Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Garagem da Rodovel é arrematada em leilão por R$ 2,85 milhões

18 de agosto de 2017 0

Imóvel fica na Rua Governador Jorge Lacerda, na Velha (Foto: Patrick Rodrigues, BD, 11/7/2017)

A garagem da Rodovel localizada na Rua Governador Jorge Lacerda, no bairro da Velha, foi arrematada em leilão que ocorreu nesta quinta-feira no saguão da 4ª Vara do Trabalho de Blumenau. O imóvel, com área de 12 mil metros quadrados e edificações que somam 1,7 mil metros quadrados, estava avaliado em R$ 5,5 milhões, mas o lance final foi de apenas pouco mais da metade deste valor: R$ 2,85 milhões. A oferta mínima, conforme as regras do edital, era de R$ 2,75 milhões.

Curta o Blog do Pedro Machado no Facebook

O vencedor foi um investidor de Blumenau, que ainda não teve o nome divulgado. Ele precisará dar pelo menos 25% do valor de entrada, podendo parcelar o restante em até 30 vezes. Batido o martelo, toda a documentação do leilão será protocolada e encaminhada para homologação por parte da Justiça, explica o leiloeiro Jean Pavesi.

Apesar do arremate ser uma boa notícia para ex-funcionários da Rodovel, uma das integrantes do antigo Consórcio Siga, o valor não será suficiente para quitar todas as dívidas trabalhistas da empresa, que somam cerca de R$ 6 milhões, segundo o sindicato da categoria (Sindetranscol). A expectativa da entidade laboral é que a quantia restante seja coberta com o leilão de outros bens da companhia.

Dívidas do Siga

De acordo com o Sindetranscol, o antigo Consórcio Siga deve em torno de R$ 25 milhões aos ex-colaboradores. São 1.284 processos que tramitam na Justiça, 863 referentes apenas à Glória, com pendências acumuladas em R$ 15 milhões. Há um imóvel da empresa no bairro Progresso que passará por análise para ir a novo leilão.

No caso da Verde Vale, que também já teve uma garagem vendida, são 149 ações que somam R$ 4 milhões. A situação dos ex-funcionários da empresa, no entanto, parece ser mais confortável. Segundo o sindicato, há dinheiro para contemplar as dívidas trabalhistas e os pagamentos já começaram.

Curtas políticas: eleições 2018, ambulantes nos terminais, conselho de ex-prefeitos, gestão fiscal

17 de agosto de 2017 0

São poucos os vereadores de Blumenau que descartam veementemente uma candidatura a deputado (estadual ou federal) nas eleições do ano que vem. Poucos, porém, confirmam as intenções, à espera das definições a respeito das alterações das regras do jogo eleitoral que tramitam em Brasília.

O chamado Distritão – sistema que elege os candidatos mais votados, independentemente da legenda – é o grande ponto da discórdia. Se passar, vai favorecer caciques partidários e atuais detentores de cargos eletivos, que dispõem de mais estrutura para alcançar os votos, cenário que teria influência direta na dança das cadeiras entre as siglas.

***

A prefeitura de Blumenau anunciou que vai intensificar a fiscalização do comércio ambulante nos seis terminais urbanos do município. As ações serão feitas em conjunto e envolverão o Seterb, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, a Vigilância Sanitária e a Polícia Militar. O objetivo é coibir a comercialização de produtos pelos ambulantes nesses locais.

A lei municipal que estabelece as regras para o transporte da cidade já proíbe a presença de ambulantes e pedintes nos terminais.

***

Projeto de lei aprovado na Câmara de Vereadores permite que a prefeitura de Blumenau contrate uma operação de crédito de até R$ 20 milhões junto ao Banco do Brasil. Os recursos serão usados na compra de máquinas e equipamentos, na modernização da gestão e em infraestrutura viária e mobilidade urbana.

