Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Há 34 anos, Avaí enfrentava a neve e o Inter de Lages, no Campeonato Catarinense

22 de julho de 2013 13

A foto não é boa, mas dá para perceber a neve no gramado do Estádio Vidal Ramos

A Serra Catarinense é conhecida pelo seu inverno intenso e de muito frio. Todos os anos vários turistas vêm ao Estado com a esperança de ver neve. Nesta segunda-feira, segundo a Epagri/Cirama, existe a expectativa de uma sensação térmica de -22 ºC e até a neve é esperada entre a noite desta segunda e a madrugada de amanhã na Serra.

Frio e neve que o Avaí já enfrentou no dia 30 de maio de 1979 quando empatou com o Internacional de Lages no Estádio Municipal Vidal Ramos Junior, no Campeonato Catarinense.

A campanha do Avaí era irregular no Estadual. Com vários jogadores lesionados e suspensos o Leão viajou para Lages com muitos problemas para armar o time. Assim, alguns atletas que tiveram poucas oportunidades durante a temporada ganharam uma chance de mostrar trabalho. No entanto essa chance não poderia ter aparecido em pior momento.

A partida começou e com o frio intenso tanto Avaí quanto o Inter tiveram muita dificuldade para articular as jogadas. O problema é que começou a nevar em Lages e a medida que o primeiro tempo avançava para o intervalo os flocos brancos caiam com maior intensidade.

Com o gramado coberto de gelo, aos 13 minutos do primeiro tempo, o Leão abriu o placar. Deide cobrou escanteio da direita, Katinha chutou fraco o goleiro Luiz Fernando defendeu parcialmente a bola e Jorge Luiz, no rebote, colocou a bola no fundo das redes.

Antes do apito para o intervalo da partida alguns jogadores gritaram para o banco de reservas pedindo para serem substituídos por causa do frio. Ao trilar o apito no fim da primeira etapa o árbitro Francisco Simas escutou muitas reclamações dos atletas por ele ter dado condições de jogo.

No vestiário azurra, o preparador físico Dacica fez uma fogueira no chão do vestiário para aquecer os jogadores. Na volta para o gramado os atletas usavam um moletom por de baixo da camisa avaiana.

Na segunda etapa a neve parou de cair e o Internacional conseguiu o empate com Jones. Sem a tempestade o jogo transcorreu “normalmente”.

Estima-se que a temperatura naquela noite em Lages foi de -2ºC, um bom motivo para nas arquibancadas os ambulantes deixarem de vender amendoim e pipoca e comercializarem conhaque.

Não foi só em Lages que nevou

Também no dia 30 de maio de 1979 no Estádio Regional Índio Condá a Chapecoense recebeu o Criciúma e sofreu para vencer o Tigre por 3 a 2 de baixo de muita neve.

A contracapa de Zero Hora após o Grêmio empatar com o Esportivo de Bento Gonçalves

No mesmo dia que nevou na Serra Catarinense nevou também na Serra Gaúcha. O Grêmio enfrentou o Esportivo de Bento Gonçalves, no Estádio da Montanha, e a partida terminou em zero a zero, muito por causa do frio e da neve. No dia seguinte o jornal Zero Hora publicou em sua contracapa: “Grêmio perde ponto na neve”.

Quatro anos antes dessas três partidas congelantes, no dia 17 de julho de 1975, o jogo entre Juventude e Internacional de Santa Maria, em Caxias do Sul, quase foi transferido devido ao frio e à neve, que não parou de cair. Foi dos jogadores a decisão de disputar o jogo. A partida foi vencida por 2 a 0 pelo time de Caxias.

(Com informações de Pombo Sem Asa, Memória Avainana, Futebol de Lages e MetSul)

Comentários (13)

  • Canelinha VERDÃO diz: 22 de julho de 2013

    E o América-MG não veio pra Chapecó pq tinha muito neblina… é o cúmulo da frescura!

  • Rafael Westrupp diz: 22 de julho de 2013

    André,
    Parabéns pelo Blog. O regaste da memória esportiva catarinense, através de fatos ocorridos a não tanto tempo atrás, nos transporta à belas passagens, como esta descrita em Lages. Muito bem redigido.
    Abs,
    Rafael Westrupp

  • Jorge Jr. diz: 22 de julho de 2013

    Podi, espetacular post. Senti calafrios ao ler.
    abraço

  • alvinegro diz: 22 de julho de 2013

    o Avai ta caindo pelas tabelas e voces inventam noticia de antigamente do Avai kkkkkk saudações alvinegras
    FIGUEIRA VAI SUBIR, AVAI VAI CAÍ

  • Felipe Matos diz: 22 de julho de 2013

    André, obrigado pela referência ao site Memória Avaiana e parabéns pelo trabalho, estamos a disposição para o que precisares. Abraços!

  • leo diz: 22 de julho de 2013

    Memória seletiva essa desse Felipe Matos… Simplesmente ignora feitos bons dos outros clubes, principalmente do arquirrival.

  • Figão diz: 22 de julho de 2013

    é por isso que a torcida do Avaí é uma TORCIDA GELADEIRA!

  • O + x CAMPEÃO DE SC, MATADOR DE GAMBA CHORÃO diz: 22 de julho de 2013

    ESTA MEMÓRIA FOI ÓTIMO, MAS MELHOR AINDA, FOI ASSISTIR A DERROTA DO BIGUEIRA DIANTE DO PALMEIRAS E AINDA TINHA MAIS TORCEDORES DO PARMA DO QUE DO BIGUEIRA, KKKKKK TORCIDINHA MODINHA. KKKK

  • Vilmar Capanema diz: 22 de julho de 2013

    Lembro-me perfeitamente daquela noite em que o verde do campo foi coberto por um tapete branco, (neve) com o Avaí de Azul e o Inter com seu tradicional vermelho.
    Eu era o Comandante do policiamento naquela noite gelada. Via os atletas reservas “chorando de frio” na casamata.

  • Inter de Lages diz: 22 de julho de 2013

    Caro,

    O post entrou como sugestão de leitura hoje na fan page oficial do Inter de Lages. Segue o link: https://www.facebook.com/interdelages

    Saudações do Colorado Lageano.

  • Jonas diz: 22 de julho de 2013

    INTER….. INTER…. INTER….

  • alvinegrodoestreito diz: 23 de julho de 2013

    JOGAR COM ESSA NEVE NÃO É FÁCIL, IMAGINA PRA QUEM É CRIADO NO MANGUE!!! INCLUSIVE, ESSA MEIA-DÚZIA DE TORCEDORES SMURFS TERÃO A OPORTUNIDADE DE COLOCAR OUTRA ESTRELA DA SÉRIE “C” NA CAMISA, POIS A COISA TÁ MEDONHA!!! UM TIME QUE DEPENDE DO PAQUITA PRA JOGAR SÓ PODE CAIR PRA “C” MESMO E CONGELAR PRA SEMPRE, KKKKKK!!!

Envie seu Comentário