clicRBS
Nova busca - outros

Meio Ambiente

13 jun11:01

Alunos da zona rural participam do plantio de mudas nativas

Um grupo de 60 alunos da Escola Municipal Bruno Chaves participou sábado(11) do plantio de 400 mudas nativas junto à Barragem do Moreira, na zona rural de Pelotas. A iniciativa da Ecosul teve o apoio do SANEP e o objetivo de revitalizar a área do entorno da barragem, local onde a maioria dos alunos mora. Durante a manhã estudantes da pré-escola até a 4ª série plantaram 26 espécies, entre Maria-mole, Camboatá, Taleira, Araçá-do-campo, Branquilho, Pata-de-vaca, Cedro, Pitangueira, Tarumã, Guabijú, Pêssego-do-mato e outras tantas.

Luis Eduardo Studizinks dos Santos, de oito anos, ficou satisfeito com a atividade e lembrou que pequenas ações mudam de alguma forma o planeta. “É importante para podermos respirar bem e para termos bastante água”, resumiu. Para o coordenador de Sustentabilidade da Ecosul, Cristiano Neumann, o plantio irá melhorar as condições ambientais em pontos de grande importância para a comunidade local. “Além do aspecto ambiental, aproveitamos a oportunidade para disseminar entre as crianças o espírito de compromisso na preservação desta natureza exuberante, além da importância da gestão de resíduos gerados”, complementa.

O encantamento dos guardiões do planeta não se limitou ao plantio, eles demonstraram entusiasmo também em alertar os adultos sobre a importância do correto descarte dos resíduos sólidos. “Não é legal jogar lixo no chão, cada um deve fazer a sua parte”, salientou Luis Eduardo. Durante o plantio as crianças tiveram a orientação técnica do assistente de Sustentabilidade da Ecosul, Vicente Petruzzi, que explicou a forma correta de plantio, as características de cada uma das espécies e a importância do plantio no contexto da preservação ambiental. O aluno da 4ª série, Lucas de Mattos Pinto ficou entusiasmado com a missão de preservação. “É bom fazermos isso, se não cuidarmos do meio ambiente a água também vai acabar”, avaliou.

A escola possui um projeto pedagógico chamado “Protegendo o Meio Ambiente” voltado ao tema. Segundo a diretora, Zelaine Santana, o projeto busca o envolvimento entre os alunos e a comunidade das imediações com foco na temática do projeto. “Este ano o tema é a água potável, um assunto ligado ao dia a dia deles, já que a maioria utiliza água de cacimbas”, explica. Cristiano observa que a participação do grupo no plantio agrega uma vivência prática e ajuda os alunos a entenderem o contexto do tema tratado em sala de aula.

Comente aqui
03 jun11:47

Secretaria de Saúde divulga rota do fumacê veicular

O Serviço de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde (SMS) definiu a rota do Fumacê Veicular, para o mês de junho. O trabalho é feito à noite, nas localidades mais suscetíveis aos mosquitos.

O Fumacê mata insetos adultos e é aplicado por duas equipes, de segunda a sábado, em todos os bairros da cidade, das 18h às 23h. Além dos lugares previamente planejados, também é aplicado por solicitação da comunidade, em locais próximos aos que as equipes estão trabalhando. O pedido pode ser feitos pelos telefones 3284-7739 e 3284-7770. Em caso de chuva, a rota fica, automaticamente, transferida para o dia seguinte.

Confira abaixo o a rota do fumacê em junho:

Dia 3 – São Jorge

Dia 4 – Verona, Simões Lopes

Dia 5 – Centro (Barão de Mauá)

Dia 6 – Virgilio Costa e arredores

Dia 7 – Cohab Fragata

Dia 8 – Vila Governaço e Vila Nova

Dia 9 – Santo Antônio, Valverde

Dia 10 –Balneário dos Prazeres e Z3

Dia 11 – Jardim das Acácias

Dia 12 – Centro ( Av. J. K. de Oliveira e arredores)

Dia 13 – Vasco Pires, Obelisco

Dia 14 – Bom Jesus e Jardim Europa

Dia 15 – Dunas e Darcy Ribeiro

Dia 16 – Cohab Tablada

Dia 17 – Thoussant, Terezinha e Lindóia

Dia 18 – Sanga Funda e Arco Íris

Dia 19 – Centro

Dia 20 – 22 de Maio e Brod

Dia 21 – Pestano

Dia 22 – Getúlio Vargas

Dia 23 – Ilha de Páscoa, Santa Rita, Vila do Prado e Municipários

Dia 24 – Caruccio, Colina do Sol, Castilho e Vila Nova

Dia 25 – Vila Jacotê

Dia 26 – Centro

Dia 27 – Umuharama, Cruzeiro (arredores)

