Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Clubes da Premier League já gastaram quase 600 milhões de euros na janela de transferências

27 de julho de 2016 0

13692512_10153899719212746_766401978438526140_n

*Por Nícolas Andrade

Um levantamento do jornal Marca, da Espanha, nesta quarta-feira, mostra a diferença de gastos da Premier League com as demais grandes ligas da Europa. De acordo com o estudo, já são 599,65 milhões de euros gastos na Inglaterra, na atual janela de transferências.

O Manchester City, de Guardiola contratou, por exemplo, o meia Gundogan, por 27 milhões. Nolito, chegou por 18 milhões. No rival United, Henrikh Mkhitaryan (foto) custou 42 milhões e Bailly, mais 38 milhões.

O Arsenal desembolsou 45 milhões por Xhaka. Já o Liverpool investiu 41 milhões em Mané e 27,5 milhões em Wijnaldum. No Chelsea, os negócios que chamam a atenção são Batshuayi por 39 milhões e Kanté, por 36 milhões.

Entre as outras transferências se destacam a chegada de Musa, ao Leicester, por 19,5 milhões, Höjbjerg no Southampton por 15 milhões, Ibe no Bournemouth por 18 milhões e Townsend, no Crystal Palace, por 16 milhões. Isso para citar só alguns nomes.

As cotas milionárias de televisão e o sucesso de público explicam estes investimentos.

Em segundo lugar, no levantamento do Marca, aparece a Bundesliga, da Alemanha, com 434 milhões. Destes, 113 milhões pertencem só ao Borussia que contratou jogadores como Schurrle, Götze, Dembélé e Bartra. O rival Bayern, desembolsou 73 milhões por Renato Sanchez e Hummels.

A Série A, da Itália, é o terceiro torneio com mais investimentos, são quase 417 milhões. Vale ressaltar que só Higuain custou 90 milhões para a Juventus, que ainda pagou por Pjanic, Pjaca e Benatia.

A poderosa Liga Espanhola é apenas a quarta do ranking. São 287 milhões. O Barcelona contribui com quase 80 milhões com seus negócios. Chama a atenção o mercado moderado do Madird gastando “apenas” 30 milhões para trazer Morata de volta.

Fechando o levantamento aparece a Ligue One, da França, com 144 milhões gastos.

Capturar2

 

Veja quem são os convocados dos 16 países que vão disputar o torneio de futebol masculino da Olimpíada

25 de julho de 2016 0

13754358_10154348615152640_6357451113845808964_n

*Por Nícolas Andrade

A Fifa divulgou as listas oficiais das 16 delegações que vão disputar o torneio de futebol masculino nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. As seleções já estão em fase final de preparação para as partidas que iniciam no dia 3, antes mesmo da Cerimônia de Abertura. O Planeta Bola mostra os times e aponta os destaques de cada delegação:

Veja ainda: Europeus optam por não convocar estrelas, mas vão trazer bons valores aos Jogos Olímpicos

Suécia: Os atuais campeões europeus Sub-21 chegam cheios de expectativa ao Rio de Janeiro. Destaque para o meia Quaison que atua no Palermo. Jordan Larsson é outro que pode brilhar, mas seu pai, o ex-atacante Henrik Larsson pediu para o filho não vir ao Rio de Janeiro. A situação segue indefinida.

Capturar16

África do Sul: O time é formado basicamente por jogadores do futebol local. O meia-atacante Ty, que aparece na ficha da Fifa como jogador do São Paulo, mas na verdade atua no Grêmio e o atacante Mothiba, do Lille, são os atletas que atuam fora do país.

