Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Pedro Ernesto: Ameaças

27 de novembro de 2014 0

Acontece de tudo no futebol brasileiro. O auditor do STJ, Décio Neuhaus, recebeu ameaças por telefone e mensagens de pessoas de São Paulo (DDD 11 ) porque é gaúcho e participará do julgamento do caso Petros nesta quinta-feira, que pode levar o Corinthians a perder quatro pontos. Se isso vier a acontecer, a Dupla terá grande vantagem, já que disputam com os paulistas vaga na Libertadores. Se pensam isso, imagine o leitor o que poderemos pensar do STJD que, em sua maioria, tem auditores de Rio e São Paulo. Entendo que isso é forma de pressão leviana, de baixo nível e que visa a intimidar o auditor. Seria importante que a policia rastreasse os telefones de onde vieram as chamadas. Ninguém acredita que o Timão vá perder pontos. Quero que o Décio dê o seu voto com a independência que o caracteriza.

Valdivia
O chileno não deve enfrentar o Inter sábado. Que homenzinho complicado. Quando não se mete em questões disciplinares, está no departamento médico. É o caso agora. Pior para o Palmeiras e melhor para o Inter, já que se trata do melhor jogador do time paulista. Dorival Júnior fechou o treino na tarde de ontem. A delegação deve chegar hoje a Porto Alegre, um dia antes do normal, para fugir da pressão da torcida, descontente com a péssima campanha no Brasileirão.

Celular
O volante Felipe Melo resolveu presentear a mulher com um celular. Mas não imagine o caro leitor tratar-se de um aparelho comum. Felipe deu para a amada um celular de ouro. A mulher deve estar feliz da vida. Essa excentricidade dos jogadores de futebol, muitas vezes, os levam a falência. A vida profissional deles é curta, é preciso administrar bem o dinheiro. Imagine a fortuna que Felipe Melo deve ter pago por esse mimo. Sabendo-se que a tecnologia avança numa velocidade incrível, é de se pensar que, em poucos meses, o modelo esteja ultrapassado. E lá vai o rico dinheirinho pelo ralo.

Demmmaaiisssssss
O presidente eleito do Vasco Eurico Miranda foi recebido na CBF pelo presidente José Maria Marin. Ouvido pela imprensa, Marin definiu Eurico como “patrimônio do futebol brasileiro”. Isso explica porque fizemos vexame na Copa do Mundo. Um presidente gagá e que rouba medalhas e um dirigente que parecia arquivado e volta à cena com o apoio da cúpula de quem manda no futebol do país. Ninguém merece.

De menos
Nem José Maria Marin, o presidente da CBF, nem Marco Polo del Nero, que assumirá em 2015. Nenhum apareceu no Mineirão na final da Copa do Brasil. Deveriam entregar a taça ao campeão, afinal a competição é organizada pela entidade que comandam. São tão ruins esses atuais mandatários da CBF que, por vezes, dá até para sentir saudade de Ricardo Teixeira, que teve de sair do Brasil para não ir em cana.

Copa do Brasil

26 de novembro de 2014 37

Nada na vida, e no futebol, vem por acaso. Os mineiros chegaram à decisão da Copa do Brasil com todos os méritos. São times melhores do que todos os outros que andam por aí. Não é à toa que Belo Horizonte vive um momento histórico. Nunca os times mineiros ganharam tanto como nestes últimos dois anos.

O Cruzeiro se mostrou um time adequado para tiros longos. É bicampeão brasileiro nos pontos corridos (também ganhou em 2003 nesse formato). O Atlético venceu a Libertadores 2013 e agora está muito perto da Copa do Brasil. Grêmio e Inter estão interessados neste jogo. Torcem pelo Cruzeiro, só que o Galo ganhou no Horto por 2 a 0 e tem grande vantagem. O Brasil todo vai parar para ver a grande decisão.

