Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Campeão na seleção, Matheus se inspira no irmão Maylson para brilhar no Grêmio

19 de abril de 2011 9

Matheus comemora um dos seus gols pela seleção. Crédito: Rafael Ribeirto, CBF

Diferente da grande maioria dos seus companheiros de time, o zagueiro Matheus, 16 anos, não divide alojamento com ninguém no Estádio Olímpico. Longe disso. O menino, que acaba de voltar a Porto Alegre depois de conquistar o Sul-Americano sub-17, vive em um confortável apartamento na Capital. A mordomia se explica pelo fato de Matheus ser irmão de Maylson, meia que já viveu bons momentos com a camisa do Grêmio.

O zagueiro adolescente foi uma das figuras de maior destaque na campanha brasileira em Quito, no Equador. Mesmo atuando na defesa, ele marcou três gols na competição, inclusive um na partida decisiva, contra Argentina. Humilde, ele garante que o suporte recebido no Olímpico foi fundamental na boa trajetória com a amarelinha.

Aos 15 anos, Matheus já sonhava com a seleção. Leia aqui

— Tenho treinado bastante aqui e isso foi refletido na seleção. Graças a Deus consegui atuar e conquistar o meu espaço no grupo — afirmou.

Misael e Matheus já no Grêmio. Crédito: Grêmio, Divulgação

O irmão é o maior ídolo de Matheus. Além de exemplo dentro de casa, Maylson se tornou uma referência familiar e de caráter para o jovem zagueiro.

— Boa parte do que eu conquistei até agora eu devo a ele. Me espelho no meu irmão fora de campo, pelo seu comprometimento, pelo seu esforço. Também fico muito atento ao que ele faz dentro de campo. Gosto muito do estilo dele como jogador — explica.

De volta aos treino no Grêmio nesta segunda-feira, Matheus, que representou o clube no Sul-Americano ao lado de Misael, agora foca em crescer dentro das categorias de base.

Valorizado pela boa atuação na seleção, o zagueiro mostra maturidade ao falar sobre o futuro. Ele não se vê na frente dos companheiros de time e garante que seguirá batalhando para chegar até o profissional:

— Não quero privilégio nenhum. Vou continuar trabalhando firme para ajudar muito a equipe juvenil. Se surgir uma oportunidade entre os profissionais, vou ficar muito feliz e tentar agarrar. Mas para isso acontecer, tenho de seguir me destacando na base.

Comentários (9)

  • PAULO ALEXANDRE diz: 19 de abril de 2011

    Que o garoto Mateus tenha a cabeça no lugar, saiba que o futebol é dentro de um espaço curto, e que se dedicar durante uns 10 anos no mínimo pode dar a tranquilidade para o resto da Vida.
    Hoje o jogador não precisa ser craque para ganhar um bom salário, precisa ser PROFISSIONAL!

  • Thiano diz: 19 de abril de 2011

    Estou dizendo isso para você se dar bem no futebol, não precisa contentar teu irmão, joga a tua bola e esquece a dele. Teu irmão é muito ruim, não será bom para tu carreira se espelhar nele. Sim, tenha ele como exemplo, batalhador, boa pessoa, entre outras coisas, mas como jogador esquece!

  • Paulo Freitas diz: 19 de abril de 2011

    Tem que promover logo estes pratas da casa, pois a nossa defesa tá uma peneira. Duvido que o Mário Fernandes e o Neuton não tem lugar no time titular. É brincadeira o que estamos tomando de gols. Não vamos passar destas oitavas na Libertadores e nem ganhar o Gauchão, se continuarmos a tomar gol de todos os times que jogamos.

  • Marcos Gregory diz: 19 de abril de 2011

    Está aí o caminho para o Grêmio. Tomara que o Renato não deixe o Mailson fora da libertadores.

  • Vitor Hugo Rinter diz: 19 de abril de 2011

    O Grêmio sempre revela bons valores, isto é histórico. Mas o Renato gosta mesmo é de alguns perebas que ele trouxe ou indicou ao Grêmio, como o Gilson, por exemplo, ou o Carlos Alberto que o clube contratou, joga mal e mesmo assim continua no time. Já os meninos criados no clube, com exceção do Adilson, não têm vez no time, e, só para citar alguns: Maylson já jogou muita bola, William Magrão também, Mário Fernandes nem se fala, mas nem para o gauchão eles estão sendo aproveitados, entram só de vez em quando. Enquando isto, a defesa do Grêmio toma gol em todos os jogos, às vezes até demais, como os 3 a zero contra o Petroleiro, e o ataque, depois que o Jonas foi embora, sumiu.

  • Vinicius Vaz diz: 19 de abril de 2011

    O Matheus é um zagueiro razoável, no MÁXIMO. Conseguiu ser reserva do Josué nessa seleção, e se destacou mto mais pelos gols que fez do que pela qualidade defensiva. Zagueiro inseguro que só da chutão e que falhou demais.

  • Itamar diz: 19 de abril de 2011

    Só digo uma coisa, se jogar como joga o Maylson, estamos ferrados…….

  • Helio Vieira diz: 20 de abril de 2011

    …vejam as fotos dos PRATAS DA CASA, gauchos somente os do GREMIO, pois gaucho bom de bola so nasce GREMISTA, vejam o grande idolo deles o Falcao, e CATARINA, he he he…

  • Helio Vieira diz: 20 de abril de 2011

    …ja que nao publicaram uma de minhas manifestacoes,em que nao citei o nome de quem me referia, agora vou ser menos duro mas vou dizer de que estou falando, e deste Vinicius, colorado doente que acredito nao tenha visto os jogos do sub 17, pois nem todo mundo tem acesso a tv fechada, e fica deitando catedra sobre o que nao viu e nao entende, pois nao o vi falar sobre o zagueirinho do time dele um tal de Ruan que bate ate na sombra do adversario.

Envie seu Comentário