clicRBS
Nova busca - outros
28 out18:06

Estradas do Polo Rodoviário de Pelotas recebem boa avaliação na CNT de Rodovias 2011

As estradas do Polo Rodoviário de Pelotas, administradas pela Ecosul na zona sul do Estado, receberam avaliação entre “bom” e “ótimo” segundo a 15ª Pesquisa CNT de Rodovias 2011. De acordo com dados da pesquisa, os mesmos resultados foram identificados em 87,3% das rodovias concedidas do país. Para o diretor superintendente da concessionária, Roberto Paulo Hanke, os resultados vêm ao encontro dos investimentos na qualidade da infraestrutura rodoviária priorizada pela empresa.

- Investimos sistematicamente para que as estradas do Polo Pelotas contemplem qualidade e segurança para os usuários e o resultado da pesquisa aponta que estamos no caminho certo, promovendo o desenvolvimento do transporte rodoviário de cargas e de passageiros - avalia Hanke.

A Ecosul administra 623,4 quilômetros de rodovias, incluindo a rodovia que liga Pelotas a Jaguarão, num total de 260,5 quilômetros, a rodovia que liga Pelotas a Bagé, com 161,1 quilômetros e a estrada que liga Pelotas a Rio Grande, com 201,8 quilômetros.

O objetivo do estudo da CNT é avaliar as condições das rodovias brasileiras pavimentadas segundo aspectos perceptíveis aos usuários, identificando as condições das vias em relação ao pavimento, à sinalização e à geometria, fatores que afetam o conforto e a segurança. A região sul do Rio Grande do Sul é composta por uma malha viária de 16.199 quilômetros, sendo 2.750 destes com gestão concessionada.

De acordo com a CNT uma ligação rodoviária é a extensão formada por uma ou mais rodovias federais ou estaduais pavimentadas, com grande importância socioeconômica e volume significativo de veículos de carga e/ou de passageiros, interligando territórios de uma ou mais unidades da federação. A pesquisa avaliou 109 ligações rodoviárias, e a ligação Panambi/Rio Grande, ficou em 27º lugar. Para Hanke, em um país onde 60% da carga transportada passa pelas rodovias, o resultado é satisfatório para Ecosul. A empresa administra a BR-392 no trecho entre Rio Grande, Pelotas e Santana da Boa Vista, totalizando com 201,8 quilômetros de extensão da ligação rodoviária avaliada, por onde escoa a maior parte da produção gaúcha, através do Porto de Rio Grande. 

Fonte: Satolep Press

Por

Comentários