Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Sem categoria"

O Blog do Pedro Machado mudou!

20 de dezembro de 2017 0

Olá! O Blog do Pedro Machado está agora no NSC Total, o portal que reúne todos os jornais e rádios da NSC Comunicação.

Para acompanhar as publicações do colunista, acesse aqui.

Pedido de empréstimo da prefeitura de Blumenau ao Fonplata vai prever nova estação de água

29 de novembro de 2017 0

Foto: Patrick Rodrigues, BD, Jornal de Santa Catarina

A prefeitura de Blumenau pretende finalizar nas próximas duas semanas a documentação que formaliza o pedido de recursos para investimentos em obras de mobilidade urbana junto ao Fundo Financeiro para o Desenvolvimento dos Países da Bacia do Rio da Prata (Fonplata). A papelada será direcionada ao Banco Central, que precisa aprovar a aprovação.

Curta Pedro Machado no Facebook

Do banco já veio o sinal verde para a liberação do empréstimo, segundo o vice-prefeito e secretário executivo do Programa de Mobilidade e Projetos Especiais, Mário Hildebrandt. Ele e o secretário de Gestão e Transparência, Paulo Costa, estiveram no início do mês na sede da instituição financeira, na Bolívia, para tratar da operação.

O Executivo vai pedir US$ 50 milhões ao Fonplata. A novidade em relação ao plano original é o acréscimo de US$ 10 milhões nesta conta. Este valor, confirmado, será usado em uma obra de ampliação e modernização da estação de tratamento de água do Samae na Rua Bahia. O presidente Alexandro Fernandes diz que o projeto está sendo desenhado. O investimento visa melhorar as condições de atendimento da autarquia, já prevendo o aumento do consumo com o crescimento da cidade.

O restante do dinheiro será direcionado, como já anunciado, aos projetos da Ponte do Centro, entre as ruas Rodolfo Freygang e Chile, parte do corredor Norte e outras obras menores de mobilidade.

Após impasse, governo do Estado assegura recursos para a Oktoberfest

26 de setembro de 2017 0

Foto: Patrick Rodrigues, BD, Jornal de Santa Catarina

O governador Raimundo Colombo (PSD) assegurou nesta segunda-feira que vai repassar recursos para a Oktoberfest. Tradicionalmente a verba anualmente redirecionada era de R$ 700 mil, mas neste ano ficará em R$ 450 mil em função das dificuldades financeiras enfrentadas pelo Estado.

O recurso entrou no centro de uma discussão após o deputado Ismael dos Santos (PSD) sugerir que essa quantia fosse para manutenção do Hospital Santo Antônio. Houve um impasse porque o governo do Estado demorou para aprovar o programa que liberaria recursos para as festas de outubro – quando isso ocorreu, não havia mais tempo para o lançamento do edital.

A definição de como esse dinheiro chegará ser definida nos próximos dias.

Blumenauense faz locução de comercial para a Google

02 de setembro de 2017 0

Vídeo destaca os aplicativos da empresa (Foto: Reprodução)

Pouca gente sabe, mas é de uma blumenauense a voz do comercial, no Brasil, que destaca o G Suite, o conjunto de aplicativos da Google relançado no ano passado.

Carol Lapolli acumula outros trabalhos de expressão nacional. Já fez locuções de vídeos de programas sociais do governo, da Unicef e do Discovery Kids.

Assista ao comercial:

Confira outros trabalhos de Carol:

As reações de alívio de Napoleão, Décio e Ana Paula Lima

12 de agosto de 2017 0

São emblemáticas as reações de relativo alívio do prefeito Napoleão Bernardes (PSDB), do deputado federal Décio Lima (PT) e da deputada estadual Ana Paula Lima (PT) ao parecer da Procuradoria Geral da República que considerou não haver relação entre as investigações de corrupção na Petrobras no âmbito da Operação Lava-Jato e as supostas doações em caixa 2 feitas pela Odebrecht para as campanhas eleitorais a prefeito de Blumenau em 2012.

Na prática os três tiram das costas o fardo de constar na famigerada “lista de Fachin”, que mapeou agentes públicos suspeitos de integrar o mais famoso esquema de corrupção da história do país. Estar na relação tem pesos político e eleitoral inegáveis.

O casal Lima usou as redes sociais para comemorar a decisão. Napoleão foi mais discreto, mas um interlocutor do governo municipal garante que o prefeito não escondia o ânimo na sexta-feira. A decisão daria novo impulso às pretensões do tucano de uma disputa majoritária nas eleições estaduais do ano que vem. Décio Lima, que é pré-candidato ao governo catarinense pelo PT, também deve aproveitar a situação.

Vale ressaltar, no entanto, que os processos não foram arquivados, tampouco os três inocentados. As denúncias continuam em análise. Só não estão mais nas mãos do ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato. Foram distribuídas a outros magistrados da corte.

