Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Argentina"

Padre torcedor do Racing promove churrasco pra festejar queda do Independiente

09 de julho de 2013 0

Os fantasma no churrasco do padre Juan

A saga do Fantasma da B continua, depois de assombrar o Independiente durante toda a temporada argentina e encontra-lo na segunda divisão agora o Fantasma comemorou com um churrasco o rebaixamento do time Rojo.

O churrasco foi oferecido pelo padre Juan Gabriel Arias, homem a serviço de Deus na Terra e a serviço do Racing Club na arquibancada. Fanático o padre oferece um jantar uma vez por mês para os torcedores do Racing, mas desta vez ele aproveitou para também tirar um sarro do maior rival. E o Fantasma da B não poderia faltar, e esteve em peso junto com toda família assombrando o Independiente.

Mais de 300 fiéis do Racing estiveram na igreja para festejar. Essa não é a primeira vez que o padre Juan demonstra seu fanatismo pelo Racing. Uma vez o padre mandou pintar a sua paróquia no bairro Barracas todo de azul e branco.

Ótimas propagandas do TyC Sports mostram a paixão pelo futebol

01 de julho de 2013 0

A TyC Sports é um canal da tevê a cabo da Argentina de propriedade do grupo Clarín. É um canal dedicado 100% ao esporte e o primeiro do país hermana, fundado em 1994. Desde o mês passado eles estão com uma campanha publicitária feita pela agência Young & Rubicam com o objetivo de mostrar através de vídeos a emoção e paixão dos torcedores argentinos.

O primeiro vídeo “Promedio” mostra como ficam os torcedores que estão próximos de ver seu time ser rebaixado. Todo a irritação e angustia desses adeptos. Já o segundo vídeo é uma ótima sacada. O título da propagando é “Carta”, enquanto uma namorada desiludida com seu parceiro escreve uma carta de adeus reclamando das falhas de seu companheiro o vídeo mostra toda a devoção do rapaz com seu time de coração.

Promedio

Carta

(Via Impedimento)

O Fantasma da B finalmente encontrou o Independiente

17 de junho de 2013 0

Jogadores do Independiente choram com o rebaixamento. Foto: Marcos Adandia/AFP

O Fantasma da B finalmente encontrou o caminha do estádio do Independiente no dia 15 de junho, no último sábado. A procura terminou porque o Rojo perdeu para o San Lorenzo por 1 a 0, na verdade vencer não faria diferença já que o Argentino Juniors e o San Martín venceram suas partidas. Essa é a primeira vez que o time de Avellaneda é rebaixado e agora o Boca Juniors é o único time da Argentina a sempre jogar a primeira divisão.

O rebaixamento do Independiente era algo esperado a semanas, já que o time não reagia em campo. Por causa disso a torcida do Racing, maior rival do Independiente, decidiu tirar um sarro histórico dos rivais (como já mostramos aqui no blog). Podemos dizer que foi uma vingança. Em 1983 o Racing já estava rebaixado quando enfrentou La Roja na última rodada do campeonato argentino. Mesmo assim a vitória era muito importante porque iria tirar do Independiente o título nacional. Porém o fraco time do Racing não segurou o timaço Rojo que venceu por 2 a 0.

O Fantasma já tem até carteirinha de sócio

A ideia da torcida do Racing é fantástica. Inspirados em um torcedor do Boca que no clássico contra o River Plate em 2011, usou na La Bombonera um lençol com um B vermelho no peito os hinchas do Racing decidiram filmar a chegada do Fantasma da B ao estádio do Independiente. Um ideia simples, mas genial.

Foram cinco vídeos ao total e com um especial no final com a comemoração do Fantasma nas ruas de Avellaneda pelo descenso do Independiente. A trilha sonora dos vídeos é uma música do Grupo America, mas em uma regravação do cantor Américo, “Te Vas”.

Veja abaixo os vídeos do Fantasma da B e clicando aqui o clipe de Te Vas, de Américo.

Esse é com a canção do Fantasma da B para o Rojo

E por fim a comemoração

A utilização do futebol como ferramenta de propaganda do governo na Argentina

11 de abril de 2013 1

Julio Grondona e Cristiano Kirchner na assinatura do contrato do Fútbol para Todos. Foto: Divulgação

O futebol tem uma relação muito próxima com a política. Na Argentina, por exemplo, desde 2009 a presidente Cristina Kirchner utiliza o esporte mais famoso do mundo como ferramenta de propaganda do governo.

Em agosto de 2009, o governo argentino finalizou a compra dos direitos de transmissão por 600 milhões de pesos, na época aproximadamente 287 milhões de reais. Com esse montante teve fim a greve dos jogadores que ameaçava o início do Apertura, primeiro turno do Campeonato Argentino. A ameaça veio em 21 de julho com o então secretário da FAA, Futbolistas Argentinos Agremiados:

— Se os clubes não pagarem todas as dividas com os jogadores, o Torneio Apertura não começa.

Para resolver o problema dos clubes e jogadores o presidente da AFA, Asociación del Fútbol Argentino, Julio Grondona propôs um aumento do preço do sistema pay-per-view. No dia 3 de agosto, Torneos y Competencias (TYC) e Televisión Satelital Codificada(TSC), grupo esportivo do jornal Clarín, tentaram a última cartada para resolver o impasse oferecendo quarenta milhões de pesos para que os clubes pagassem as dividas com seus jogadores e, assim, pudesse ter início o Torneio

Apertura. Porém, Néstor Kirchner, marido de Cristina e ex-presidente argentino, e Julio Grodona já tinham acertado a venda dos direitos para o governo(Televisão Pública) por 600 milhões de pesos. Assim nascia o Fútbol para Todos com esquema de transmissão de três dias e com jogos em horários diferentes para que a TV Pública pudesse passar todas as partidas de graça.

Com esse gesto o governo não ganhou apenas simpatia dos torcedores como também um grande canal de propaganda. Durante os jogos a publicidade para os feitos do governo é grande. Outro que saiu fortalecido foi o presidente da AFA, Julio Grondona, que está no poder desde 1979. Grondona é tão hábil politicamente que passou por governos de ditadura, de transição e o atual governo de Cristina Kirchner.

Ditadura também usou o futebol como publicidade

Essa não é a primeira fez que o governo argentino utiliza o futebol como canal de publicidade. Durante o período de ditadura na Argentina Jorge Rafael Videla usou do mesmo artifício, mas não para propaganda interna e sim externa. A intenção foi mostrar uma Argentina moderna, pujante e não violenta como era a ditadura de Videla.

Em 1978, a Copa do Mundo desembarcou na Argentina. Apesar de campanhas na Europa para o boicote ao mundial, que teve como mais importante adepto o craque Johan Cruyff da Holanda, que não jogou a Copa, o evento foi um sucesso de publicidade para a Argentina.