Dia 28 – Sitio Floresta

Dia 29 – Vila Princesa

Dia 30 – Simões Lopes (arredores)

1 comentário
31 mai18:35

Ecoviver presenteia municípios com apresentação de teatro

Os municípios de Pelotas, Canguçu, Rio Grande e São Lourenço do Sul, integrantes do Ecoviver em 2011, foram presenteados com apresentações da peça teatral “Recontando – Histórias do Céu e do Mar”, de Santos, que ocorrem até sexta-feira(3) para alunos das escolas convidadas da região.

Nesta quarta-feira (1º) a peça será apresentada às 8h30 e 14h no auditório da escola São Benedito, em Pelotas. Na quinta-feira(2) o município de Canguçu recebe a trupe, em sessões às 10h e 14h, no Cine Teatro Municipal. Já na sexta-feira(3) a apresentação será às 9h30 e 15h no Teatro Municipal de Rio Grande. Segundo a coordenadora pedagógica do projeto, Leandra Knoop, o evento não é aberto ao público em geral. “Cada Secretaria Municipal de Educação seleciona as escolas e alunos que irão assistir às apresentações’, informa.

A peça é do ator Alexandre Camilo, do Instituto Cultural Vasco Carmano Gonçalves, baseada na obra de Câmara Cascuda. Através do roteiro o espetáculo convida o público a se deixar envolver pela magia dos contos e cantigas tradicionais do Brasil. As aventuras de Ventania, um contador de histórias, se dão enquanto ele viaja pelo Brasil e fica preocupado com o atual problema do descaso de muitas pessoas com o meio ambiente. Enquanto conta e canta seus causos, Ventania alerta para o papel de cada um no meio em que vive e fala da importância de pequenas atitudes no dia a dia que produzem grandes resultados.

Projeto – O Ecoviver é um projeto de responsabilidade social do Grupo Ecorodovias que tem a intenção de multiplicar a conscientização do problema do acúmulo e da geração de lixo, mostrando como é possível contribuir para a redução dos resíduos e diminuindo seu impacto destrutivo no meio ambiente.

Comente aqui
30 mai02:00

Projeto "Junho Ambiental" inicia nesta segunda-feira

A Secretaria de Qualidade Ambiental (SQA) promove a partir desta segunda-feira (30) o projeto “Junho Ambiental ”. Serão organizados durante todo o mês, em várias partes do município, eventos ligados ao meio ambiente, concentrando as atividades no dia 5 de junho, data em que se comemora o Dia do Meio Ambiente.

Programação:

Segunda (30) – 14h – Câmara de Vereadores

Audiência Pública sobre Poluição Ambiental
Exposição “Museu de animais empalhados”, da UCPel
Lançamento do concurso de redação com o tema “sustentabilidade”

Terça (31) – 14h – Câmara de Vereadores

Palestra “Consumo Consciente”, com a estudante de Biologia, Leila Cheuchiche
Exposição “Pelotas: cores e valores”, do estudante de Ecologia, Gustavo Arruda

Quarta (1) – 14h – Câmara de Vereadores

Palestra “Boas práticas do poder público em relação a resíduos sólidos”, com a pedagoga Rejane Jouglart
Palestra “Compreendendo o universo – sentindo o estado da terra”, com o geógrafo Jorge Ribeiro
Exposição fotográfica “A cidade que não queremos”, da professora Iara Rutz Devantier

Quinta (2) – 14h – Câmara de Vereadores

Palestra “Conexões”, com o professor Neiff Satte Alan
Palestra “A importância da água no planeta”, com o professor Wiliam James Domingues Azário
Exposição de animais e plantas nativas
Atividades da brinquedoteca.

Sexta (3) – 14h – Câmara de Vereadores

Palestra “Gestão de resíduos e eficiência energética em escolas e residências”, com a engenheira química Marise Keller 
Palestra  “Visões de um mundo ambiental”, com Gizele Costa da Silva 
Palestra “Cores e valores: biodiversidade de Pelotas”, com equipe do Departamento de Educação Ambiental (SQA) (Escola Ginásio Areal, às 16h30min)

As atividades continuam durante todo o mês de junho. O evento é organizado pela Secretaria de Qualidade Ambiental, em parceria com entidades como: Câmara de Vereadores, secretarias de Educação (SMED) e Cultura (Secult), Sanep, Compam, Sesc, Sest/Senat, Fundação Tupahue, Yes Propaganda, Jornal Diário Popular e RBS TV.

Comente aqui
28 mai10:00

Guarda Mirim participa de atividade em escola

Neste sábado (28) a Guarda Mirim, a partir das 13h, participa de evento voltado à educação ambiental no Colégio Tiradentes da Brigada Militar (BM), localizado no bairro Fragata. O efetivo da GM estará presente com exposição de trabalhos em parceria com o Centro de Estudo e Apoio ao Desenvolvimento Integral (Ceadi).

Durante o evento, a Secretaria de Qualidade Ambiental (SQA) fará a distribuição de mudas de árvores, sementes de ipê roxo e adubo orgânico entre os alunos e familiares interessados em dar continuidade ao projeto de aumentar o número de árvores plantadas no município. Técnicos do Ceadi irão monitorar o plantio.

Comente aqui
03 mai12:58

Canal de escoamento de esgoto é tomado por espuma na entrada da cidade

Uma espuma que jorra de um canal de escoamento de esgoto na avenida João Goulart (na entrada de Pelotas, próximo ao Terminal Rodoviário), exalando mau cheiro, está levantando suspeitas de crime ambiental no bairro Fragata. As imagens foram registradas pelo fotógrafo de Zero Hora, Nauro Júnior, na manhã desta terça-feira (3) próximo à rodovia.

Segundo a bioquímica do Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas (Sanep), Isabel André, o canal auxiliar de escoamento recebe resíduos despejados principalmente por empresas localizadas no distrito industrial, e o volume faz parte dos 60% de esgoto da cidade que a autarquia coleta, mas que não recebe tratamento.

Conforme o presidente do Sanep, Ubiratan Anselmo, atualmente cerca de 60% do esgoto gerado em Pelotas é coletado, e deste percentual apenas 40% é tratado antes de retornar aos mananciais.

Anselmo informou que a responsabilidade pela limpeza daquele canal é do Sanep, e que o serviço é feito regularmente obedecendo cronograma. Já a fiscalização das empresas que despejam resíduos no local cabe à Secretaria de Qualidade Ambiental (SQA).

O secretário de Qualidade Ambiental, Luiz Henrique Viana, informou que todas as empresas licenciadas são fiscalizadas a cada 3 a 6 meses ou, por denúncia, a qualquer momento. Ele informou que ainda esta tarde uma equipe da SQA deve averiguar a situação para tentar identificar a fonte da poluição.

1 comentário
02 mai15:07

Rotary planta árvore da amizade na Associação Rural de Pelotas

No último final de semana, Pelotas sediou a 50ª Conferência Distrital do Rotary Internacional. A programação do encontro dos clubes do Distrito 4680 foi encerrada com almoço de confraternização na Casa da Amizade, no Parque Ildefonso Simões Lopes, da Associação Rural de Pelotas (ARP).

Antes, como de praxe em suas conferências anuais, os rotarianos fizeram o plantio de uma muda, a chamada “Árvore da Amizade”. Com o ato simbólico, a Associação Rural recebeu a 50ª árvore plantada pelo Distrito.

Este ano a espécie plantada foi escolhida pelo professor de silvicultura do Conjunto Agrotécnico Visconde da Graça (CAVG) e membro da entidade, Gilberto Alves. A muda de angico (parapipitadenia rigida) produzida pelos alunos do CAVG crescerá no estacionamento localizado em frente à sede da Casa da Amizade. O professor explicou que esta árvore produz uma madeira dura e resistente, que simboliza o espírito rotariano.

- A instituição é firme e densa, e procura fazer o bem ao redor do mundo, promovendo a paz mundial ao estabelecer o companherismo – completa Alves.

O momento contou com as presenças da governadora do Distrito e anfitriã da conferência, Alice Maria Polachini, e do coordenador do evento, João Alberto Dutra.


Comente aqui
29 abr18:33

3ª Barcada da Engenharia Hídrica da UFPel é neste sábado

Gilberto Loguercio Collares, Leitor-Repórter*
* Professor do curso de Eng. Hídrica da UFPel

Acontece neste sábado (30) a 3ª Barcada do curso de Engenharia Hídrica da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), nas águas do Canal São Gonçalo e Arroio Pelotas. A atividade pedagógica é realizada em parceria com o Clube Veleiros Saldanha da Gama (CVSG) para que a comunidade acadêmica receba os alunos ingressantes nos ambientes hídricos regionais, considerados laboratórios naturais dessa graduação, e tem também o objetivo de estreitar as relações dos universitários com a comunidade local.

