clicRBS
Nova busca - outros

Talentos pelotenses

19 abr15:40

Peão de Pelotas vence concurso estadual

Juliana Rodrigues, Leitora-Repórter

No último domingo (16), Luiz Antônio Machado Júnior conquistou para a cidade de Pelotas o prêmio Peão Destaque Artístico e Cultural do RS, no 23º Entrevero Cultural de Peões, realizado na cidade de Monte Belo do Sul, na serra gaúcha. Júnior participou do evento representando o CTG Sinuelo do Sul, sediado no Colégio Municipal Pelotense.

O Entrevero tem por objetivo incentivar a participação dos jovens nos Movimento Tradicionalista Gaúcho. O concurso teve prova escrita sobre história, geografia e folclore do Rio Grande do Sul, prova artística onde os participantes tinham que declamar, tocar e dançar, provas campeiras para mostrar as habilidades com o cavalo e prova de assar churrasco, além de avaliação da vivência tradicionalista do candidato.

- O Entrevero estadual é algo que exige muito dos seus participantes e sem o apoio de muitas pessoas não conseguimos vencer. Sempre tive ao meu lado anjos da guarda que me ajudavam, incentivavam e jamais deixaram eu desistir. Foi um tempo difícil, onde todos os afazeres preparatórios para o concurso tinham que dividir espaço com os trabalhos da faculdade de Publicidade e Propaganda, as atividades do meu estágio e mais a atenção para a família e os amigos – lembra Júnior.

O título é inédito para Pelotas e para a 26ª Região Tradicionalista, e segundo o coordenador regional, Vivaldino Duarte, é o reflexo de um trabalho realizado em equipe.

- O Júnior é o exemplo de determinação e esforço, e este título é uma conquista para a nossa região e um incentivo para a obtenção de tantos outros que estão por vir – afirmou.

Comente aqui
17 abr08:50

Grupo de pesquisa da UFPel conquista prêmio internacional

O Grupo de Arquiteturas e Circuitos Integrados (Gaci), da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) conquistou na última sexta-feira (15) o prêmio de melhor artigo no evento Southern Programmable Logic Conference – SPL 2011. O evento aconteceu em Córdoba, Argentina, e contou com concorrentes de 16 países.

O artigo premiado está relacionado à pesquisa desenvolvida no Gaci sobre a compressão de vídeos digitais do Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD), de autoria de dois alunos de graduação do curso de Ciência da Computação: Marcel Corrêa e Mateus Schoenknetch, sob orientação do professor Luciano Agostini, todos integrantes do Gaci.

Segundo o professor Agostini, a conquista foi importante para divulgar a pesquisa qualificada que é desenvolvida na área de computação da UFPel. Ele destaca o crescimento qualificado do setor, que conta com dois cursos de graduação (Ciência da Computação e Engenharia de Computação) e um curso de pós-graduação (Mestrado em Computação).

- Esta distinção é mais uma importante conquista para o Gaci e para a UFPel, demonstrando que a pesquisa desenvolvida em computação tem obtido reconhecimento nacional e internacional. Com o destaque para nosso trabalho, foi possível estabelecer contatos com pesquisadores de diversos países com interesse em futuras ações de colaboração e isso é muito importante para o desenvolvimento de pesquisas de qualidade – afirma o professor.

Além de receberem uma placa e certificados, os autores premiados terão seu artigo publicado em periódico internacional.


Comente aqui
16 abr17:17

Canastra Suja é a banda da vez no Sonora Eletrônica

A quarta edição do Sonora Eletrônica já está disponível no You Tube. A atração do programa do comunicador da Rádio Atlântida Pelotas, Márcio Mello, desta vez é a banda Canastra Suja, que participa de entrevista e apresenta sua versão acústica.

>> Vídeo: Assista aqui a parte 1 e a parte 2 da entrevista.

Feito exclusivamente para a internet, o Sonora abre espaço para músicos e bandas independentes da cidade e da região mostrarem seu trabalho e estilo de vida.

>> Outros vídeos: Freak Brotherz, Pimenta Buena e a Meigos, Vulgos e Malvados são as outras bandas que já participaram do  “musical-talk”.