Napoleão semeia candidatura ao governo de SC. Se vai colher, é outra história

05 de agosto de 2017 1

Foto: Lucas Correia (Agência RBS)

Napoleão Bernardes (PSDB) será candidato ao governo (ou a algo) em 2018? É a pergunta que não quer calar nas rodas de cafezinho da cidade, embora ainda seja muito cedo para cravar uma resposta. Já dá para dizer, no entanto, que o prefeito, embora venha reiterando que seu foco hoje está em Blumenau, semeia uma candidatura nas eleições estaduais que se avizinham. Se vai colher o que plantou daqui mais ou menos um ano, é outra história.

Há uma série de fatores que apontam uma participação de protagonismo de Napoleão no pleito do ano que vem, estando ele numa cabeça de chapa ou não. Nas últimas semanas, o tucano intensificou a agenda em outras cidades do Estado – mas garante que, mesmo assim, tem estado mais em Blumenau agora do que em 2016.

Formalmente, as visitas são na condição de presidente da Associação dos Prefeitos do PSDB em Santa Catarina. Aliados argumentam que, nesta função, é papel dele aglutinar as forças do ninho, ajudando a criar cenários favoráveis em território catarinense para o partido nas eleições a governador e a presidente.

Nestas agendas, porém, Napoleão apresenta suas credenciais. A implantação do novo sistema do transporte coletivo, a Praça do Empreendedor e o Centro Integrado de Armazenagem e Distribuição são alguns dos cartões de visita que têm despertado a atenção de lideranças de outras regiões do Estado.

Em períodos que antecedem eleições o posicionamento das grandes legendas – neste caso em relação ao governo do Estado – é pela candidatura própria. Sempre foi e sempre será assim, e com o PSDB não é diferente. Com Gelson Merisio (PSD) e Mauro Mariani (PMDB) despontando como pré-candidatos, Paulo Bauer aparece como nome natural entre os tucanos para a disputa. É um nome de peso, já concorreu na eleição passada a governador e ostenta a importante posição de líder tucano no Senado. Há, no entanto, quem aposte que a imagem do senador se desgastou diante de Michel Temer (PMDB), ora defendendo o impopular presidente, ora sugerindo que o partido desembarque por completo do governo.

Napoleão é um homem de partido. Com 20 anos de trajetória no PSDB, seria pouco provável vê-lo articular para furar a fila de uma eventual candidatura tucana ao governo do Estado, que hoje tem Bauer na linha de frente. Para 2018, o prefeito de Blumenau tem dito que vai atender o chamado da sigla, seja ele qual for. Quem acompanhou sua trajetória política sabe que ele é de comer pelas beiradas. Foi assim na – para muitos – improvável eleição a prefeito em 2012, quando as primeiras pesquisas o colocavam na terceira posição na preferência dos votos.

Napoleão está ali, no seu canto. Se a oportunidade aparecer e o chamado vier, vai atendê-lo.

Meia-entrada para mulheres gera troca de farpas entre Jovino Cardoso (PSD) e Bruno Cunha (PSB)

03 de agosto de 2017 4
vereadores

Jovino (E) e Bruno (D) (Foto: montagem sobre imagens de Lucas Correia e Jessica de Morais)

O clima esquentou entre os vereadores Jovino Cardoso (PSD) e Bruno Cunha (PSB) na sessão da Câmara de Blumenau desta quinta-feira.

A discussão teve como pano de fundo o projeto de lei apresentado por Jovino que pretendia conceder o benefício da meia-entrada a mulheres em eventos realizados em Blumenau. A proposta acabou sendo rejeitada pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa, da qual Bruno é relator.

Nas redes sociais, o pessebista celebrou o arquivamento do texto: “Entendemos que o que as mulheres precisam não é de desconto em eventos e baladas, mas sim respeito e reconhecimento. Precisamos desconstruir esse universo machista!”, escreveu.

Da tribuna, Jovino acusou o colega de usar o seu projeto para se promover e reforçou que a meia-entrada beneficiaria mulheres, que no geral têm salários mais baixos que os homens.

Bruno rebateu, lembrando que o pessedista vem apresentando projetos inconstitucionais – foram quatro rejeitados só na terça-feira – para “jogar para o público”, o que segundo ele seria uma postura incompatível de alguém que foi vice-prefeito e já acumula experiência no Legislativo.

A troca de farpas revela um embate de gerações do Parlamento municipal. Jovino é um político tradicional, enquanto Bruno exerce o primeiro mandato, para o qual foi eleito com discurso de renovação política.

