Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A pauta de Lenilso Silva nos 30 dias como vereador de Blumenau

06 de novembro de 2017 10

Foto: Vivian Persuhn, Acervo Imprensa CMB

Com 1.267 votos nas eleições passadas e graças a uma articulação que garantiu que os dois primeiros suplentes do PT (Vanderlei de Oliveira e Jefferson Forest) abrissem mão da vaga, o educador popular e ativista dos direitos humanos Lenilso Silva assume nesta terça-feira uma vaga na Câmara de Blumenau. Ele vai ocupar por 30 dias a cadeira do correligionário Adriano Pereira, que se licenciou temporariamente para tratar de assuntos pessoais. A deputada Ana Paula Lima (PT) confirmou presença na cerimônia de posse. Tem tudo para ser um momento histórico para negros e especialmente LGBTs, que têm pouca representatividade no nosso cenário político.

Curta Pedro Machado no Facebook

A passagem de Lenilso pelo Legislativo será breve, mas promete ser bastante movimentada. Ainda nesta terça-feira ele deve apresentar cinco projetos de lei. Um deles cria em Blumenau, em resposta ao Escola Sem Partido, o programa Escola Livre, que defende a discussão aberta da pluralidade humana nas salas de aula. Outra iniciativa determina a participação de negros em peças publicitárias da prefeitura e da Câmara. O petista vai propor ainda que seja incluído o Dia do Orgulho LGBT (28 de junho) no calendário oficial do município e que repartimentos públicos da cidade reconheçam o nome social de pessoas trans.

Lenilso também vai solicitar uma audiência pública para se discutir igualdade racial e políticas públicas para mulheres e LGBTs e já estuda um projeto de lei que pedirá a retirada de símbolos religiosos de repartições públicas. Ele diz que todas as diferentes crenças devem ser respeitadas, mas que o Estado é laico e “ou se tem a expressão de todas as religiões ou de nenhuma”.

Comments

comments

Comentários (10)

  • Ricardo diz: 7 de novembro de 2017

    Caramba, como pode!!
    Político é tudo igual, só quer puxar a sardinha para o seu lado!! Lamentável mas é o Brasil.

  • Carlos diz: 7 de novembro de 2017

    Decorou a cartilha esquerdista/comunista certinho. Parabéns por tentar dividir as pessoas cada vez mais.
    Para não ser um idiota útil como ele, visite http://www.brasilparalelo.com.br

  • David diz: 7 de novembro de 2017

    “…Ele diz que todas as diferentes crenças devem ser respeitadas, mas que o Estado é laico e “ou se tem a expressão de todas as religiões ou de nenhuma”…” kkkkkkkk… e a velha pauta conhecida dessa esquerda “debilóide” volta a atacar. A maioria do estado brasileiro é cristão, logo exigir que o estado brasileiro seja laico é cercear a liberdade de expressão religiosa da maioria. Explique nobre vereador como podemos incluir todas as religiões em repartições públicas da cidade se mais de 90% da população do município é declaradamente cristã e retirar o direito da maioria de expresar sua religião em repartiçoes públicas? Não seria isso um ato de totalitarismo e opressão?
    Gostaria de saber também se apenas pautas baseadas na cor da pele das pessoas e orientação sexual serão debatidas ou se a atenção do nobre será voltada para TODA a população blumenauense independete de cor, credo ou orientação sexual dando um tratamento IGUAL a todos? fala sério, é só abobrinha, e o melhor é ver esses jornalecos apoiarem esse tipo de coisa…

  • David diz: 7 de novembro de 2017

    “…Ele diz que todas as diferentes crenças devem ser respeitadas, mas que o Estado é laico e “ou se tem a expressão de todas as religiões ou de nenhuma” kkkkkk.. a mesma velha pauda dessa esquerda “debiloide”. Gostaria que o “nobre” vereador respondesse como podemos exigir que os 90% da população blumenauense cristã retire seus simbolos religiosos das repartições públicas sem oprimir e tirar o direito dela de expressar sua fé? Sua declaração e idéia já e´opressora por si só…kkkk… que piada.. Gostaria também de saber do vereador se apenas pautas baseadas em orientação sexual e cor da pele serão debatidas, ou se pautas que ajudem TODA a população da cidade independente de sua cor, credo ou orientação sexual também serão debatidas? Fala sério, é só abobrinha…

  • Oscar diz: 7 de novembro de 2017

    “ou se tem a expressão de todas as religiões ou de nenhuma”
    como estamos em uma democracia, acredito representarmos a vontade da MAIORIA, ou a democracia mudou?
    quem sabe no Brasil vivamos a “demoniocracia” . . . . só pode . . .

  • Oscar diz: 7 de novembro de 2017

    Alguem poderia o lembra que ele é apenas um vereador interino e não o detentor da cadeira. . . . tal qual falou-se do nosso presidente logo ao assumir!

    A, final havera quem diga, como no passado, que alguem com menos de 0,6% dos votos de Blumenau, usando de manobras politicas (duas “desistências”) para assumir mandato, justo em um momento que se levanta questoes de importancia secundaria em meio a crise, que isso é : GOLPE . . . .

    Dois pesos duas medidadas, critique aquilo que faz, tradicional lema do lado “sinistro”.

  • Oscar diz: 7 de novembro de 2017

    “Com 1.267 votos nas eleições passadas e graças a uma articulação que garantiu que os dois primeiros suplentes do PT (Vanderlei de Oliveira e Jefferson Forest) abrissem mão da vaga”

    AINDA BEM QUE A ESQUERDA NÃO USA GOLPE, USA “ARTICULAÇÃO”.

  • Oscar diz: 7 de novembro de 2017

    Vamos antecipar a cartilha “esquerdopata”, vão dizer que Blumenau é intolerante e racista, porem esquecendo da dita “ARTICULAÇÃO” feita para que alguem sem representatividade alguma nas urnas assumisse!!
    “COMEMOS OVOS DE GALINHAS POIS ESTAS CACAREJAM!”

  • Carlos Riekmann diz: 7 de novembro de 2017

    “Gostaria de saber também se apenas pautas baseadas na cor da pele das pessoas e orientação sexual serão debatidas ou se a atenção do nobre será voltada para TODA a população blumenauense independete de cor, credo ou orientação sexual dando um tratamento IGUAL a todos?”

    David, falou tudo!

  • Sabedoria diz: 7 de novembro de 2017

    Bom, isso é algo que deveria ser proibido, o que? calma…Vereador substituto….ou sei la como chamam isso…o cara ganha um mês de premio por levar votos para o partido “tal”…
    Vereadores, pensem nisso, o eleito fica até o final , só sai se morrer…olhem isso não é exclusividade de nossa cidade, todas fazem porém a mídia que é manipulada só fala o que lhe convém…isso é crime…vai ficar um mês, receber seus rico salario e tchau…
    Com todo respeito, mas a regra é muito “podre”…Cidades que colocam vereadores por um mês em suas cadeiras para agradar o ego de uns…isso é crime…vereador sempre da a mesma desculpa, vou tratar não sei o que…engraçado que dura só um mês…isso é crime…tratar da saúde, programe-se para o fazer durante suas ferias que não são curtas…ah e são remuneradas… isso é crime…contra a sociedade…
    Abraços

Envie seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: