Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de abril 2017

Vereadores querem esclarecimentos de ex-diretor da Odebrecht

14 de abril de 2017 0

Em meio a referências ao Dia do Hino Nacional e à importância do significado da Páscoa, os desdobramentos das delações de executivos da Odebrecht, que citam as principais lideranças políticas de Blumenau em supostos atos irregulares, deram o tom nas discussões da Câmara de Vereadores nesta quinta-feira. O debate ficou centrado, sobretudo, em dois requerimentos apresentados por Jovino Cardoso (PSD).

O primeiro, aprovado, convoca o ex-diretor da Odebrecht Ambiental, Paulo Roberto Welzel, e outros diretores a prestarem informações sobre o caso aos parlamentares. É pouco provável, no entanto, que Welzel, que apresentou detalhes dos supostos encontros entre executivos da empreiteira e políticos locais, apareça. O vereador Alexandre Caminha (PROS) questionou se ele poderia falar sobre o assunto fora dos autos.

O segundo requerimento acabou sendo rejeitado. Jovino solicitava que a prefeitura cancelasse imediatamente as atividades da Odebrecht Ambiental em Blumenau. O ex-vice prefeito pede o mesmo no Ministério Público. Parlamentares contrários alegaram que o Legislativo não tem poder para cancelar contratos firmados pelo Executivo.

UFSC se posiciona sobre terreno para sede em Blumenau

13 de abril de 2017 0
terreno

Área no Fidélis pode receber sede própria da federal (Foto: Patrick Rodrigues)

Sobre nota publicada pelo blog, que destacou um terreno no bairro Fidélis como o favorito para a construção de uma sede própria da UFSC em Blumenau, a assessoria de imprensa da federal envia posicionamento à coluna em que “reconhece o esforço empreendido pelos membros do Executivo municipal” para a permanência da universidade na cidade.

No dia 17 de março, representantes da instituição de ensino e da prefeitura assinaram uma simbólica carta renovando o compromisso de trabalhar na manutenção das atividades acadêmicas do campus, além da consolidação da universidade no município através da viabilização de uma sede própria.

Confira a nota na íntegra:

Sobre a nota publicada pela coluna, no dia 8 de abril, acerca da sondagem de terreno no bairro Fidélis, a Direção da UFSC Blumenau reconhece o esforço empreendido pelos membros do Executivo municipal para a permanência da universidade. Considera-se tal postura um reflexo positivo da cooperação firmada em documento simbólico, assinado pelos representantes da UFSC, da Direção do Campus e da prefeitura de Blumenau, por ocasião da comemoração dos três anos do campus no município, no dia 17 de março. Do mesmo modo, nós da Direção do Campus da UFSC em Blumenau gostaríamos de agradecer o acolhimento da região, haja vista a receptividade demonstrada pelos prefeitos das cidades de Pomerode, Indaial e Gaspar, que têm se colocado como parceiros na ampliação da oferta de ensino superior de qualidade no vale do Itajaí. Temos a certeza de que o desfecho será benéfico para o futuro da universidade, de toda comunidade acadêmica, de Blumenau e região.

Quanto o blumenauense deve gastar na Páscoa

13 de abril de 2017 0
Páscoa

Foto: Lucas Correia

Apesar de os supermercados não demonstrarem tanto otimismo, o blumenauense pode gastar um pouco mais na Páscoa deste ano do que em 2016.

Pesquisa da Fecomércio-SC aponta que o consumidor daqui deve desembolsar, em média, R$ 166,41 nas compras – no ano passado foram R$ 162,25.

A média estadual, segundo o estudo, deve chegar a R$ 163,09.

Blumenau terá novo evento gastronômico em agosto

13 de abril de 2017 0

Já tem data definida o novo evento de gastronomia de Blumenau. O Sabores de SC, que reunirá produtos genuinamente catarinenses – plantados, cultivados ou pescados no Estado –, vai ocorrer entre os dias 4 e 6 de agosto no Eisenbahn Biergarten. Parte da área externa da Vila Germânica, em frente ao setor, também será usada. O evento terá cerca de 20 expositores de comida e bebida.