Titulares

Não tem jogo jogado. Mesmo assim, não posso tirar do Inter o favoritismo para o jogo de sábado contra o Palmeiras. Se o time paulista vem com tudo para tentar escapar do rebaixamento, o Inter não será diferente, já que uma vitória simples lhe dá a vaga para a Copa do Brasil.
O Colorado não deve ter Alan Patrick e Nilmar, mas posso acrescentar que também não terá Cláudio Winck e Sasha, dois jogadores que se estivessem em condição de jogo, certamente, seriam escalados. Só que a hora é de pensar nos que vão entrar em campo. Eles é que poderão garantir a vaga que o clube sonha. São os titulares do momento.

Dinheiro

Ter dinheiro não significa que se possa, necessariamente, fazer um bom time de futebol. Não ter dinheiro não impede que se ache uma equipe de qualidade. O Grêmio não tem dinheiro para contratar. Mas tem uma base importante, jogadores nas categorias inferiores com condições de serem utilizados, e pode achar dois ou três jogadores pontuais no mercado que cheguem como solução.
O próprio Luiz Felipe já fez isto tempos atrás no Grêmio. Ganhou muito sem contratações que custavam milhões. Foram jogadores relativamente baratos, bem escolhidos, que permitiram a formação de um grande time.

Demaiss

Os associados do Inter vão escolher em dezembro o futuro presidente. Será Marcelo Medeiros ou Vitorio Piffero. Terão de fazer mudanças importantes, mas o fundamental é que o Inter já tem três reforços importantes. Cláudio Winck, que se espera não tenha mais problemas de lesão, Sasha, que se tornou um jogador importante, e Nilmar, que efetivamente ainda não fez sua estreia no Inter.
São jogadores que estão fora de combate, mas que são titulares de qualquer formação de hoje no Beira-Rio. Um bom começo para quem assumir, já que o dinheiro, definitivamente, anda muito pequeno.

De menos

Leonardo Gaciba deu entrevista para o Diori Vasconcelos, da Rádio Gaúcha, dizendo que a preparação atual dos árbitros de futebol é muito menor do que dez anos atrás. Talvez isto explique um pouco os erros que tem sido notados neste Brasileirão. No entanto, em defesa dos árbitros, devo dizer que é uma covardia definir a qualidade deles analisando os lances pela TV, que coloca até 20 câmeras no estádio. Um apitador tem dois olhos e precisa decidir na hora. Não se pode fazer julgamentos definitivos.

Pedro Ernesto: As explicações do Grêmio

25 de novembro de 2014 75

Imagine um clube que perde seus jogos e sempre enxerga algum agente externo como culpado. Pode ser a arbitragem, a federação, a imprensa, qualquer um. Pode ter razões, muitas vezes, mas quase sempre esquece de suas dificuldades, dos seus problemas e dos seus erros. Quando um dirigente ou um treinador vai para a entrevista e enxerga pelo em casca de ovo, na realidade, tenta encobrir suas próprias dificuldades. É muito mais fácil colocar a culpa em agentes externos.

Só que, assim, cai no marasmo da repetição dos mesmos erros e se afasta da evolução nos processos. Esse me parece, muitas vezes, o comportamento do Grêmio. Faz 13 anos que nada ganha e sempre procura desculpas. Imagino que seria muito melhor ver o que não tem feito de forma correta, reconhecer os erros e buscar forma de melhorar. Quem já foi campeão da Libertadores e do mundo não pode se conformar com essas reclamações que não levam a nada. Mais um ano acaba sem títulos. E, ao que tudo indica, sem vaga na Libertadores, que servia de consolo.

 Contratações
Ouço que o Grêmio estaria em negociações com o Londrina pelo atacante Joel, atualmente no Coritiba. Uma contratação que o clube não deveria fazer. Joel é médio, como é Fernandinho, que custou R$ 6 milhões, ganha R$ 380 mil mensais e tem contrato até o final de 2016. Nem concentra. Felipão não gosta de seu futebol e o arquivou. Dinheiro que vai pelo ralo. O Grêmio tem o Éverton, jogador de futuro e que precisa ser aproveitado. Ou consegue algum jogador de primeiríssima qualidade ou investe nos jovens.

