clicRBS
Nova busca - outros
08 fev12:27

Coleta containerizada de lixo deve ser ampliada em 2011

Entre as pioneiras no estado e país na adoção da tecnologia, Pelotas vai ampliar a coleta de lixo conteinerizada ainda neste primeiro semestre de 2011. O serviço por contêineres, implantado na cidade pelo Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas (Sanep) em 2008, terá um acréscimo de 87,5%, passando dos atuais 400 para 750 contêineres, abrangendo três bairros já atendidos e, nesta nova etapa, a área central. No Rio Grande do Sul, apenas Caxias do Sul e Santa Maria possuem sistema semelhante.

A ampliação do serviço virá com o novo edital de licitação em andamento e com abertura da seleção no próximo dia 22, para o recolhimento de lixo. Além da coleta conteinerizada, a nova empresa que assumir o serviço responderá ainda pela coleta convencional, seletiva e coleta com tratamento de resíduos de serviços municipais de saúde, abrangendo custos que ultrapassam os R$ 40 milhões, em 60 meses.

Atualmente, a conteinerização atende três regiões populosas da cidade: a Cohab Guabiroba, a Cohab Lindóia e Pestano. Nesta nova etapa, os 350 contêineres serão distribuídos nas regiões Centro e Centro/sul, abrangendo o quadrilátero entre as ruas Marcílio Dias e João Pessoa, Avenida Bento Gonçalves e rua Almirante Tamandaré.

- É uma tecnologia que mudou hábitos da população por ser um serviço disponível 24 horas, que evita a dispersão do lixo em calçadas, córregos e valas, contemplando o meio ambiente. Pelotas, com certeza, é referência e destaque não só no estado como no país – valorizou o diretor presidente do Sanep, Ubiratan Anselmo.

Como funciona

O sistema de contêineres coletivos fechados possibilita aos moradores colocarem seus resíduos a qualquer hora do dia ou da noite. Os contêineres são totalmente metálicos, feitos de aço galvanizado contra a ferrugem, e têm até dez anos de vida útil. Os resíduos depositados na estrutura são recolhidos por um caminhão automatizado, que eleva o contêiner, esvazia-o em seu interior e o deixa na mesma localização. Periodicamente, a cada 15 dias, depois de esvaziado, o contêiner será lavado e higienizado por outro caminhão especial, lava-contêineres, deixando-o no mesmo lugar. Os contêineres de tampa laranja são para resíduos orgânicos, e os de tampa verde, para resíduos recicláveis.

Por

Um Comentário »

  • Rogério Brodbeck disse:

    Já não era sem tempo. O projeto – iniciado e não continuado na época – é uma medida salutar e que conribui para o conforto deos usuários, embora seja o prato preferido de alguns catadores que emporcalham os locais onde eles existem. É preciso estender aos bairros que ainda não dispõem do serviço – como o meu Areal, o primeiro da cidade e sempre discriminado nas ações municipais, vide o número de ruas asfaltadas…

Comentários