadores. Espero que repita, mas os torcedores ficariam felizes se jogassem mais.

É demais

É centenário do Palmeiras e o time vai de mal a pior. É lanterna e acaba de levar 6 a 0 do Goiás. Ao mesmo tempo, anuncia uma pré-inaugurarão do seu novo estádio, uma Arena linda, moderna, toda verde para acompanhar as cores do clube. Um filme dirigido pelo jornalista Mauro Beting será apresentado para três mil pessoas neste sábado. Serão convidados da W. Torre, a construtora responsável pelo novo estádio. Mesmo num tempo de sérios problemas do time, se pode ter boas noticias. O ano do centenário do Palmeiras pode levar o clube, pela terceira vez, a segunda divisão, mas também será o ano do novo estádio. Um novo momento de um grande clube brasileiro.

É de menos

A violência parece não ter fim no futebol brasileiro. Nos dois grandes clássicos – Cruzeiro e Atlético e Corinthians e São Paulo – quando tivemos grandes jogos, com muitos gols e um belo futebol. Mas, fora do campo, onde transitam torcedores, a violência tomou conta. Cadeiras quebradas, rojões estourando, briga campal, armas nas mãos dos vândalos. Um coquetel de violência e vandalismo. Tudo isto vai parar no STJD. Espero que os auditores tomem medidas fortes contra os torcedores e clubes. Esta evolução precisa ser cortada.

 

Baita semana para a dupla Gre-Nal

22 de setembro de 2014 50
Foto: Alexandre Lops/Divulgação

Foto: Alexandre Lops/Divulgação

Foram quatro pontos conquistados em seis possíveis na semana que passou pelo Inter. Ainda não foi a grande atuação esperada pelo torcedor colorado, mas foi a grande pontuação adquirida. Abel voltou a escalação dos tempos das grandes vitórias. A única diferença é que ele trocou Sasha, que é mais atacante, por Alan Patrick, que é mais um meia armador.
Mas o futebol de Eduardo Sacha tem crescido, e ele tem sido um acréscimo importante. Os três jogadores técnicos do meio do campo estão mantidos. Por vezes, o time consegue colocar a bola no chão e produzir tecnicamente com muita qualidade. Este é um diferencial que não pode ser abandonado. É a grande força a serviço do time. Agora são dois jogos em casa para somar mais seis pontos e se alinhar nas primeiras colocações. Um novo astral surge no Beira-Rio.

Goleadores
Não é fácil criticar goleadores. Rafael Moura estava por completar mil minutos sem fazer gols. Fez no sábado o gol que deu a vitória para o Inter. Vale o mesmo para Dudu. Ficou desde abril sem fazer gols – 21 jogos – uma eternidade. Até que o tem a bola caiu na feição – como em tantas outras vezes – só que nesta ele teve a sorte de concluir com sucesso. E com eles, odiados pelos torcedores, se deram as duas vitórias do final de semana.

Clássicos
São Paulo e Minas Gerais tiveram clássicos de qualidade. No Itaquerão, uma grande vitória do Timão sobre o São Paulo. Um grande jogo e muita discussão em torno da arbitragem. Em Minas, o Cruzeiro jogou mais do que o Atlético-MG, mas perdeu muitos gols. O Galo foi mais eficiente marcando três gols. O Cruzeiro não consegue disparar, enquanto o Atlético entra, definitivamente, na briga por vaga na Libertadores.

Demmmaaaiissss
Por falar em longos períodos, a defesa do Grêmio tem uma incrível invencibilidade. O último gol tomado foi no jogo contra o Corinthians. De lá para cá, com a dupla de zagueiros formada por Rhodolfo e Pedro Geromel  tem garantido uma campanha bem razoável do time no Brasileirão. Geromel está fora do jogo de quarta. Os gremistas esperam que a eficiência continue a mesma.

De menos
O Palmeiras levou uma histórica e lamentável goleada do Goiás no Serra Dourada. Seus passos rumo ao rebaixamento são largos. Seria o terceiro rebaixamento do clube. O maior número da história de um time grande. Todas são as indicações de que vá acontecer. E pensar que com esta confirmação teremos um clube num estádio novinho jogando na Série B.

Pedro Ernesto: semana de constrangimento para gremistas e colorados

20 de setembro de 2014 19

Semana triste
Gremistas e colorados ficaram constrangidos com a atuação dos seus times durante a semana. Foram dois 0 a 0 e de futebol muito fraco. Constrangedor. Não existe ataque em nenhum dos times. A paralisia ofensiva faz nossos times marcarem passo dentro das competições.
Tivessem ataque, pelo menos razoável, estariam lutando com o Cruzeiro pelo título. Sorte colorada que conseguiu contratar Nilmar. Só não se sabe quando ele poderá começar a jogar. Se conseguir, faz diferença. O Grêmio está nas mãos, ou pés, de Barcos com seus altos e baixos. Na semana que terminou, foi deplorável o futebol apresentado pela Dupla. Precisa muito mais ofensivamente. Ainda bem que lá atrás os dois estão se saindo muito bem.
Alterações
O Grêmio continua com as mesmas dificuldades dos tempos em que era treinado por Enderson Moreira. Subiu somente uma posição na tabela, mas o futebol repete sua mediocridade. Quando chegam às vitorias, são por escore mínimo e com gols conseguidos meio no milagre. Felipão precisa dar algo mais ao time. Ficar lembrando que não cobra escanteio não é resposta.
Caminhada