Mais detalhes da programação ainda serão divulgados, mas o secretário de Turismo e Lazer, Ricardo Stodieck, adianta algumas atrações. Na lista de produtos alimentícios estarão, por exemplo, embutidos, queijos e outras iguarias. O evento também terá música ao vivo e oficinas de culinária, como corte de carnes.

Ex-vereador questiona aprovação de estudo do novo crematório de Blumenau

13 de abril de 2017 0
Capela Vaticano

Foto: Artur Moser, BD, 20/2/2014

O ex-vereador Célio Dias (PR) questiona a aprovação, por parte do Conselho Municipal de Planejamento de Blumenau, do estudo de impacto de vizinhança para a instalação do Crematório Vaticano, às margens da BR-470, no bairro Salto do Norte.

Ele cita um ofício do DNIT que mostra que a área em questão está na relação das que precisam ser desapropriadas para as obras de duplicação da rodovia.

Quando ainda era parlamentar, Dias era um dos críticos ao empreendimento.

Prefeitura prepara novas medidas de contenção de despesas

13 de abril de 2017 0

A concessão dos três cemitérios públicos de Blumenau à iniciativa privada, anunciada terça-feira pela prefeitura, foi uma das ideias que surgiu no âmbito do mapeamento exigido pelo prefeito Napoleão Bernardes (PSDB), por meio de decreto, no início do ano.

Na ocasião, o tucano determinou que todas as secretarias, autarquias e fundações do município identificassem oportunidades de corte de despesas.

Outras pastas já fizeram levantamentos semelhantes e novas medidas serão anunciadas em maio.

Reforma Trabalhista deve atender interesses das MPEs

12 de abril de 2017 0

Articulação no Congresso que contou com a participação da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas e Empreendedor Individual de Santa Catarina (Fampesc) garantiu a inclusão de itens de interesse das MPEs no substitutivo global da Reforma Trabalhista.

A pauta de reivindicações, batizada informalmente de Simples Trabalhista – numa alusão ao Simples Nacional, que prevê simplificação tributária –, inclui, entre outros pontos, divisão de férias em três períodos e flexibilização da compensação de jornada e do intervalo do almoço.

O dia na Câmara - 11 de abril de 2017

12 de abril de 2017 0

A divulgação da “lista de Fachin” – leia mais sobre a reação dos parlamentares aqui – desviou a atenção dos vereadores da sessão de ontem. Ainda assim, a pauta do dia teve algumas polêmicas. Confira:

***

Ao reclamar por não ter sido chamado para acompanhar o simulado de enchente que começou segunda-feira em Blumenau, Zeca Bombeiro (SD) cutucou Sylvio Zimmermann (PSDB), sugerindo que o governo teria falhado em não comunicar os vereadores sobre o evento. Alexandre Matias (PSDB) saiu em defesa do colega tucano ao dizer que a ação não tinha sido organizada pela prefeitura. De qualquer maneira, não é a primeira vez que a postura de Zimmermann na interlocução do Executivo com a Casa é questionada.

***

Jovino Cardoso (PSD) criticou a criação de dois novos cargos na estrutura da Câmara. Sobre um deles, o de coordenador de manutenção, alegou que as atribuições da função já são feitas por outros profissionais, indicando sobreposição de tarefas e gastos desnecessários na Casa. O presidente Marcos da Rosa (DEM) se defendeu, citando ações de austeridade. No fim, a denúncia de Jovino foi engolida pela lista de Fachin e passou batida, pelo menos por enquanto. Ele promete levar o caso ao Ministério Público.

***

Adriano Pereira (PT) apresentou requerimentos questionando como estão os trâmites burocráticos para o asfaltamento de sete ruas da cidade. As vias constam na lista de obras da Política Municipal de Mobilidade. Os recursos para os trabalhos vieram de emendas parlamentares de Décio Lima (PT), Dalirio Beber (PSDB) e Geovânia de Sá (PSDB). O petista também cobra da ADR Blumenau um retorno sobre os repasses atrasados do governo do Estado para a saúde do município.

