clicRBS
Nova busca - outros
18 mai12:47

Polícia investiga morte de adolescente encontrada em matagal

Sancler Ebert, Zero Hora

Depois de nove dias desaparecida, a adolescente Luana Pepe, 14 anos, foi encontrada morta no final da tarde de ontem num matagal próximo ao centro de Pelotas, no sul do Estado.

O corpo da pelotense foi descoberto por acaso por um morador próximo do local que ao soltar os cachorros para passeio, percebeu que os mesmos foram atraídos para o terreno baldio. Ao chegar no ponto onde os animais latiam, o homem se deparou com o cadáver caído em uma vala.

De acordo com a delegada Márcia Chiviacowsky, da Delegacia de Proteção da Criança e Adolescente (DPCA), que investiga o caso, o corpo foi reconhecido por familiares pelas roupas e pelo piercing usado pela vítima, uma vez que, a face estava irreconhecível.

- Até o momento sabemos que ela sofreu uma lesão na cabeça que pode ter sido uma pancada ou paulada. Existe a hipótese de que a jovem tenha sido assassinada apenas há três dias – relata a delegada.

O desaparecimento de Luana foi registrado pelos familiares que começaram a espalhar cartazes pela cidade. A adolescente havia saído de casa no bairro Areal no sábado, dia 07, para ir uma palestra em uma escola vizinha a sua quando não foi mais vista. O Colégio Estadual de Ensino Médio Monsenhor Queiroz, onde estudava a jovem, suspendeu as aulas.

- Ainda não temos suspeitos, mas estamos trabalhando com todas hipóteses – revelou a delegada. Quando questionada sobre as mensagens que o pai da vítima havia recebido por celular que indicavam o paradeiro da adolescente durante o desaparecimento, Márcia indicou que as mesmas serão inseridas na investigação.

O corpo de Luana vai ser enterrado nesta quarta-feira (18), às 17h, no Cemitério São Francisco de Paula, no Fragata.

Por

Comentários