Capturar15

Portugal: A seleção foi vice-campeã do Sub-21. Porém, boa parte do time titular esteve na Euro e não virá ao Rio de Janeiro. entre os convocados, destaque para Ricardo Esgaio, Ilori e, principalmente, para Sérgio Oliveira, meia do Porto.
Capturar14

Nigéria: O pesadelo do Brasil em tempos passados, estará no Rio de Janeiro e conta com a experiência de Obi Mikel no meio campo. Imoh Ezekiel, atacante do Anderletch, é muito rápido e pode ser o destaque do time nos Jogos Olímpicos.
Capturar13

 

México: O time de Raul Gutierrez chega para defender a Medalha de Ouro, conquistada contra o Brasil em 2012. Os experientes Talavera, Peralta e Torres Nilo vão atuar ao lado de jovens como Hirving Lozano, que vem se destacando no país. Peralta, inclusive, foi quem marcou contra o Brasil em 2012.
Capturar12

Coréia do Sul: O meia Son, do Tottenham é um dos maiores de 23 e grande destaque do time. Suk, do Porto, e Jang do Guanghzhou completam a lista dos experientes. O jovem Ryu, do Bayer é o destaque entre os jogadores com idade olímpica.
Capturar11

Japão: O Japão é outro país que tem a maioria dos jogadores no futebol local. O jovem Asano, recém chegado ao Arsenal é exceção e chega como grande esperança do país.
Capturar10

 

Iraque: O Iraque também tem uma base consolidada com atletas locais. Adnan, jovem defensor da Udinese é o grande destaque do time.
Capturar9

Honduras: O experiente Johnny Palacios, irmão do ídolo nacional Wilson Palacios, será a referência no time que tem a base no futebol local. Lozano, do Tenerife da Espanha, e Torres, do Real Salt Lake, são os atletas que chegam de fora.
Capturar8

Alemanha: Um dos favoritos para os Jogos Olímpicos, o selecionado alemão chega com mais uma ótima geração. Destaque máximo para Max Meyer, meia do Schalke que já centraliza as atenções do time desde o Sub-21
Capturar7

Fiji: 17 dos 18 atletas atuam no futebol nacional. Sem nomes de expressão no futebol mundial, o país chega para disputar os Jogos em busca de experiência.
Capturar6

Dinamarca: A quarta colocada do Sub-21 aposta em Yussuf Poulsen no comando de ataque e em Christensen, meia do Fulham, para surpreender. Lucas Andersen, destaque da geração, não virá aos Jogos.
Capturar5

Colômbia: O último país a garantir a vaga aposta em um ataque de respeito. Os experientes Pabon e Teo Gutierrez vão ter a parceria de Miguel Borja, do Nacional e Harold Preciado, do Deportivo Cali, destaques da nova geração. Aguilar, do Nacional é outro que gera expectativa.
Capturar4

 

 

Brasil: A lista brasileira não precisa de maiores apresentações. O ataque formado por Neymar, Gabigol e Gabriel Jesus é a maior esperança.
Capturar3

Argentina: Sem Messi e em uma crise no futebol nacional, a Argentina, ainda sim, chega forte. O setor ofensivo formado por Lanzini, Lo Celso, Correa e Calleri deve dar trabalho.
Capturar2

Argélia: Outro país que tem seus jogadores no futebol local é a Argélia. São dois os que atuam fora, Bounedjah do Al Sadd, Belkebla, do Tours e Ait Atmane, do Gijon, são so que atuam fora.
Capturar1

Primeiro duelo entre Guardiola e Mourinho em clubes de Manchester é cancelado por causa de temporal na China

25 de julho de 2016 0

13709878_10157293862105455_3047010951868245468_n

A China está recebendo os dois gigantes de Manchester em um torneio de pré-temporada que ainda conta com o Borussia Dortmund. Nesta segunda-feira ocorreria o duelo entre City e United, o primeiro entre Guardiola e Mourinho desde que eles assinaram com seus respectivos clubes. Porém, um temporal em Pequim acabou sendo motivo para o cancelamento da partida.

O gramado do Ninho do Pássaro se mostrava totalmente sem condições e como o United já tinha viagem marcada para voltar à Inglaterra logo após o jogo, a partida foi cancelada. O City permanece na China onde encara o Borussia, antes de retornar.