Comente aqui
14 abr12:11

Professor da UFPel recebe prêmio internacional por dedicação à saúde infantil

Sancler Ebert, Zero Hora

Na certidão de nascimento, São Gabriel. No endereço de casa, Pelotas. No entanto, há muito tempo o pesquisador Cesar Gomes Victora tornou-se um cidadão do mundo por sua dedicação à saúde infantil. O nome do professor emérito da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) é reconhecido internacionalmente por seus trabalhos na área da epidemiologia, ramo da medicina que estuda o estado de saúde de populações e as causas de doenças e de mortes.

Pesquisador e consultor da Unicef falou à Zero Hora enquanto estava na África ministrando um curso

Tanto destaque lhe rendeu a indicação para receber o Prêmio por Contribuições Proeminentes para a Saúde Infantil Global do Programa de Pesquisa Pediátrica Mundial. A entrega da honraria acontece no próximo dia 02 de maio, em Denver, Estados Unidos.

Atualmente ministrando um curso no Malawi, na África, o pesquisador é consultor do Unicef, o fundo das Nações Unidas para a Infância e da Organização Mundial da Saúde e recentemente foi eleito presidente da Associação Internacional de Epidemiologia.

Seus trabalhos ajudam na prevenção de doenças e apontam caminhos para melhorar a saúde de crianças, adolescentes e adultos. Uma de suas marcas é dar atenção a desigualdade social em suas pesquisas. Na amostra, sempre há ricos e pobres. Com isso, Victora conseguiu em muitos momentos comprovar que formas diferentes de acesso aos serviços de saúde e o meio onde vivem as crianças interferem nas suas condições.

- O professor é incrivelmente obstinado, a gente percebe que ele gosta do que faz – conta a colega de trabalho e auxiliar de pesquisa, Carmen Moreira. – Ouvir ele falar é encantador, instigante, a fala acompanha o raciocínio rápido dele – completa.


Pesquisador luta contra a mortalidade infantil

Embora tenha realizado diversos estudos ao longo de três décadas, Victora não esconde seus xodós. Entre eles estão as coortes de nascimento de Pelotas, três estudos iniciados em 1982, 1993 e 2004, cada um com milhares de crianças, que continuam até hoje. Outro, que lhe levou ao topo dos especialistas da área é o estudo de 1985 em que demonstrou como a amamentação reduz a mortalidade infantil.

Atualmente o gaúcho se dedica ao trabalho de reduzir a mortalidade infantil e a subnutrição no mundo. Para isso, avalia diferentes estratégias em países da África e Ásia. Em cada um dos países que passa, encontra realidades diferentes e vê as estatísticas ganharem faces, nomes, apelos.

Victora confessa que acaba trabalhando mais do que gostaria, mas que busca equilíbrio entre os afazeres e o lazer. A mulher, Mariângela Silveira, também é pesquisadora da área. Enquanto ele está na África, ela hoje está no Peru.

- O pior são as viagens, passo cerca de quatro meses por ano fora de casa – comenta.

Para o amigo Fernando Barros, que junto de Victora criou o curso de Epidemiologia da UFPel, a conquista de Victora é um reconhecimento para todo o Centro de Pesquisas.

- Se um pesquisador do Centro recebe uma distinção, o local todo sente-se prestigiado – afirma ele.


Comente aqui
09 abr13:23

Curta pelotense conquista dois prêmios na França

O curta-metragem Marcovaldo recebeu dois prêmios no XIII Festival de Cinema Latino-Americano de Marselha, na França, que aconteceu entre os dias 23 de março e 3 de abril. O filme, que tinha outros sete concorrentes, venceu nas categorias Prêmio do Público para Curtas e Prêmio Especial do Júri Jovem.

Escrito e dirigido por Cíntia Langie e Rafael Andreazza, da Moviola Filmes – produtora independete da cidade de Pelotas -, Marcovaldo foi realizado com mão de obra 100% local. As mais de 80 pessoas da equipe de produção – entre artistas, técnicos e personalidades que nunca haviam se envolvido com cinema, inclusive -, trabalharam de forma voluntária. Mesmo sem receber patrocínio ou incentivos, o filme teve apoio de diversas entidades locais, entre elas a Universidade Federal de Pelotas.

Comente aqui
08 abr11:43

Raquel Recuero lança livro em Porto Alegre

Foi lançado na terça-feira (05) o livro “Métodos de pesquisa para Internet”, escrito pela professora do curso de Comunicação Social e do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), Raquel Recuero em parceria com as pesquisadoras Suely Fragoso e Adriana Amaral. O lançamento ocorreu na Loja FNAC, em Porto Alegre.

