Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Roth, o problema é no meio-campo!

23 de outubro de 2008 43

Dois motivos levaram Celso Roth a definir o 3-5-2 como sistema tático preferencial do Grêmio, no início do Brasileirão: a fragilidade defensiva revelada pelas eliminações na Copa do Brasil e no Gauchão; e a presença de apenas um articulador no grupo – Roger. Houve um sucesso imediato, a estratégia surpreendeu adversários e o Grêmio alcançou a liderança. Mesmo com sérios problemas no meio-campo.

Isso porque Roger, um centralizador de jogadas, foi embora. Era ele quem “segurava a bola” no Grêmio. Veio Tcheco, um meia que distribui o jogo, mas que necessita de alguém por perto – foi assim com Diego Souza em 2007. Mas no 3-5-2, quem seria este parceiro? Ninguém. E desde o momento que os adversários perceberam que o ponto fraco do Grêmio é a carência numérica no meio-campo, o tricolor perdeu posse de bola, e pontos na tabela.

Hoje Celso Roth tentou consertar o problema, mas não conseguiu se livrar da obsessão pelo 3-5-2. No primeiro tempo, o técnico do Grêmio segurou o meia Douglas Costa como um ala, marcando o lateral-direito do Sport Recife; Thiego, que na teoria jogaria como lateral em um 4-4-2 que não existiu, na verdade foi terceiro zagueiro, marcando Carlinhos Bala; e o meio-campo do tricolor seguiu órfão e esvaziado, sendo totalmente dominado pelo Sport Recife. O Grêmio foi confuso, sem ser um 3-5-2 legítimo, mas também faltando algo para se tornar 4-4-2.

O zagueiro Pereira definiu bem na saída para o intervalo: sempre que se perde o meio-campo, se perde a posse de bola”.

No 2º tempo, Celso Roth – ainda mantendo a obsessão pelos três zagueiros – tentou consertar a perda do meio-campo com uma simples troca: passou Rafael Carioca para a ala-esquerda, segurou mais Tcheco e centralizou Douglas Costa. Pronto. Embora improvisando Rafael Carioca na ala só para não desfazer o 3-5-2, a partir daí o tricolor conseguiu enfim emparelhar a disputa no setor. Douglas Costa, centralizado e próximo dos atacantes, passou a participar de todas as jogadas após um primeiro tempo completamente abandonado na ala-esquerda.

Douglas Costa provou a Celso Roth que o Grêmio não precisa de trocas de nomes na zaga, nas alas ou em qualquer lugar. O Grêmio tem que controlar o meio-campo, o que não tem conseguido no 3-5-2. Qualquer que seja o esquema escolhido, o tricolor não pode abdicar da posse de bola, que foi toda do Sport no 1º tempo, e voltou aos pés do Grêmio no 2º tempo.

Roth parece ter parado no tempo, lá em março. O problema do Grêmio não é mais a vulnerabilidade da defesa. É a falta de posse de bola. Com Douglas Costa centralizado, o Grêmio jogou. Que o técnico do Grêmio encontre durante esta semana de treinos uma solução tática definitiva para controlar o setor mais importante e manter a posse de bola. Acredito que para isto o caminho seja o convencional 4-4-2, sem um falso lateral – como foi Thiego, um nato terceiro zagueiro, hoje à noite contra o Sport.

Postado por Eduardo Cecconi

Comentários (43)

  • Thiago diz: 24 de outubro de 2008

    Excelente constatação. mas acho que tem outro problema. o Wiliam Magrão está errando todos os passes, tem que caprichar mais, de repente isso acontece por não ter ninguém perto na hora do passe, justamente pelo que falaste!
    Se poder me responder dizendo o que acha da minha opinião… abraços!

  • andre diz: 24 de outubro de 2008

    não acho que o gremio foi tão mal assim. não foi um partidão, mas o sport também mal chegou na área do gremio… percebo um certo “derrotismo” por parte da imprensa. o gremio não está jogando isso tudo, mas quem está???

