Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Técnico pode aplicar o velho e bom despiste

27 de fevereiro de 2015 47

Em 20 minutos de treino aberto para os jornalistas, Felipão deu a entender que planeja colocar Everton de um lado, Pedro Rocha do outro, Douglas pelo meio e Everaldo na frente no Grêmio do Gre-Nal. Duvido.
O Grêmio dificilmente se atreverá no clássico. Deve apostar na segurança defensiva. A escalação mostrada por Felipão no treino só seria forte atrás se os meninos Everton e Pedro Rocha voltassem para pegar o lateral adversário. Não é o caso.
Só resta especular se o técnico não quer aplicar o velho e bom despiste, uma tradição da semana Gre-Nal.

López e Nilmar?
Será apresentado hoje o argentino Lisandro López, novo reforço do Inter. Onde ele jogará, considerando que seja titular, veremos em seguida. Especula-se que Aguirre possa escalá-lo ao lado de Nilmar, deslocando o camisa 7 de posição. Seria um equívoco. Apesar de franzino, Nilmar é centroavante. Não rende em outra função.

É demaaaaiiissss

O gol do Brasil-Pel nos acréscimos do confronto com o Flamengo coroou uma noite de festa que se encaminhava para um fim triste.
O trabalho contínuo de Rogério Zimmermann e da direção no Xavante é heróico. A base se mantém temporada a temporada, algo que o Grêmio, por exemplo, não consegue. Tomara que o Brasil apronte das suas no Maracanã.

É de menos

Não é só no Brasil que imbecis racistas se manifestam.
No jogo entre Roma e Feyenoord, da Holanda, torcedores holandeses jogaram uma banana inflável gigante no gramado e insultaram o atacante marfinense Gervinho. Receberam a resposta no ato: Gervinho marcou o segundo gol da Roma, garantindo a vitória por 2 a 1 e eliminando o Feyenoord.

*André Baibich – Interino

A tarefa de Diego Aguirre

26 de fevereiro de 2015 82
Técnico precisa achar uma formação equilibrada

Técnico precisa achar uma formação equilibrada

Só vitória
O Inter joga esta noite por um só resultado. Precisa ganhar porque o jogo de volta contra La U é no Chile. Empatando ou perdendo, terá de ganhar lá em Santiago onde, se sabe, é bem mais complicado.
Isto não quer dizer que entre em campo com uma formação demasiadamente ofensiva, do tipo “vamos para dentro deles”. É lógico que o time chileno chegará cheio de cuidados defensivos. Mas não se pode esquecer que deverá propor saídas em contra-ataques que podem resultar em grande perigo para o time colorado.
A tarefa do técnico Diego Aguirre é conseguir uma formação que equilibre o time. O Beira-Rio vai estar lotado. A torcida pode ser uma grande diferença. Não dá para imaginar que a equipe colorada não consiga a indispensável vitória esta noite.

Jorge Henrique
Os comentaristas falam muito mal do futebol dele. Já teve sua grande época. Foi naquele Corinthians, com Mano Menezes no comando, e formando um ataque que tinha Dentinho pela esquerda e Ronaldo Fenômeno pelo meio. Espetacular. Só que os anos passaram e ele perdeu muito da força e da mobilidade que o caracterizavam.
Mesmo assim, Jorge Henrique tinha o reconhecimento de Dunga, mais ainda de Abel, e, agora, começa a ter de Diego Aguirre. Pelo que sei ele vai a campo esta noite e alguns galácticos, contratados a peso de ouro pelo clube, vão amargar o banco de reservas. Jorge Henrique é muito forte.

Volantes
Felipão quis ousar na Copa do Mundo e, tendo menos time do que a Alemanha, colocou o Brasil para frente. O resultado, todos sabem. Agora, vive uma situação semelhante. Se todos reconhecem que o Inter tem mais leite no pires, é aconselhável que o Grêmio vá para o Gre-Nal mais cauteloso.
Três volantes, Douglas e Giuliano, e um atacante somente. Duvido que Luiz Felipe mude isso. Me parece que é a melhor maneira de enfrentar o Internacional. E o Grêmio precisa ganhar o clássico. Perdendo ou empatando, fica fora da zona de classificação. Seria constrangedor.

