clicRBS
Nova busca - outros
26 jan10:07

Falhas na estrutura mudaram a programação de shows no Laranjal

Eduardo Rosa, Conselho de Colaboradores

No último sábado (23) havia sido anunciada uma trinca de shows na praia do Laranjal, para ter início às 20h, com os cantores Rui Biriva (música gaúcha galponeira), a dupla Marcos & Márcio (sertanejo universitário) e a banda Garotos da Rua (pop-rock), mas não foi o que aconteceu.

Ao invés do Show de Verão, nome dado ao evento, o que chegou ao ouvido das pessoas que lá estiveram para prestigiar o mesmo, foi um “show de explicações desencontradas” do porquê do seu cancelamento.

Desde os fãs, dentre eles muitos que vieram de outras cidades só para ver seus artistas favoritos, até os próprios, esperavam o desenrolar dos acontecimentos para ver no que ia dar.

Sobrou o improviso do Rui Biriva e dois de seus músicos que juntos fizeram uma seresta para o deleite de todos, ali mesmo, no calçadão, tendo como “palco” um banco de praça e a plateia ao redor.

É…” o artista tem que ir onde o povo está.”

O evento tinha o patrocínio do Banrisul e do Governo do RS, com a produção da Metrópole Eventos, tendo como responsável Jairo Murliki. Jairo contratou a estrutura de palco e afins com Alexandre Barbosa, que está acostumado a prestar serviços para a Prefeitura de Pelotas, a qual indicou-o para a Metrópole Eventos.

A correria começou logo após peritos do Corpo de Bombeiros fazerem uma inspeção na estrutura do evento, marcada para às 16h pelos próprios promotores. Após a vistoria os bombeiros exigiram alguns reparos na estrutura montada tais como: colocação de extintores de incêndio, proteções de guarda-corpos no palco, proteções para cabos elétricos) e documentos originais que estavam faltando, segundo eles visando uma maior segurança. Na falta destes, não deram liberação para o evento acontecer.

Os organizadores então correram para providenciar tudo, mas não houve tempo hábil para terem em mãos os documentos originais do laudo elétrico e a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) fornecidos por um engenheiro cadastrado no Crea, responsável pela estrutura usada no show, além de certificado de treinamento de pessoas para trabalharem no combate ao incêndio; pessoas estas que formariam a Brigada de Incêndio.

O secretário municipal de Turismo, Marcelo Mazza Terra, tentou amenizar a situação, e indicou para Jairo Muriliki uma empresa de prestação de serviços na área de segurança, com sede em Pelotas, para que esta providenciasse os documentos que faltavam.

Tudo providenciado, a informação que começou a ser repassada para os populares é que o show estava remarcado para domingo, dia 24, às 16h.

Foi o que aconteceu. No dia seguinte, o próprio Capitão dos Bombeiros, Sandro Eusébio, foi ao local às 11h e constatando que estava tudo de acordo com as exigências feitas, autorizou o evento.

O primeiro cantor a se apresentar foi Rui Biriva.  Quem foi, novamente para ver os shows, sabendo do ocorrido na véspera, se assustou quando Rui começou a cantar “Vamo quebrá tudo!”.

O show poderia ter acabado ali mesmo se esta frase não fosse de uma das músicas mais conhecidas de seu repertório.

Por

5 Comentários »

  • Renato disse:

    Acho que esta matéria, não está completa, porque os outros dois shows após o Rui Biriva, foram muito bons

  • Dudu Bombachudo disse:

    Li a matéria e compreendi que o autor dela não está criticando os shows com seus artistas.
    Sim está repassando a informação do despreparo dos organizadores, que por causa disso, os artistas tiveram que pernoitar em Pelotas, já que o evento de sábado foi cancelado e transferido para domingo, em virtude da desorganização.
    Tanto os artistas quanto o público, que foram ao sábado, tiveram prejuízos.
    Se os shows estavam bons ou não, é do gosto e formação musical de cada ouvinte e cantor.

  • André disse:

    Olha, se o Rui não tocou a música do PROTEAR, o show não foi completo mesmo… Isso deveria ser uma exigência incondicional dos organizadores do evento…

  • Vanessa Maria disse:

    Acredito que o site tem algum probleminha com a prefeitura. SEMPRE quando entro no site PELOTAS MAIS, leio PELOTAS MENOS. Vocês estão sempre desmerecendo o que as pessoas fazem. Isso é um absurdo!!!!!! Por isso, que essa cidade parece estagnada, assim como Rio Grande, no sentido de cultura.
    As bandas estavam ótimas, a estrutura estava muito boa e a culpa, se é que querem realmente saber, é dos Bombeiros e não da Prefeitura.
    NUNCA houve tanta burocracia para ter um show.ALGUÉM foi lá nos Bombeiros e quiz fazer “freje”.
    No início do verão, teve um palco no final do Laranjal “caindo aos pedaços”, e ninguém fez nada, pelo menos quem deveria fazer ( os bombeiros)
    Então, antes de criticar, pesquise, ok?

  • Jairo murliki disse:

    Foi lamentável o que aconteceu em laranjal, depois de muito sacrificio conseguimos levar o projeto para laranjal,realizamos em todo o litoral norte e sul e não tivemos problemas , pena que não tivemos o mesmo entendimento nesta cidade , não sei se relacionaremos outro projeto para esta praia, ficamos sabendo por informacões na cidade que ocorreram varios problemas no carnaval, o que posso dizer que a estrutura era ótima , mas pelo preciosismo de certas pessoas o espetaculo teve que acontecer no outro dia…
    parabéns Maria vanessa é por pessoas como você que trabalhamos a cultura e o entretenimento para a comunidade e visitantes das praias…

    Já estamos projetando o verão 2011 , buscando patrocinadores…. vamos ver

    se voce leu esta mensagem e quer que laranjal receba eventos bota a boca e pede

    Quanto ao reporter Eduardo costa,, deve ter mais respeito pelos comentários e pela cidade, e também pelas pessoas que levam para a sua cidade entretenimentos…

Comentários