Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Indústria têxtil de SC fecha 10,8 mil vagas entre 2014 e 2016

31 de agosto de 2017 0

Marcelo Prado, diretor do Instituto Inteligência de Mercado, apresentou detalhes de estudo nesta quarta-feira (Foto: Pedro Machado, Jornal de Santa Catarina)

Números do Relatório Setorial Têxtil 2017, apresentados nesta quarta-feira pelo Sintex, mostram o tamanho dos desafios das indústrias do setor. De 2012 a 2016, o número de fábricas têxteis e de confecção diminuiu 10,9% em todo o país. Em Santa Catarina, que ao final do ano passado contava com 4.713 unidades de produção, foram 10,8 mil vagas de emprego fechadas no segmento entre 2014 e 2016. A produção também vem enxugando, fruto sobretudo da recessão da economia nacional que freou o consumo.

Ainda assim, no Estado os efeitos foram menos piores do que no resto do país, explicou Marcelo Prado (foto), diretor do Instituto Inteligência de Mercado (IEMI), responsável pelo estudo. Isso porque, avaliou, Santa Catarina dispõe de uma cadeia têxtil completa e com seus elos bem integrados, com condições melhores de absorver os impactos da crise.

Nem tudo, no entanto, é tragédia. As empresas entrevistadas pelo IEMI indicaram perspectivas de crescimento para este ano, ainda que tímidas. Em Santa Catarina, a produção das têxteis deve subir 2,8%, enquanto no segmento de confecções o incremento esperado é de 3,2%. Prado apontou que há uma demanda reprimida e que o cenário deve melhorar a partir do fim de ano. Mas deixou um alerta:

— A retomada agora não é para todo mundo, é seletiva.

Pelo visto, a saída para as indústrias é continuar fazendo a lição de casa, reduzindo custos e apostando em diferenciais inovadores.

Comments

comments

Envie seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: