Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Futebol Europeu"

#2 - Foto do dia: José Mourinho quando era jogador de futebol

05 de março de 2014 0

José Mourinho é um dos maiores treinadores de futebol da atualidade, inteligente e polêmico o comandante do Chelsea coleciona importantes títulos, mas como jogador de futebol não conseguiu o mesmo resultado.

Filho do ex-goleiro do Belenenses Félix Mourinho, José começou a carreira na base do Belenenses, se profissionalizou no Rio Ave, voltou ao Belenenses, depois Grupo Desportivo Sesimbra, o seu último clube foi o Comércio e Indústria. Se aposentou aos 24 anos e se formou em Educação Física, até virar o treinador que é hoje.

A foto abaixo é de Mourinho (último a direita, agachado) no seu último ano como jogador de futebol no Comércio e Indústria, em 1987.

 

Mourinho (último a direita, agachado) no seu último ano como jogador de futebol no Comércio e Indústria, em 1987

Mourinho (último a direita, agachado) no seu último ano como jogador de futebol no Comércio e Indústria, em 1987

Curiosidades da premiação da Bola de Ouro 2013

13 de janeiro de 2014 2
Cristiano Ronaldo ficou emocionado ao receber a Bola de Ouro. Foto: Fabrice Coffrini/AFP

Cristiano Ronaldo ficou emocionado ao receber a Bola de Ouro. Foto: Fabrice Coffrini/AFP

Cristiano Ronaldo foi o grande vencedor da Bola de Oura 2013. O atacante volta a ganhar o prêmio depois de cinco anos. Pelé foi homenageado recebendo uma Bola de Ouro também, segundo a própria Fifa uma injustiça que foi corrigida já que na época que jogava o Rei não poderia receber o prêmio por não ser europeu. Todos os detalhes da premiação você pode conferir na matéria do DC Esportes.

O mais legal para mim é depois da premiação. A Fifa liberou em seu site a lista com todos os votos dos capitães, treinadores e jornalistas. É curioso ver quem votou em quem. Eu selecionei algumas coisas que me chamaram a atenção.

Ho Chan Wai, capitão de Hong Kong, e o técnico da Jamaica, Winfried Schafer, escolheram o atacante do Borussia Dortmund Lewandowski como o melhor jogador de 2013.

Já o capitão do Quirguistão, Vadim Kharchenko, considerou o holandês Robin Van Persie o melhor do mundo. Tahina Randrianarisoa, líder da seleção de Madagascar, escolheu o capitão brasileiro Thiago Silva, mas ele não foi o único o técnico da China Bo Fu também considerou o Monstro o melhor de 2013.

Representante de uma das seleções que mais apanham nas eliminatórias europeias Andy Selva, de San Marino, escolheu o experiente Andrea Pirlo como o melhor de 2013, o técnico da Azurra, Cesare Prandelli, também votou no volante, mas aí é marmelada.

Confira alguns votos:

Cristiano Ronaldo não escolheu nenhum de seus concorrentes na grande final da Bola de Ouro. O capitão português não quis ajudar seu maior rival, Lionel Messi. O melhor jogador do mundo votou em: Falcão García, Bale e Özil.

Messi, tetracampeão da Bola de Ouro, também não voltou em seu maior rival. Nenhum voto para Cristiano Ronaldo. O argentino fez uma escolha bem parceira, votando em apenas companheiros de Barcelona: Inieste, Xavi e Neymar.

O capitão brasileiro Thiago Silva escolheu Messi como o melhor jogador. Além disso, também voltou em Ibrahimovic (colega de PSG) e Cristiano Ronaldo.

Felipão votou no pupilo Cristiano Ronaldo como o melhor do mundo. Em segundo Messi e o sueco Ibrahimovic.

Neymar melhor do mundo

O brasileiro ainda sonha com o dia que vai receber a sua Bola de Ouro, porém, alguns atletas, treinadores e jornalistas já consideram Neymar o melhor do mundo. Foram 65 votos para o brasuca. Confira a lista de quem escolheu o atacante da Seleção como primeira opção:

Song Hyok Jang (capitão da Coreia do Norte), Adi Said (capitão de Brunei), Emelio Caligdong (capitão das Filipinas), Henry Junior Farodo (capitão das Ilhas Salomão), Robert Yelou (capitão de Vanuatu), Son Kwon Oh (treinador de Brunei), Ronnie Gustarve (treinador de Dominica), Jacob Moli (treinador das Ilhas Salomão), Percy Avock (treinador de Vanuatu), Michael Seium (jornalista Eritrea) e Kenneth Dlamini (jornalista da Suazilândia).

Jogador brasileiro marca gol na Romênia e manda torcida calar a boca; lembre outros casos

23 de outubro de 2013 0
Leandro Tatu depois de mandar a torcida calar a boca ainda xingou o companheiro de time. Foto: Daniel Mihailescu/AFP

Leandro Tatu depois de mandar a torcida calar a boca ainda xingou o companheiro de time. Foto: Daniel Mihailescu/AFP

Aos 10 minutos do segundo tempo o técnico Laurentiu Reghecampf chamou o brasileiro Leandro Tatu, antes do jogador entrar em campo a torcida do Steaua Bucareste, da Romênia, não perdoou e vaiou o atacante. Sem simpatia da torcida o atleta canarinho entrou em campo e marcou o gol do empate aos 43 minutos do segundo tempo e evitou a derrota do Steaua em casa contra o Basel, na última terça-feira, pela terceira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa.

Ao marcar o gol do Steaua o brasileiro incomodado pediu que a própria torcida se calasse. Se não bastasse, Tatu ainda começou uma calorosa discussão com o zagueiro polonês Szukala e a língua usada é a portuguesa. Não vou transcrever o que ele disse, porque é impublicável.

Aproveitando a situação vou lembrar alguns casos em que após um gol o jogador xingou a própria torcida.

1 — Romário, sempre ele

Em 2002, em uma goleada por 5 a 1 do Vasco sobre o Bangu pelo Torneio Rio-São Paulo, Romário mostrou o dedo do meio para sua própria torcida após marcar um de seus dois gols. Como de costume na época, mais uma vez não houve qualquer tipo de punição ao Baixinho.

2 — Dodô nem aí para a torcida

Após surgir como uma das grandes promessas do futebol brasileiro em 1997, o atacante Dodô vivia com problemas com a torcida do São Paulo. O atacante era alvo da torcida que pegava no pé do jovem atacante. No empate em 2 a 2 com o Guarani pelo Campeonato Paulista de 1999, Dodô perdeu a paciência e comemorou seu gol mandando uma banana para a torcida do tricolor.

3 — Elton e Amaral na Série B

O Vasco venceu o Vila Nova por 4 a 1 na Série B de 2009, em São Januário. O volante Amaral, hoje no Criciúma, marcou o segundo gol cruzmaltino no jogo e comemorou com a mão no ouvido e pediu silêncio. Após o gesto, alguns torcedores vaiaram o jogador cada vez que ele tocava na bola. No mesmo dia o atacante Elton foi outro que, ao marcar um gol, fez sinal de silêncio para alguns torcedores.

— Estávamos devendo uma boa apresentação ao nosso torcedor, já que não vínhamos fazendo jogos bons. Essa vitória foi para lavar a alma. A torcida tem que entender que somos os líderes do campeonato. As coisas não vinham acontecendo como a gente quer, mas o torcedor tem que estar do nosso lado. Algumas vezes, isso não tem acontecido — lamentou na época o atacante Elton.

Bônus: Robbie Fowler cheirando a linha

Essa comemoração não foi em resposta ao torcedor do próprio time, mas foi muito polêmica. Robbie Fowler comemorou o seu gol pelo Liverpool em um clássico contra o Everton, na Premier League de 1998/99 (Liverpool 3×2 Everton), cheirando a linha de fundo. A celebração foi uma resposta à acusação dos torcedores do Everton, que diziam que Fowler usava cocaína. O treinador Gerard Houllier tentou amenizar a polêmica, afirmando que o jogador estava comendo grama. A comemoração de Fowler rendeu ao atleta quatro jogos de suspensão e uma multa de € 44 mil.

• Assista o vídeo da comemoração

Você lembra de algum outro caso de jogador que mandou a torcida do próprio time calar a boca?

Torcedor do Manchester City tatua no braço imagem emblemática de Agüero

01 de agosto de 2013 0

Reprodução/Twitter

O Manchester City esperou 44 anos para voltar a levantar uma taça. O responsável pelo fim desse jejum foi Kum Agüero que marcou no fim da partida contra o QPR o gol da vitória e que que garantiu o título da temporada 2011/2012 para o City.

A imagem da comemoração de Agüero é icônica para os torcedores do Manchester City e por isso Sim Francis, 48 anos, decidiu eternizar esse momento com uma tatuagem no braço esquerdo.

- Eu estava com a minha família na arquibancada atrás do gol onde ele marcou, o momento do gol foi majestoso. Ele correu para o canto onde a gente estava. Eu tenho três filhos e esse momento deve ter sido maior que o nascimento deles – disse Simon ao Sportsmail.

Simon Francis pagou 460 euros pela tatuagem que demorou sete horas para ficar pronta.

- Depois de toda a dor e sofrimento que eu passei nos últimos anos sem um título, essas sete horas foram até um prazer – brincou.

E Francis acredita que essa não será sua última tatuagem. Ele já guarda um espaço esperando o título da Liga dos Campeões.

- Estou guardando espaço no outro braço para o atacante que vai dar o título da Liga dos Campeões para a gente.

Confira o gol de Agüero

Vídeo sobre futebol feminino causa polêmica na Alemanha

15 de julho de 2013 1

No domingo a Alemanha venceu a Islândia por 3 a 0. Foto: Jonathan Nackstrand/AFP

A Eurocopa feminina começou no dia 10 de julho, o país sede da vez é a Suécia. O campeonato ainda está na fase de grupos. Em campos bons lances, jogos disputados, outros nem tanto e polêmica. Mas desta vez a polêmica não é a com a arbitragem de um jogo e sim com um comercial de tevê.

A emissora ZDF, da Alemanha, fez uma propaganda para anunciar a transmissão do segundo maior campeonato de futebol feminino de seleções do mundo. Na produção uma jogadora faz embaixadinhas e chuta uma bola suja dentro de uma máquina de lavar. Depois, ela fica sentada em cima da máquina esperando o serviço terminar. A grande polêmica é que muitos alemães acharam a propaganda machista.

Assista abaixo o vídeo com a propaganda. Você concorda que ele é machista?

Segundo o porta-voz da ZDF, Alexander Stock, a intensão não era passar uma mensagem machista no comercial e avisou que o vídeo não será retirado do ar.

- Nós não vamos tirar o vídeo do ar e nem vamos mudar o trailer. A gente até esperava algumas reações deste tipo. Existe uma sensibilidade na Alemanha, que é maior do que em outros países, ao redor destes estereótipos. Não se trata de donas de casa, mas sim de mulheres poderosas. Quisemos fazer a propaganda para o torneio e esbarramos nessa sensibilidade, sinto muito. O clipe não tem a intenção de ser machista – informou Alexander Stock.

A intensão não era causar polêmica, mas ela era esperada. Acredito que é algo que poderia ser evitado, a menos que essa fosse a intensão. Afinal, estamos falando a propaganda da ZDF aqui no Brasil, e a mesma coisa aconteceu em diversos países que repercutiram a polêmica.

A Alemanha é a líder do Grupo B da Euro junto com a Noruega. Ontem, domingo, com gols de Lena Lotzen e dois de Célia Okoyino da Mbabi as meninas alemãs venceram a Islândia por 3 a 0. Mais informações da Eurocopa feminina no site da Uefa.

Carlos Ancelotti será o 43º técnico do Real Madrid e o segundo italiano a comandar os Merengues

25 de junho de 2013 0

Foto: Jena-Sebastien Evrard/AFP

O italiano Carlo Ancelotti será o novo técnico do Real Madrid, ele será o substituto do português José Mourinho. Ele será o 43º treinador na história do time merengue e o segundo italiano a comandar a equipe. O primeiro foi o turrão Fabio Capello que comandou o Madrid em duas oportunidades. A primeira na temporada 1996/97 e a segunda em 2006/07 as duas vezes eles teve vários problemas de relacionamento, mas garantiu dois títulos espanhóis.

Ancelotti tem uma missão clara no comando do Real Madrid: conseguir o título da Liga dos Campeões. O italiano, de 54 anos, que será apresentado oficialmente na quarta-feira e assinou contrato para as próximas três temporadas. Carlos Ancelotti conquistou como técnico duas Liga dos Campeões, duas Supercopas da Europa, um Mundial de Clubes, além de campeonatos nacionais em três países (Itália, Inglaterra e França).

O motorista de ônibus francês que virou jogador profissional com 26 anos

11 de junho de 2013 0

Desmarets no Deportivo La Coruña

Pouco mais de 20 quilômetros separam o centro de Paris do aeroporto da cidade, são aproximadamente 30 minutos de ônibus. Esse trajeto era feito todos os dias por Yves Desmarets, até ele conhecer o técnico de futebol Luis Norton de Matos.

Demarets era motorista de ônibus e sua vida mudou completamente em 2006. Com 26 anos ele era atacante do Red Star Football Club 93, time da quarta divisão do futebol francês. A jornada dupla era pesada. O atacante treinava três vezes na semana, das 18h às 20h e nos fins de semana entrava em campo. Já de segundo a sexta ele vestia seu uniforma e à 1h da manhã saí dirigindo seu ônibus. Tempos complicados, que ficaram no passado.