Beira-Rio
Imagino que o estádio será pequeno para receber os colorados no sábado, contra o Palmeiras. Uma vitória garante vaga na Libertadores. Nos últimos dois anos, o Inter viu o rival nessa competição. Agora. pode ser sua vez. E com a possibilidade de ir muito mais longe do que o rival, que não passou das oitavas. O Palmeiras vem desesperado, lutando contra o rebaixamento. Não é jogo jogado, e a torcida ajuda nesta hora.
De Menos
Quando Felipão diz que não querem dois gaúchos na Libertadores, deve dizer com conhecimento de causa. Afinal, menos de quatro meses atrás trabalhava na CBF. Deve saber muito do futebol brasileiro. Quando diz que os árbitros não são profissionais, faz sempre nas derrotas. Quando ganha, nem se lembra da arbitragem. Assim é barbada.

 

Demaaiiiissss
O time reserva do Atlético-MG complicou muito o Inter no Beira-Rio. A vitória só veio depois de o juiz ignorar pênalti escandaloso e com gol nos acréscimos. Levir Culpi mostra grande capacidade de montar seu time. O titular faz sucesso, o reserva é muito bom. Ao mesmo tempo, treina os meninos que serão reforços importantes em 2015.

Complicou

24 de novembro de 2014 69

O Grêmio depende de milagre para chegar à Libertadores. Um deles, passa pelo Mineirão na quarta-feira. Os gremistas todos vestem o azul do Cruzeiro a partir de agora. A ironia é que o Grêmio só está nessa situação por causa da derrota para o Cruzeiro, na Arena. Se o campeão brasileiro ganhar a Copa do Brasil sobre rival Atlético-MG, o G4 vira necessariamente G5. Se der Galo, a saída é secar o Inter, que precisaria fazer, no máximo, dois pontos contra Palmeiras e Figueirense.

Vitória dramática

Os reservas do Atlético-MG mostraram qualidade e velocidade no Beira-Rio. Levir Culpi deu padrão definido de jogo ao seu grupo. Foi uma partida muito difícil para o Inter, que abusou de errar passes e teve individualidades que não corresponderam. Mesmo assim, veio a necessária vitoria. Com erros de arbitragem que favoreceram o time colorado e com um gol aos 48 minutos, feito por Fabrício, o mesmo que havia cometido pênalti inconsequente no primeiro tempo. O Inter se arrasta em campo, mas da passos firmes rumo à Libertadores.

Velho novo campeão

Ontem, foi só o desfecho daquilo que todos já sabiam faz tempo. O Cruzeiro liderou o campeonato a partir da sexta rodada e teve momentos em que abriu dez pontos do vice. Deu uma caída, mas sempre teve folgada liderança. Foi o time que mais ganhou fora de casa. Sobrou em relação aos seus adversários. São dois anos de superioridade fantástica. O Cruzeiro deixou o campeonato quase sem graça. Grande e invejável campeão. Exemplo para muitos clubes deste país, dirigidos por incompetentes. Parabéns ao time mineiro. O resultado não poderia ser outro.

É demais!

O Brasileirão chega ao final com muitos jogos decisivos. É luta por vaga no G4 e para escapar da degola. O campeonato cresce de emoção na reta final.

Alguns se jogadores desesperam, como os do Bahia, com um pé na Série B. Outros, fazem festa, como os do Inter, que mostravam felicidade de sobra depois do milagroso gol Fabrício.

É de menos!

Se é possível festejar o retorno do Vasco à Série A, também se deve avaliar o que se passa em Sao Januário. Sábado, no Maracanã, com mais de 56 mil pessoas o time foi ridículo.

O Vasco se classificou e levou vaia da torcida. Certamente, o clube avalia seu futuro imediato e deve estar preocupado.

Grande decisão

22 de novembro de 2014 120

Chegou a hora. O jogo deste domingo entre Grêmio e Corinthians é a suprema decisão. Jogo de seis pontos, de dois fortíssimos candidatos à vaga na Copa Libertadores da América. Quem ganhar vai estar lá. Depois, serão apenas dois jogos e tirar a diferença será quase impossível.

