Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Após triplicar arrecadação com patrocinadores em cinco anos, Vila Germânica quer mais parceiros para a Oktoberfest

17 de novembro de 2017 0

Uma comitiva de dirigentes do Parque Vila Germânica, de Blumenau, vai iniciar na próxima semana uma visita a todos os patrocinadores da Oktoberfest para detalhar os resultados financeiros da festa neste ano – uma primeira apresentação dos números já ocorreu na quinta-feira.

Curta Pedro Machado no Facebook

Depois, a equipe partirá em busca de novos parceiros. A prefeitura aproveitou a versão paulistana, em setembro, para intensificar contatos com companhias que têm negócios naquele Estado.

Em cinco anos, a organização quase triplicou a arrecadação de receitas com patrocinadores do evento – passou de R$ 610 mil, em 2012, para R$ 1,61 milhão neste ano. A meta é conquistar pelo menos mais três novos para 2018, totalizando dez.

Lancaster planeja crescer no mercado de estampas digitais

17 de novembro de 2017 0

Foto: Patrick Rodrigues, Jornal de Santa Catarina

Até 2020 a blumenauense Lancaster vai ampliar a participação das estampas digitais nos negócios, hoje em 20%, para 50%. Quando chegar lá, entrará em uma nova fase que consolidará a transformação da empresa nos últimos anos, promete o diretor comercial André Lobe.

Curta Pedro Machado no Facebook

A companhia nasceu como uma confecção, mas foi mudando de visão com o passar dos anos. Hoje se transformou em uma estamparia com foco na produção de moda, num movimento que a participação no programa Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) ajudou a inspirar.

Uma estação de criação foi montada ao lado da fábrica. Lá, uma equipe de 15 pessoas ajuda a dar forma às ideias apresentadas pelos clientes.

ZEN, de Brusque, fecha contrato com a Bosch no México

17 de novembro de 2017 0

Foto: Lucas Correia, BD, Jornal de Santa Catarina

Líder mundial no fornecimento de impulsores de partida, a ZEN fechou um contrato de cinco anos com a Bosch no México. Os embarques começarão em breve. Da empresa de Brusque sairão, durante esse período, cerca de 2,5 milhões de peças que vão equipar motores que abastecerão veículos dos Estados Unidos.

Curta Pedro Machado no Facebook

A ZEN tem 900 funcionários e exporta para mais de 60 países. A forte presença no exterior (que representa 55% das receitas) garantiu um bom ritmo de crescimento nos últimos anos – mesmo em meio à recessão da economia doméstica – e também já faz a empresa pensar em implantar uma unidade fora do país nos próximos anos. A China aparece como um dos destinos cotados.

Tribunal determina efetivo mínimo durante greve de ônibus em Blumenau

17 de novembro de 2017 0

Trabalhadores fizeram paralisações na quinta-feira (Foto: Patrick Rodrigues, Jornal de Santa Catarina)

O Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região determinou nesta sexta-feira que o sindicato dos trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau (Sindetranscol) continue operando as linhas de ônibus com 70% dos empregados nos horários de pico (entre 5h e 9h e 17h e 21h) e 30% nos demais horários caso a categoria faça novas paralisações ou entre em greve. Divergências entre a Blumob e funcionários em função das negociações da convenção coletiva da categoria causaram paralisações do serviço na quinta-feira.

Curta Pedro Machado no Facebook

A tutela cautelar, que tem o mesmo efeito de uma liminar, foi concedida pelo desembargador Roberto Basilone Leite após uma tentativa frustrada de conciliação entre as partes nesta tarde. Nova audiência entre o sindicato patronal (que representa a Blumob) e o sindicato dos trabalhadores está marcada para segunda-feira, às 16h.

Com base na Lei de Greve (Lei 7.783/89), o desembargador determinou que o sindicato “abstenha-se de praticar quaisquer manifestações abusivas que coloquem em risco a segurança e a integridade da população, dos empregados e do patrimônio das empresas de transporte envolvidas no movimento paredista”.

Ele também reforçou que o transporte coletivo é um serviço de natureza essencial e que as partes têm a obrigação de “garantir, durante a greve, a prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade”.

