clicRBS
Nova busca - outros

Segurança

08 set15:34

Prefeitura promove plenária sobre segurança pública

A prefeitura promove nesta sexta-feira (9), a partir das 14h, no Salão Nobre, a primeira reunião plenária de trabalho referente ao funcionamento e às competências do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M), com palestras do secretário Adjunto de Segurança do Estado, Juarez Pinheiro, e do coordenador estadual do Programa Estadual de Segurança com Cidadania (Proesci), Carlos Sant’ Ana.

Segundo informações do superintendente de Segurança da SSTT, que também é coordenador do Programa de Prevenção à Violência (PPV), José Valdoir Ribeiro, na oportunidade estarão reunidas todas as chefias das instituições vinculadas ao GGI: Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Defensoria Pública, Brigada Militar, Polícia Civil, Susepe e outras autoridades do município.

A abertura da plenária, de acordo com Valdoir, será feita pelo secretário executivo do GGI-M, Paulo Darci dos Santos, que fará uma exposição das ações realizadas em Pelotas. Logo após Carlos Sant’ Ana, palestrará sobre o GGI Estadual, Proesci e as interligações dos órgãos de segurança. O secretário de segurança, Juarez Pinheiro, conforme Ribeiro, irá palestrar sobre as políticas públicas de segurança no Estado.

Fonte: Assessoria de Comunicação da prefeitura de Pelotas

Comente aqui
17 ago18:43

Resultado preliminar da consulta popular é divulgado

RBS TV Pelotas

O resultado preliminar da consulta popular do Estado em 22 municípios da metade sul foi divulgado nesta quarta-feira (17). Cerca de 58,5 mil eleitores foram às urnas da região. Quase 20 mil em Pelotas.

Dos 20 projetos, 10 foram selecionados e devem fazer parte do orçamento estadual do ano que vem. Os três mais votados foram: melhorias do atendimento regional à saúde, qualificação da segurança pública e qualificação do atendimento à educação básica.

Comente aqui
12 jul14:39

Trotes atrapalham atendimento da Brigada Militar

Antonio Peixoto, RBS TV Pelotas

Mais da metade das ligações que chegam ao número 190 da Brigada Militar de Pelotas são trotes. Muito mais do que impressionar as estatísticas mostram um comportamento indevido que atrapalha o atendimento de casos de urgência.

A cada 12 horas, seis policiais assumem a tarefa de ouvir denúncias que chegam por telefone e acionam as equipes que patrulham as ruas da cidade. No instante em que a equipe de reportagem da RBS TV foi ao batalhão, o rádio operador orientava as viaturas que perseguiam um carro com a placa adulterada.

No sistema os telefonistas podem consultar o histórico de irregularidades de pessoas e veículos, o que facilita o trabalho de quem está na rua.

Na sala de operações da Brigada Militar de Pelotas são registradas em média 800 ligações por dia. Só que pelo menos 500 delas são trotes e ligações indevidas.

Todos os aparelhos tem sistema de bina, mas como 80% dos trotes ao 190 são feitos de telefones públicos e é difícil identificar quem faz as ligações.

Comente aqui
05 jul16:51

PAC II contempla Pelotas com Postos de Polícia Integrada

Pelotas foi contemplada com verba federal para implantação de quatro Postos de Polícia Comunitária Integrada.

Nesta terça-feira (5), o prefeito Adolfo Antonio Fetter recebeu em seu gabinete, representantes da Brigada Militar e Polícia Civil para discutir a cedência de terrenos municipais, como contrapartida para implantação das quatro unidades de policiamento Civil e Militar.

Pelotas foi contemplada com R$ 6,5 milhões – verba oriunda do PAC II via Ministério das Cidades para desenvolver o projeto que inclui três Centros Integrados com 120 m² de área construída cada e um Centro Integrado com área de 450m² – edificações de dois andares. O projeto inclui dez pontos de videomonitoramento, dois automóveis, duas caminhonetes e quatro motocicletas para cada unidade com atendimento 24h.

A reunião contou com a presença do tenente-coronel Elizeu Vedana, do subcomandante do 4º BPM major Silvio César Gomes Cardoso, e dos delegados Osmar Silveira dos Anjos e Sandro de Moraes Bandeira.