DEMAIS
Gostei do projeto do vereador Brasinha, que foi aprovado pela Câmara de Vereadores. Libera a bebida nos jogos antes do jogo e no intervalo. Todos bebiam antes do jogo e só entravam nos estádios faltando poucos minutos para começar. Era hipocrisia não vender dentro do estádio. No intervalo, não dá tempo para ninguém se embebedar. E quem gosta de uma cervejinha fica plenamente atendido.

De menos
Tem razão a diretoria do Grêmio em buscar o equilibrio de suas contas. O que não pode acontecer é desistir do futebol. Rui Costa sempre deixou claro que o Grêmio faria um time barato e competitivo. Só cumpriu a primeira parte da promessa. A direção precisa dar uma demonstração rápida de que o que quer é muito mais do que se está vendo. O torcedor gremista merece muito mais.

Grêmio pode ter esperança no clássico

25 de fevereiro de 2015 118
Felipão não vai inventar

Felipão não vai inventar

Esperança
O torcedor gremista pode ter esperança no Gre-Nal, apesar dos últimos fiascos na Arena. O clássico é um jogo diferente, a rivalidade conta muito, não existe favoritismo, a disposição dos jogadores muda.
Felipão não vai inventar na escalação, como fez com Marcelo Hermes no meio-campo. O Gre-Nal não tem favorito. E o Inter também não pode se achar, afinal seu time titular não ganhou no Gauchão. Que começo de ano com falta de qualidade da Dupla este que estamos vivendo.

Indefinições
São muitas possibilidades. Ninguém imagina o que passa pela cabeça do treinador Diego Aguirre. Ele pode montar o time de várias maneiras. Pode ter Nilton e Nico como volantes, ou só um deles. D’Ale e Aránguiz devem jogar. Ninguém os discute. No ataque, sem poder contar com Nilmar, surgem as possibilidades de ter mais dois meias com Rafael Moura, ou Vitinho e Sasha fazendo um ataque de movimentação.
Confesso que não vejo necessidade de dois volantes de posicionamento mais Aránguiz. O time chileno vai jogar defendendo no Beira-Rio. O Inter precisa é atacar bem, fazer gols, conquistar a vitória. O time só será conhecido trinta minutos antes do jogo. Nisso o treinador tem razão. É uma forma de tentar surpreender o adversário. Enquanto não chegamos lá, vale apostar. Você já escalou o seu time?

Repercussão
Fui ao Rio de Janeiro participar do Redação SporTV, com Xico Sá e o apresentador André Rizek. Lá consegui ver a enorme repercussão da iniciativa tomada pelo Inter, por sugestão de Alexandre Limeira. É o que mais se fala em todo o Brasil.
Os jornais dão grandes manchetes. A torcida mista conquistou o Brasil. As pessoas de bem não suportam mais as patifarias dos estádios. Iniciativas que visam a volta da civilidade nos estádios de futebol merecem esta repercussão. Muita gente vai imitar este exemplo maravilhoso.

Demmmaaaiiisss
O Bento Freitas será pequeno para receber o Brasil-Pel e seu enfrentamento com o Flamengo de Vanderlei Luxemburgo esta noite. A torcida Xavante se mobiliza em momentos muito menos importantes. Uma grande festa, 30 anos depois da inesquecível vitória sobre o Mengo de Zico. Vai ser um fato histórico.

De menos
Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, elegeu-se deputado federal. Seu primeiro movimento no cargo foi enviar um projeto para que se faça o Dia do Corinthians. Acho que este rapaz está de brincadeira. O Brasil tem inúmeros problemas graves e o cara quer o dia do seu clube. E o pior é que, nós, o povo, pagamos este cara.