13697141_10153901963552746_6845412536635251526_n

Os jogos do “Torneio dos Campeões”:

Manchester United 1 x 4 Borussia Dortmund

Manchester City x Manchester United (cancelado)

Borussia Dortmund x Manchester City (28/07)

 

Wendell elogia futebol alemão e espera título do Grêmio: "escuto sempre os jogos"

23 de julho de 2016 1
Crédito: Bayer Leverkusen/Divulgação

Crédito: Bayer Leverkusen/Divulgação

* por Filipe Kunrath 

O lateral esquerdo Wendell, ex-Grêmio e atualmente do Bayer Leverkusen, foi um dos entrevistados do Sábado Esporte deste final de semana. Na sexta-feira (22), a Alemanha, onde o jogador reside, sofreu um ataque em que um atirador matou 9 pessoas. Wendell comentou o clima no país um dia após esta tragédia: “É uma situação difícil, que ocorre sempre aqui na Europa. Estamos cansados de saber destes atentados aqui. Dessa vez parece que não foi ligado a nenhuma instituição, como o Estado Islâmico. A polícia já está limpando tudo, agora é esperar e tomara que não aconteça aqui nunca mais”.

Após se destacar com a camiseta do Grêmio na Libertadores da América de 2014, rapidamente Wendell foi vendido para o Bayer Leverkusen, da Alemanha. Mesmo longe do tricolor, o lateral contou que segue acompanhando e torcendo pela equipe.

“A equipe do Grêmio é uma equipe que eu aprendi a gostar com o tempo. Quando não passa aqui, eu escuto sempre os jogos, na Gaúcha é claro. Espero que o Grêmio consiga uma grande vitória amanhã contra o São Paulo”, projetou.

Pelo que conta, Wendell segue mesmo acompanhando o Grêmio. Nas últimas semanas, uma situação chamou atenção no tricolor foi a não renovação de Marcelo Hermes, outro jovem lateral esquerdo. O jogador do Bayer Leverkusen falou o que pensa deste tipo de negociação.

“É um momento difícil, não envolve só o jogador, mas também pessoas que estão ligadas ao jogador. No meu ver, eu preferia estar jogando, aparecendo mais. As vezes você não leva um ano e um time da Europa já poderia ver ele, mas ele optou por outro caminho. É uma situação difícil, não estou na situação do clube nem do jogador, mas com o futebol que ele vinha apresentando, tinha certeza que ia dar muito certo no Grêmio. Estava dando uma dor de cabeça pro Roger. A gente fica triste, por que vinha dando certo no Grêmio”, comentou.

Justamente na partida deste domingo (24), contra o São Paulo, o Grêmio terá a estreia de  outro garoto na lateral esquerda. Iago será titular por conta da suspensão de Marcelo Oliveira, para Wendell, o tricolor é um dos clubes que mais dá oportunidade aos jovens jogadores.

“Espero que de certo a continuidade da lateral esquerda do Grêmio, com jovens talentos e jovens apostas. O Grêmio é um dos times que tem mais jovens, que tem apostado na garotada e eu espero que continue dando certo”, disse.

Wendell era constantemente convocado para a Seleção Olímpica de Rogério Micalo, mas acabou ficando de fora da lista final. O lateral falou sobre o que espera torneio que começa em agosto.

“Espero que a gente dê a volta por cima no futebol. Esperamos que a gente consiga a medalha de ouro e que tudo de certo. Eu já sofri algumas perguntas sobre a Zika, o que transmite essa doença. A única preocupação que os estrangeiros tem é com esse mosquito”, contou.

Por estar atuando há 2 anos na Alemanha, Wendell conhece bem alguns atletas que estarão na equipe do país que disputará os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O lateral comentou o trabalho feito pelos alemães desde o início nas categorias de base e que fizeram a equipe ser, por exemplo, campeã mundial em 2014.