Para o Grêmio, o empate até pode ser bom. Felipão terá que remontar o time dos dois últimos jogos e do primeiro tempo contra o Cruzeiro. Se conseguir isto, entendo que ganha o jogo. Caso contrário, dá a oportunidade para que o time treinado por Mano Menezes crie situações de gol. São dois times de qualidade. O Grêmio perde alguns jogadores, o Corinthians tem o retorno de titulares importantes. Mas tudo isso pode ficar na estratégia do jogo.

Torcida

A direção colorada rebaixou o preço dos ingressos e espera pelo Beira-Rio lotado. O fato do Atlético-MG chegar a Porto Alegre com um time reserva facilita, mas não resolve tudo. O time de Abel precisa fazer por si. Está conseguindo pontos, mas jogando muito pouco.

Neste sábado, tem três retornos importantes: Alex, Aránguiz e Fabrício. Os torcedores esperam que com eles o time mude para melhor. A equipe reserva do Galo empatou contra o Figueirense e ganhou do Palmeiras. Para ficar tranquilo, o Inter precisa ganhar os três jogos que faltam. Sendo assim, a torcida pode ser importante, lotando o estádio e incentivando o time.

Paralelos

Não é mais hora de ficar olhando adversários. Para que Grêmio e Inter tenham segurança absoluta de classificação, é o momento de ganhar todas. A rodada deste final de semana se apresenta como a mais complicada. O Grêmio perdeu para o Cruzeiro e nem pode pensar em perder para o Timão. É adversário direto.

Existem três times buscando duas vagas para a Libertadores. Considerando-se que Cruzeiro e São Paulo já estão lá, Corinthians, Grêmio e Inter são os postulantes. Não é hora de pensar em cálculos matemáticos, nem ficar ouvindo estes matemáticos chatos que falam em percentuais de classificação. É preciso ganhar. E ponto.

Demaaaaiissss

Estamos vivendo uma semana maravilhosa no futebol. Teve o grande jogo do Grêmio contra o Cruzeiro. Na noite deste sábado, tem o Inter contra o Galo. No domingo, Grêmio e Timão. Um grande momento do futebol brasileiro. Pena que não temos final.

De menos

A Operação Lava Jato, que está sacudindo estruturas no país, entra nos jogos Olímpicos de 2016. Segundo informações que recebi, cerca de73% das obras estão contaminadas. Na Copa, não deve ter sido muito diferente.

Beira-Rio lotado no sábado

21 de novembro de 2014 88

LEONARDO OLIVEIRA – interino

O Beira-Rio vai lotar no sábado. Ontem, em poucas horas, o torcedor comum havia adquirido os ingressos que os sócios ainda não haviam adquirido. Foram disponibilizados 30 mil bilhetes desde segunda-feira. Se os proprietários de cadeiras e perpétuas comparecerem em bom número, a direção projeta bater o recorde de público do Gre-Nal de agosto, 37,2 mil pessoas.

Agora, é com Abel Braga. Sem Nilmar, precisará apostar outra vez em Rafael Moura para vencer o Atlético-MG. A volta de Alex já representa um ganho do tamanho do Beira-Rio.

Velocidade

O Inter de 2015 precisa de uma turbinada. Não se concebe mais futebol sem velocidade. E isso foi tudo o que faltou neste segundo semestre. Antes da Copa, Aránguiz era quem acelerava o time. Mas depois dela parece freado. Sasha ganhou espaço com a lesão de Jorge Henrique e a má fase de Alan Patrick e elevou a rotação do time.

Para azar de Abel, lesionou-se. Fica a dica para quem ganhar a eleição de 13 de dezembro. Futebol se vence com energia e velocidade. Os mineiros são exemplo. O Grêmio do Gre-Nal também.

Ano Novo

O presidente eleito Romildo Bolzán Júnior tem alguns abacaxis para resolver já na largada de seu mandato. É preciso encontrar uma forma de manter Dudu. Também será preciso resistir ao assédio sobre o zagueiro Pedro Geromel. Seus direitos econômicos pertencem ao Colonia-Ale e está previsto em contrato que, caso apareça alguma proposta, o Grêmio terá de cobri-la.

Como o caixa está raspado, será complicado concorrer em euros. Há ainda Alán Ruiz, cujos direitos custam US$ 4 milhões.