  • Jorge Martins diz: 23 de outubro de 2008

    O que falta no meio-campo é um substituto pro Magrão, um volante fraco defensivamente, que não tem bom desarme e bom poder de marcação.
    Tem seus momentos de oportunismo e sorte, como o péssimo chute de hoje que deu certo.

  • Lucas diz: 23 de outubro de 2008

    Sou contra retranca, mas o Grêmio podia fazer um 4-5-1, com Mattioni Rever Pereira Helder(na falta de outro) Magrão Carioca Tcheco Douglas Souza Morales

    Ou 3-6-1 com Rever Leo(Thiego) Pereira Mattioni Carioca Magrão Souza Tcheco Douglas Morales

    Assim jogaria com o Douglas e o Souza bem abertos e encostando no Morales. Eles são bons e dariam conta do recado…

  • Alexandre Ehlers diz: 24 de outubro de 2008

    Concordo que nosso problema atual seja controlar o meio-campo, mas o Gremio só assumiu a ponta e permaneceu lá por 13 radadas seguidas APÓS A SAÍDA DE ROGER e usando o 3-5-2.

  • Diego diz: 24 de outubro de 2008

    Eduardo,
    Concordo plenamente com todas as suas colocações. Comecei escrevendo sobre quanto o 4-4-2 não seria uma modificação tão radical quanto alguns comentaristas falam. Mas daí me caiu uma ficha. O 4-4-2 exige que se tenha um volante com carac. forte de marcação para cobrir as laterais e proteger a defesa. Amaral e Adilson são incongitas pois não são aproveitados. Magrão já mostrou que não produz muito quando fixo. Talvez Réver, mas tirar ele da zaga não seria bom. Resta ter fé no 3-5-2…

  • Eduardo Cecconi diz: 24 de outubro de 2008

    Olá Felipe, Willian Toledo e Walter Oliveira, tudo bem? Escrevo este recado citando os três porque vocês comentaram no blog com críticas semelhantes. Eu respeito a posição de vocês, mas discordo. O blog Prancheta é só um fórum de debates para que jornalistas e torcedores possam discutir hipóteses e alternativas. Não se pretende com isso ser o dono da verdade nem tomar o lugar do Roth. Pelo contrário. Se todos os técnicos do Mundo estivessem sempre certos só pelo fato de serem eles os treinadores nos privaria de qualquer debate sobre futebol – porque os treinadores seriam inquestionáveis. Por isso, acho que aqui no Prancheta existe esse espaço para que todos nós conversemos sobre sistemas táticos, independentemente do cargo que ocupamos dentro ou fora dos clubes. Grande abraço!

  • Antonio Carlos Bueno e Souza diz: 24 de outubro de 2008

    O Problema do Gremio é que diminuiu a qualidade tecnica de alguns jogadores seja por lezão ou outra coisa. Além disso não temos Alas ou laterais com qualidade eles não sabem compor com o meio e o ataque isto esta muito claro. os dois volantes jogam um atras do outro sempre juntos na mesma bola. A zaga tem falhado muito tanto em bolas altas como no chão é só ver os gols. O ataque não se encontra e muda a cada jogo.O Técnico é muito lento na leitura do jogo. Jogo fora tem que ser mais defensivo.

  • carlito diz: 24 de outubro de 2008

    minha opinião, .o esquema pode ser o que for..mas, sempre comentei que o time que tem o dominio do meio campo, domina e ganha….tomara que o roth, assimile isso, pois depois do inicio do 2o turno…o time se perdeu em campo, não tem mais nada de alternativas..e tem mais..o gol do Reinaldo, foi ocasional..pois o Magrão, quis chutar no gol..saiu errado, e a bola bateu no Reinaldo,ou seja, nada de jogada ensaiada, foi ao acaso mesmo, por favor, acorda depto. tecnico..precisamos ganhar,DA-LE GREMIO

  • Sandro diz: 24 de outubro de 2008

    Só quero lembrar que com o roger no time o grêmio ainda não era líder pq o flamengo tinha uma campanha de 80%!concordo inteiramente com este blog. è só olhar as rodadas e verâo q não foi o tcheco que melhorou o grêmio, pois já tinhamos este percentual.