"Não imagino que Aguirre queira contar com Rafael Moura"

24 de fevereiro de 2015 103
Foto: Diego Vara/Agência RBS

Foto: Diego Vara/Agência RBS

 

Diego Aguirre deu uma longa entrevista depois da vitória sobre o São Paulo, lá em Rio Grande. Falou pouco daquele jogo e teve que responder muito sobre o de quinta-feira. A insistência dos repórteres era para saber o esquema e a escalação do time colorado.
O técnico enrolou todos, admitiu todas as possibilidades, mas, de objetivo, nada deixou transparecer. Não era hora mesmo. Um jogo deste precisa ser estudado com muito cuidado. É preciso conhecer o adversário. Suas virtudes, seus defeitos, a forma como o treinador encara os jogos fora de casa. A partir daí, dá para começar a construir o seu time.
A defesa não terá surpresas. Réver e Juan não estão prontos para jogar. Permanecem Ernando e Alan Costa. Os laterais são Léo e Fabricio. No meio pode aparecer Nico Freitas no lugar de Nilton, que vem jogando muito pouco. O uruguaio guardou posição, deu efetiva proteção à zaga e fez passes curtos para quem sabe. Ao seu lado, Aránguiz, este saindo muito mais.

Na frente

D’Alessandro joga, ninguém duvida. Alex parece ter construído sua titularidade no jogo de Rio Grande. Serão os dois meias. No ataque, não imagino que Aguirre queira contar com Rafael Moura. Ele não tem conseguido jogar bem e teria a torcida contra si, tudo que o Inter não precisa.
Penso que mais justo seria escalar Sasha e Vitinho. Não existirá o homem de referência no ataque, mas o time contará com dois jogadores de muita movimentação, o que pode facilitar os lançamentos dos talentosos meias colorados. Penso que é assim que Diego Aguirre vai começar a partida. O Inter precisa ganhar este jogo sob pena de ficar a perigo na Libertadores.

Ingressos

Já estão vendidos os ingressos de torcida mista para o Gre-Nal. Uma iniciativa maravilhosa que tem por objetivo maior iniciar um sério movimento de civilização madura e adulta das nossas coletividades que gostam de futebol. Tenho certeza de que será um sucesso absoluto.
A maioria das pessoas é de bem. Gente que vai aos estádios para se divertir. Não estão proibidas brincadeiras com os adversários, gozações, bate papo de futebol. Tudo liberado. O que se quer proibir e afastar dos estádios são as cenas de violência provocadas por marginais que precisam ser banidos.

Demaaaaiiiissss

Os colorados vão lotar o Beira-Rio na quinta-feira. O time precisa muito da torcida. Nestes momentos de incertezas técnicas, de dúvidas sobre a capacidade do time, o ambiente do estádio provocado pelos torcedores pode ser decisivo. É o que se convencionou chamar de caldeirão. Mas é importante que o torcedor seja solidário nos momentos de dificuldade. Se for, vai ajudar muito o time na busca de uma vitória fundamental.

De menos

No Rio de Janeiro, a polícia prendeu 120 pessoas, entre torcedores do Fluminense e do Vasco. Digamos que não se pode chamar de torcedores este agrupamento de monstros. Eles são marginais que montam gangues para brigar. São selvagens. O futebol é apenas o pano de fundo que os move.

A maratona colorada

23 de fevereiro de 2015 73

O jogo de ontem em Rio Grande serviu para o treinador Diego Aguirre fazer observações importantes. Viu Réver cheio de dificuldades e ainda carecendo de mais treinamentos. Juan foi eficiente, mas precisa jogar mais para se firmar. Viu Nico Freitas ser um volante posicionado, simples mas eficiente no seu futebol. Com ele o sistema defensivo do Internacional melhorou. Anderson apresentou melhoras, mas é outro que ainda precisa melhorar. Viu Alex ser grande destaque no time colorado. Ele e Nico Freitas mostraram que podem começar o jogo contra o Universidade do Chile. Os outros estão fora. A vitória veio pela maior categoria dos jogadores colorados e pelas deficiências evidentes do São Paulo de Rio Grande. Os reservas ganham no Gauchão, os titulares em três jogos não conseguiram. Mas agora o Inter tem pela frente uma maratona. Em sete dias, joga duas vezes pela Libertadores, além do clássico Gre-Nal.

Má fase

Nilmar piora a cada jogo. Ainda não conseguimos ver o grande atacante que marcou época no Internacional e ajudou, diretamente, a conquistar títulos importante para o time colorado. Ontem, sublimou quando achou que poderia marcar o seu primeiro gol na temporada, na cobrança de pênalti. Não deu novamente. Pela segunda vez no ano o batedor oficial quis ser bonzinho com seus companheiros e não deu certo. Anderson e Nilmar passaram por um risco desnecessário e acabaram pagando um preço caro. O problema agora é saber como será o ataque do Inter na quinta feira.

Giuliano

A grande curiosidade do jogo desta noite entre Grêmio e Juventude na Arena é a presença de Giuliano. Felipão não confirma se ele sai jogando ou se entra no segundo tempo, o que acho mais razoável. Esse é um jogador que tem tudo para dar um toque de qualidade ao time do Grêmio. Felipão deve manter três volantes, Giuliano e Douglas mais a frente e somente um atacante que deve ser Pedro Rocha que vem jogando muito bem. O Juventude encarreirou três vitórias e vem para o jogo com esperanças de sucesso. Um bom jogo para ser apreciado.

É demaaaaiiissss

Ypiranga, São José , Cruzeiro, Brasil de Pelotas e outros estão mostrando futebol de muita qualidade. O Gauchão, a Copa dos Gaúchos, tem apresentado bons jogos, a dupla Gre-Nal tem enfrentado muitas dificuldades. Fazia bom tempo que não se assistia a uma paridade importante como estamos vivendo este ano. Tomara que continue assim.

É de menos

Mais um caso de racismo aconteceu em Rio Grande. Um segurança do Internacional foi a vítima da vez. O mal educado e criminoso foi detido pela Brigada Militar. Tomara que ninguém saia em defesa desse cara. O Chelsea deu, esta semana, uma demonstração de civilidade que faz inveja ao futebol brasileiro. Os racistas da sua torcida que foram flagrados no metrô de Paris foram banidos do clube. Isso é uma postura civilizada e oportuna.

Lisandro López precisará de um longo período para recondicionamento

21 de fevereiro de 2015 12

Lisandro López

Ninguém duvida que este é um grande jogador. Um atacante competente, que tem muitas virtudes. O que se discute é como ele chega para ser jogador do Inter a partir da próxima semana. Atletas que passam duas temporadas no Catar enfrentam muita dificuldade para retornar ao futebol competitivo do Brasil. Alex levou um semestre para entrar em forma. Nilmar está penando para conseguir jogar. Ainda não conseguiu.
Não se deve ter muita esperança de que Lisandro seja um solução para poucos dias. Vai ter que passar por um longo período de recondicionamento ou readaptação. Se o Inter o contratou pensando em ser reforço para a Libertadores, acho que está errando. Mas se pensam nele como avante para o Campeonato Brasileiro, no segundo semestre, acho que aí está certo. Ele é muito bom jogador e, em forma, pode ser muito importante.

 

Reservas reforçados 

Foto: Fernando Gomes / Agência RBS

Foto: Fernando Gomes / Agência RBS

O Inter leva um time de reservas para jogar contra o São Paulo em Rio Grande. Mas leva também o goleiro Alisson, o zagueiro Réver e o meio-campista Anderson. Claro que Diego Aguirre joga no Gauchão mirando a Libertadores.
Ele tem jogo decisivo na quinta-feira, e se puder aproveitar Réver e Anderson contra a Universidade do Chile vai dar mais qualidade ao time. O problema é saber qual a situação física e ritmo de jogo. Anderson pede quatro jogos, Réver nada fala, apenas treina. O jogo de Rio Grande é um ensaio para um período onde tem dois jogos pela Libertadores e um Gre-Nal. Nada fácil para o Inter.

 

Volantes
Contra o Passo Fundo, Felipão usou três volantes e obteve bons resultados. Só que Giuliano está voltando. Tem treinado bem e, ao que tudo indica, deve voltar ao time na noite segunda de segunda contra o Juventude.
Neste caso, sai um volante. Ficam dois e mais dois meias. O que se pode discutir é se o esquema não ficará fragilizado com o time com pouca capacidade de marcação. Mas do ponto de vista técnico, Giuliano dá uma grande melhorada no time do Grêmio. Este jogador é muito bom e tem que jogar.

 

Demais
Foi tão grande o sucesso da Caravana do Gauchão na sua primeira apresentação na cidade de Cidreira que ela está voltando para lá neste sábado. A Concha Acústica, erguida bem na parte central da cidade, facilita o acesso do publico. Outras praias que ficam em volta também levam seus veranistas para a grande festa. A Caravana do Gauchão é o grande espetáculo cultural em meio ao nosso campeonato, a Copa dos Gaúchos.