Simbolismos históricos e políticos na inauguração da reforma do telhado da Fundação Cultural de Blumenau

25 de julho de 2017 0

Prefeito Napoleão Bernardes assina documento que transferiu, de maneira simbólica, a sede da prefeitura para a Fundação Cultural (Foto: Pedro Machado)

A inauguração oficial da reforma do telhado e da revitalização da fachada da Fundação Cultural de Blumenau, na manhã desta terça-feira, foi carregada de simbolismos, com contornos históricos e políticos. Lá estavam, em peso, secretários do primeiro escalão, meia dúzia de vereadores, o senador Dalirio Beber (PSDB), os ex-prefeitos Félix Theiss e Victor Sasse, a deputada estadual Ana Paula Lima (PT) – representando o ex-prefeito Décio Lima – e membros do governo estadual, a exemplo do presidente da Fundação Cultural de Santa Catarina, Rodolfo da Luz. Não foi, portanto, uma cerimônia comum.

Pelo menos por um dia o histórico e tombado prédio, construído em 1875, voltou a ser a sede da prefeitura – que funcionou no local até 1982. Isso graças a uma lei recém-aprovada que permite a transferência das atividades do Executivo em datas simbólicas, caso desta terça, quando foi celebrado o Dia da Imigração Alemã.

De lá o prefeito Napoleão Bernardes (PSDB) despachou e comandou, ainda pela manhã, uma reunião com o colegiado. Na ocasião, ele apresentou um balanço da gestão do primeiro semestre do ano.

Fim da agonia

Pode parecer algo pequeno, mas as melhorias no telhado da Fundação Cultural colocam um ponto final numa antiga agonia da classe artística. O prédio foi atingido por um incêndio em 1958. A parte danificada passou por obras somente no ano 2000, que deixaram sequelas até então. Problemas de infiltração faziam chover dentro do imóvel.

Mais melhorias

As obras de reforma do telhado custaram R$ 547,8 mil, recursos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) com contrapartida do município. Há outros investimentos previstos para o local. Duas emendas do senador Dalirio Beber (PSDB), que somam R$ 350 mil, vão garantir a reforma do Auditório Carlos Jardim, além da compra de equipamentos de iluminação e sonorização para este espaço.

Outra emenda do parlamentar tucano, no valor de R$ 250 mil, ainda está em análise no governo federal. Confirmada, a verba seria aplicada em demais intervenções no local.

Feliz da vida

O vereador e líder do governo na Câmara, Sylvio Zimmermann (PSDB), não escondia o entusiasmo:

— Não há ninguém mais feliz do que eu hoje — disse em seu discurso.

Sylvio colocou a reforma do telhado como uma das prioridades de sua gestão à frente da Fundação Cultural, em 2013. Não conseguiu inaugurar a obra, mas seu esforço foi lembrado pelo atual presidente, Rodrigo Ramos, que também destacou o apoio dado pelo poder público à cultura local. O tucano capitaliza pontos.

Apelo

Na reunião com o colegiado nesta terça-feira pela manhã, Rodrigo Ramos pediu apoio do governo e dos vereadores para descartar a ideia de levar a sede do Legislativo municipal para o espaço da Fundação Cultural de Blumenau.

— Precisamos é de mais espaço para a cultura — enfatizou.

Diante da rejeição, a ideia soa praticamente enterrada.

A dona do cafezinho

A manhã foi de discursos de valorização da cultura e homenagens. Um dos reconhecimentos foi prestado à servidora Iracy Santos. Natural de Agrolândia e figura carismática dentro do paço municipal, ela trabalha na prefeitura de Blumenau desde 1979. É dela o elogiado cafezinho que rega as reuniões de gabinete, momentos onde são tomadas as grandes decisões administrativas da cidade.

Iracy Santos recebeu homenagem da prefeitura (Foto: Michele Lamin, Secom, Divulgação)

Outra homenageada foi Alice Ruediger, viúva de Ramiro Ruediger. Ele foi o último prefeito a despachar na antiga prefeitura.

Ônibus escolar

Presente no evento, a deputada Ana Paula Lima (PT) anunciou uma indicação feita pelo deputado federal Décio Lima (PT) que garante a vinda de um ônibus escolar para Blumenau por meio do programa Caminho da Escola, do governo federal. O veículo deve ser utilizado para atender bairros mais afastados da região central da cidade.

"Não tenho pretensão política", diz Luciano Hang

11 de julho de 2017 0

O empresário Luciano Hang, presidente da Havan (Foto: Pedro Machado, Agência RBS)

Ao se expor e ganhar visibilidade como garoto-propaganda da Havan e intensificar, por onde passa, o discurso contra a corrupção e de aversão à classe política, Luciano Hang abriu margem para especulações envolvendo uma eventual candidatura a um cargo eletivo.

Nesta terça-feira, no lançamento do plano de expansão da rede varejista, o empresário, entretanto, negou qualquer movimentação neste sentido.