A multa para o descumprimento da liminar é de R$ 50 mil por dia. Por ora, a Blumob vai ganhando a primeira queda de braço com a categoria. Nesta sexta, o Sindetranscol informou que os ônibus circulam normalmente pelo menos até segunda.

Comércio projeta melhor Natal dos últimos três anos

17 de novembro de 2017 0

Foto: Patrick Rodrigues, Jornal de Santa Catarina

Tudo indica que as vendas do comércio neste Natal serão as melhores dos últimos três anos – algo para se comemorar, mas sem esquecer que o triênio 2014-2016 foi horrível para o varejo e, portanto, a base de comparação é pequena. Projeções da Fecomércio-SC e da FCDL-SC indicam crescimento entre 2% e 3% no movimento.

Curta Pedro Machado no Facebook

Além disso, há uma boa expectativa para a reta final de 2017. O Estado deve criar 8 mil vagas de trabalho temporário durante a temporada, projeta o presidente da Fecomércio-SC, Bruno Breithaupt.

A inflação em baixa também ajuda. Conforme Ivan Tauffer, que está à frente da FCDL-SC, os índices inferiores a 3% fizeram o salário do trabalhador render mais:

— Com o mesmo dinheiro, ele está conseguindo comprar um pouquinho mais.

Fakini investe R$ 10 milhões em compra de máquinas e ampliação da linha de costura

17 de novembro de 2017 0

Foto: Daniel Zimmermann, Divulgação

A têxtil Fakini consolida neste ano um plano de investimentos de R$ 10 milhões iniciado em 2016. O valor foi aplicado em novas máquinas, reorganização de processos e ampliação dos times de costura.

Curta Pedro Machado no Facebook

Em 2017, mil novas lojas multimarcas passaram a vender as peças fabricadas pela companhia de Pomerode. A expectativa do diretor comercial Francis Fachini é manter o ritmo de crescimento médio de 15% verificado nos últimos anos.

Curtas políticas: greve no transporte, Sylvio Zimmermann, Jens Mantau

17 de novembro de 2017 0

O governo acionou a base de apoio na tentativa de desvincular a prefeitura das paralisações dos trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau. O discurso é de que o movimento tem caráter político e se deve exclusivamente a um impasse entre empresa e funcionários nas negociações da convenção coletiva, ao contrário de greves anteriores motivadas por atraso no pagamento dos salários. Mas é difícil que a situação não arranhe a imagem do Executivo, principalmente diante da promessa de estabilidade do sistema com a nova concessão.

***

O vereador Sylvio Zimmermann (PSDB) vai tirar dez dias de licença não remunerada da Câmara de Blumenau em dezembro para tratar de assuntos particulares. Como o período é curto, ninguém assumirá como suplente.

***

Na disputa interna do PSDB blumenauense visando as eleições de 2018, o vereador Jens Mantau desponta como um dos nomes definidos para concorrer à Assembleia Legislativa. Ele até já é chamado de deputado.

Em detalhes, onde a Oktoberfest arrecadou e onde gastou para ter lucro recorde em 2017

17 de novembro de 2017 0

Foto: Patrick Rodrigues, BD, Jornal de Santa Catarina

O superávit da Oktoberfest 2017 atingiu R$ 4,2 milhões, um novo recorde para a maior festa germânica do Brasil. Na comparação com a edição do ano passado, o crescimento é de 33%.

Curta Pedro Machado no Facebook

Com exceção do convênio com o governo do Estado, cujo repasse encolheu de R$ 700 mil para R$ 450 mil, todos os indicadores de receitas (ingressos, patrocínios, comissões sobre vendas de bebidas e comida) apresentaram alta. O balanço financeiro do evento foi apresentado quinta-feira pelo secretário de Turismo e Lazer, Ricardo Stodieck, e pelo prefeito Napoleão Bernardes.

Em 2013, o superávit havia sido de R$ 1 milhão. Desde então, o lucro disparou 300%. Embora tenha havido reajuste de preços, o resultado se deve principalmente ao reposicionamento da festa, com mais foco em qualidade e na gastronomia, e ao crescimento do número de patrocinadores, avalia Stodieck. A discriminação completa das receitas e despesas da edição deste ano está disponível no blog.