 

De Menos
Ainda bem que os caras da CBF estão querendo implantar a punição automática aos treinadores. Se forem expulsos, ficam fora da casamata no outro jogo. Temos treinadores muito inconvenientes, que abalam as arbitragens com seus chiliques e suas reclamações. Tem técnico que perde e diz que é complô contra seu time. A leviandade corre solta no futebol brasileiro. Uma punição não fará mal.

Corinthians está muito à frente do Inter

20 de fevereiro de 2015 68
Jadson fez gol no clássico de quarta

Jadson fez gol no clássico de quarta

Diferentes estágios
Tão preocupante quanto ver o Inter jogar tão mal como foi lá na Bolívia, foi ver o Corinthians aplicar uma surra no poderoso São Paulo. O Timão teve que jogar a pré-Libertadores e teve pouco tempo para treinar seus jogadores. Fábio Mahseredjian conseguiu fazer os jogadores voarem em poucos dias de treinamento físico, provando que é um preparador físico de primeiríssima qualidade.
Ao mesmo, o técnico Tite colocou toda sua capacidade em campo. Sem Paolo Guerrero, suspenso, ele “inventou” Danilo no ataque. Só que este recuava e permitia o avanço de Emerson Sheik e Renato Augusto. Os laterais também conseguiram avançar, enquanto Jadson fazia uma partida de luxo. O São Paulo, apesar do bom time que tem, foi amplamente dominado e não teve situação para marcar. Escapou de levar uma goleada, ainda que árbitro tenha cometido um erro no segundo gol.
Mas deu para notar que o estágio do futebol corintiano está muito adiante do estágio do futebol colorado.

Avanços
Para se habilitar a coisas importantes na Libertadores, o Inter precisa melhorar muito. Nos jogos oficiais deste ano com os titulares, são três empates no Gauchão e a derrota de La Paz. É muito pouco. Na próxima quinta-feira, a partida contra a Universidad de Chile é decisiva.
Jogando pouco como tem acontecido, ninguém garante que o Inter possa ter uma vitória. Diego Aguirre precisa achar uma maneira de colocar o time com mais qualidade em campo. Tem bons jogadores, mas está desajustado. Marca mal e pouco ataca. Os dois compromissos seguintes no Beira-Rio são decisivos. Ou ganha ou compromete sua classificação.

Recuperação
Não foi nenhuma maravilha, mas pode representar um começo. O Grêmio vinha muito mal, perdera duas partidas seguidas na Arena e buscava urgente recuperação. Ganhou do Passo Fundo mostrando organização melhor, mais comprometimento dos jogadores e afastando a apatia denunciada pelo presidente Romildo Bolzan.
Júnior e Pedro Rocha foram os destaques principais. Se Felipão os mantiver no time e transformar Walace em titular, os dividendos de uma renovação começarão a aparecer. O Grêmio pode muito mais do que vinha apresentando.

DEMAAIISS
Cesar Pacheco vai ser o diretor de futebol do Grêmio. Finalmente se deram conta de que o diretor político é importante. Pacheco tem larga experiência, já trabalhou com Koff e Felipão e pode dar uma contribuição importante.
A presença de um dirigente no vestiário é significativa. O jogador precisa se corresponder com quem representa politicamente a direção do clube. Pacheco é um grande retorno ao futebol do Grêmio.

DE MENOS
Torcedores do São Paulo quebraram cadeiras na Arena Corinthians. Esta é uma ação que se repete nos jogos de futebol. Além de criminosa, pois estraga o patrimônio de terceiros, ela causa um prejuízo para seu próprio clube.
As direções fazem acordo de pagar o que seus torcedores quebram. Além de vândalos, não se dão conta de como são burros, de como lhes falta inteligência.

Um mês depois, Aguirre ainda não conhece seus jogadores

19 de fevereiro de 2015 51
Fernando Gomes

Fernando Gomes

Já faz um mês e meio que Aguirre assumiu o Inter. Bom tempo para conhecer jogadores, potencialidades e definir um time competitivo. Mas o técnico não conseguiu.

