clicRBS
Nova busca - outros
14 out12:39

Parque Tênis oferece recreação para crianças do São Luiz Gonzaga

Passar uma tarde legal. Um momento de alegria, diferente do vivenciado, na maioria das vezes, pelos alunos do Lar da Criança São Luiz Gonzaga da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) no cotidiano. De acordo com o treinador Mauro Brandão, fazer com que as crianças sintam-se bem e saiam satisfeitas é a proposta do Parque Tênis Clube ao disponibilizar professores e espaço físico para os treinos dos pequenos. Na terça-feira (11), além da diversão, livros e jogos foram distribuídos por acadêmicos dos cursos de Tecnologia em Gestão do Turismo e Pedagogia da UCPel.

O projeto social do clube iniciou em abril deste ano com nove alunos. A turminha cresceu e hoje 12 crianças participam da tarde semanal de recreação e jogo de tênis.

- O esporte é um meio de inclusão social. Queremos que as crianças conheçam um pouquinho ao menos do tênis – destacou Brandão.

A coordenadora pedagógica do Lar, Fabiani Silva, salientou que o tênis é um esporte novo para os alunos, ao qual tinham acesso apenas pela televisão.

- Aqui [as crianças] fazem atividades, aprendem brincando, além da socialização e do trabalho com limites comportamentais e físicos - avaliou.

Segundo ela, é notável a melhora dos alunos no comportamento, na concentração em aula e na alegria que transparecem.

- Eles eram bem mais agitados. Agora participam mais das atividades e levam conhecimento para as famílias também - disse.

A aluna Isabel Garcez, de cinco anos, contou que, após todos os treinos, eles ganham sanduíche, cachorro-quente e refrigerante.

- O que mais gosto é brincar de bambolê e não tenho em casa - disse Isabel.

Livros para colorir e jogos da memória foram distribuídos para as crianças por acadêmicos do Turismo e da Pedagogia. Para “recarregar as energias”, pipoca, bolo, bolachas e refrigerante foram servidos às crianças.

Por meio de uma campanha proposta no clube, sócios fizeram doações e cada criança recebeu um par de tênis e raquetes para o esporte.

- Sem crianças, a coisa para – afirmou a pedagoga Eliane Mendonça – O Brasil é um país muito grande, com muito interesse por esportes. O que falta é o incentivo - analisou. As aulas contam com a participação do professor de Educação Física, Vicente Corona.

A luta agora é por bonés e novas camisetas para as crianças. No futuro, a proposta é conseguir patrocínio para a confecção de abrigos. Empresas ou pessoas interessadas em colaborar podem fazer contato com Mauro Brandão pelo telefone (53) 8111 – 6685.

Fonte: Coord. Com. e Marketing UCPel

Por

Comentários