Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Aos 17 anos, Cláudio Winck ganha chance no Inter B

14 de outubro de 2011 2

Quem for a Gravataí assistir a Cerâmica x Inter neste sábado, pela Copa Laci Ughini, estará diante de uma promessa em rápida ascensão. Aos 17 anos, Cláudio Winck é o mais novo reforço do time B, treinado por Osmar Loss.

O lateral-direito treinou com o grupo na terça, voltou aos juniores na quarta e, na quinta, novamente integrou o sub-23. Vai pegar a vaga de Diogo, poupado por estar pendurado com dois cartões amarelos. Já classificado, o Inter encara esse jogo apenas como um encerramento de fase. Winck, não. Vê o confronto como a chance para marcar terreno.

— Para mim, vai ser muito importante. Vou encarar como se fosse uma final. Quero deixar a melhor impressão possível para voltar mais vezes ao sub-23 — afirma o garoto, por telefone, direto de Portão, onde mora com os pais e os dois irmãos.

Aliás, Cláudio Winck não pretende crescer apenas no clube. Já está procurando apartamento para morar sozinho. E perto do Beira-Rio. Quer evitar as viagens diárias de trem e os 37 km que separam a cidade natal da Capital. Dentro de campo, sua trajetória é rápida. Destaque no juvenil, jogou o Sul-Americano e o Mundial sub-17 neste ano. Em agosto, já subiu aos juniores. Fincar pé no profissional é a sua prioridade, mesmo ainda com idade de juvenil, faz 18 anos só em abril. Caçula entre os comandados de Loss, Winck se apoia em outros jovens jogadores com mais bagagem.

— Falo bastante com o Lucas Roggia (atacante) e Tarik (volante).

A estreia no Inter B é tratada com solenidade pela família. Na arquibancada, terá uma torcida especial: o tio e ex-lateral-direito Luis Carlos Winck e o pai e ex-meia Sérgio Winck. Mais do que incentivadores, os parentes ilustres enchem o guri de lições e conselhos após os jogos.

— Depois das partidas, eles sempre me dizem como me saí — conta.

Se não fosse uma lesão, outro Winck estaria em campo. Lucas, irmão de Cláudio, é meia do Cerâmica, mas desfalca a equipe nesta rodada. Com os olhares da família todos voltados para ele, Cláudi Winck manda o recado para quem ainda não o viu jogar:

— Bato bem na bola. Tenho arrancada e sou bastante ofensivo.

A conferir neste sábado, às 15h30min, no estádio Antônio Vieira Ramos, em Gravataí.

Comentários (2)

  • Jaci diz: 14 de outubro de 2011

    Várias informações porém esqueceste da principial. Esse “prata da casa” de “rápida” ascensão foi pirateado da base Tricolor, junto como outros 2, no início desse ano. O jornalista está desinformado ou foi omisso de propósito?

  • Arthur Bueno diz: 15 de outubro de 2011

    Não joga nada , bah o inter força deus me livre fraco demais…

Envie seu Comentário