É demaaaiiis!

O Corinthians não brilha como todos esperavam. Mas Mano Menezes faz campanha consistente e firme rumo à Libertadores. Não veio a taça, mas o clube está perto de voltar à competição que ganhou em 2012.

Como o Corinthians tem eleições em fevereiro, o presidente Mário Gobbi decidiu não acertar com Mano. Que está no mercado. É um bom nome.

É de menos

O Botafogo está com cara e coração de quem está rebaixado. Não bastasse o pouco futebol, há focos de incêndio no vestiário.

Depois da derrota para o Figueirense, o técnico Vagner Mancini classificou Jobson de irresponsável por cobrar o pênalti que errou. Mancini havia definido Murilo, ex-Inter, como batedor. Ontem, Jobson rebateu o chefe.

Jogo do ano

20 de novembro de 2014 56

Pode parecer um exagero, mas coloco este título para tentar dar uma ideia bastante clara da importância e da grandeza do jogo desta noite entre Grêmio e Cruzeiro. É o líder do campeonato, quase bicampeão, precisando de pontos para consolidar esta situação, contra o Grêmio que vem de dois resultados empolgantes e jogando futebol de muita qualidade.

A Arena vai lotar. O torcedor gremista entendeu a grandeza do jogo e deve reconhecer as qualidades do adversário. Vai ser uma noite especial, de grande futebol em Porto Alegre.

Narrador

O narrador Alberto Rodrigues, da Rádio Itatiaia, líder em sintonia em Belo Horizonte, deu uma entrevista muito interessante no programa Dose Dupla da Rádio Gaúcha. Ele narra todos os jogos do Cruzeiro. As partidas do Atlético são de outro narrador.

Alberto reconhece que a Raposa caiu muito, não se repete em relação ao primeiro turno, mas ele lembra também que a Copa do Brasil ficou inviável para o Cruzeiro, e que o time precisará muito dos pontos desta noite.

Reservas

Ao contrário do Cruzeiro, o Atlético-MG joga todas as suas forças na Copa do Brasil. A vantagem de 2 a 0 praticamente lhe garante o título. Por esta razão, deve vir jogar contra o Inter com seus reservas no sábado, já que na quarta tem a grande decisão no Mineirão.

Mas não dá para imaginar que o jogo está ganho. Os meninos atleticanos ganharam do Palmeiras, no Pacaembu, por 2 a 0. Depois, empataram com o Figueirense no Independência. Só pelos resultados dá para ver que não é um time desprezível. Importante que o torcedor colorado aproveite a promoção de ingressos e lote o Beira-Rio. O Inter precisa ganhar.

DEMMAAIIISSS

Boca e River fazem o grande clássico argentino desta noite dentro da Bombonera. Torcida única para os argentinos não se matarem no estádio ou pelas ruas. É jogo da Copa Sul-Americana, competição muitas vezes desprezada pelos arrogantes clubes brasileiros. O Inter fez isso. Saiu dela, saiu da Copa do Brasil, e agora, corre o risco de não conseguir sequer classificação para a Libertadores. Os argentinos pensam melhor o futebol.

DE MENOS

Fernando Carvalho, nosso convidado especial do Sala de Redação, está dando um show de informações. Uma das mais importantes que ele trouxe é que o faturamento anual da CBF, segundo balanço, chega a R$ 500 milhões por ano. Metade deste dinheiro bem que poderia ser dividido entre clubes médios e pequenos para que os mesmos tenham uma infraestrutura capaz de formar jogadores. Ao contrário, este dinheiro serve para pagar salários dos dirigentes e sei lá mais o que.