— Não tenho pretensão política. Minha pretensão é continuar sendo presidente da Havan — garantiu.

Dada a ousadia dos planos da rede — abrir 100 novas lojas até 2022 — e de sua sinalização de não se afastar da presidência da empresa tão cedo, Hang aparentemente não teria muito tempo para se dedicar nessa seara.

Em discurso, vereador de Blumenau pede respeito e tolerância aos LGTBI

29 de junho de 2017 0

Bruno Cunha fez discurso contundente na Câmara (Foto: Jessica de Morais, CMB, Divulgação)

O vereador Bruno Cunha (PSB) fez um contundente discurso na sessão desta quinta-feira da Câmara de Blumenau ao falar sobre o Dia do Orgulho LGTBI, celebrado na quarta-feira.

Pediu respeito, tolerância e diálogo para a construção de uma sociedade mais plural. E alfinetou a Casa e alguns dos colegas de plenário, afirmando que a legislatura passada errou ao impossibilitar a discussão sobre gênero nas escolas – a proibição virou alvo de ação no Supremo Tribunal Federal.

De modo sutil, Bruno assumiu publicamente ser homossexual num ambiente em que este tipo de discussão ainda é um tabu. Discreto em relação à sua orientação sexual (ele não levanta bandeiras da causa LGTBI em sua atuação como parlamentar), o jovem vereador do PSB falou pela primeira vez sobre o assunto na tribuna.

Confira a íntegra do discurso:

Ontem (28 de junho) foi comemorado o dia de reflexão mundial dos direitos LGTBI.

Particularmente, não gosto da expressão orgulho LGTBI, porque entendo que da mesma forma que a sexualidade não deve denegrir, também não deve orgulhar.

A sexualidade não é nem qualidade, nem defeito, é característica.

Estou aqui pra dizer como demonstrado nesse vídeo, da ONU, que estamos em todas as profissões, em todos os países, estados e cidades do mundo. Estamos no comércio, na indústria, na universidade, estamos na política.

Estou aqui pra pedir a todos muita reflexão. Depende de cada um de nós a construção de uma sociedade plural, tolerante, amável, que substitua o julgamento pela compreensão, respeito e amor. Uma sociedade que aprenda a conviver pacificamente com as diferenças, com a pluralidade do gênero humano.

Estou aqui representando todas as pessoas que entendem o amor de forma inclusiva e não excludente e que consideram justa todas as formas, jeitos e maneiras de amar.

Estou aqui para dizer que a intolerância, o preconceito, a indiferença e a violência atingem, denigrem, machucam, matam.

Estou aqui para dizer que não cabe aoEestado permitir ou impedir a relação amorosa de pessoas do mesmo sexo. Não é apenas inconstitucional, é inconcebível e desumano.

Estou aqui para dizer que o que as crianças necessitam não são de pais e mães héteros, são de pais e mães que as deem amor, carinho, respeito, afeto, educação, independentemente da sexualidade.

Estou aqui pra dizer, meus colegas, que essa Casa errou na legislatura passada quando impossibilitou a discussão de gênero nas escolas, pois esse não é um tema da política, mas da ciência, pois sei, não em teoria, mas na prática, o quanto essa omissão é nociva, perigosa.

Estou aqui pra dizer também que não faço parte de coletivos LGBTI porque lamento que através de muitos métodos radicais, fanáticos, acabam muitas vezes prejudicando avanços institucionais.

Não é possível alcançarmos amor através de métodos de ódio, raiva, julgamento, rotulação.

Lamento que movimentos que não me representam e não representam muitos LGBTI tenham atitudes lastimáveis como moções de repúdio absurdas a estabelecimentos comerciais e em atos públicos serem desrespeitosos não cumprimentando bancas e autoridades.

Lamento muitos desses coletivos estarem estruturados por partidos políticos, manipulando pessoas bem intencionadas, com causas justas e necessárias.

Acredito que só avançaremos na construção de uma sociedade plural com muito respeito, tolerância, diplomacia, diálogo. Seguirei me comportando dessa forma, construtiva, respeitosa, com a ciência de que as mudanças sao gradativas e dependem da nossa sensatez, sensibilidade e capacidade de mostrarmos aos outros uma realidade distinta.

Se a vida sexual do seu amigo ou vizinho importa, saiba que tem algo errado na sua vida.

Que possamos avançar. Como diz Lulu Santos em uma de suas músicas, “vamos à luta e conhecemos a dor, consideramos justa toda forma de amor”.

Acredite, o mundo mais inclusivo depende de você, de cada um de nós. Que tenhamos mais empatia, tolerância, respeito e AMOR. Obrigado.

Ou veja o vídeo, publicado na própria página do vereador no Facebook: