Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de maio 2015

Árbitro relata em súmula agressão do volante França em filho do presidente da FCF

03 de maio de 2015 0
Foto: Cristiano Estrela, Agência RBS

Foto: Cristiano Estrela, Agência RBS

Mesmo depois de algumas horas do apito final da decisão do Campeonato Catarinense, o empate por 0 a 0 entre Joinville e Figueirense continua dando o que falar. Na saída do campo, o técnico alvinegro, Argel Fucks, e o filho do presidente da Federação Catarinense de Futebol (FCF), Delfim Pádua Peixoto Filho, se desentenderam e começaram um tumulto.

::: JEC empata, fica com a taça e espera tribunal para confirmar título​
::: Filho do presidente da FCF e técnico do Figueirense se desentendem
::: Presidente do Figueirense garante luta jurídica pelo título do Catarinense

Jogadores do Furacão se envolveram na confusão e segundo o árbitro Sandro Meira Ricci o volante França acertou um chute em Delfinzinho, filho do presidente da FCF.

— Houve um tumulto presenciado pelo quinto árbitro, Sr. Jefferson Schmidt, quem me relatou que o atleta n° 91, do Figueirense, Sr. Wellington Wildhy Muniz dos Santos (França), desferiu um chute no supervisor de protocolo/imprensa, Sr. Delfim Mário Pádua Peixoto Neto, atingindo-o na região da lombar — escreveu Ricci na súmula da partida.

O árbitro ainda acrescentou que a confusão entre Argel e Delfinzinho começou por causa do treinador alvinegro:

— Ao término do jogo, o técnico do Figueirense, Sr. Argelico Fucks com o dedo em riste, foi em direção ao presidente da Federação, Dr. Delfim Pádua Peixoto Filho, que se encontrava, juntamente com outros dirigentes da federação, na área reservada ao delegado da partida, entre as áreas técnicas de ambas as equipes. Em razão da distância, esse árbitro pode observar essa atitude, porém, não pode, obviamente, ouvir o que foi dito.