Compilada a partir das próprias experiências de pesquisa empírica das autoras, a publicação foca exemplos de perspectivas metodológicas específicas a respeito da Internet. O livro também fornece subsídios para estudos sobre outros temas em que a rede figura como lugar ou instrumento de pesquisa.

O livro “Métodos de pesquisa para Internet” também foi lançado durante a primeira edição do Encontro Regional de Jornalismo Digital – Perspectivas e Tendências, onde Raquel participou falando sobre “O Jornalismo em Rede: Desafios para a Era da Hiperconexão”. A ideia da palestra, segundo ela, foi “abordar um pouco as transformações e mudanças que o advento das redes sociais reinscritas no ciberespaço e seus modos de difusão de informações trouxeram para o jornalismo”.

O evento, ocorrido no sábado (02), reuniu professores, pesquisadores e profissionais da área de comunicação e foi uma promoção da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos).


Comente aqui
05 abr15:01

Pelotense Léo vai para o Benfica

Mateus Kerr, Rede Esportiva

Nem Grêmio, nem Santos. O destino do zagueiro pelotense Léo, formado no Farroupilha, é a Europa, mais precisamente o Benfica, de Portugal. O atleta já viajou para realizar exames médicos e não deve enfrentar o Pelotas no próximo domingo (10) com a equipe do Cruzeiro de Porto Alegre.

Em entrevista ao clicEsportes, Léo disse que sonha em um dia voltar para o Brasil e jogar num grande clube, mas que no momento o seu objetivo é chegar à Seleção Brasileira. No Benfica, ele terá a concorrência dos brasileiros Luisão e Sidinei por uma vaga na equipe.

>> Leia esta matéria na íntegra no site Rede Esportiva.


Comente aqui
04 abr10:34

Pelotense portador de síndrome de down é o primeiro do país a receber diploma de curso técnico

Sancler Ebert, Zero Hora

O diploma entregue a Gustavo Bicca, 30 anos, neste sábado (2) à noite em Pelotas, representou uma conquista única para família do rapaz, assim como também para o país.

Formado em Agroindústria pelo Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul), Bicca é o primeiro portador de síndrome de down a finalizar um curso técnico profissionalizante no Brasil.

- Como o país é pólo inovador em educação na América do Sul, talvez ele seja também o pioneiro da América Latina – apostou o coordenador de educação profissionalizante e técnica inclusiva do Ministério da Educação, Franclin Nascimento. O funcionário do MEC fez questão de participar da colação no Theatro Guarany onde discursou sobre a inclusão de alunos.

Enquanto o curso normal tem três anos, Bicca levou quase nove para fazê-lo. Para o reitor do IFSul, Antonio Carlos Brodi, para que os alunos diferente possam se desenvolver e se formar é preciso respeitar suas diferenças.

- Cada um tem seu tempo próprio, desenvolve de acordo com sua potencialidade. O senso comum diz que temos de tratar todos iguais. Ele demorou mais porque nós não estávamos preparados para ele, o que precisamos é preparar a instituição para estar apta a receber todo tipo de estudante – conclui.

Outro ponto abordado durante a formação de Bicca foi o pós-curso. De acordo com a diretora de ações inclusivas do IFSul, Gisela Loureiro Duarte, houve uma preocupação de que o estudante pudesse trabalhar após finalizar as aulas. Como a família de Bicca é proprietária de uma chácara, o recém-formado desenvolveu um projeto para cultivar e vender rosas.

- Assim ele pode agregar o conhecimento que aprendeu no curso com o que ele vai trabalhar – reflete Gisela.


Pelotense deve continuar estudando

Perfeito. É assim que Bicca resume a noite em que se formou. O coração parecia que ia sair pela boca, confessa ele que estava nervoso com a colação. Com a capacidade de conquistar qualquer um com pouca palavras, o pelotense foi ovacionado ao ter seu nome chamado durante a formatura.

- Nos surpreendeu ver todos os outros colegas levantando e batendo palmas para ele, porque uma das maiores dificuldades para a inclusão é o preconceito – conta a mãe do recém-formado, Marilene Bicca.

