clicRBS
Nova busca - outros
22 fev11:38

Situação de alerta é decretada em Pelotas

As dificuldades no abastecimento de água, decorrentes do longo período de estiagem na região, forçaram o prefeito Adolfo Fetter Jr. a decretar situação de alerta na área urbana do município. O Decreto 5.352 foi assinado no final da tarde desta segunda-feira.

Com a medida, fica restrito o uso de água potável para lavar veículos, prédios, calçadas, irrigar jardins, reposição ou troca de água de piscinas e reservatórios, além de impor restrições do uso de água para indústrias, comércios e residências. O desrespeito ao decreto é passível de advertência, multa de R$ 276,20 e corte no fornecimento de água. Porém, o Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas (Sanep) explica que antes de qualquer advertência, realizará ações educativas para evitar o desperdício de água.

O decreto, que tem validade de 90 dias, podendo ser renovado por mais 90, também permite que a prefeitura imponha racionamento.

Situação

Desde novembro não chove em quantidade suficiente para recuperar os mananciais de água na zona sul do Estado. Hoje, a Barragem Santa Bárbara, que abastece metade da população de Pelotas, está com seu nível em 2,30m abaixo do normal, ponto considerado crítico para a captação de água para tratamento. A situação o Sanep a instalar uma nova bomba, com maior capacidade de vazão (600 litros por segundo, a anterior tinha vazão de 40 l/s) em um ponto mais profundo da barragem. Essa medida adia em 40 dias a necessidade de transposição de água do Arroio Pelotas para a Barragem, uma operação cara e que oferece riscos ambientais. O consumo da cidade diminui o nível da barragem em 1 cm por dia.

Por

4 Comentários »

  • Marcio Vega disse:

    Nao da pra aturar a incopetencia e a falta de vontade desses politicos podres e sem vergonha na cara,eu olho pro lado do sao gonçalo e vejo aquele montao de agua e els vem me falar em faltar agua em pelotas,lamentavel.
    espero que divulguem.

    Marcio Vega

    pagador de impostos indiguinado.

  • Anderson Cardoso disse:

    Concordo Plenamente com o Marcio
    quantos anos veem falando da tranposição de agua do arroio pelotas, esse “caro” que falam ja podia ser pago a muito tempo.
    Quem vai fiscalisar o sanep com seus vazamentos diarios que acontecem na cidade?
    que levam mais de uma semana para resilver o problena que muitas ezes é simples.

  • Adriana disse:

    É difícil de fazer as pessoas colobararem, pois não pagamos a quantidade de água que consumimos, pagamos 20 metros cúbicos por mês, no meu caso são 4 adultos e 1 criança e gastamos 16 ou 17, acho muito injusto isso, já pago mais que consumo e agora terei que economizar? A sugestão que dou ao SANEP é dar um desconto para as pessoas que economizarem, só assim as pessoas tem um incentivo à colaborar. E aonde esta a sobreposição do São Gonçalo prometida na campanha eleitoral? A promessa era que não teríamos mais falta de água em Pelotas.
    E espero que o SANEP mude a forma de cobrança, devemos pagar apenas o que consumimos!

  • Ronaldo Rosa disse:

    Problema com abastecimento de água tem a cidade de Bagé, aqui é PURA INCOPETÊNCIA POLÍTICA. A cidade de RIO GRANDE abastece sua população com água do SÃO GONÇALO, a Geografia de Pelotas fica muito distante do Canal…kkkk só rindo mesmo.

Comentários