clicRBS
Nova busca - outros
04 mar17:00

Justiça mantém resultado de licitação e garante sonorização do carnaval

A Justiça decidiu manter o resultado da concorrência para sonorizar o carnaval de Pelotas. Na tarde desta sexta-feira (4), a contratação de uma empresa chegou a ser suspensa pela 6ª Vara Cível por causa de um recurso de outra empresa que ganhou a licitação, mas acabou desclassificada.

A empresa que instalou o som na passarela ficou em segundo lugar na licitação. Ela foi contratada porque a Secretaria de Cultura alegou que a vencedora do pregão eletrônico não havia apresentado cinco atestados exigidos no edital. Houve recurso e a Justiça suspendeu a desclassificação da empresa que ganhou a concorrência para prestar o serviço de sonorização na passarela do samba.

A proposta apresentada por ela pelo serviço durante o carnaval foi de R$ 72 mil. A Prefeitura pediu para a juíza do caso reconsiderar, já que para retirar um equipamento e instalar outro seriam necessários seis dias, o que comprometeria a realização do carnaval. O pedido foi aceito e o início da folia confirmado para este sábado (5), às 14h.

O som instalado no local foi testado no ensaio técnico realizado nesta quinta-feira (3) à noite. As escolas de samba levaram para a “muamba” suas baterias e comissões de frente para os testes de som e ensaios de evoluções. O público também aproveitou para inaugurar as arquibancadas no leito da antiga Estação Férrea, onde acontece a Doce Folia até o dia 12 de março.

RBS TV Pelotas

Por

2 Comentários »

  • Paulo Roberto disse:

    “O carnaval é o momento histórico do ano. Paixões, interesses, mazelas, tristezas, tudo pega em si e vai viver em outra parte”. Fiquei chateado com a fraude na licitação do carnaval de Pelotas. Aparentemente, agentes públicos se locupletando do dinheiro público?Isso deveria envergonhar a todos os pelotenses.Uma empresa inabilitada, prestando serviços.
    Até quando Prefeito?

  • Jose Rogrigues disse:

    Onde há fumaça há fogo, como é que uma Empresa que tem a resposta positiva de aceite para sonorizar a passarela no carnaval, de repente faltou documentação? Para entrar nessa concorrência são pedidos todos esses documentos. O preço menor ajuda na classificação da Empresa. O que eu acho é que algumas pessoas envolvidas no processo seletivo, receberam oferta (propina) dessa Empresa que ficou em segundo lugar ( tendo o preço mais alto), isso já garante a gordura pra PROPINA. “Num passe de mágica repentino”, QUEM afinal detectou que faltavam documentos para a Empresa de SOM que ganhou a concorrência? Talvez, uma ou mais pessoas que façam parte do processo de seleção e que foram convidadas de última hora a partilhar do contrato.

Comentários