***

A prefeitura de Blumenau vai encaminhar no início do próximo mês à Câmara de Vereadores projeto de lei complementar que cria o conselho de ex-prefeitos.

***

Blumenau aparece na 64ª posição estadual e com conceito “bom” em um ranking de gestão fiscal elaborado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). O chamado Índice Firjan faz um diagnóstico de como cidades de todo o Brasil administram as finanças públicas.

São cinco indicadores que medem a dependência dos municípios no que diz respeito a transferências de recursos estaduais e da União, gastos com pagamento de pessoal em relação à receita corrente líquida, investimentos, liquidez e custo da dívida, que corresponde às despesas de juros e amortizações sobre o total das receitas líquidas reais.

Têxtil do Vale vai produzir peças de roupa infantis da Liga da Justiça

17 de agosto de 2017 0

Fábrica da Brandili, que assinou contrato com a Warner (Foto: Divulgação)

A têxtil Brandili, que tem matriz em Apiúna e centro administrativo em Blumenau, foi escolhida pela Warner Bros. para produzir com exclusividade no mercado nacional peças de roupa infantis dos super-heróis da Liga da Justiça.

Curta o Blog do Pedro Machado no Facebook

O contrato vale para modelos voltados a crianças entre um a três anos e quatro a 10. As estampas integram a coleção de alto verão 2017/2018, que chega às lojas em outubro. A companhia está presente em todo o Brasil e em outros 27 países.

Aliás

A empresa fechou a sua unidade produtiva no Paraguai. Procurada pelo blog, a Brandili disse que não se manifestaria sobre o caso. A filial foi aberta em 2013 e chegou a empregar 140 pessoas. Com custos de produção mais baixos, o país vizinho atraiu diversas indústrias catarinenses nos últimos anos.

Vale tem duas representantes no ranking das 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil

17 de agosto de 2017 0

O Vale tem duas representantes na seleta lista das 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil, conforme ranking elaborado pelo Instituto Great Place to Work e pela Revista Época divulgado nesta semana. Uma delas é a Viacredi, que figura na 21ª posição entre as grandes companhias.

Curta o Blog do Pedro Machado no Facebook

Com 65 anos de história, 1,3 mil funcionários 400 mil cooperados espalhados em 19 municípios da região, a cooperativa de crédito foi destaque em critérios como orgulho e sentimento de pertencimento dos colaboradores, respeito entre as pessoas e engajamento entre as equipes de trabalho.

A outra companhia da região na pesquisa é a BN Papéis, de Benedito Novo, que aparece na relação de médias empresas. Com 127 funcionários, a indústria atuante no segmento de papel e celulose se destacou pela política de gestão de pessoas e por ações de cunho social.

Em sua 21ª primeira edição, a publicação, que se consolidou como um termômetro de avaliação de boas práticas de gestão, analisou 1.963 organizações de todo o país.

Cervejaria Zehn Bier prospecta negócios no exterior

17 de agosto de 2017 0

Foto: Patrick Rodrigues, BD

Assim como outras cervejarias artesanais do Vale, a brusquense Zehn Bier investe no mercado nacional. Com presença já consolidada em Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, a empresa está intensificando contatos para levar seus rótulos para a região Centro-Oeste. Por outro lado, em movimento pouco comum no segmento – pela complexidade desse tipo de operação –, aposta também em oportunidades no mercado internacional.

Curta o Blog do Pedro Machado no Facebook

Depois de exportar uma primeira leva de garrafas para a Singapura, em dezembro do ano passado, a marca negocia um novo lote para um dos integrantes dos chamados tigres asiáticos. Também há conversas para levar as cervejas produzidas em Brusque para a França e África. Na próxima sexta-feira, o administrador da Zehn, Edson Bruning, embarca para uma missão empresarial no Panamá, outro país com potencial para se tornar um parceiro de negócios.

— Somos uma empresa de mente aberta. Muita gente olha só o quintal de casa, mas se bebe cerveja no mundo inteiro — avalia o executivo.