As equipes da Brigada Militar e Polícia Civil irão receber treinamento específico para o trabalho que será implantado ainda este ano. Após reunião entre as polícias Civil e Militar ocorrida na segunda-feira (4), alguns pontos estratégicos foram elencados como regiões prioritárias para incorporar as unidades de polícia integrada.

Entre elas estão o bairro Navegantes, Fragata próximo ao CIEP, Três Vendas nas proximidades da Leopoldo Brod com Zeferino Costa e na avenida Adolfo Fetter próximo a avenida Rio Grande do Sul. Os pontos selecionados visam fácil acesso, visibilidade e rapidez no deslocamento das viaturas para atender o maior número possível de ocorrências em tempo reduzido.

Fetter confirmou o interesse do Executivo, mas necessita de uma análise mais detalhada das áreas disponíveis. O superintendente de Segurança da Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito (SSTT), José Valdoir Ribeiro e o secretário executivo do Gabinete de Gestão Integrada (GGI), Paulo Darci dos Santos ficaram responsáveis pela análise das áreas públicas disponíveis e pelas próximas reuniões com os representantes da Brigada Militar e Polícia Civil.

Comente aqui
03 jun12:14

Presídio de Pelotas continua superlotado

Sabrina Ongaratto, RBS TV Pelotas

Seis meses depois de ser interditado por superlotação, o Presídio de Pelotas continua com presos acima da capacidade. A solução, de acordo com a justiça, é separar o albergue da penitenciária. 

Desde a interdição, o presídio só recebe presos em flagrante e preventivos, aqueles que aguardam julgamento. Mesmo assim, uma cela que deveria ser para quatro pessoas, é ocupada em média por 12 presos.

Entre os detentos do albergue e do presídio são 806 pessoas hoje. Para que o local seja desinterditado, é necessário baixar o número para 600.

De acordo com a juíza Nilda Estaniesky, se for encontrado um novo local para o albergue, onde ficam os presos do regime semiaberto, as 120 vagas podem ser ocupadas pelo presídio. A Susepe informou que já começou a procurar um prédio. O local deve ser fora da área urbana, mas próximo à cidade, para não dificultar o acesso para os presos que trabalham.

Ainda de acordo com a juíza, o albergue é a porta de entrada de drogas e celulares que vão parar nas celas do presídio. O local também enfrenta o problema da falta de médicos, que de acordo com a Susepe, está sendo resolvido.

>> Assista a reportagem completa no site da RBS TV Pelotas

Comente aqui
02 jun16:37

Ministério Público alerta para surgimento de gangues em Pelotas

Sabrina Ongaratto, RBS TV Pelotas

Você sabe onde seu filho vai quando não está na escola?  Com quem ele anda? E o que faz?

Uma novidade está começando a preocupar pais e professores: o aparecimento de grupos organizados, de jovens e adultos, que estimulam a violência e a drogadição em Pelotas.

Educadores e representantes da Promotoria Regional da Educação já identificaram pelo menos quatro gangues na cidade. Para o promotor da Infância e Juventude, José Olavo Passos, este número pode ser ainda maior.

O surgimento destes grupos foi assunto do Jornal do Almoço desta quinta-feira (2), através de uma reportagem produzida pelos repórteres Sabrina Ongaratto e Luciano Charnaud. A representante do Conselho de Educação, Alice Szezepanski, também falou sobre o assunto em uma entrevista ao vivo.

>> Clique aqui para assistir o Jornal

Comente aqui
28 mai17:47

Parentes de Luana Pepe pedem justiça

Cerca de 25 pessoas, entre parentes e amigos, protestaram na tarde deste sábado (28), pela morte de Luana Pepe. O grupo saiu do bairro Areal, onde a jovem morava, em passeata até a frente da Delegacia de Polícia. Segurando cartazes, eles gritavam por justiça.

A jovem de 14 anos foi encontrada morta no dia 17 deste mês, depois de nove dias desaparecida. O corpo da adolescente estava em um matagal, próximo ao centro da cidade.  

A Delegacia de Proteção da Criança e Adolescente investiga o caso.