  • william toledo diz: 24 de outubro de 2008

    Amigo Blogueiro Postador, por que o senhor não sai da RBS e começa a treinar o Grêmio? Se fosse tão simples e tão fácil como no videogame todos seríamos técnicos e ganhariamos mais que estamos ganhando! Sem hipocrisia por favor, o Grêmio perdeu pontos ( como todos dizem) perdeu, rendimento (como todos dizem), perdeu força( como todos dizem), mas só não perde uma coisa: A LIDERANÇA! Por que será? Bom mesmo é o Palmeiras, o São Paulo o Inter, pena que elas não nos passam nunca! Grêmio Campeão!

  • Daniel diz: 24 de outubro de 2008

    Faltou lembrar que a melhor sequencia do gremio foi após a saída do roger e portanto já com o tcheco no time. pq naqueles jogos o gremio ganhava o meio de campo e agora não mais??

  • Marcus Vinícius Garcia diz: 24 de outubro de 2008

    Eu só acho que colocando o Douglas de lateral-esquerdo é suicídio! E o Makelele, junto com o Reinaldo devem ser titulares nesse time nos lugares de William Magrão e Morales.

  • Walter Oliveira diz: 24 de outubro de 2008

    Eta Brasil!!! Esse é o país dos engenheiros de obras prontas mesmo !! Depois do jogo é uma barbada fazer todas as analises, depois do final do sequestro da menine Eloá, todo mundo diz que o GATE agiu errado e tal !! O fato é que pra AJUDAR mesmo ninguém aparece! Vai lá no Olímpico e oferece esse serviço de “Consultoria Técnica” pro Roth !! Eu sei que eu só acredito no meu Grêmio, jogando bem, mais ou menos, ou jogando mal mesmo, e uma coisa podem ter certeza ! Estarei lá na GERAL apoiando !!!

  • Marcelo Caberlon diz: 24 de outubro de 2008

    No domingo ultimo perdemos o jogo para a Portuguesa pelo mesmo motivo em que fomos dominados no primeiro tempo do jogo de ontem, a falta de meio campo. Celso Roth se mostra “teimoso”. Tinhamos Souza no banco, nossa zaga estava solida, por que nao jogar para frente, ao inves de ficar se segurando com um 1×0 magro. Torco pelo Gremio, mas ao mesmo tempo da uma vontade de perdermos esse campeonato, pois so com a saida desse “teimoso” poderemos almejar algo na proxima libertadores.

  • Luis Felipe Dupont da Silva diz: 24 de outubro de 2008

    Fantástica analise. Mas o Grêmio precisa mudar a forma de jogar, sob pena de não ganhar este campeonato. Pela analise do nosso plantel, a única solução seria jogar num 4-3-2-1, com a seguinte formação: Vitor, Paulo Sergio, Leo, Rever e Thiego. R. Carioca, W. Magrão e Tcheco. Douglas e Souza. Reinaldo (Morales). Os laterais teriam maior obrigação de marcação, pois os dois meias (Souza e Douglas) apoiariam mais pelos flancos. Meio campo mais numeroso e equilibardo. Esta seria minha solução.

  • GAÚCHO GREMISTA diz: 24 de outubro de 2008

    Alto lá! O Sport é campeão da Copa do Brasil e ganhou do Palmeiras por 3 x 0, dentro do Palestra Itália. O Sport raras vezes ameaçou o GRÊMIO, sendo que o GRÊMIO, além de marcar o gol, perdeu várias oportunidades. Também foi prejudicado, pois ao final marcaram um impedimento inexistente. Estão dizendo que o GRÊMIO desmoronou, que valeu apenas o resultado. Ledo engano! Quero que jogue sempre assim, quero ver quem vai ter cacife para tirar do GRÊMIO o título nacional.

  • Mac diz: 24 de outubro de 2008

    CERTO !!!
    O meio de campo do Gremio tem que ser uma
    sanfona – sim,ajuda muito a defesa,por isto a defesa do Gremio é boa,mas o ataque…
    = é muito solitário o meio de campo tem que decer junto,calmamente,sem perder a
    bola,passe curto não tem erro…ai vai
    render muito,muito mais,é só tentar.
    Sem pretenções, que tal…= D.Costa,Souza,Tcheco…!
    Boa sorte !!!
    Machado

  • José Ronaldo Nogueira Fonseca diz: 24 de outubro de 2008

    Roth escale o Grêmio assim Matione, Lèo(tiego),Pereira,Rever,Rafael,Magrão,Tcheco, Sousa,Douglas,Reinaldo.Obs:Sousa Jogando pelo lado direito compondo com Felipe Matione,Tcheco pelo lado esquerdo fasendo ala e articulando pelo centro com cobertura do Rever ou de um dos volante com Douglas como 2ºatacante mais solto com liberdade de movimentação, e ai com sertesa o time fica equilibrado

  • Francisco diz: 24 de outubro de 2008

    Parabéns; perfeita. Seria bom os diretores do Grêmio ler e entender. É preferivel um (1) atacante com dominio do meio a ter um buraco entre o meio e ataque. Perder o talento e a criatividade de Douglas nos passes e jogadas em marcação é crime. O prazo de Roth ja venceu a muito tempo.

  • GERSON FONTOURA diz: 24 de outubro de 2008

    O PROBLEMA É POSSE DE BOLA NO MEIO CAMPO.MAS O SOUZA O MELHOR MEIA DO TIME FICA NO BANCO ATÉ OS 37 MIN DO 2º TEMPO.QUANDO ENTRA O BURROTH TIRA O DOUGLAS COSTA E TROCA 6 POR MEIA DÚZIA.O PRBLEMA É QUE O ROTH TEM CONVICÇÕES ERRADAS DE FUTEBOL.E ISTO NÃO TEM CONCERTO.ELE NÃO TEM É “TALENTO COMO TÉCNICO”.É COMO QUERER TRANSFORMAR O NUNES NO FALCÃO.ELE ACHA QUE PRA MARCAR TEM QUE QUEBRAR A BOLA E NÃO ABRE MÃO DE 3 VOLANTES.QUANDO O SEGREDO É ACUMULAR TALENTO NO MEIO.É BURRO ESTE BURROTH!!

  • Leandro Scheid diz: 25 de outubro de 2008

    P A R A B E N S! Análise corretíssima!
    Sem reparos.A verdade é que Roth não tem convicção,tem “engessamento” de idéias e quando resolve “criar” arma “Franksteins” como contra o Ju, e quinta passada.
    Com Tcheco, Douglas e Souza tem que ser macho:escolher dois para jogar no Verdadeiro 4-4-2, e talvez no segundo tempo, se estiver empatando ou ganhando, adiantar Douglas para acomodar os três.Nesta situação:segundo tempo com placar favorável.Se entrar com um avante nem assisto pq já sei o placar

  • Marcelo Dorneles diz: 25 de outubro de 2008

    Se o Grêmio,jogar “o futebol”, ganha esse campeonato, independente de esquema tático ou nome de jogadores. É só prestar atenção que o Grêmio não toca a bola, procurando o erro da adversário e quando o faz, erra muitos passes. As jogadas são sempre aceleradas sem necessidade. Qualquer um sabe,princípio básico do futebol: a posse de bola é essencial. Não precisa pegar a bola e balão para frente. Não é hora de inventar. GRÊMIO JOGA SIMPLES E GANHA ESSE CANECO.

  • Adilson diz: 24 de outubro de 2008

    No mineirao o Gremio tem ir no 4 x 5 x 1 , com o Douglas como meia atacante vindo de traz, jogando esperando o Cruzeiro e saindo em velocidade com 2 ou 3 jogadores…compoe o meio com William Rafael Theco Souza e o Douglas como meia atacante, ora no ataque ora recuando…e na frente o Morales pra segurar 2 zagueiros do Cruzeiro…assim nao perdemos o meio e jogamos compactados num campo grande….e por outro lado o meio vai ficar muito tecnico pois todos sabem sair com a bola no chao…

  • Wagner diz: 24 de outubro de 2008

    Cecconi…para de dar palpite furado, o Grêmio só é líder porque jogou no 352…todos os técnicos inteligentes usam 352…o bi-campeão São Paulo, com Burricy, até o Luxa mudou para 352, este esquema moderno e inquestionavelmente o melhor inventado até hoje…só o burro do Mano que nunca usa..outro burrão, o Tite, sempre usou e agora não usa mais, por isto o Inter está lá atrás…se é uma coisa que o Grêmio tem de bom é o esquema, levou 2 chocolates nos GRENAIS do brasileiro, mas ñ quer dizer…

  • Lucas diz: 23 de outubro de 2008

    Bá. Tu só pode ter acompanhado outro campeonato.
    Só com o 3-5-2 e com a entrada de TCHECO que o time deslanchou e chegou na liderança. Pô o 3-5-2 deu muito certo e sem o Roger.
    O problema é que o Grêmio é um time limitado, infelizmente, com carência nas alas (mesmo jogando com o Mattioni).
    Só que agora temos dois articuladores de extrema qualidade.

  • PEDRO GAUCHO diz: 24 de outubro de 2008

    TEM QUE TIRAR AQUELA PEREBA DO PEREA E ADIANTAR O DOUGLAS PARA O ATAQUE, JUNTO COM O REINALDO. COLOCA O SOUZA E DEIXA O MAKELELE DE PLANTÃO. O PRIMEIRO QUE MOSTRAR QUE NÃO NO DIA, ENTRA ELE.
    SIMPLES COMO TIRAR UM DOCE DO ROTH.

  • Rafael diz: 24 de outubro de 2008

    Meu caro Eduardo, concordo que o problema é o meio e discordo que temos q voltar ao 4-4-2. Creio que um 3-5-2 sem Douglas costa é a melhor opção. Dois volantes (carioca e magrao) souza pela direita, makelele pela esquerda e tcheco armando. Dessa forma o souza cai pelo meio e pelas pontas e aumenta a criatividade do meio. Outra possibilidade é fazer como em 2005 e por apenas um atacante.

  • Eduardo Cecconi diz: 25 de outubro de 2008

    Olá Diego, tudo bem? Obrigado pelo recado, mas preciso dizer sinceramente que tu não compreendeu o post. Eu não disse que o melhor momento do Grêmio foi com o Roger, mas sim que o Roth adotou o 3-5-2 porque só tinha um articulador no grupo, e não poderia fazer um 4-4-2 pela falta de material humano. É indiscutível que o melhor momento do tricolor no campeonato foi a partir da entrada de Tcheco no 3-5-2 que foi escolhido quando o Tcheco não estava disponível. Eu disse ainda que o Grêmio caiu de produção quando os adversários descobriram as virtudes do 3-5-2, muito depois da chegada do Tcheco. Portanto, não há nada tendencioso. E mais: estamos ambos concordando. Abração!

  • Fábio Viana diz: 24 de outubro de 2008

    Não concordo que o Tcheco tenha q ter alguem pra jogar com ele, e se fosse o caso o wilian magrão faz muito bem essa passagem de trás pra tabelar com ele, visto o gol de ontem em que foi ele quem chutou a bola, quase dentro da área.
    Na realidade o douglas costa não deve ser o titular agora na reta final do campeonato, tendo o celso q alterar todo o esquema tático e sistema de jogo depois de os jogadores terem assimilado muito bem a maneira de o grêmio jogar no 3-5-2.

