Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pixinguinha e a composição da primeira homenagem à Seleção Brasileira

29 de março de 2013 3

Pixinguinha. Foto: Luiz Carlos Barreto, Divulgação

Toda sexta-feira pretendo falar de música e esporte. Para começar nada melhor do que falar de um dos mestres da música brasileira: Pixinguinha. O rei do choro é o compositor de diversas canções famosas da música popular brasileira, como Carinhoso que depois ganhou letra de João de Barro. Mas, seu envolvimento com o futebol aconteceu em 1919 quando o Brasil ganhou seu primeiro título de expressão.

Foi no dia 29 de maio de 1919 quando Friedenreich virou o primeiro herói do futebol brasileiro. Depois de empatar a final da Copa Sul-Americana por 0 a 0, a partida teve que ser definida na prorrogação. Após 30 minutos extenuantes o placar continuou igual e foi preciso de mais uma prorrogação para definir o campeão. E logo aos três minutos do primeiro tempo, Neco invadiu a área pelo lado direito e quase na linha de fundo cruzou para Heitor, que chutou para o gol. O goleiro uruguaio Saporiti defendeu e no rebote Friedenreich marcou o gol da vitória verde e amarela.

Depois de ver a vitória brasileira no Estádio das Laranjeiras, no Rio de Janeiro, Pixinguinha compôs  o clássico choro 1 x 0. Em 1993, a música receberia letra feita pelo mineiro Nelson Ângelo no disco “A vida leva”. Na gravação ele dividiu o vocal com Chico Buarque.

- Fiquei muitos anos com essa ideia na cabeça de escrever uma letra. Fiquei uns 15 anos pensando nisso, mas não queria agir precocemente. Após todo esse tempo, em apenas 20 minutos escrevi toda a letra como se a mim ela estivesse sendo ditada. Depois tomei coragem e pedi permissão para a família e editoras envolvidas com direitos autorais – explicou Nelson Ângelo ao livro “Futebol no país da música”, de Beto Xavier.

Ouça as duas versões de 1 x 0. O primeiro vídeo é de Pixinguinha e a Velha Guarda do Samba, já o segundo é a versão com a letra de Nelson Ângelo, que até hoje pode ser ouvida nas vinhetas do programa Bate-Bola da ESPN Brasil.

• Pixinguinha e seu conjunto – 1 x 0

• A letra de Nelson Ângelo e cantada por ele e Chico Buarque

Comentários (3)

  • Kleber Nienkoetter Carpes diz: 29 de março de 2013

    Caro André, Pixinguinha compôs sozinho esta música só se tornando parceiro de Benedito Lacerda nesta composição nos anos 1940 e por razões contratuais.
    Veja o livro Uma história da música popular brasileira de Jairo Severiano.

  • Blog do Podiacki » Arquivo » A visita de Arthur Friedenreich, o primeiro craque brasileiro, a Florianópolis diz: 22 de maio de 2013

    [...] Na Seleção Brasileira disputou o Campeonato Sul-Americano de seleções em 1919. Marcou o gol da vitória em cima dos uruguaios e deu o título ao Brasil. Foi nessa disputa que ganhou o apelido El Tigre. Por causa dessa conquista Fried ganhou de Pixinguinha uma música em sua homenagem. Como já foi contato no primeiro post do Sexta de música. [...]

Envie seu Comentário