Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pesquisa faz um raio x do que o jovem pensa sobre carreira e mercado

06 de dezembro de 2017 0

Uma pesquisa encomendada pela Arcos Dorados, maior operador de restaurantes do McDonald’s na América Latina – incluindo negócios no Brasil –, constata aquilo que empresários, recrutadores e gestores de RH já observam há algum tempo na prática, mas talvez nunca tenham conseguido mensurar em números: os jovens exalam confiança, acreditam que a sociedade não dá o apoio que eles acham merecer, buscam reconhecimento rápido e nem sempre sabem lidar tão bem com críticas.

Curta Pedro Machado no Facebook

O mapeamento inédito foi conduzido pela consultoria argentina Trendsity, que ouviu 1,8 mil pessoas entra 16 e 27 anos de cinco países da América do Sul em agosto. No Brasil, foram 500 consultados. Argentinos, chilenos, colombianos e peruanos também participaram.

Em geral, o estudo mostra que o jovem de hoje acredita que a transição da escola para o mercado de trabalho é mais difícil do que na época dos pais. A maior parte deles não se vê como funcionário de empresa no futuro – prefere a autonomia ou o empreendedorismo –, concorda que salário é essencial – mas leva em conta também valores – e acredita que trabalho não é tudo – esforço é, sim, necessário, porém com momentos de lazer.

O blog pincelou alguns destaques do estudo:

- Os jovens se acham criativos, empreendedores e ágeis. Também avaliam que sabem trabalhar em equipe e têm mais flexibilidade

- 8 em cada 10 jovens confiam na própria capacidade

- Somente um terço dos jovens considera que a sociedade confia no talento deles

- 64% se sentem irritados com discursos de gerações anteriores que os criticam

- 79% consideram que suas conquistas precisam ser reconhecidas

- 77% querem sentir que estão contribuindo para um propósito

- 63% admitem que precisam desenvolver a capacidade de ouvir

- 78% acreditam no esforço para alcançar metas, contanto que existam momentos de prazer

- 58% se imaginam como empreendedores ou profissionais autônomos/independentes num prazo de 10 anos

- 69% acham que faltam oportunidades de trabalho para os jovens de sua geração

- 73% sentem que é difícil encontrar equilíbrio entre estudo, trabalho e prazer

- 80% avaliam que as empresas têm o poder de fazer a diferença para um futuro melhor

- 64% concordam que os jovens são mais exigentes e difíceis de satisfazer

- 62% consideram que os jovens de hoje se frustram ou se desmotivam mais rápido se não conseguem resultados imediatos no trabalho ou nos estudos

Comments

comments

Envie seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: