Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Série A"

Figueirense não é displicente, vitória da vontade no Orlando Scarpelli contra o Palmeiras

28 de setembro de 2014 2

blogFim de um tabu que durava oito anos. A última vez que o Figueirense tinha vencido o Palmeiras no Estádio Orlando Scarpelli foi em 2006, quando goleou o time paulista por 6 a 1 e derrubou o técnico Emerson Leão.

Em uma noite de chuva, e mau futebol coletivo o Furacão voltou a bater o Verdão em casa, de virada e por 3 a 1. Uma vitória da vontade. O Figueira fez um péssimo primeiro tempo e o Palmeiras aproveitou, abrindo o placar com Cristaldo.

Argel mexeu no time e colocou Marcão e Clayton, a alteração não teve efeito imediato. O jogo continuou ruim e aos 22 minutos Valdivia foi displicente na frente do gol, depois de driblar Tiago Volpi ao invés de chutar passou a bola para Henrique, dando tempo para Marquinhos Pedroso tirar o perigo.

Displicência é algo que não tem no Figueirense. Argel Fucks joga junto com o time. Na beira do gramado explode com os gols e pede apoio do torcedor. Como uma equipe pode relaxar em campo se o técnico, do lado de fora, não para nunca.

Em cinco minutos, o Furacão virou o jogo com dois gols de Clayton e um de Marcão. Um triunfo muito importante, pois deixa o Figueirense na 10ª posição, a sete pontos do Palmeiras _ primeiro time na zona de rebaixamento.

Vetados pelo departamento médico, Ricardo Bueno e Léo Lisboa desfalcam Figueirense contra o Atlético-MG

16 de agosto de 2014 0
Foto: André Podiacki

Foto: André Podiacki

Na última sexta-feira, o atacante Ricardo Bueno celebrou seu aniversário. O atleta completou 27 anos e queria de presente um gol contra o Atlético-MG, seu ex-clube, neste domingo às 18h30min no Estádio Orlando Scarpelli. Porém, um desconforto na coxa esquerda tirou o atacante da partida.

No treino deste sábado, no CFT do Cambirela em Palhoça, Ricardo Bueno sentiu dores na coxa direita e foi poupado. Para não correr risco de uma lesão mais grave o departamento médico e a comissão técnica do Figueirense decidiram poupar o jogador.

Esse não é o único desfalque que o técnico Argel Fucks tem para o jogo contra o Galo. O meia Léo Lisboa está fortemente gripado e também foi poupado. Assim, Felipe será titular no meio de campo e Marcão no ataque.

O time que enfrentará o Atlético-MG será: Tiago Volpi; Leandro Silva, Marquinhos, Thiago Heleno, Roberto Cereceda; Luan, Rivaldo, Marco Antônio, Felipe; Jean Carlos e Marcão.

Confira abaixo os 20 atletas relacionados por Argel:

Goleiros: Luan e Tiago Volpi
Laterais: Roberto Cereceda, Willian e Leandro Silva
Zagueiros: Marquinhos, Nirley e Thiago Heleno
Volantes: Dener, Luan, Jeferson e Rivaldo
Meias: Vitor Junior, Felipe e Marco Antônio
Atacantes: Pablo, Everaldo, Jean Carlos, Clayton e Marcão

PodiCast 7º edição - O futebol catarinense no Campeonato Brasileiro

29 de maio de 2014 1

Informações e curiosidade de Criciúma x Cruzeiro

07 de agosto de 2013 0

CRICIÚMA

Problemas:
Amaral está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Elton e Daniel Carvalho estão lesionados e Wellington Paulista não pode jogar por causa de uma cláusula no contrato com o Cruzeiro, dono do passe do atleta que está emprestado ao Tigre. Além disso, Serginho, Morais e Marcel continuam no departamento médico.

Provável time (4-4-2)
Helton Leite; Sueliton, Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Ewerton Páscoa, Leandro Brasília, Gilson e Ivo; Lins e Cassiano

Técnico: Vadão

Últimos cinco jogos: EVDED

CRUZEIRO

Problemas:
O volante Nilton, com cansaço muscular, não viajou para Criciúma.

