Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Fora do Mundial sub-17, Andrigo concentra forças no Inter: "Quero chegar aos profissionais o quanto antes"

24 de maio de 2011 5

Uma das grandes surpresas da convocação da seleção brasileira sub-17 para o Mundial da categoria foi justamente uma ausência. Andrigo, 16 anos completados em fevereiro e promessa da base do Inter, ficou de fora da lista do técnico Émerson Ávila. Mostrando cabeça de gente grande, o meia-atacante, 1m67cm, reconhece sua queda de rendimento com a amarelinha e promete foco total nos juvenis do Colorado.

— Quero chegar aos profissionais o quanto antes — planeja o garoto de trajetória precoce, já cobiçado por gigantes do futebol europeu.



Em março, o meia foi ao Equador como a referência técnica do time para o Sul-Americano e terminou a competição no banco de reservas. Além de ter jogado um pouco deslocado de sua função de origem (atuou centralizado em vez de pelas pontas),  um outro fator foi determinante para colocá-lo entre os suplentes: a altitude. Andrigo não se adaptou aos mais de 2 mil metros acima do nível do mar em que se localizavam as cidades-sedes Ambato, Latacunga, Ibarra, Quito e Riobamba.

— Eu sentia falta de ar, corria e já cansava. Às vezes, tinha a sensação de que engolia sangue — conta o jogador, em conversa por telefone com o clicEsportes.

Leia mais
> Confira a convocação para o Mundial Sub-17 no México

> Assista a reportagem feita sobre Andrigo

Mais maduro do que a voz e a idade aparentam, Andrigo admitiu estar preparado para uma rejeição na última convocação, no dia 16. E foi o que aconteceu. Estava fora da lista para o Mundial do México, entre os dias 18 de junho e 10 de julho.

— Eu já estava preparado, sei que não tive um bom rendimento.



Andrigo nem teve tempo de se lamentar. Já engatou a disputa do Gauchão de juvenis e a meta de chegar aos profissionais o mais cedo possível. Andrigo sempre primou por estar à frente dos colegas. No ano passado, já era sondado por vários clubes da primeira linha do futebol europeu, como o Barcelona e o Manchester. Ao completar 16 anos, assinou um novo contrato com o Inter, de três anos e previsão de renovação por mais duas temporadas. Antes, porém, havia deixado o clube por cerca de 15 dias até o acordo ser selado, em outubro passado. Com a carreira gerenciada pelo Grupo Sonda, o garoto também teve seu vínculo com a fornecedora Nike estendido.

— Minha cabeça está completamente no Inter — atesta.

Desde os 11 anos morando no Beira-Rio, Andrigo conta com a ajuda incondicional dos pais para driblar a distância e a saudade de casa. Seu Paulo (que já jogou futebol no São José-PA) e Dona Nadir Araújo procuram estar sempre perto do filho em dias de jogos (o irmão Paulinho també atua no Inter, nos juniores). Deixam Estrela, a 127km da Capital, e trazem sua fé para o estádio. Em troca, quem sabe um gol, uma boa jogada. Na verdade, nem precisa tanto. Só o orgulho de ver o filho batalhando já basta.

— A gente fica tão feliz, ele está se esforçando demais — conta Nadir.

Pela torcida de casa e a gana do guri, os colorados podem testemunhar, em breve, a ascensão de Andrigo. Fora da Seleção, sim. Mas, agora, de corpo e alma no Inter.


Quer ver mais de Andrigo em campo? Assista ao vídeo abaixo:

Comentários (5)

  • silvio jaime fernandes diz: 24 de maio de 2011

    Pois é:….. Costumo afirmar sistematicamente que o que está estragando a carreira destes garotos e o pr´prio futebol brasileiro, principalmente os clubes formadores, são “os empresários/mercenários/aliciadores”. O grupo Sonda e a Nike gerenciam “a carreira” do Andrigo. Ótimo para quem?…..Já é uma jovem promessa mais retalhado que pizza. Quanto o Inter ganhará com a transferencia dele para o futebol estrangeiro?…..15% , 20% ?……
    As Diretoria de Clubes são coniventes com estes acontecimentos. Fatos como este, comprovam porque o futebol brasileiro não consegue se planejar e se manter a longo prazo.

  • Leandro Carlan diz: 24 de maio de 2011

    Mais uma promessa de boca e que nao joga nada. Status de astro mas que caiu mais rapido que cometa. Isso o Inter sabe fazer, dar Status a jogadores mas quando vao jogar, nao sabem jogar nada. Marketing realmente engana as pessoas, inclusive esses jornalistas vermelhos que vendem mais do que ninguem os jogadores do Inter.

  • Douglas Zenger diz: 24 de maio de 2011

    Ja vi isto acontecer no arqui rival vocês lembram do BRuno cujo o próprio Ronaçdinho o levou para jogar uns amistosos na frança era chamado para todas as seleções até que começaram a surgir propostaas atras de propostas e o gremio se negou a vende-lo se ñ me engano até para o BARCELONA a derrepente parou de ser chamado para as seleções de base subiu para o profissional e nunca jogou um futebol de nivel profissional até hoje comentaristas que o viram jogar nas divisões inferiores ñ conseguiram entender o que havia acontecido com o seu talento que havia sumido.

    Subiu para a cabeça aquela historia de ja ser o melhor do mundo e parou de pensar o jogo a jogo talvezzzzzz.

  • joao diz: 24 de maio de 2011

    Quando esse garoto caiu nas graças da mídia ele próprio começou a se afundar. Aparecia na imprensa todo na moda, celulares na mão, se achando o ídolo. Agora está aí, sem preparo físico para altitude e fora da convocação.

  • mauro diz: 24 de maio de 2011

    Jogou muito mal na seleção, foi apagado, desinteressado. Tem que cuidar a cabeça desses meninos, pois pensam que são craques acima da média e se tornam jogadores medianos. Andrigo chuta forte com os dois pés, mas não cresceu muito. 1,67m é pouco para um atacante que quer jogar no futebol europeu.
    Se foi a altitude o problema na seleção, não foi ela a culpada pelo bom desempenho do Marlon Bica, do outro meio-campo que era reserva também.
    Na minha opinião, foi problema de atitude; Andrigo não gostou da reserva após o primeiro jogo e se desinteressou da seleção. Jogador apático não serve.
    Pelo que joga no Inter, é melhor que o Adryan e que o Lucas do SP; nem falo do meia do Vasco, acho que é o Guilherme. E faria boa dupla com o centroavante do cruzeiro. Mas não jogou nada na seleção e mereceu não ser convocado.
    Empresários e dirigentes, alerta ligado, cabeça ruim de quem acha que é melhor que todos. Tá devendo muito pelo que ganha no Inter!

Envie seu Comentário