Nova Seleção

19 de novembro de 2014 46

Quando acabou a Copa do Mundo, saí com muito medo do futuro Imaginava que o Brasil nem sequer se classificaria para estar na Rússia, em 2018. Veio Dunga. Não gostei da sua contratação. Preferia Tite, um técnico coroado por títulos importantes. Era a sua vez, pensava. Mais uma vez fiquei preocupado. Vieram os jogos. Foram seis amistosos, um dos quais contra a Argentina, vice mundial, com Messi e tudo. A Seleção ganhou todos. Concluí nessas seis partidas que Dunga reabilitou o futebol brasileiro. Aquela anarquia que nos levou a tomar duas goleadas deu lugar a um time com pé e cabeça. Que não tem nada demais, a não ser Neymar. Mas tem estrutura competitiva, capaz de fazer gols e quase não levar. Foram seis jogos, seis vitórias, 14 gols feitos e um sofrido. O ano acabou ontem par a Seleção, depois do 2 a 1 na Áustria. Estou tranquilo em relação ao futuro. Vai nessa, Brasil.

Grande jogo

A partida Grêmio x Cruzeiro, amanhã, 21h50min, na Arena, pode ser a maior deste ano no Estado _ excetuando os Gre-Nais, claro. O Grêmio precisa da vitória para encaminhar vaga na Libertadores. O Cruzeiro, para, domingo, poder festejar o título em Belo Horizonte. Os mineiros sabem que, depois do 2 a 0 para o Galo no Independência, a Copa do Brasil virou um milagre. Mas, no Brasileirão, a taça está muito perto. Tenho certeza de que o Cruzeiro vem com tudo. Só que encontrará o Grêmio em seu melhor momento. Grande jogo.

Desfalques

Nilmar e Alan Patrick estão fora contra o Atlético-MG, sábado. Em compensação, voltam Aránguiz, Alex e Fabrício. E isso melhora muito o time. Os dois meio-campistas, com DAlessandro, podem fazer a diferença. Basta que joguem dentro das suas capacidades. Fabricio mostrou, em duas ausências, que é fundamental neste Inter. Também se diz que o Galo vem com mistão, por estar envolvido com a Copa do Brasil. Importante lembrar que se trata de decisão. Há ingressos com preços promocionais. Lotar o Beira-Rio é obrigação.

DEMMMAAAIIISSS

Não sei até aonde vai a Seleção. Mas o inicio com Dunga é maravilhoso. Ele aproveitou muito do que Felipão deixou e armou seu time. São seis vitórias seguidas. Termina bem um ano que era terrível. Em 2015, tem Copa América e contamos outra vez com uma Seleção. Parabéns ao Dunga.

DE MENOS

Que pena que não temos uma fórmula Fraga ou algo parecido neste Brasileirão. A fórmula Fraga era aquela em que se jogava dois turnos e, no final, os campeões de cada um se enfrentavam. Por ela, hoje, Cruzeiro e Grêmio se enfrentariam pelo título em jogos de ida e volta. Seria um epílogo maravilhoso. Mas o futebol brasileiro prefere competição longa, na qual se conhece o campeão faz tempo.

Melhor desempenho

18 de novembro de 2014 29

Tenho muita dificuldade para imaginar quem vai se classificar para a Libertadores. São duas ou três vagas abertas. Cruzeiro e São Paulo já estão lá, pelo menos muito próximos. Inter, Grêmio, Atlético-MG, Fluminense e Corinthians são os candidatos.

O que dá para dizer, neste momento, é que o time com melhor desempenho no Brasileirão é o Grêmio. Felipão chegou no auge. Não sei se conseguirá repetir as duas grandes atuações que teve, mas parece ter achado o caminho. O problema do Grêmio está na qualidade dos dois próximos adversários. Na quinta, tem o Cruzeiro na Arena. No domingo, o Corinthians no Itaquerão. Dois jogos muito complicados. Arrisco dizer que fazendo dois pontos nestes dois jogos – e vitórias sobre Bahia e Flamengo – a classificação chega. O importante para o time gremista é que o futebol melhorou. Deixou de ser um time de um só bola para ser completo, eficiente nas funções de defender e atacar.

Retornos

O Inter será muito melhor contra o Atlético Mineiro no sábado. Abel Braga terá retornos importantes. Terá Fabrício de volta, Aránguiz e Alex no meio-campo. Estes três jogadores mudam o time para muito melhor. O que ainda não se sabe é se Nilmar terá condições de jogar. Sua lesão muscular não é grave, mas os médicos tem muito cuidado com jogadores que tem este tipo de problema.