Provável time (4-2-3-1)
Fábio; Mayke, Dedé, Bruno Rodrigo, Egídio; Leandro Guerreiro, Souza; Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart, Luan; Vinícius Araújo

Técnico: Marcelo Oliveira

Últimos cinco jogos: VVVDV

Arbitragem:
Marcos André Gomes da Penha (ES), auxiliado por Cristhian Passos Sorence (GO) e Rener Santos de Carvalho (AC)

Histórico de confrontos:
Jogos: 12│Vitórias do Criciúma: 2│Empates: 3│Vitórias do Cruzeiro: 7

Curiosidade:
Foi no dia 28 de Agosto de 2004 o último jogo entre o Criciúma e o Cruzeiro. No Heriberto Hülse, o Tigre perdeu por 2 a 1. Ronny abriu o placar aos 17 minutos do primeiro tempo, Fred empatou aos 44. No segundo tempo Jussiê marcou o gol da vitória.

Criciúma pode ser punido por uso de sinalizadores nas arquibancadas

05 de agosto de 2013 10

Por causa dos sinalizadores a partida ficou parada por aproximadamente 5 minutos. Foto: Maurício Vieira

Desde 2010 os sinalizadores são proibidos nos estádios do Brasil. O Estatuto do Torcedor, Lei Nº 10.671 de maio de 2003, estabelece normas de proteção e defesa do torcedor. O capítulo IV do estatuto (que fala sobre a segurança do torcedor em eventos), no artigo 13-A, parágrafo VII é bem claro sobre o assunto:

“não portar ou utilizar fogos de artifício ou quaisquer outros engenhos pirotécnicos ou produtores de efeitos análogos; (Incluído pela Lei nº 12.299, de 2010).”

Apesar de ser proibido há quase três anos os sinalizadores só ganharam atenção depois da morte do torcedor do San José, Kevin Espada. O menino boliviano faleceu após ser atingido por um sinalizador, coincidentemente em uma partida contra o Corinthians pela Libertadores.

Por isso, quando aos 40 minutos do segundo tempo a torcida do Criciúma acendeu sinalizadores e fez uma linda festa de apoio ao time, que perdeu o jogo por 2 a 0, o árbitro Sandro Meira Ricci paralisou o jogo e só recomeçou quando foram apagados os sinalizadores.

Os sinalizadores utilizados pela torcida carvoeira são diferentes do que provou a morte de Kevin Espada, mas são igualmente proibidos. Por causa disso o Criciúma pode ser punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), já que o fato vai ser relatado em súmula.

Se o Criciúma será punido não dá para saber, já que o STJD é uma caixa de surpresas. Mas, acredito que existe uma grande chance de usarem o que aconteceu no Heriberto Hülse como um aviso para todos os clubes brasileiros, isso quer dizer: vão punir o Tigre e usa-lo como um exemplo ao Brasil.

Mais um detalhe, a torcida do Corinthians também acendeu sinalizadores e a partida mais uma vez foi paralisada, haverá punição para o Timão? Ou será algo apenas para o time catarinense?

Show

Fora a polêmica sobre os sinalizadores, o que a torcida do Criciúma fez com seu time perdendo o jogo por 2 a 0, e não demonstrando qualidade para reagir, foi algo para os atletas do Tigre pensarem. Quando jogarem no Majestoso eles tem que se entrar 100% ao jogo, o time está devendo ao seu torcedor um grande resultado, quem sabe na quarta-feira contra o Cruzeiro, às 19h30min.

• Confira a galeria de fotos da partida abaixo

Campeão da Copa do Brasil em 1991, Itá analisa o próximo confronto do Criciúma

23 de julho de 2013 1

Jogando no Heriberto Hülse o Tigre empatou em 2 a 2 com o Vasco em 2008 na Copa do Brasil. Foto: Ulisses Job, BD, 23/04/2008

A vitória no último sábado por 2 a 1 em cima do Grêmio tirou uma grande pressão dos ombros dos atletas, e principalmente, do técnico do Criciúma. Depois de deixar a zona de rebaixamento o Tigre tem um novo desafio: pontuar fora de casa.

A próxima partida será contra o Vasco, em São Januário, no próximo sábado às 18h30min. O time carioca também estava pressionado e a vitória no clássico em cima do Fluminense, no novo Maracanã, tranquilizou o time comandado por Juninho Pernambucano.

O Criciúma tem reencontrado vários times nesta edição da Série A, por ter ficado oito anos longe da primeira divisão. Ao todo foram 16 jogos entre Vasco e Tigre na história com seis vitórias, oito derrotas e dois empates. No Brasileirão o confronto é equilibrado. Foram 10 encontros com cinco vitórias para cada lado.

O último jogo entre os dois time foi em 2008 na Copa do Brasil. Em casa o Tigre empatou em 2 a 2, já no Rio de Janeiro o Vasco venceu por 1 a 0 e passou de fase.

Pedi para o ex-jogador Itá, capitão do título da Copa do Brasil em 1991, analisar a situação do Criciúma e o próximo jogo. Confira:

Foto: Maurício Vieira

“O Criciúma ainda está em formação, mas o grande problema do time são as lesões que atrapalham o trabalho do Vadão. Um exemplo é o Daniel Carvalho que está no clube já há uns cinco meses e só agora começou a jogar, ter uma sequência e mesmo assim são 30 minutos só de jogo. E com ele em campo é todo mundo percebe que ele é o camisa 10 que o time precisa. Ele cadencia o jogo, tem toque de bola e sabe colocar os atacantes na frente do goleiro.

O Serginho, que para mim é o melhor jogador do Criciúma, também está machucado e tudo isso atrapalha. Ter que reformular o time é outro ponto que prejudica o time. Jogar a Série A com o mesmo time do Estadual é suicídio. Então, o Tigre contratou. Você vê que a Portuguesa e o Náutico mantiveram a base dos estaduais e estão sofrendo e são sérios candidatos ao rebaixamento.

Se perder no Rio de Janeiro será um resultado normal. Até porque com o Dorival Júnior o Vasco ficou mais organizado e com Juninho Pernambucano ficou mais perigoso. Ele é aquele tipo de jogador que já tem uma certa idade, mas consegue manter a forma física por se cuidar muito fora de campo e ele desequilibra.

O bom do Criciúma é que já tem uma espinha dorsal com o goleiro Bruno, com os zagueiros (principalmente o Fábio Ferreira que joga com uma perna só), com o Serginho e com o Wellington Paulista no ataque. Precisa é melhorar as laterais. O Marlon, que é lateral-esquerdo como eu fui, cruza todas as bolas da intermediária, se o Daniel Carvalho não tivesse entrada para dar toque de bola a zaga do Grêmio ia sair de cabeça inchada do Heriberto Hülse.

A vitória em cima do Grêmio veio em boa hora, principalmente para o Vadão. Não era a hora de demitir ele, não é para ele sair. Mas no futebol é assim se o time não vence que sempre paga o pato é o treinador.

O jogo será difícil, mas o Criciúma tem condições de trazer pontos de lá.“

Criciúma tem difícil missão de bater o invicto Atlético-MG no Independência

04 de julho de 2013 0

Wellington Paulista conhece bem o próximo adversário do Tigre. Foto: Fernando Ribeiro/Criciúma Esporte Clube

O Criciúma vai enfrentar o Atlético-MG no próximo domingo às 18h30min no Estádio Independência. O jogo será o sexto do Tigre no retorno da Série A e a missão de vencer o Galo dentro de casa não será fácil. O Atlético está invicto 51 partidas e mesmo jogando com a equipe reserva, por causa da disputa da semifinal da Libertadores, o jogo não será fácil.

