Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Por que as escolas particulares não se destacam no ranking do Enem?

19 de novembro de 2012 Comentários desativados

Pergunta:

Não podemos nos concentrar apenas no problema da educação pública. Por que o ensino privado do Rio Grande do Sul está tão mal quando vemos os resultados do Enem? Orgulhávamos-nos de ser um estado culto, mas agora nossas escolas não aparecem nem nas primeiras cem melhor classificadas nesse exame.

De Isabel Guimarães, 39, arquiteta de Porto Alegre

Resposta:

O ENEM transformou-se, aparentemente, como a maior referência em avaliação do país. Sem nunca questionar a importância de uma avaliação em nível nacional, é preciso fazer algumas considerações:

1.     O amplo leque de trabalho de uma instituição educacional, comprometida em desenvolver o que existe de mais belo num ser humano, não cabe numa prova de avaliação, restrita apenas ao domínio de conteúdos que são abordadas na prova;

2.     O ENEM, em tese, interessa pouco ao aluno da escola particular, já que prioritariamente é destinado ao aluno da escola pública.

3.     A escola particular não objetiva preparar o aluno somente para o ENEM ou vestibulares, mas está voltada para a formação de seres humanos capazes de viver e interagir num mundo em constante mudança, com competência para atuar num mercado global, oportunizando-lhe a participação em intercâmbios e convivência com outras culturas;

4.     Não concordamos com o ranking que se forma a partir dos resultados do ENEM, e não poucas vezes uma instituição relativamente bem colocada num ano, poderá ser sair mal na próxima avaliação;

5.     Temos absoluta convicção da qualidade do ensino privado gaúcho, e os alunos o têm comprovado em avaliações nacionais e internacionais;

Por Osvino Toillier, presidente do Sindicato do Ensino Privado – SINEPE/RS

Não é possível comentar.