Um músculo mal curado pode redundar numa lesão muito maior e tirar um jogador da competição. O time não foi bem contra o Goiás, mas conseguiu a vitória. Muito desfalcada, a equipe esteve longe do que o torcedor imagina.

Comando

Impressionante a qualidade do trabalho de Dunga no comando da Seleção Brasileira. Saímos muito mal da Copa do Mundo, imaginando que teríamos muitas dificuldades para remontar uma Seleção, desconfiados de que seria difícil até de classificar para a Copa do Mundo da Rússia.
Dunga comandou a Seleção em cinco jogos. Fez cinco vitórias, tendo marcado 12 gols e não sofrido nenhum. Hoje, tem jogo contra a Áustria, mais um teste contra uma seleção média. No ano que vem, o grande desafio será encarar a Copa América. Só que chegaremos a ela com uma seleção remontada. E o novo treinador aproveitou muito do que foi feito de bom por Luiz Felipe.

DEMAAAIIISSS

Amanhã, teremos a inauguração de mais um moderno estádio de futebol. Será a vez da Arena Palestra, no mesmo local do velho Parque Antártica, localizada num ponto central da cidade de São Paulo e moderna. Palmeiras e Sport Recife fazem o jogo de abertura. O time paulista ainda precisa desta vitória para escapar do rebaixamento.

DE MENOS

Thiago Silva teve péssima participação na Copa do Mundo. Foi escalado como capitão do time por Luiz Felipe e desapontou a todos pelos repetidos choros. Agora com Dunga, reclama de sua titularidade. Esquece que Miranda entrou no time por sua impossibilidade e jogou muito. E a equipe, em cinco jogos, não levou um gol sequer. Convenhamos que esta é uma reclamação nada a ver.

 

Vitória importante para o Internacional

17 de novembro de 2014 94

Foi a primeira das três vitórias que são fundamentais para o Inter chegar à Libertadores. Não foi um bom jogo do time de Abel Braga, os titulares fizeram muita falta, mas tudo isso é secundário em relação aos três pontos que foram conseguidos.
Alan Ruschel foi só médio, Bertotto foi muito lento, Jorge Henrique pouco produziu e Rafael Moura não conseguiu o gol que dele se esperava. O Goiás veio fechado e complicou, sorte do Inter que Paulão achou um golaço de bicicleta e garantiu a desejada vitória.

Bicicleta
Em um escanteio pelo lado direito cobrado por D’Alessandro. O zagueiro Felipe Macedo cortou para o lado, e bola caiu atrás do corpo de Paulão. Ele fez um giro por sobre si mesmo e buscou o acerto com uma bicicleta. Acertou mesmo. Pegou na veia e fulminou o goleiro Renan. Foi um dos gols mais bonitos da história do Beira-Rio. Lembrou de Leandro Damião, anos atrás, contra o Flamengo.

Goleada
Felipão acertou a mão no time do Grêmio, e a equipe conquistou duas goleadas consecutivas. Foi 4 a 1 no Gre-Nal e 3 a 0 diante do Criciúma. Continua o time com três volantes, mas deixou de jogar por uma só bola.
Felipão liberou os volantes também para jogar, e Ramiro somou dois gols na semana. Neste momento final de busca por vaga na Libertadores, é o Grêmio, entre todos os concorrentes, o que joga o melhor futebol. Os dois próximos jogos são dificílimos – Cruzeiro e Corinthians –, mas o Grêmio aprece habilitado a enfrentá-los.

É demaaaaaaiisssss
Os times que buscam vaga na Libertadores têm ganho a maioria dos jogos. Isso dá a certeza que a disputa ficará acirrada nas próximas rodadas. Fora Cruzeiro e São Paulo, que já estão classificados, não há favoritos para a ocupação das duas ou três vagas restantes. Acho que tudo pode ficar para a última rodada.

É de menos
O Brasil de Pelotas foi heroico na decisão da Série D do Brasileiro. Seu time foi esfacelado pelo STJD na sexta-feira. Mesmo assim, levou a decisão para os pênaltis. Pena que não ganhou, mas foi heroico e só se entregou na disputa final. No entanto, valeu a passagem para a Série C.