Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Enfim, sensação de liberdade!

19 de agosto de 2011 0

Há exatamente 10 meses atrás eu estava lá do outro lado do mundo… em Barcelona!

Quando compramos a passagem eu não tinha muita idéia do que esperar, estava empolgado porque ia conhecer Paris, como sempre quis, e só! Só? Engano meu…

Nosso voo fez conexão em Doha, no Catar, e lá mesmo notei uma grande diferença entre o outro lado do mundo e o Brasil: notei que eu não era invisível pra eles. Fui extremamente bem tratado no Aeroporto, no Hotel… Apesar da mulher ser submissa ao homem na cultura deles, não deixaram em nenhum momento a Camila conduzir minha cadeira, carregar malas. Sempre tinha alguém ao meu lado pra me ajudar.

No dia seguinte fomos pra Barcelona e foi lá que eu tive uma das maiores sensações da minha vida: liberdade! Quem já esteve por lá sabe do que estou dizendo, e quem nunca esteve, por favor, vá! Eu fui mais pra agradar minha arquiteta porque um dos sonhos dela era conhecer a cidade então quando casamos pensei: vou levá-la! No fim das contas, eu acabei me encantando com a cidade tanto quanto ela.

Chegamos numa tarde ensolarada e de céu azul. O Aeroporto era lindo,  limpo, super sinalizado, uma coisa de outro mundo. Apesar de todas as facilidades de transporte que o Aeroporto oferece, acabamos pegando um táxi porque levar uma cadeira de rodas, malas…  por mais fácil que seja, não dá né!

Na chegada, um posto de informações que providenciou um táxi pra gente

No caminho Aeroporto – Hotel eu já fiquei encantado e entendi porque minha Camila gostava tanto daquele lugar:  A cidade linda, tudo bem organizado, casas, prédios bem feitos, ruas sinalizadas, limpas e largas, ciclovias… e praia!

Nosso primeiro dia por lá foi normal, apenas caminhamos pelas ruas da cidade porque já era fim de tarde. No dia seguinte começamos realmente nosso passeio e aí que fui me dar conta que lá eu sou como você aí que está lendo… lá, eu posso ir em todos os lugares, posso andar de ônibus, de metrô e até de teleférico! Sim… até o teleférico é adaptado.

No Teleférico de MontJuic - Totalmente adaptado!

Eu noto quando uma cidade é acessível para todos quando vejo pessoas com algum tipo de deficiência andando pelas ruas, e lá… vi muitos! Gente passeando nos calçadões, nos parques… na praia. Até a praia é acessível pra mim! Como cadeira de rodas e areia não combinam, em muitas áreas da praia eles colocaram decks de madeira, então eu consigo chegar sem nenhum problema. Eu vi banheiros públicos adaptados por todos os lugares, vagas para pessoas com deficiência livres, aguardando alguém que realmente precise…

Praia adaptada - Barceloneta!

Eu fiquei encantado, me senti parte daquele lugar, não me irritei nenhum único momento e não me senti excluído. Senti que tudo aquilo que eu estava vendo, me pertencia. Claro que em alguns lugares era muito mais prático eu ir de táxi, mas convenhamos… isso foi tão pouco que é irrelevante de se falar.

Não estou aqui hoje pra dizer que Barcelona é linda, maravilhosa, é isso ou é aquilo. Eu escolhi Barcelona pra minha Lua-de-mel pra satisfazer a vontade da minha esposa e, sem querer, fomos para o melhor lugar do mundo (pelo menos até agora) que eu poderia estar só com ela, sem precisar de ajuda de ninguém pra me subir ou descer dos lugares… nunca nos sentimos tão livres!

Em Barcelona eu tive a liberdade que gostaria de ter aqui… sim, lá me parece ser o melhor lugar do mundo pra morar!

Port Vell :))



Bookmark and Share

Envie seu Comentário