“A equipe sub-13 da Alemanha joga do mesmo jeito da principal. Então isso é um ponto positivo, eles jogam sempre com muita posse de bola, muita inversão de jogo. Eu acho que o modelo tem que ser do mesmo jeito em todas as categorias, para quando você chegar no profissional não sentir a diferença”, lembrou.

Uma das principais mudanças no futebol alemão para a temporada 2016-2017, foi a saída de Pep Guardiola do Bayern de Munique. Wendell comentou a mudança no time que dominava os títulos no país.

“A saída do Guardiola vão sentir um pouco, pela mudança de trabalho. Agora o Ancellotti também é um treinador de muita qualidade, campeão de tudo na Europa também”, disse.

Ao final da entrevista, Wendell fez questão de deixar um último recado para a torcida do Grêmio: “Um abraço para a torcida do Grêmio, um até logo. Espero que esse ano nós não vacilemos tanto como em 2013, perdendo alguns jogos bestas, e que a gente possa conquistar o título do Brasileiro e da Copa do Brasil”.

Apresentado no Sevilla, Ganso revela conversa com Sampaoli e não escolhe posição: "Ele decidirá"

22 de julho de 2016 0

Cn6X3ZHWgAAm-3r

*Por Nícolas Andrade

O meia Paulo Henrique Ganso foi apresentado na quinta-feira como novo jogador do Sevilla. O atleta chega por um pedido do técnico Jorge Sampoli que sempre foi fã de seu futebol. Em sua primeira passagem por um clube europeu, o jogador revelou que conversou com o treinador e que não vai escolher posição para atuar.

“Me adaptarei às necessidades de Sampaoli, ele tem seus critérios, posso jogar mais recuado também. Ele decidirá”, disse o ex-jogador do São Paulo. Ganso ainda comparou a intensidade do futebol praticado no Brasil, com o futebol que ele vai encontrar na Liga Espanhola: “No Brasil o futebol é menos intenso do que na Europa, mas espero me adaptar rapidamente, farei o melhor para isso.”

Ganso chega para se encaixar em um time que é o atual tricampeão da Liga Europa. A troca no comando técnico e a chegada de Sampaoli devem ajudar o jogador a ter boas oportunidades durante esta primeira temporada. No Sevilla, ele vai atuar ao lado de outro brasileiro, o lateral Mariano.

Três anos depois de ser chamado de traidor, Götze volta ao Borussia Dortmund

21 de julho de 2016 0

67G_Goetze_bvbnachrichtenbild_regular

*Por Nícolas Andrade

O herói da Alemanha na Copa do Mundo de 2014 está de casa nova. Na verdade, nem tão nova assim. Mario Götze foi anunciado nesta quinta-feira como jogador do Borussia, clube que o projetou para o cenário mundial.

E a volta é cercada de história. Há três anos atrás, Götze negociou sua ida ao Bayern antes da final da Champions League de 2012/13, que seria disputada entre o clube de Munique e o Borussia. A torcida não perdoou e chamou o jovem meia alemão de traidor.

Nos anos seguintes a rivalidade entre os clubes só foi ampliada. O Bayern ainda contratou Lewandowski, aumentando a irritação dos torcedores do Borussia. Na temporada atual, a ida de Hummels ao clube de Munique foi mais um capítulo desta história, só que dessa vez o adversário reagiu e garantiu a compra de Götze.

A diretoria não teme uma recepção negativa ao jogador: “Pessoalmente, estou muito satisfeito que Mario decidiu pelo Borussia Dortmund. Desde a sua partida em 2013, sempre esperei que ele fosse um dia voltar para nós”, disse o CEO do clube, Hans-Joachim Watzke. O clube está pagando cerca de 25 milhões de euros (R$ 89 milhões) pelo jogador. A quantia é 12 milhões de euros menor do que a venda em 2013.

Götze é o segundo jogador do Bayern que chega ao Borussia na janela atual. O meia Rode foi o primeiro. O clube ainda contratou o zagueiro Bartra, do Barcelona, o jovem Ousmane Dembelé que chega do futebol francês e o português Raphael Guerreiro, campeão da Euro.

