Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Como as reuniões pedagógicas poderiam ser mais bem aproveitadas?

07 de dezembro de 2012 Comentários desativados

Pergunta:

Por que as reuniões pedagógicas só funcionam, só se desenrolam com 100% de aproveitamento, quando são cobradas e acompanhadas pelas assessorias que norteiam passos, metodologias? Quando deixadas para que cada escola se organize e escolha sua metodologia, o que temos são cargas horárias de reunião sendo preenchidas com lanche, com preenchimento de documentos. Não seria o momento de planejar as aulas, promover a inteiração e a interdisciplinaridade ou a transdisciplinaridade?

Por Ivanete I. Pavan, 46, professora, Caxias do Sul

Resposta:

Ivanete, certamente sua pergunta já pressupõe a boa resposta e não há como discordar. Mas o ideal não é o real e devemos reconsiderar e revisar uma certa moral pedagógica que exige que se pense sempre em termos ideais. Em meu livro O Avesso do Modelo, abordo o problema das reuniões pedagógicas e da condução delas dizendo que temos “cada vez mais a necessidade de gestores da esfera educativa que, além de (1) escutarem reflexivamente, como propõe a ‘reflexão na ação’, de D. Schön, sejam capazes de (2) gerir uma equipe de professores franca, fazendo-os falar contra o mutismo a que são induzidos por suas trincheiras metodológicas, e (3) ‘trabalhar’ os problemas no calor de seu acontecimento” (e não em momentos “frios”, longe do fato ocorrido, diluídos em questões burocráticas e excessivamente técnicas).

Por Marcelo Ricardo Pereira, professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Não é possível comentar.