As embarcações partirão às 8h30min da sede do Clube Veleiros com destino à barragem eclusa do Canal São Gonçalo, onde os alunos terão a oportunidade de conhecer essa importante obra hidráulica, administrada pela UFPel, e que se destaca por vários aspectos sociais, políticos e econômicos. A eclusa tem a função de impedir a entrada de água salgada da Laguna dos Patos para a Lagoa Mirim e zonas a montante do Canal. Com isso, é possível a utilização desse recurso hídrico para o abastecimento de água da cidade de Rio Grande e na irrigação das lavouras de arroz desse entorno.

Após, a barcada segue até a Barra do Laranjal, pelas águas da Laguna dos Patos, e até a ponte do Laranjal, pelo Arroio Pelotas, passando pela rota das charqueadas.

No retorno ao Clube Veleiros Saldanha da Gama, o grupo será saudado pelo Comodoro, Renato Alves, e sua diretoria, que juntos saborearão uma “paella riograndense” elaborada pelo mestre Paulinho, do CVSG.

Comente aqui
28 abr11:28

Canguçu poderá ter parque eólico

Sabrina Ongaratto, RBS TV Pelotas
Corrigida às 12h35min

Técnicos estão avaliando a instalação de um parque eólico no município de Canguçu, no sul do Estado. Nesta semana, uma torre foi instalada na localidade de Florida. O equipamento vai informar a velocidade e a direção do vento, temperatura e umidade do ar durante os próximos três anos.

As informações são enviadas para uma central no Rio de Janeiro. Esta é a primeira etapa para a construção do parque no município. A partir das informações, duas empresas vão elaborar, em parceria, o projeto que deve ser levado a leilão em 2014. A construção leva cerca de um ano e meio.

Se tudo der certo em 2016 Canguçu vai ter um parque eólico funcionando no local, a cerca de sete quilômetros do centro do município. A expectativa é instalar 45 aerogeradores, orçados em R$ 350 milhões e com capacidade para gerar 90 Megawatts de potência instalada.

- O consumo de Canguçu certamente não passa de dez Megawotz . Sendo assim, o município vai poder exportar energia – projeta o engenheiro Nilo Quaresma.

Atualmente existem dez torres de medição como a de Canguçu instaladas no Estado, em Dom Pedrito, Bagé, Rio Grande e São José do Norte

O maior parque eólico do Brasil funciona hoje no Rio Grande do Norte, e o segundo maior em Osório, aqui no RS. A fonte de energia considerada limpa e renovável, na opinião dos técnicos, só traz benefícios aos municípios.

>> Vídeo: Assista à reportagem exibida no RBS Notícias desta quarta-feira (27).

2 comentários
18 abr15:38

Podas e retiradas de árvores devem ser autorizadas pela SQA

A Secretaria de Qualidade Ambiental está alertando aos interessados em realizar podas ou retirada de árvores, que devem solicitar autorização do serviço junto à secretaria. O chefe de gabinete, José David Neto, adianta que a solicitação de poda pode ser feita pelo telefone (53) 3284-4455. Já a requisição de supressão deve ser feita diretamente na secretaria, mediante o preenchimento de protocolo.

Nesta época a procura por este serviço aumenta, e o prazo para atendimento da SQA gira em torno de uma semana, segundo David Neto.

Para realizar a supressão de um espécime, tanto em área pública (calçadas e praças) quanto em área particular (pátios), o interessado deve ser autorizado pela SQA, apresentar documento de identidade e registro de compra e venda ou de locação do imóvel, além de justificar o motivo da solicitação da retirada da planta. No caso do imóvel ser alugado, deve ser apresentada também a autorização do proprietário.

O trabalho de poda, quando é em via pública, é realizado por equipe da SQA, de forma gratuita. Já em área particular deve ser feito pelo próprio proprietário após a autorização.

Com relação a espécies protegidas por lei, como a Figueira e a Corticeira, a supressão está proibida e a poda deve ser analisada por técnicos, que irão avaliar a real necessidade de intervenção e orientar a forma como ela deverá ser feita para não causar danos à árvore.

Comente aqui