O Inter empilha bons jogadores em campo, mas não consegue ser um time. Isto explica que, nos quatro jogos com o time titular, empatou três no Gauchão e perdeu na Libertadores. É lógico que o torcedor espera mais, só que agora há somente um semana para arrumar a casa. Não dá mais para perder pontos na Libertadores.

Grandes clubes

Mais do que um grande time de futebol, um clube com projeção mundial precisa cuidar muito de questões sociais, de sua imagem. O comportamento de seus torcedores, se não estiver dentro do razoável da convivência humana, mancha a imagem desses grandes clubes.

O Chelsea deu uma demonstração espetacular de como ser grande. Em nota oficial, a direção diz estar à disposição das autoridades francesas para ajudar na condenação de torcedores do clube que impediram a entrada de um negro em um metrô de Paris, antes do jogo contra o PSG pela Liga dos Campeões.

A nota ainda deixa claro que, se forem associados, serão afastados para sempre do clube.

É um exemplo que precisa ser seguido pelos clubes brasileiros. Por aqui, a moda é a defesa de torcedores, mesmo que estejam cometendo atos criminosos. Acho que seria muito bom entender esta lição que o Chelsea dá para todos.

É DEMAIS!

O Racing argentino foi a grande nota da primeira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Foi na Venezuela e meteu uma histórica goleada de 5 a 0. É mais uma prova que será muito difícil conquistar esse título. Há muitos times com tradição e grife, e outros que têm muita qualidade. O Inter que dê um jeito de melhorar.

É DE MENOS!

A CBF anuncia que o prêmio da Copa do Brasil aumentou. Agora, quem ganhar a competição receberá R$ 8 milhões. Uma boa grana. O problema é que, nos nossos clubes, quanto mais dinheiro entra em caixa, mais eles gastam. A tevê paga uma baita grana e eles ficam cada vez mais endividados.

Falta responsabilidade nos nossos dirigentes.

Vitórias

Para seguir sonhando com a Libertadores, será necessário conseguir duas vitórias nos dois próximos jogos dentro do Beira-Rio. Pelo que vem jogando, nada autoriza dizer que isto é possível. Pelo contrário.

Pelo momento atual, podemos dizer que as dificuldades serão imensas na busca destes importantes seis pontos. Diego Aguirre tem uma semana para achar um time, para conseguir vitórias, para levar o Inter à classificação. O torcedor colorado está em pânico.

O Grêmio já perdeu demais

18 de fevereiro de 2015 94

O torcedor está amargurado, decepcionado. Via em Fábio Koff e Luiz Felipe, dois grandes campeões do passado, a possibilidade de ver o clube reerguido. Ao contrário, o Grêmio arde em dividas milionárias, e dentro do campo seu time é desastroso. Faz péssima campanha no Gauchão e vem de duas derrotas consecutivas dentro da Arena.
Felipão deve ter se dado conta da gravidade do momento e decidiu mudar. Aliás, mudar o time é o que ele mais tem feito. Hoje, contra o Passo Fundo, vai se fechar. Entra em campo com três volantes para não dar armas ao adversários. Perder mais uma vez seria a soma de desastres inaceitáveis. Parece mentira, o grande Grêmio, que já foi campeão do mundo, usa um time bem fechado para não correr o risco _ ou minorar o risco _ de perder para o Passo Fundo no Vermelhão da Serra.

Grande jogo

Corinthians e São Paulo fazem o grande jogo desta noite pela Copa Libertadores da América. O São Paulo parece ser mais time, mas os corintianos têm o trabalho de Tite, que hoje é disparado o melhor treinador do país. É um jogo imperdível. Quem perder pode se complicar na fase de grupos da Libertadores.
Espero que não aconteçam confusões entre os torcedores. Um jogo deste tamanho não merece esse tipo de incidente. O poder público não quis colocar seus ônibus pelo risco de serem depredados. O São Paulo proporciona transporte para seus torcedores. Uma pena que isso exista no futebol.

Beto Almeida

O União Frederiquense é a grande novidade deste campeonato. Fez uma grande festa na partida inaugural contra o Grêmio na Arena. Eram mais de 1.500 torcedores. Mas seu time, lamentavelmente, não conseguiu bons resultados. A direção tomou a providência de sempre: demitiu o treinador.
Entra Beto Almeida, um profissional calejado, experiente e competente. Começo a acreditar que o time mais novo do Gauchão iniciará recuperação. O entusiasmo de toda região é tão grande que merece coisa muito melhor.

