Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Fim da Greve X Permanência do preconceito

23 de outubro de 2009 2

Depois de semanas em greve, hoje os funcionários da Caixa econômica Federal voltaram às agências. Deveria essa ser uma notícia boa e é, mas pra mim não foi! No horário do almoço fui fazer um depósito na agência da Caixa na Av.Wensceslau Escobar, bairro Tristeza e passei o maior vexame!!

 Vou contar para vocês…

Como já estou acostumado aos trâmites dos bancos, assim que cheguei na agência fui direto para a porta onde é a entrada dos cadeirantes, já pra não causar problemas aos funcionários do banco nem passar pelo constrangimento que é aquela porta rotatória (pra muita gente, principalmente para os deficientes físicos, pois na maioria dessas portas a cadeira não passa devido ao espaço). Assim que me viu parado ali, o segurança se aproximou e DE DENTRO DA AGÊNCIA perguntou o que eu desejava. DETALHE: Alguém já foi entrevistado antes de entrar em alguma agência bancária? Se fossem, talvez não houvesse tantos assaltos. Continuando… Respirei fundo e disse que precisava fazer um depósito, aí ele avisou que o banco estava lotado e se por acaso não teria alguém que pudesse efetuar este depósito pra mim (QUE ABSURDOOOO! Por acaso a pessoa que fosse fazer o trabalho por mim ia desafogar a lotação do banco????). Aí já comecei a me irritar e falei que NÃO e que, além do mais, eu tinha preferência na fila e, portanto iria aguardar que ele abrisse a porta para eu entrar. Depois do: “só um pouquinho”, ele sumiu… Eis que aparece uma funcionária que me questiona se a quantia do meu depósito era superior a R$ 500,00 e antes da minha resposta avisou que eu também poderia efetuá-lo em qualquer lotérica. Mas eu queria fazer no próprio banco, afinal, eu já estava lá, e, pra mim, seria mais complicado procurar outro lugar a entrar ali!!! Bom, novamente escutei “só um pouquinho” e em seguida veio outro funcionário sem identificação alguma e mais uma vez me fez explicar o motivo de eu estar ali. Depois de repetir a minha história (que não tem nada de diferente) o tal funcionário pediu meu RG e disse que eu só podia entrar se estivesse identificado. Ah não, aí já é demais!!!!!

Há um tempo atrás eu escrevi sobre a falta de revista em deficientes físicos na entrada dos bancos, comentei que achava errado, pois se queremos os mesmos direitos que as pessoas “normais”, devemos ter o mesmo tratamento. E, foi isso que me deixou possesso na conduta dos funcionários da Caixa, por que, desde quando RG é sinônimo de segurança? Ele que viesse com um detector de metais ou me revistasse dos pés à cabeça, isso sim ia ser norma de segurança.

Enfim, após muita luta não consegui entrar no banco, a solução dada pelo funcionário (sem identificação) não me agradou, mas tive que aceitar. Ele se ofereceu pra fazer o depósito por mim. O que eu acho engraçado é que ele, sem motivo aparente, não confiou em mim, mas eu tive que dar o meu dinheiro pra ele e rezar pra que ele fizesse o prometido… QUE ABSURDO!

Bookmark and Share

Comentários (2)

  • Cristiane diz: 26 de outubro de 2009

    Oi Felipe,

    Credo! que absurdo…. vai rezando para o ”funcionario da Caixa” ter depositado o teu dinheiro….
    vc não poderia ter aceitado esta situção, é muito descriminação….

  • fernanda diz: 10 de novembro de 2009

    Patético né?o atendimento em bancos é lamentável…gente mal educada, sem treinamento e pior…sem noção!!!hehe

Envie seu Comentário