***

Ricardo Alba (PP) quer que a Câmara renegocie o valor do aluguel da atual sede, atualmente, segundo ele, em R$ 60 mil. Ele reclama que quem paga esse custo é o contribuinte.

***

Tramita na Câmara um projeto de lei que proíbe trotes universitários nas ruas de Blumenau. O autor é Marcos da Rosa (DEM). Pelo texto, entende-se como trote atos que ofendam a integridade física, moral e psicológica e exponham os novos alunos a constrangimentos. A legislação também prevê que compete às instituições de ensino realizar campanhas de esclarecimento e definir punições contra quem realizar a prática.

A maior parte das universidades da região, vale ressaltar, já condena os trotes, que por outro lado continuam acontecendo em ambientes particulares. O projeto passou pela Comissão de Finanças.

***

A Comissão de Constituição e Justiça viu inconstitucionalidade na proposta e emitiu parecer contrário ao projeto de lei de Alexandre Caminha (PROS) que tentava isentar pessoas convocadas para trabalhar nas eleições de pagar taxa de inscrição em concursos públicos.

***

Sylvio Zimmermann (PSDB) apresentou indicação para determinar que prédios públicos e novas edificações tenham torneiras com timer e sensor de presença para a luz interna dos ambientes. Ele acredita que a medida traria economia aos cofres públicos.

***

Blumenau sedia entre os dias 25 e 28 de maio, na Vila Germânica, o Encontro Sul-Brasileiro de Empresas Juniores. Assessora de captação e parceria do evento, a jovem Bruna Rosa usou a tribuna livre para destacar o empreendedorismo na juventude. Também fez um convite para o evento.

Eliminação do cobrador não garante tarifa mais baixa, diz líder sindical

12 de abril de 2017 0
Cobrador

Foto: Patrick Rodrigues, BD, 17/3/2016

Pelo Facebook do Santa, o ex-presidente e atual diretor do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo de Blumenau (Sindetranscol), Ari Germer, rechaçou a ideia de que uma eventual eliminação dos cobradores nos ônibus do município poderia reduzir o preço da tarifa – o blog falou sobre o assunto.

Ele citou como exemplo Joinville, que dispensou a função há muitos anos. De acordo com Germer, mesmo sem este tipo de profissional lá, a passagem custa R$ 4,50.

Este é, na verdade, o preço da chamada tarifa embarcada, paga na hora. Na maior cidade do Estado, há dois preços de tarifa. Quem compra o bilhete antecipado desembolsa R$ 4. Ainda assim, mesmo sem cobrador, é mais caro do que em Blumenau.

Sindicato questiona demissões na Dudalina

12 de abril de 2017 1
dudalina

Foto: Divulgação/Dudalina

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Vestuário (Sindivest) de Blumenau estuda entrar com uma ação coletiva contra a Dudalina, questionando o fato de a empresa ter demitido 60 pessoas na segunda-feira sem comunicar a medida com antecedência. O presidente da entidade, Julio José Rodrigues, diz que um dos diretores da companhia confirmou os desligamentos ontem. O Sindivest vai pedir indenização e danos morais.

Rodrigues demonstra preocupação com o futuro da tradicional camisaria. Diz que a comunicação do sindicato com os diretores ficou mais difícil depois que a empresa foi vendida para a varejista de moda Restoque – que transferiu o comando para São Paulo. De acordo com o líder sindical, os novos donos já anunciaram que vão transferir gradualmente o setor de expedição da unidade de Blumenau para a nova fábrica em Aparecida de Goiânia (GO) ainda neste ano.

A informação que chegou ao Sindivest é de que a maioria das demissões ocorridas segunda foi na área administrativa e financeira – este último departamento também estaria cotado para sair da cidade. Não houve desligamentos no chão de fábrica. O receio do sindicato é de que haja um plano da Restoque de desativar por completo, aos poucos, a unidade de Blumenau.

O blog conseguiu contato com um porta-voz local da companhia, que preferiu não comentar o assunto. A assessoria de imprensa da empresa, baseada em São Paulo, também foi procurada, mas ainda não se manifestou.