“Eu pensei que era uma piada”, declarou Demarets sobre a proposta de Luís Norton de Matos. O técnico português assistiu a uma partida do atacante pelo pequeno time da capita francesa e fez uma oferta irrecusável, pelo menos para quem sonha em jogar profissionalmente. Luís Norton queria o forte atacante no Vitória de Guimarães.

A proposta mexeu com Demarets, mas antes de tomar sua decisão ele conversou com sua esposa e mãe. O contrato era apenas de seis meses e se não desse certo teria jogado tudo para o alto, ele não tinha garantias de que daria certo. No entanto o francês tinha mais do que sorte, ele tinha qualidade e determinação.

- A minha mãe e a minha esposa ficaram muito contentes, mas disseram para eu ir a Portugal com calma ver se o clube era bom, se iria dar certo. Não conhecia bem Portugal e quando cheguei vi que não era o país velho que mostravam e falavam em França me tranquilizei. É um país que tem muitos jovens e é muito bonito – disse Demarets em entrevista ao jornal Record, de Portugal, em 2007.

Yves Desmarets pelo Red Star

Os seis meses de Demarets no Vitória de Guimarães viraram quatro anos. Com contrato assinado ele realizava um sonho de infância e mudava a história de sua vida. Ele não precisava seguir a trilha do anonimato que seu pai percorreu como taxista em Nova Jersey, nos Estados Unidos.

- Quando cheguei no Vitória de Guimarães e vi o complexo esportivo… Na França, poucas equipes têm instalações como o Vitória. Então quando cheguei ao estádio, uau. Estava habituado a jogar para 200, 300 pessoas e aqui concretizei um sonho. Espero que o sonho não pare de crescer – projetou o atacante em 2007.

E esse sonho não parou. A carreira de jogador não é fácil de seguir. Depois de sair do Vitória de Guimarães o jogador não teve muita sorte no Deportivo La Coruña, com lesões, e também no Kerkyra, da Grécia. Mas, sua temporada do Belenense na última temporada em Portugal foi razoável. Agora, Demarets procura um novo clube, quem sabe no Catar. Mesmo assim com quase 34 anos o jogador de 178cm realizou um sonho há poucos dias.

Em 8 de junho Yves Hadley Desmarets entrou em campo pela primeira vez com a camisa do Haiti. Apesar de ter nascido na França, seu pai é haitiano e ele quis defender o país que sua vó materna ainda mora. E não tinha estreia melhor do que enfrentar a atual campeã do mundo, a Espanha. A vitória foi da Fúria por apenas 2 a 1, com certeza mais uma vitória para Desmarets.

- Desfruto do futebol mais que meus companheiros porque meu caminho foi diferente – garante Desmarets, que não fechou portas para vida e continuou perseguindo seu sonho.

• Confira um golaço de Deamarets com a camisa do Vitória de Guimarães:

*Essa história escutei do Paulo Calçade no Linha de Passe, da ESPN Brasil, de ontem.

Otto Glória, o técnico brasileiro de maior sucesso em Portugal

05 de junho de 2013 2

Otto levou a seleção portuguesa a terceira colocação no Mundial de 1966

Depois de ser demitido da Seleção Brasileira o técnico Mano Menezes sumiu. Seu nome é especulado a cada demissão de técnico de time grande, mas desta vez o treinador é cotado para assumir o Porto, de Portugal. Segundo o jornal “A Bola”, o brasileiro é o favorito do presidente Pinto da Costa para ocupar o cargo que será deixado por Vítor Pereira, que não deverá ter seu contrato renovado apesar de ter conquistado o bicampeonato nacional em suas duas temporadas à frente da equipe.

Essa não é a primeira vez que um técnico brasileiro é lembrado em Portugal. Ninguém esquece Felipão que foi técnico da seleção portuguesa e que conquistou o vice da Eurocopa e a quarta colocação na Copa do Mundo de 2006, na Alemanha. Porém o brasileiro de maior sucesso em terras portuguesas foi o carioca Otto Glória.

Otto começou sua carreira de sucesso no Botafogo e depois de passar pelo Vasco o técnico foi contratado pelo Benfica. Otto Glória foi responsável por uma transformação no clube e ajudou a fundar um centro de treinamento, além de buscar novos talentos para o time. De 1954 a 1959 os encarnados conquistaram três Taças de Portugal e dois títulos nacionais. Depois de cinco anos no comando do Benfica Otto assume o Belenenses e conquista a Taça de Portugal na temporada de 1959/1960.