O Criciúma já enfrentou o Atlético-MG seis vezes fora de casa no Campeonato Brasileiro, foram três derrotas, dois empate e uma vitória. O único triunfo aconteceu em 9 de novembro de 1988, com um chute de fora da área de Adilson Heleno o Tigre bateu o Galo por 1 a 0.

Mesmo com tanta força pelo lado do Atlético-MG o Criciúma tem totais condições de bater o Galo fora de casa, principalmente porque os tabus foram feitos para serem derrubados. Abaixo você confere a lista de jogos do Atlético no Independência. Foram 41 vitória e 10 empates.

Jogos do Atlético-MG no Estádio Independência

09/06/2013 – Atlético-MG 2 x 0 Grêmio – Brasileiro
02/06/2013 – Atlético-MG 0 x 0 São Paulo – Brasileiro
30/05/2013 – Atlético-MG 1 x 1 Tijuana – Libertadores
12/05/2013 – Atlético-MG 3 x 0 Cruzeiro – Mineiro
08/05/2013 – Atlético-MG 4 x 1 São Paulo – Libertadores
05/05/2013 – Atlético-MG 5 x 1 Tombense – Mineiro
21/04/2013 – Atlético-MG 2 x 1 Villa Nova – Mineiro
07/04/2013 – Atlético-MG 4 x 0 Boa Esporte – Mineiro
03/04/2013 – Atlético-MG 5 x 2 Arsenal-ARG – Libertadores
31/03/2013 – Atlético-MG 4 x 1 Tupi – Mineiro
17/03/2013 – Atlético-MG 5 x 2 América-MG – Mineiro
08/03/2013 – Atlético-MG 2 x 1 The Strongest – Libertadores
03/03/2013 – Atlético-MG 3 x 1 Guarani-MG – Mineiro
17/02/2013 – Atlético-MG 3 x 0 Araxá – Mineiro
14/02/2013 – Atlético-MG 2 x 1 São Paulo – Libertadores
02/12/2012 – Atlético-MG 3 x 2 Cruzeiro – Brasileirão
18/11/2012 – Atlético-MG 2 x 2 Atlético-GO – Brasileirão
31/10/2012 – Atlético-MG 1 x 1 Flamengo – Brasileirão
21/10/2012 – Atlético-MG 3 x 2 Fluminense – Brasileirão
14/10/2012 – Atlético-MG 2 x 1 Sport – Brasileirão
06/10/2012 – Atlético-MG 6 x 0 Figueirense – Brasileirão
23/09/2012 – Atlético-MG 0 x 0 Grêmio – Brasileirão
13/09/2012 – Atlético-MG 1 x 0 São Paulo – Brasileirão
09/09/2012 – Atlético-MG 3 x 0 Palmeiras – Brasileirão
30/08/2012 – Atlético-MG 2 x 2 Ponte Preta -Brasileirão
19/08/2012 – Atlético-MG 3 x 2 Botafogo – Brasileirão
12/08/2012 – Atlético-MG 1 x 0 Vasco – Brasileirão
10/08/2012 – Atlético-MG 1 x 0 Coritiba – Brasileirão
27/07/2012 – Atlético-MG 2 x 0 Santos -Brasileirão
19/07/2012 – Atlético-MG 3 x 1 Internacional – Brasileirão
08/07/2012 – Atlético-MG 2 x 0 Portuguesa – Brasileirão
24/06/2012 – Atlético-MG 5 x 1 Náutico – Brasileirão
07/06/2012 – Atlético-MG 1 x 1 Bahia – Brasileirão
27/05/2012 – Atlético-MG 1 x 0 Corinthians – Brasileirão
13/05/2012 – Atlético-MG 3 x 0 América-MG – Mineiro
04/05/2012 – Atlético-MG 2 x 1 Goiás – Copa do Brasil
28/04/2012 – Atlético-MG 1 x 0 Tupi – Mineiro
08/04/2012 – Atlético-MG 2 x 2 Cruzeiro – Mineiro
24/03/2012 – Atlético-MG 3 x 0 Democrata-GV - Mineiro
10/03/2012 – Atlético-MG 4 x 2 Nacional N. Serrana – Mineiro
11/02/2012 – Atlético-MG 2 x 0 Caldense – Mineiro
29/01/2012 – Atlético-MG 2 x 0 Boa Esporte – Mineiro
27/11/2011 – Atlético-MG 4 x 0 Botafogo – Brasileirão
17/11/2011 – Atlético-MG 2 x 1 Coritiba – Brasileirão
05/11/2011 – Atlético-MG 2 x 0 Grêmio – Brasileirão
30/10/2011 – Atlético-MG 2 x 1 Palmeiras – Brasileirão
14/10/2011 – Atlético-MG 2 x 1 Santos – Brasileirão
02/10/2011 – Atlético-MG 1 x 1 Ceará – Brasileirão
22/09/2011 – Atlético-MG 1 x 1 Flamengo – Brasileirão
11/09/2011 – Atlético-MG 2 x 0 Bahia – Brasileirão
03/09/2011 – Atlético-MG 2 x 0 Avaí – Brasileirão