DEMMAAIIISSS

A Seleção Brasileira levou 7 a 1 da Alemanha e protagonizou o maior fiasco do futebol mundial. Ontem, a base do time alemão representado pelo Bayern de Munique não conseguiu vencer o Shakhtar, um time formado na sua maioria por jogadores brasileiros. Eles poucas vezes são convocados, mas mostram competência no seu clube e, de alguma forma, reabilitam o nosso futebol.

 

DE MENOS

Quase todos os clubes brasileiros estão em situação financeira muito complicada. Um destes casos é o Palmeiras, cujo presidente toma empréstimos milionários. Em bom tempo, a direção resolveu fazer uma campanha de sócios, aproveitando o novo estádio, e já está chegando à marca fabulosa de 100 mil associados. Já é o segundo clube com maior numero de sócios, só perdendo para o Inter.

O Grêmio não tem um time

17 de fevereiro de 2015 36
Felipão muda a equipe a todo o momento

Felipão muda a equipe a todo o momento

 

Sem time
Foi Rafael Colling que usou a seguinte frase em sua manchete na Rádio Gaúcha: “Não tenho a menor ideia de qual time vai jogar na quarta em Passo Fundo”. Dá uma ideia da dificuldade enfrentada pelo Grêmio pela falta de convicção do treinador. Luiz Felipe faz muitas variações, abusa de improvisações, tira e bota jogadores a todo instante.
Sendo assim, o time que perdeu muita qualidade ainda não encontra um profissional para escalar uma equipe permanente. É melhor ter um time ruim do que não ter time. Este é o caso do Grêmio nas mãos do Felipão.

Rumo ao tri
Não será fácil a caminhada colorada na Libertadores que começa esta noite. Grandes grifes do futebol sul americano _ como River e Boca _ só para citar dois exemplos, estão nela. Dá para contabilizar os brasileiros, todos de primeira qualidade. Mas o objetivo colorado é o tri campeonato.
Apesar de mais de um mês e meio treinando, o time colorado não chega na competição ajustado. Diego Aguirre teve dificuldades para entender o grupo, jogadores foram chegando em meio aos treinamentos. Tudo isso atrasou definições importantes. No Gauchão, o time titular empatou os três jogos que disputou. Mas a bola vai rolar esta noite no Estádio Hernando Siles, nos 3.700 metros de altitude de La Paz. Importante esquecer dificuldades e buscar soluções. Posse de bola, triangulações, encurtar o campo, são algumas das medidas que devem ser tomadas. Os bolivianos usam muito bem a falta de oxigênio que abafa os visitantes.

Anderson
Diego Aguirre saiu com o time escalado. E acho que muito bem escalado. É o que tem. Alan Costa será titular porque Réver ainda não tem condição física. Vitinho sai do time para que entre Anderson. Tem mais capacidade de marcação, retenção de bola e alta técnica para a posse de bola ser, o maior tempo possível, dos colorados.
Aguirre sabe que o empate é um bom resultado. Ele já passou por La Paz como jogador e como treinador, sabe muito bem as providências que precisam ser tomadas. É um jogo muito complicado, menos pelo adversário e muito mais pela altitude sufocante.

DEMMMAAAIIIISSSS
Os “cardeais” do São Paulo tomaram uma grande medida. Proibiram o presidente Carlos Miguel Aidar e o ex-presidente Juvenal Juvêncio de trocarem acusações. Eles sabem que isso enfraquece o clube. Decidiram que só aceitarão acusações com provas. Uma atitude que poderia ser imitada por muitos clubes que, nas suas brigas politicas, acabam enfraquecendo muito.

DE MENOS
Coincidência ou não, depois do jogo contra o Aimoré em que Felipão culpou os jogadores por perderem, vieram duas derrotas consecutivas dentro da Arena. No sábado passado, Felipão transferiu a culpa da derrota para os jogadores. Fica, agora, a curiosidade de ver o comportamento dos profissionais do Grêmio amanhã. Jogador não gosta de ser criticado publicamente.