>> Relembre o caso

2 comentários
19 mai11:02

Torpedos são pista para esclarecer morte de adolescente

Sancler Ebert, Zero Hora

Os 10 dias de busca a Luana Ferraz Pepe, 14 anos, terminaram em um matagal próximo ao centro da cidade. Sumida desde o sábado retrasado, a garota foi encontrada morta no fim da tarde de terça-feira (17). Para tentar localizar o autor do crime, a Polícia Civil investiga mensagens de celular enviadas à família que apontavam o nome e o telefone de um suspeito. Os investigadores ainda tentam descobrir por que ela acabou morta. Uma das hipóteses é de que a adolescente possa ter sofrido violência sexual.

Luana desapareceu no dia 7, logo depois de sair de casa a pé por volta das 7h30min para participar de um curso de Astronomia em um instituto próximo ao Colégio Estadual de Ensino Médio Monsenhor Queiroz, onde cursava o 1º ano do Ensino Médio. O sumiço levou amigos e colegas a criar uma corrente de troca de informações atrás de pistas que indicassem o paradeiro da adolescente.

>> Leia a matéria completa na edição impressa de Zero Hora desta quinta-feira (19)

>> No Jornal do Almoço desta quinta-feira (19) você confere uma entrevista ao vivo com o promotor da Infância e Juventude, José Olavo Passos e com a presidente do Núcleo de Atenção à Criança e ao Adolescente, Gisele Scobernatti.

Comente aqui
18 mai12:47

Polícia investiga morte de adolescente encontrada em matagal

Sancler Ebert, Zero Hora

Depois de nove dias desaparecida, a adolescente Luana Pepe, 14 anos, foi encontrada morta no final da tarde de ontem num matagal próximo ao centro de Pelotas, no sul do Estado.

O corpo da pelotense foi descoberto por acaso por um morador próximo do local que ao soltar os cachorros para passeio, percebeu que os mesmos foram atraídos para o terreno baldio. Ao chegar no ponto onde os animais latiam, o homem se deparou com o cadáver caído em uma vala.

De acordo com a delegada Márcia Chiviacowsky, da Delegacia de Proteção da Criança e Adolescente (DPCA), que investiga o caso, o corpo foi reconhecido por familiares pelas roupas e pelo piercing usado pela vítima, uma vez que, a face estava irreconhecível.

- Até o momento sabemos que ela sofreu uma lesão na cabeça que pode ter sido uma pancada ou paulada. Existe a hipótese de que a jovem tenha sido assassinada apenas há três dias – relata a delegada.

O desaparecimento de Luana foi registrado pelos familiares que começaram a espalhar cartazes pela cidade. A adolescente havia saído de casa no bairro Areal no sábado, dia 07, para ir uma palestra em uma escola vizinha a sua quando não foi mais vista. O Colégio Estadual de Ensino Médio Monsenhor Queiroz, onde estudava a jovem, suspendeu as aulas.

- Ainda não temos suspeitos, mas estamos trabalhando com todas hipóteses – revelou a delegada. Quando questionada sobre as mensagens que o pai da vítima havia recebido por celular que indicavam o paradeiro da adolescente durante o desaparecimento, Márcia indicou que as mesmas serão inseridas na investigação.

O corpo de Luana vai ser enterrado nesta quarta-feira (18), às 17h, no Cemitério São Francisco de Paula, no Fragata.

Comente aqui
18 mai10:36

Encontrado corpo da jovem Luana Pepe

O corpo da jovem Luana Pepe foi encontrado por dois homens, em uma valeta, quase no cruzamento entre a rua General Argolo e Juscelino Kubitschek. O rosto estava desfigurado e foi impossível fazer o reconhecimento. No IML, foi feita a comprovação de que o corpo é mesmo de Luana. De acordo com a necropsia, apesar da menina estar desaparecida desde o dia sete de maio, ela provavelmente foi morta há três dias. A causa da morte foi uma pancada na cabeça. O corpo da jovem vai ser enterrado nesta quarta-feira (18), às 17h, no Cemitério São Francisco de Paula, no Fragata.

>> Luana desapareceu depois de sair de casa no bairro Areal, para assistir a uma palestra do Colégio Monsenhor Queiróz, no Instituto São Benedito. Ela não foi vista no local.

>> Você confere mais informações no Jornal do Almoço desta quarta-feira (18)

3 comentários