Hoje a capacidade instalada da empresa é de 80 mil litros por mês – a produção tem girado em torno de 50 mil. Com novas perspectivas, Bruning estima chegar a 400 mil no futuro, o que exigiria ampliação da atual planta. Por ora, porém, trata-se apenas de uma projeção. Enquanto isso, a marca amplia a lista de cervejas com dois novos rótulos – Irish Red Ale e um chope de vinho –, lançados terça-feira. Já são oito no portfólio.

Oktoberfest terá novidades de acessibilidade a cadeirantes e pessoas com deficiência visual

17 de agosto de 2017 0

Foto: Patrick Rodrigues

A Oktoberfest deste ano será mais amigável para cadeirantes e pessoas com deficiência visual. O Parque Vila Germânica encomendou no início do ano e recebeu em mãos em abril um estudo feito pelo escritório Don Arquitetura e Acessibilidade, de Blumenau, com sugestões do que pode ser feito para que pessoas com dificuldades de locomoção e visão possam melhor aproveitar o nosso mais tradicional evento turístico.

Curta o Blog do Pedro Machado no Facebook

O diretor administrativo e financeiro da Vila, Guilherme Guenther, diz que a maior parte das sugestões ainda passa por análise – de viabilidade e financeira –, mas adianta que algumas coisas já estão definidas. Quem usa cadeira de rodas, por exemplo, encontrará caixas mais baixos em todos os setores.

Barras serão instaladas nas laterais dos sanitários, para ajudar quem tem dificuldades de locomoção. Mapas em braile, com informações e serviços da festa, estarão presentes em sete pontos espalhados pela Vila Germânica. Também haverá mesas específicas, destinadas a visitantes com problemas de mobilidade.

De acordo com Guenther, as bem-vindas novidades vêm ao encontro da proposta de reformulação da Oktoberfest adotada nos últimos anos, que prioriza um evento mais voltado às famílias.

***

Sobre nota publicada pelo blog que destacou indicação do vereador Oldemar Becker (DEM) de colocar piso tátil para pessoas com deficiência visual nos arredores das lojas, bares e restaurantes da Vila Germânica, Guenther considera a sugestão pertinente. Não há, no estudo, uma solução imediata neste sentido, mas ele afirma que o tema estará no radar da equipe do parque.

Projeto de lei prevê multa pesada a quem abandonar animais de estimação em Blumenau

16 de agosto de 2017 1

Foto: Lucas Correia

O vereador Bruno Cunha (PSB) apresentou terça-feira projeto de lei que altera pontos do Código de Proteção e Bem-Estar Animal de Blumenau. A principal mudança é o cerco contra a lamentável prática de abandono dos bichos, que passa a ser considerada infração gravíssima, sujeita a multa de até R$ 20 mil. Ativista da causa, o parlamentar defende o endurecimento da pena, um dos assuntos levantados em recente audiência pública que debateu a proteção animal na cidade.

A ideia de Bruno é aprovar o texto logo para que a nova legislação já esteja valendo durante o recesso de fim de ano, época em que infelizmente muita gente ainda deixa os bichinhos de estimação à deriva na saída para as férias.

Em paralelo, o pessebista defende articulação política para que se implante em definitivo o controle de animais por microchips, algo que já está previsto no código. Isso ajudaria na identificação dos eventuais responsáveis pelo abandono e na aplicação das multas, cujos valores serão revertidos a um fundo específico de proteção animal.

Galegão vai abrir mais um supermercado em Blumenau

16 de agosto de 2017 0

Unidade será no mesmo imóvel que abrigou o Supermercado Prosit, na Rua General Osório (Foto: Lucas Correia)

O terreno parece estar fértil para supermercados em Blumenau. Depois da inauguração da nova Cooper no bairro Vila Nova, o Galegão é a próxima rede a abrir mais uma loja na cidade.

