Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Primeiro clube catarinense a completar 100 anos, Carlos Renaux enfrenta a Seleção Sub-21 neste sábado

14 de setembro de 2013 0
A Seleção treinou no Augusto Bauer ontem. Foto: Patrick Rodrigues

A Seleção treinou no Augusto Bauer ontem. Foto: Patrick Rodrigues

Hoje, às 15 horas, o Estádio Augusto Bauer, em Brusque, recebe um duelo de seleções. De um lado, a Brasileira Sub-21. Do outro, a catarinense Sub-20. O motivo do enfrentamento é dos mais nobres – celebrar o centenário do Carlos Renaux, conhecido como Vovô de Santa Catarina, o clube mais antigo do Estado.

A equipe brasileira, comandada pelo técnico Alexandre Gallo, vem de conquistas no Torneio de Toulon, na França, e na Valais Youth Cup, disputada na Suíça. A convocação inclui alguns jogadores que já têm bagagem no futebol profissional, como o meio-campista Matheus Biteco, Grêmio, o lateral Lucas Farias e o atacante Ademilson, do São Paulo, e o meia Vinícius Araújo, do Cruzeiro.

O combinado catarinense, dirigido pelo treinador Fernando Gil, inclui atletas das cinco principais equipes do Estado – Figueirense, Avaí, Joinville, Criciúma e Chapecoense. Figueira e Coelho lideram o número de convocados, com seis cada. O Leão vem logo em seguida, com cinco. Tigre e Verdão têm dois e um atletas na equipe, respectivamente.

A Seleção de Santa Catarina fez apenas um treino para a partida de hoje. Embora o jogo seja um amistoso, Gil promete uma equipe combativa dentro de campo:

– Teremos apenas um treino para montar a equipe. Mas, mesmo se tratando de uma partida festiva, vamos nos esforçar para representar bem o nosso Estado – afirmou o técnico, que treinou o profissional do Figueirense em 2012 e atualmente comanda a equipe júnior do Joinville.

Os ingressos para o Jogo do Centenário estão à venda. Os preços das entradas variam de R$ 40 (geral) a R$ 160 (cadeira).

Fundação
Arthur Olinger trabalhava em um curtume em Novo Hamburgo (RS). Guilherme Diegoli construía vagões em Paranaguá (PR). Os amigos decidiram voltar a Brusque. Em sua bagagem, Olinger trouxe uma bola de futebol, a mesma utilizada no jogo entre o Caça e o Tiro Araújo Brusque, disputado no dia 14 de setembro de 1913. Após a partida, houve uma reunião, que resultou na fundação do Sport Club Brusquense – que em 1944 foi rebatizado de Clube Atlético Carlos Renaux.

Estádio
A casa do Carlos Renaux foi inaugurada em 7 de junho de 1931. O estádio foi o primeiro do Estado a ter iluminação e alambrado, inaugurados na década de 1950.

Auge
Os anos 50 marcaram o auge do clube. Em 1950, o Carlos Renaux conquistou seu primeiro Estadual. Três anos depois, a façanha foi repetida de forma invicta. Em 1954, conseguiu uma vitória que para muitos é a maior conquista do futebol de SC. O clube foi a Porto Alegre representar Santa Catarina em um jogo contra a seleção do Rio Grande do Sul. A imprensa local esperava uma partida tranquila, mas os anfitriões sofreram um revés por 2 a 1. Também foi nesta década que Teixeirinha, maior jogador do Estado, vestiu azul, vermelho e branco.

Fim do profissional
Em 1984, uma enchente atingiu a cidade de Brusque e danificou as instalações do Carlos Renaux, que teve de encerrar temporariamente suas atividades. No ano seguinte, o time voltou nas categorias de base

Breve retorno
Em 2004 e 2005, o time disputou a divisão especial do Estadual, mas se licenciou a partir do ano seguinte.

Hoje
Atualmente, o Carlos Renaux não possui equipes profissionais, mas aproveitou o centenário para reativar sua categoria de base.

Envie seu Comentário