Evolução do superávit (em R$):

2012: 395.178,92
2013: 1.062.474,12
2014: 1.700.633,58
2015: 1.843.963,73
2016: 3.196.518,08
2017: 4.250.813.71

Autossuficiência

Hoje o superávit da Oktoberfest representa cerca de 80% do orçamento anual da Vila Germânica – o restante vem de locações dos setores para eventos e feiras. A maior parte desses recursos é usada para custear a própria estrutura do parque, além de outras atividades de turismo e lazer, explica o diretor administrativo e financeiro Guilherme Guenther.

Essa quase autossuficiência permitiu, conforme Guenther, que a prefeitura diminuísse o repasse anual para a Vila. Já foi de em torno de R$ 900 mil e hoje é de apenas R$ 550 mil, verba que cobre cerca de 40% da folha de pagamento. A diferença fica no caixa do Executivo, que a redireciona para outras áreas.

Confira o detalhamento das receitas e despesas da edição deste ano. Os valores estão em reais:

despesas

 

Quem são as nove empresas de Blumenau entre as maiores do Sul do país

17 de novembro de 2017 0

Foto: Jefferson Bernardes, Agência Preview

As nove empresas de Blumenau que estão no ranking das 500 maiores da região Sul, conforme pesquisa divulgada quinta-feira pela Revista Amanhã e PwC Brasil, registraram, somadas, uma receita líquida de R$ 3,46 bilhões no ano passado.

Curta Pedro Machado no Facebook

Da lista, no entanto, só quatro viram as vendas aumentarem em 2016. As duas novidades locais no ranking são as concessionárias de veículos Top Car e Premier.

As posições são determinadas pelo Valor Ponderado de Grandeza (VPG), indicador desenvolvido por Amanhã e PwC Brasil que leva em conta três números do balanço das empresas: patrimônio líquido (que tem peso de 50% no cálculo do VPG), receita líquida (40%) e lucro líquido ou prejuízo (10%).

Confira a lista:

Valores em milhares de reais, quando não forem percentual (Fonte: Revista Amanhã e PwC)

Samae de Blumenau também vai lançar programa de recuperação fiscal

16 de novembro de 2017 0

Depois da Secretaria de Gestão Financeira de Blumenau e da Faema lançarem programas de recuperação fiscal, chegou a vez do Samae recorrer ao mesmo expediente. Projeto de lei que cria o Renovar da autarquia vai entrar em tramitação hoje na Câmara de Vereadores. O governo tem pressa e quer aprová-lo o quanto antes para que a medida comece a valer ainda neste mês.

Curta Pedro Machado no Facebook

Será um tiro curto. O programa terá vigência até 31 de janeiro do ano que vem e vai permitir que os contribuintes quitem de uma só vez ou em até três parcelas faturas de água e taxas de lixo e esgoto que estão atrasadas, com o benefício da isenção total do pagamento de juros e multa.

De acordo com o presidente do Samae, Alexandro Fernandes, a expectativa com o programa é injetar R$ 1,5 milhão no caixa da autarquia. Diz ele que as condições também já foram acertadas com a BRK Ambiental, concessionária do serviço de saneamento básico da cidade.

A inadimplência neste segmento hoje no município gira em torno de 6% a 7%. Em valores, isso significa algo em torno de R$ 600 mil a R$ 700 mil mensais, segundo Fernandes. É uma quantia, de acordo com ele, possível de se administrar ao longo de um mês, mas que faz uma grande diferença no acumulado do ano.

Cenário ainda de dificuldades

O terceiro Renovar do ano no âmbito da prefeitura de Blumenau é um sinal claro de que a situação financeira do município ainda não é confortável, apesar de a economia dar os primeiros sinais de recuperação. O próprio presidente do Samae admite que não vê com bons olhos iniciativas deste tipo, mas alega que, por ora, elas são necessárias como formar de auxiliar as contas do poder público.

A grande questão é que programas de recuperação fiscal em sequência dão a impressão de punir o bom pagador e estimular uma cultura de inadimplência. De acordo com Fernandes, o Samae já estuda medidas para incentivar e valorizar aqueles que quitam suas obrigações em dia, como descontos, algo que já acontece com o IPTU, por exemplo.