A unidade ficará na Rua General Osório, no mesmo imóvel que até o fim de junho era ocupado pelo Supermercado Prosit. O espaço passa por reformas e adequações, em investimento que ultrapassa R$ 500 mil. Depois de pronto, vai gerar cerca de 80 novos empregos.

Ainda não há data definida, mas a inauguração deve ocorrer em setembro, segundo o diretor da rede, Marcio Araújo.

Expansão

A rede tem planos ousados. Quer abrir uma loja por ano na região até 2022. Terrenos já estão sendo mapeados e a ideia é construir estruturas próprias – o galpão desta nova loja na Rua General Osório é alugado.

A expansão deve incluir cidades onde a bandeira ainda não está presente, adianta Araújo. Tirando a loja da Rua Nereu Ramos, que tem um conceito diferenciado, todos os demais pontos de venda do Galegão – três em Blumenau e dois em Gaspar – estão instalados em bairros. A preocupação é manter essa essência de proximidade com a comunidade local.

— Não queremos ser hipermercados — assinala Araújo.

Câmara de Blumenau veta propostas de mudança de horário das sessões

16 de agosto de 2017 0

Sessões continuarão ocorrendo às 15h de terças e quintas-feiras (Foto: Lucas Correia)

Nada muda. Os vereadores de Blumenau rejeitaram nesta terça-feira todas as propostas de alteração do horário de início das sessões ordinárias da Câmara municipal, que hoje ocorrem às terças e quintas-feiras a partir das 15h. Havia sugestões para mudar o horário para às 13h30min, 14h, 16h e 18h30min.

A alternativa que mais dividiu opiniões foi a das 18h30min, com seis votos favoráveis e oito contrários. Ricardo Alba (PP), autor da proposta, defende que sessões noturnas facilitariam o acompanhamento popular e a fiscalização dos trabalhos do Legislativo.

Em junho o blog destacou que um parecer da Comissão de Finanças da Casa apontou que as sessões noturnas gerariam gastos extras de R$ 80 mil com custos operacionais e de pessoal (horas-extras), já que elas aconteceriam depois do horário normal do expediente. Na época, Alba rebateu, alegando que a proposta determinava a alteração de todo o horário de expediente da Câmara. Com isso, segundo o pepista, não haveria a necessidade de se pagar horas extras.

Os argumentos, como mostrou a votação, não foram suficientes para sensibilizar a maioria dos colegas de plenário.

Recesso parlamentar

Não vingou a ideia do vereador Adriano Pereira (PT) de reduzir o tempo de recesso de fim de ano da Câmara de Blumenau de 45 para 30 dias. Também nesta terça-feira a proposta foi rejeitada com ampla maioria contrária em plenário.

O petista alegava que o período não deveria ser maior do que o de um trabalhador comum e defendia que esse tempo a mais fosse usado para atendimento de demandas da comunidade.

Rua Curt Hering será a primeira a passar por "limpa" de fios e cabos em postes

15 de agosto de 2017 0

Foto: Patrick Rodrigues

Reunião marcada para as 14h de sexta-feira no Salão Nobre da prefeitura de Blumenau vai discutir a “limpeza” dos fios e cabos utilizados por empresas de telecomunicações nos postes ao longo da Rua Curt Hering, no Centro. Participarão do encontro representantes das prestadoras de serviço, Procon e Câmara Municipal.

O vereador Alexandre Caminha (PROS), autor de lei sancionada no fim de maio que determina que as empresas façam uma limpa nas estruturas – removendo o material que não é mais usado e identificando os cabos com o nome e contato do responsável –, diz que a ideia é usar a tradicional via da região central como ponto de partida na aplicação da legislação.

Se tudo correr bem, os trabalhos ficariam prontos no início de setembro, a tempo das comemorações do aniversário da cidade, projeta Caminha. As deliberações do encontro, conforme o parlamentar, serão aplicadas em novas situações a serem solucionadas aos poucos.