 

Centroavante formado na base do Inter volta a ser emprestado

20 de julho de 2016 1

Com as chegadas de Brenner, Ariel e Nico López, Bruno Gomes mais uma vez está fora dos planos do Inter. O centroavante, que recentemente retornou de empréstimo do Genoa, da Itália, desta vez está de saída para o futebol português.

SAIBA MAIS:
Com empréstimo terminando na Europa, promessa diz: “Estou à disposição do Inter”
Alisson Farias é emprestado por um ano para clube de Portugal

O jovem jogador de 20 anos não chegou a ser aproveitado desde a volta ao Beira-Rio. A exemplo do meia-atacante Alisson Farias, Bruno Gomes assinará contrato de empréstimo com o Estoril, que fechou a última temporada como 8º colocado do Campeonato Português.

Bruno Gomes está de saída para o Estoril, de Portugal. FOTO: Ricardo Duarte/Agência RBS

Bruno Gomes está de saída para o Estoril, de Portugal. FOTO: Ricardo Duarte/Agência RBS

Defendendo a base do Inter, Bruno Gomes conquistou o título do Campeonato Brasileiro Sub-20 e não chegou a ter espaço no time profissional.

Além de Bruno Gomes e Alisson Farias, o centroavante Maurides foi outro jogador emprestado pelo clube gaúcho. Esse, porém, defenderá o Figueirense, do técnico Argel Fucks.

A poucas horas de disputar primeira final da Libertadores, Del Valle joga no Equatoriano

20 de julho de 2016 0
Time eliminou Boca Jrs na final da Libertadores

Time eliminou Boca Jrs na final da Libertadores

Sempre quando se fala no apertado calendário do futebol brasileiro, surge o exemplo de que o Grêmio jogou três partidas do Gauchão no mesmo dia, em 1994. Porém, nesta quarta-feira (20), um time entra na briga para posto de “vítima” das datas futebolísticas: a poucas horas de entrar em campo pela primeira partida da Libertadores, o Independiente Del Valle disputou duelo pelo Campeonato Equatoriano.

Claro que o time que atuará nesta noite, contra o Atlético Nacional, em casa, ficou descansado para a final da Libertadores. A maioria dos atletas relacionados para o confronto da tarde pertencia ao time sub-20 do Independiente Del Valle.

Minutos depois do término da partida, que encerrou 5 a 2 para o El Nacional, o Twitter do clube anunciou o duelo pela Libertadores logo mais, às 21h45.

"Carrasco" do São Paulo na Libertadores explica adaptação rápida ao Nacional-COL e projeta Olimpíadas no Brasil

18 de julho de 2016 0
Crédito: ATL Nacional/Divulgação

Crédito: ATL Nacional/Divulgação

Há tempos a expressão “caiu como uma luva” não se adaptava tão bem quanto no caso de Miguel Ángel Borja Hernández no Nacional-COL. Contratado em junho, durante a parada entre as quartas e a semifinal da Taça Libertadores da América, o atacante de 23 anos chegou para suprir as saídas de Copete (para o Santos) e Ibarbo (para o Panathinaikos).

Autor de 19 gols com a camisa do Cortuluá na temporada passada, o camisa 23 chegou ao time de Medellín, marcou quatro gols contra o São Paulo, decretou a expulsão de Maicon no jogo de ida e, de quebra, foi convocado para disputar os Jogos Olímpicos Rio 2016.

“Me adaptei rápido ao esquema graças a Deus e a meus companheiros que me apoiaram e me deram sua confiança desde o início”, disse Miguel Borja em entrevista ao Planeta Bola.

De acordo com ele, o Cortuluá (seu ex-time) joga muito parecido com o Nacional-COL, com a característica nata do futebol colombiano de manter a bola e sair jogando em duplas.