Antes mesmo de ter o diploma do curso técnico em mãos, o estudante já estava vivendo seu novo desafio. Matriculado no curso de jornalismo, Bicca tem participado de algumas disciplinas como aluno especial. O vestibular ele deve tentar no ano que vem. O seu sonho é trabalhar com marketing. Mas e as rosas, questionam os familiares? – Vou continuar vendendo elas – revela com um largo sorriso, pouco antes de oferecer a reportagem a compra de alguns botões da flor.


1 comentário
28 mar16:44

Marcelo Bohns representa Pelotas no pódio da Corrida de Porto Alegre

Uma das tradicionais atividades da semana de aniversário da capital dos gaúchos – a Corrida de Porto Alegre – encerrou neste domingo (27) as comemorações do 239º aniversário da cidade. O evento é organizado pela Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer (SME).

A 8ª edição da Corrida de Aniversário de Porto Alegre reuniu mais de 1,7 mil corredores (1.420 adultos e 320 infantis) na Usina do Gasômetro. O pelotense Marcelo Bohns foi o 16º a cruzar a linha de chegada e o quinto em sua categoria, de 40 a 44 anos, com o tempo de 37 minutos e 7 segundos.

A largada foi dada pelo prefeito José Fortunati, juntamente com o titular da SME, José Edgar Meurer, e o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação, Vanderlei Cappellari. A rústica infantil, de 2 quilômetros, começou às 9h. Logo após começou a prova adulta, disputada nas distâncias de 5 e 10 quilômetros, e revezamento de duplas.

Os corredores classificados até o quinto lugar em cada uma das 37 categorias receberam troféu como premiação, e todos que completaram a corrida regularmente receberam medalhas.

Comente aqui
28 mar14:22

Joca Martins é escolhido melhor intérprete do 4º Canto Missioneiro

Com a música Catedral, Joca Martins conquistou o troféu de melhor intérprete (Troféu Jorge Camargo, e premiação de R$ 500) no 4º Canto Missioneiro, que terminou na madrugada desta segunda-feira (28) em Santo Ângelo/RS.

- Foi o momento mais emocionante de toda a minha carreira como intérprete – conta Joca, que ficou comovido ao se apresentar diante da plateia que lotou o Teatro Antônio Sepp e aplaudiu a música em pé. - Mesmo com a chuva foi uma participação incrível – completou ele.

A composição de Lizandro Amaral e Guilherme Collares também faturou o prêmio de melhor melodia (Troféu Tio Queiroz, R$ 500) e o segundo lugar geral do festival (Troféu Tio Bilia e premiação de R$ 2,5 mil). Os instrumentistas Silvério Barcellos (violão de sete cordas), Ricardo Comassetto (gaita botonera) e Negrinho Martins (baixo vertical) completaram a formação do grupo que defendeu a música Catedral em Santo Ângelo.

Com letra, melodia e interpretação de Adair de Freitas, a música Milonga para o Domador recebeu o troféu Cenair Maicá e R$ 3, 5 mil pela primeira colocação no festival.


Classificação final do Canto Missioneiro:


1º lugar: Milonga para o domador (letra: Adair de Freitas/ Melodia: Adair de Freitas/ Intérprete: Adair de Freitas)

2º lugar: Catedral (letra: Lisandro Amaral/ Melodia: Lisandro Amaral e Guilherme Collares/ Intérprete: Joca Martins) – recebeu o troféu Tio Bilia e R$ 2,5 mil.

3º lugar: As razões de ser assim (letra: Binho Pires/ Melodia: Beto Liel/ Intérprete:Grupo Alma de Galpão) recebeu o troféu Cindinho Medeiros e R$ 1,5 mil.


Melhor instrumentista: Beto Liel, com As razões de ser assim – recebeu o troféu Wilmar Ávila Brittes e R$ 500.

Melhor Intérprete: Joca Martins, com Catedral – recebeu o troféu Jorge Camargo e R$ 500.

Melhor Letra: Adair de Freitas, com Milonga para o domador – recebeu o troféu Sérgio Jacaré e R$ 500.

Melhor Melodia: Catedral – recebeu o troféu Tio Queiroz e R$ 500.

Melhor tema Missões: As razões de ser assim – recebeu o troféu Maximiano Bogo e R$ 1 mil.

Música mais popular: As razões de ser assim (com 35% dos votos) – recebeu o troféu Moacir Nascimento e R$ 500.

1 comentário