(Levantamento de jogos feito pelo ótimo Futdados)

O histórico de jogos entre Criciúma e Bahia na Série A

23 de maio de 2013 3

Depois do título do Catarinense o Tigre enfrentar o Bahia na Série A. Foto: Cristiano Estrela

Depois de oito anos o Criciúma está de volta para a Série A. E o reencontro com a elite do futebol nacional será dentro de casa, ao lado dos fanáticos torcedores tricolores. O jogo será no próximo domingo contra o Bahia, às 16h, no Heriberto Hülse.

Se o Criciúma chega para a disputa do Brasileirão embalado pelo título do Campeonato Catarinense o Bahia chega em crise. Depois de perder a final do Estadual para seu maior rival, o Vitória, a equipe passou por uma reformulação, com saída de gerente de Futebol, técnico e jogadores.

A partida de domingo será o sétimo encontro entre o Tigre e a equipe baiana na primeira divisão. Confira abaixo os jogos.

Criciúma 0 x 1 Criciúma – 01/12/1988 – Heriberto Hülse

O primeiro jogo entre os times foi em dezembro de 1988, no Heriberto Hülse. O Bahia venceu a disputa pelo placar de 1 a 0 com gol do atacante Charles, que saiu do banco de reservas para marcar.

Bahia 0 x 0 – 10/09/1995 – Pituaçu

Em 95 o Tigre viajou até a Bahia e no Estádio do Pituaçu empatou com o time da casa em 0 a 0.

Bahia 2 x 1 Criciúma – 04/09/1996 – Fonte Nova

Na Fonte Nova, o Bahia venceu o jogo por de 2 a 1. Os gols do time baiano foram de Hermes e Juninho. Heraldo descontou para o Criciúma.

Criciúma 2 x 0 Bahia – 12/10/1997 – Heriberto Hülse

A primeira vitória do Tigre em cima do Bahia no Campeonato Brasileiro só aconteceu em 1997 quando o Criciúma venceu o Bahia por 2 a 0 com gols de Adil e Paulo Baier.

Bahia 2 x 2 Criciúma – 03/08/2003 – Fonte Nova

No primeiro ano dos pontos corridos na Serie A Bahia e Criciúma empataram no primeiro turno em 2 a 2. O jogo foi no Estádio da Fonte Nova e os gols foram marcados por Nonato e Valdomiro, para Bahia, e Leonardo duas vezes para o Tigre.

Criciúma 3 x 2 Bahia – 07/12/2003 – Heriberto Hülse

No último encontro entre Criciúma e Bahia o Tigre saiu vencedor. Jogando no Heriberto Hülse o time do técnico Gilson Kleina bateu o time baiano por 3 a 2 com gols de Paulo Baier, Rômulo e Leo Oliveira, pelo Criciúma, e Preto Casagrande e Danilo Gomes pelo Bahia.