Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Napoleão semeia candidatura ao governo de SC. Se vai colher, é outra história

05 de agosto de 2017 1

Foto: Lucas Correia (Agência RBS)

Napoleão Bernardes (PSDB) será candidato ao governo (ou a algo) em 2018? É a pergunta que não quer calar nas rodas de cafezinho da cidade, embora ainda seja muito cedo para cravar uma resposta. Já dá para dizer, no entanto, que o prefeito, embora venha reiterando que seu foco hoje está em Blumenau, semeia uma candidatura nas eleições estaduais que se avizinham. Se vai colher o que plantou daqui mais ou menos um ano, é outra história.

Há uma série de fatores que apontam uma participação de protagonismo de Napoleão no pleito do ano que vem, estando ele numa cabeça de chapa ou não. Nas últimas semanas, o tucano intensificou a agenda em outras cidades do Estado – mas garante que, mesmo assim, tem estado mais em Blumenau agora do que em 2016.

Formalmente, as visitas são na condição de presidente da Associação dos Prefeitos do PSDB em Santa Catarina. Aliados argumentam que, nesta função, é papel dele aglutinar as forças do ninho, ajudando a criar cenários favoráveis em território catarinense para o partido nas eleições a governador e a presidente.

Nestas agendas, porém, Napoleão apresenta suas credenciais. A implantação do novo sistema do transporte coletivo, a Praça do Empreendedor e o Centro Integrado de Armazenagem e Distribuição são alguns dos cartões de visita que têm despertado a atenção de lideranças de outras regiões do Estado.

Em períodos que antecedem eleições o posicionamento das grandes legendas – neste caso em relação ao governo do Estado – é pela candidatura própria. Sempre foi e sempre será assim, e com o PSDB não é diferente. Com Gelson Merisio (PSD) e Mauro Mariani (PMDB) despontando como pré-candidatos, Paulo Bauer aparece como nome natural entre os tucanos para a disputa. É um nome de peso, já concorreu na eleição passada a governador e ostenta a importante posição de líder tucano no Senado. Há, no entanto, quem aposte que a imagem do senador se desgastou diante de Michel Temer (PMDB), ora defendendo o impopular presidente, ora sugerindo que o partido desembarque por completo do governo.

Napoleão é um homem de partido. Com 20 anos de trajetória no PSDB, seria pouco provável vê-lo articular para furar a fila de uma eventual candidatura tucana ao governo do Estado, que hoje tem Bauer na linha de frente. Para 2018, o prefeito de Blumenau tem dito que vai atender o chamado da sigla, seja ele qual for. Quem acompanhou sua trajetória política sabe que ele é de comer pelas beiradas. Foi assim na – para muitos – improvável eleição a prefeito em 2012, quando as primeiras pesquisas o colocavam na terceira posição na preferência dos votos.

Napoleão está ali, no seu canto. Se a oportunidade aparecer e o chamado vier, vai atendê-lo.

Comments

comments

Comentários (1)

  • Gilbram diz: 5 de agosto de 2017

    Será que ele esta pensando que vai ganhar as eleições para governador com sorrisos e acenos como fez em Blumenau? Dizem que ele anda por Blumenau, na verdade acho que se esconde. Acorda prefeito, nossa cidade esta uma lástima, as estradas estão horríveis e a nossa cidade esta clamando por obras de infra estrutura. Onde está o pacotão de obras anunciado? Desse jeito o senhor não vai conseguir apoio da própria cidade.

Envie seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: