Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A importância da tática no futebol

14 de outubro de 2008 16

O 4-1-4-1 do Grêmio de Mano Menezes/Reprodução

O blog Prancheta estreou no último domingo, imediatamente analisando o desempenho do Brasil na vitória de 4 a 0 sobre a Venezuela. Agora, é a hora da apresentação mais formal.

Este espaço se destina ao debate sobre táticas de futebol – sejam elas individuais (análises específicas de jogadores ou funções), de grupo (setores coordenados de alguma equipe) ou coletivas (abrangendo todo o contexto de um time). Não há uma torcida-alvo, e tanto poderemos falar sobre a Seleção Brasileira, sobre clubes brasileiros, dupla Gre-Nal, times do Interior Gaúcho, outras seleções ou clubes do Exterior.

Fala-se que no Brasil não existe a tal “cultura tática”. Que nossos treinadores são limitados e que os jogadores brasileiros são relapsos. Não acredito nisso. Por mais que o atleta tenha o poder de decisão – principalmente se ele for diferenciado tecnicamente – é o treinador quem faz dos onze jogadores uma equipe, sistematizando movimentos, organizando grupos e definindo posicionamentos.

Torcedores também dizem que não têm paciência de ler em campo o que a tática de cada time quer dizer. Uma imagem, entretanto, utilizada pelo técnico Mano Menezes em palestras sobre futebol, concilia as duas idéias deste post: no Brasil existe sim obediência tática, e a análise está acessível a todos.

Na foto que ilustra o post, ele mostra um 4-1-4-1 utilizado pelo Grêmio contra o Inter. Reparem na rígida obediência tática dos gremistas, desde a disposição nas duas linhas de quatro jogadores, com um volante entre elas e um atacante à frente, passando pelo sistema de marcação por zona (o lateral direito combate o atacante, e não o lateral colorado, que está marcado pelo meia), e pela sobra de um zagueiro gremista. Uma primorosa aula de tática em apenas uma foto.

Abaixo, deixo à disposição de vocês um texto elaborado por mim com resumos de polígrafos sobre teorias táticas, para consulta. Fiquem à vontade para ler e comentar (está em arquivo de Word).

Contamos com vocês!

Resumo sobre táticas de Futebol

Postado por Eduardo Cecconi

Comentários (16)

  • Samuel Sérgio Ritter diz: 18 de novembro de 2008

    Cara, que fantástico teu trabalho nesse blog. MUITO BOM!!! Continue assim. Gostaria que vc fizesse uma análise das táticas e comparasse as 5 equipes que estão disputando o título, além das equipes de melhor campanha no 2o. turno.

    Resposta do Cecconi: Oi Samuel, tudo certo? Muito obrigado mesmo pelas tuas mensagens. Vou contar com tua participação, e tentar correr atrás dessas tuas sugestões. Grande abraço!!!

  • Lucas Robinson diz: 14 de novembro de 2008

    Parabéns pelo Blog, muito legal mesmo. Gostaria que falasse algo sobre a Laranja Mecânica de 74.

  • Carlos Eduardo Pizzatto diz: 25 de novembro de 2008

    O Grêmio de Mano jogava no 4-2-3-1, não jogava?

    Neste Gre-Nal avançou um dos volantes, foi isso?

    Baixei o arquivo de Word.

    Uma vez publiquei uma imagem com a, no meu entender, evolução dos sistemas táticos ( http://carlospizzatto.blogspot.com/2008/06/observe-como-o-meio-de-campo-foi.html ).

  • Rogerio Colorado diz: 7 de novembro de 2008

    Parabéns! Finalmente um estudo sério e imparcial sobre o futebol. Vou acompanhar de perto.

  • Eduardo Cecconi diz: 15 de outubro de 2008

    Grande Barros! Excelente sugestão, com certeza vamos falar sobre preparo físico e a influência dele na escolha da tática – principalmente do sistema de marcação – assim que encontrarmos os exemplos mais oportunos para ilustrar o assunto. Abração!

  • Leonardo Barros diz: 15 de outubro de 2008

    Cecconi, podiamos discutir também a relação entre o preparo físico e o esquema tático, como estas duas variáveis do futebol estão ligadas. Tenho algumas questões, por ex, um time muito bem preparado fisicamente pode superar um outro time com menor poder físico mas com um esquema tático melhor definido? Abç`s

  • Elias Granata diz: 14 de outubro de 2008

    Muito legal este novo Blog!Parabéns!E o resumo também! Só por curiosidade, qual a origem do nome do esquema W.M.? E o esquema 5-3-2 (não sei quais equipes já utilizaram) não é reconhecido nem como uma variação pela Fifa? Um abraço e sucesso com o blog!

  • Eduardo Cecconi diz: 14 de outubro de 2008

    Oi Elias, tudo bem? Obrigado pela presença aqui no blog! O nome do esquema W.M se dá pelo “desenho” que ele forma em campo (três zagueiros mais dois volantes formam o W, dois meias mais três atacantes formam o M). Na verdade a Fifa não reconhece nenhuma das variações, apenas aqueles seis sistemas táticos listados – os próprios treinadores que criam as variações de cada um. Podemos um dia pegar alguma equipe que jogue no 5-3-2 para analisar aqui no blog na sequência. Grande abraço!

  • Elton Barcelos diz: 14 de outubro de 2008

    Deveriam mandar um poster 2×2 dessa foto para o Roth.

  • Lucas Winckler diz: 14 de outubro de 2008

    Nesse jogo teve um pênalti no Ricardinho que só o Simon não viu, além de uma recuada de bola infantil, que o Simon? Não viu!

  • Vitor Hausen diz: 14 de outubro de 2008

    Bacana a proposta do blog! Vou acompanhar Gosto muito da parte tatica, jogadores com inteligencia tatica, etc. Já que tu pegou o esquema do “discipulo” dele, tu podia analisar o Arsenal, que é o time que tem o toque de bola e a movimentaçao tatica mais bonita da atualidade, na minha opniao! Abraço!

  • Alemão Buaes diz: 14 de outubro de 2008

    Era para falar de tática de futebol e a gazela louca já veio reclamar do Simon, bem típicp

  • Eduardo Cecconi diz: 14 de outubro de 2008

    Olá Vitor, tudo bem? Te agradeço pelo contato, e principalmente pela sugestão. Te prometo que na primeira oportunidade assistirei a um jogo do Arsenal com bastante critério para poder trazer ao nosso debate alguma avaliação do sistema tático dos Gunners. Grande abraço!

  • Ezequiel diz: 20 de julho de 2009

    Ilustra a diferença entre se ter o técnico de futebol e um técnico de futebol.

  • Marcos Silva diz: 28 de janeiro de 2009

    Muito interessante esse tipo de informação, só ficou faltando o esquema tático utilizado pelo Holanda na Copa de 1974, um dos mais famosos e revolucionários de todos os tempos.

  • Priscila Pereira diz: 10 de junho de 2009

    Cara, muito legal seu trabalho, ele me ajuda muito, sou treinadora do futebol feminino do vasco da Gama, e em meus estudos por vantagens e desvantagens dos sistema táticos encontrei este lindo trabalho. Parabéns e obrigada por estar qui. Saudações vascaínas.

    Resposta do Cecconi: fico feliz em poder ajudar, Priscila. Sempre que necessário, pode contar comigo, em recados no blog ou por e-mail. Abração!

Envie seu Comentário