Foto: Arquivo

Depois de uma breve passagem pelo Sporting Lisboa, o técnico se aventura na França e ajuda o Olympique de Marselha a subir para a primeira divisão. Em 1968, retornou ao Benfica para mais dois anos de conquistas. Com dois títulos nacionais, duas Talas de Portugal e o vice-campeonato da Liga dos Campeões de 1968, sendo derrotado na final pelo Manchester United de Bobby Chalrton e George Best.

Seleção portuguesa, a glória de Otto

O melhor trabalho do treinador carioca foi na seleção portuguesa. Na Copa do Mundo de 1966, na Inglaterra, o time liderado por Eusébio surpreendeu o mundo ao desclassificar o Brasil, então bicampeão mundial.

Os portugueses venceram o Brasil por 3 a 1 e se classificaram para a próxima fase. Derrotando a Coréia do Norte e parando apenas na Inglaterra, anfitriã e campeã da edição de 66 do Mundial. Mesmo derrota Otto Glória conseguiu levar seu time a terceira colocação, ao derrotar a União Soviética de Lev Yashin por 2 a 1.

Jogador chora no vestiário porque adversário perdeu o título

30 de maio de 2013 0

A foto que abre esse post é do Ludogorets, campeão búlgaro da temporada 2012/2013. O time conseguiu levantar a taça após um empate no clássico entre o Levski Sofia e o Slavia. O Levski precisava vencer o rival para assegurar o título, mas restando 15 minutos para o apito final, o zagueirão Dimitar Vezalov marcou contra e empatou para o Slavia. Com o resultado o Ludogorets ficou com o caneco pela diferença de apenas um ponto.

O clima no vestiário do Levski Sofia era de velório, evidente. Porém, no vestiário do Slavia o clima também não era dos melhores, tudo por causa do meia Dimo Atanasov, de 27 anos, que chorava nos vestiários. Isso porque Dimo é torcedor do Levski desde criança, fã mesmo, e não segurou as lagrimas por ter ajudado seu time de coração a perde o título. Isso gerou um grande impasse no Slavia e o presidente do clube, Ventseslav Stefanov, não perdoou o atleta, que foi demitido.

- Um de nossos jogadores estava chorando nos vestiários após saber que o Levski não conseguiu ser campeão. Sem dúvidas ele não fará mais parte do Slavia – sentenciou o presidente.

Dimo chorou e perdeu o emprego

Novo rico europeu, Monaco investe forte na volta para a primeira divisão da França

29 de maio de 2013 0

Monaco vai remontando seu time para a primeira divisão da França. Foto: VALERY HACHE/AFP

O Monaco já foi finalista da Liga dos Campeões. Em 2004 o time que tinha o Giuly e Fernando Morientes perdeu a final para o Porto do técnico José Mourinho. A final da Liga parecia ser um ingresso do clube para as grandes decisões, mas não foi o que aconteceu. Os melhores jogadores foram negociados e em dezembro de 2011 o time vermelho e branco era o lanterna da Ligue 2, a segunda divisão francesa. Foi então que apareceu o milionário russo Dmitry Rybolovlev que adquiriu o clube. Segundo a revista Forbes Rybolovlev tem a 119ª maior fortuna do mundo avaliada em 9,1 bilhões de dólares e parte dessa fortuna foi investida no clube.

Na época o Príncipe Alberto II classificou o negócio como “inevitável”, já que o clube caminhava para a terceira divisão.

— Uma nova página na história da equipa de futebol tão apreciada no principado começa a ser escrita. Espero possa recuperar progressivamente o status do passado, uma das joias da vida desportiva do Monaco – disse o príncipe.

E aos poucos o time foi sendo reconstruído. Na temporada 2011/2012 conseguiu escapar do rebaixamento e na temporada seguinte conseguiu a vaga para a primeira divisão. Por isso o clube está no mercado mirando para todos os lados e fazendo muitas contratações. O PSG não estará sozinho no próximo Campeonato Francês.

Nos últimos dias foram contratados João Montinho e James Rodriguez, do Porto, por R$ 185 milhões, além disso o clube ainda acertou com o zagueiro Ricardo Carvalho, ex-Real Madrid e Chelsea. O meia James Rodríguez também confirmou o acerto do clube com o compatriota Falcao García, do Atlético de Madrid. Colegas na seleção colombiana, os dois jogarão juntos no time francês.

- Já havia jogado com ele, e, agora, que vamos estar juntos, é um sonho também. Me sinto muito orgulhoso por estar com um amigo. Tomara que a gente consiga coisas grandes – projetou Rodríguez em entrevista ao jornal colombiano “El Tiempo”.

Por enquanto nenhum brasileiro foi relacionado a lista de comprar do Monaco. Agora é esperar para ver se o time comandado com Claudio Ranieri terá cacife para fazer frente ao PSG.