Crédito: ATL Nacional/Divulgação

Crédito: ATL Nacional/Divulgação

Com apenas 23 anos, o atual clube é o oitavo do atacante na carreira. Antes disso ele vestio as camisetas do Deportivo Cali (onde foi revelado), Cúcuta, La Equidad, Livorno-ITA, Olimpo-ARG, Santa Fé e o próprio Cortuluá.

Para vencer o Independiente Del Valle na final da Libertadores, Borja falou que é preciso ter mais “fome” que os equatorianos, sempre mantendo a humildade da equipe comandada por Reinaldo Rueda.

Na semana passada, o nome dele apareceu entre os 18 convocados para os Jogos Olímpicos Rio 2016 e pode formar dupla de ataque com Teo Gutiérrez, por exemplo.

“A expectativa está alta. Espero e quero estar pronto. Quero que o Nacional seja campeão da Libertadores e eu possa ir novamente ao Brasil, que é um bonito país e que se joga um futebol muito bom, revolucionário, com bons estádios. Será algo especial viver isto com a seleção da Colômbia“, projetou o atleta.

Em 2015, Borja fez parte do elenco do Independiente Santa Fé campeão da Copa Sul-Americana ao lado de Seijas, jogador do Internacional atualmente: “Seijas é um grande jogador. É muito merecido que ele esteja no Brasil. Espero que ele vá muito bem no Inter”, finalizou.

Sem Neymar, Uefa divulga finalistas do prêmio de melhor jogador da temporada

18 de julho de 2016 2

13654148_10154432823287164_5468544228266286861_n

A Uefa divulgou hoje os indicados ao prêmio de melhor jogador da última temporada. Ao todo, 55 jornalistas dos países filiados escolheram um top 5 que determinou os 10 finalistas à premiação.

Não há brasileiros entre os finalistas. O melhor colocado é Neymar, em 19º. O brasileiro ficou atrás do trio do Leicester, Mahrez, Vardy e Kanté.

Entre os finalistas destaque para Messi, Cristiano Ronaldo e Suárez, que devem disputar o prêmio. Na lista, como um todo, destaque para Will Grigg, da Irlanda do Norte que ficou famoso por ser o queridinho da torcida do país na Euro e foi votado pra a lista final mesmo atuando pelo Wigan.

Os finalistas:

Gareth Bale (Real Madrid)
Gianluigi Buffon (Juventus)
Antoine Griezmann (Atlético de Madri)
Toni Kroos (Real Madrid)
Lionel Messi (Barcelona)
Thomas Müller (Bayern de Munique)
Manuel Neuer (Bayern de Munique)
Pepe (Real Madrid)
Cristiano Ronaldo (Real Madrid)
Luis Suárez (Barcelona)

Os demais votados

11 Riyad Mahrez (Leicester)
12 Jamie Vardy (Leicester)
13 Dimitri Payet (West Ham)
14 Jérôme Boateng (Bayern de Munique)
15 Arturo Vidal (Bayern de Munique)
16 Luka Modrić (Real Madrid)
17 N’Golo Kanté (Leicester)
18 Zlatan Ibrahimović (PSG/Manchester United)
19 Eden Hazard (Chelsea)
19 Andrés Iniesta (Barcelona)
19 Neymar (Barcelona)
19 Renato Sanches (Benfica/ Bayern de Munique)
23 Robert Lewandowski (Bayern de Munique)
24 Gonzalo Higuaín (Napoli)
25 Giorgio Chiellini (Juventus)
25 Diego Godin (Atlético de Madri)
25 Will Grigg (Wigan)
25 Hugo Lloris (Tottenham)
25 Paul Pogba (Juventus)
30 Toby Alderweireld (Tottenham)
30 Pierre-Emerick Aubameyang (Borussia Dortmund)
30 Kevin De Bruyne (Manchester City)
30 Kevin Gameiro (Sevilla)
30 Grzegorz Krychowiak (Sevilla/PSG)
30 Blaise Matuidi (PSG)
30 Georges-Kévin N’Koudou (Olympique de Marselha)
30 Jan Oblak (Atlético de Madri)