00a0a82b
Quem quer ser campeão precisa ganhar quase tudo. Quem quer vaga na Libertadores não pode ficar muito atrás. O O Inter só empatou contra o Sport. Precisa ganhar do Furacão. Não é fácil, mas entra como necessidade. Precisa vencer os problemas ofensivos. Welington Paulista tem que marcar gols. Se não for ele, que seja outro. Não sei como Abel vai começar o jogo. Uma de suas características é nada adiantar. Fica difícil projetar alguma coisa. Só resta lembrar que não é fácil.
Demmmaaaissss
Ei Dunga. Te liga. Marcelo Grohe é seleção. Ele consegue a cada jogo melhorar em relação a si próprio. Um goleiro que beira a perfeição. Muitos jogos do Grêmio são ganhos a partir de suas defesas monumentais. Está na hora do treinador da Seleção enxergar aquilo que o Brasil já viu.
De menos
Felipão disse que não cobra escanteios e que não chuta em gol. Para um treinador médio, esta declaração causaria uma revolução no vestiário. Mas Felipão é forte, e os jogadores não vão se meter com ele. O treinador encontrou uma bela maneira de dizer que os problemas não passam por ele e sim estão na qualidade dos jogadores. Assim é barbada.

Abel precisa escalar o time que deu grandes resultados no primeiro semestre

19 de setembro de 2014 36

Chegou o momento do treinador Abel Braga voltar a escalar o time que lhe dera grandes resultados no primeiro semestre do ano. Contra o Botafogo, mesmo com alguma dificuldade, veio a vitória. Já contra o Sport Recife, na quarta feira, o futebol insonso voltou a aparecer no time colorado. Segundo a direção e o treinador, a equipe é maravilhosa. Segundo muitos torcedores, o desempenho é ineficiente. Faltam retoques importantes. Um deles deverá ser suprido pela contratação de Nilmar. Só que não se sabe, exatamente, quando isto vai acontecer. O goleiro tem sido outro problema. Paulão foi bem contra o Sport, mas não chega a ser uma afirmação. Falta-lhe técnica.

O problema de Abel

Mas o maior problema do Inter de Abel Braga está no meio campo. Aránguiz não tem conseguido jogar, nem mesmo depois de ser recuado para voltar a jogar como um volante, com liberdade para subir ao ataque. D’Alessandro está distante do grande jogador que se conhece. Só mesmo Alex está conseguindo render bem. Mas é claro que o time colorado só vai andar bem quando estes três jogadores, todos de qualidade superior, estiverem jogando o máximo. Aí sim o Inter é capaz de grandes feitos.

Cruzeiro

Parece cada vez mais uma barbada o bicampeonato do time mineiro. No domingo, quando o São Paulo ganhou do Cruzeiro no Morumbi, comecei a imaginar que teríamos um campeonato novamente competitivo. Mas foram só três dias para o São paulo voltar a perder, o Inter só empatar e o Fluminense perder também.
Enquanto isto, o Cruzeiro construiu mais uma tranquila vitória dentro do Mineirão, dessa vez sobre o Atlético-PR. Foi o que bastou para a diferença do líder voltar a ser de sete pontos. O Cruzeiro pode perder. Todos vão perder. Mas a campanha da equipe do técnico Marcelo Oliveira tem uma constante de vitórias. Isto faz um verdadeiro campeão.

É demais

Quem passa a noite no entorno do Beira-Rio consegue ver uma das regiões mais bonitas de Porto Alegre. O Beira-Rio iluminado de vermelho e branco, a mata do parque Marinha do Brasil, as águas espelhadas do Guaíba, o viaduto, que os gremistas chamam de Mazembe, mas que é uma obra lindíssima. Tudo bonito, tudo bem asfaltado e iluminado. Sem contar a ciclovia e as pessoas correndo para manter a forma. Um verdadeiro cartão postal da cidade. Não tem estrangeiro que não se encantou com aquela maravilha. Um espaço para ser usufruindo por todos os porto-alegrenses.

De menos

Ninguém nega as beleza dos novos estádios e Arenas construídas para a Copa do Mundo. O que me preocupa é que são dados estádios maravilhosos, com gramados impecáveis e os caras não conseguem jogar bom futebol. O nível técnico do futebol brasileiro caiu muito. Para piorar, o técnico Dunga convoca, outra vez, a Seleção e retira jogadores fundamentais dos clubes que estão na ponta da tabela, os deixando mais fracos. É muita várzea, proporcionada pela maior entidade do futebol brasileiro, e que é a própria promotora do evento. Vai entender.