  • fabio viana diz: 24 de outubro de 2008

    o celso roth tem q se dar conta q o esquema armado onte não funcionou e voltar ao pragmatico 3-5-2 q o gremio vinha jogando, e ano q vem ele q monte o time em função do douglas costa.
    e dae meus amigos é o tri da américa.

  • Roger diz: 24 de outubro de 2008

    Melhor blog de futebol.

  • mateus m r diz: 24 de outubro de 2008

    Na minha opinião com o elenco que o Grêmio tem e a fase que estão passando cada um dos jogadores, deveríamos jogar num 4-3-1-2, com: Victor, Felipe, Léo, Rèver e Thiego, Carioca, Magrão e Tcheco, Souza, Douglas e Reinaldo. Souza fazendo uma espécie de `número 1` do Zagallo. Teríamos qualidade técnica, marcação e um bom número de jogadores no meio campo que bem treinados poderiam ter uma boa chegada na frente junto com Tcheco, Magrão e o Felipe.

  • Carlos diz: 25 de outubro de 2008

    4-4-2, com o Makelele de primeiro volante, como ele jogava no Palmeiras e o Pico na lateral esquerda pois o Helder é ridiculo e o Thiego nao é lateral. Ou entao, da pra jogar no 4-5-1 com Morales na frente 3 meias ofensivos, assim como fazia o Mano Meneses nos tempos de Tcheco, Hugo e Leo Lima (Ramon).

  • claudio diz: 24 de outubro de 2008

    Concordo com sua observação, acho que o Roth deveria tirar o Thiego e o Perea, colocando o Helder e o Souza, com o Douglas solto encostando no Reinaldo.

  • ale diz: 24 de outubro de 2008

    Que meio campo?????????
    O time é uma palhaçada! Está onde está porque a sorte está lá também. Esperem que daqui a pouco já vão pegar um time grande e vão levar um chega pra lá, tomara!!
    Fica Celso Roth! Ainda vai ter muito chocolate para voce, mais ou menos uns 4.
    Meio campo que cai,cai, e que ganha de lambuja, alguns jogos, que meio campo, fabuloso!!
    Celso Roth, atrapalhado? Que nada ele é e sempre vai ser assim, se achando!!

  • André Fabrin diz: 24 de outubro de 2008

    O quadro montando o esquema do segundo tempo está quase correto, temos apenas que deixar o souza na esquerda no lugar do carioca e no lugar do perea o richard morales.. dai estaremos com o que temos de melhor..

  • Diego diz: 25 de outubro de 2008

    Sinceramente, a análise é tendenciosa e distorce os fatos pra que sua teoria encaixe. O melhor momento do Grêmio no Brasileiro NÃO foi o time com Roger, mas sim quando Tcheco entrou no meio de campo (11a rodada).

  • ROGERIO GOMES diz: 27 de outubro de 2008

    concordo que as opinioes aqui dispostas sao p/ ajudarem o nosso gremio,tntas q respeito tods,claro que o roth ñ le nenhuma delas,ms se começar a escuta-las,acho que conseguiria,fazer c/ q o gremio jogasse d 1 forma no 1t outra disposiçao no2tpo e ssim qdo,preciso fosse,mas so concordo com um verdade absoluta,ñ se pode perder o meio campo.

  • Vitor Hausen diz: 24 de outubro de 2008

    O problema do Grêmio no momento é não ter um lateral esquerdo convincente. Acredito que o Roth deve bolar um sistema mais europeu, fixando um marcador na esquerda e jogando em linha de 4 atrás. Carioca fixo na frente da zaga, Magrão de segundo homem cobrindo o avanço do mationi e ajudando o tcheco no meio, Douglas fazendo meia esquerda e atacando na ponta pra cruzar, tcheco armando no meio, e Souza OU Soares na meia/ponta direita (dependendo da situação do jogo). e Morales OU Reinaldo enfiado.

  • Felipe diz: 24 de outubro de 2008

    se tu sabes tanto assim de futebol e entende tudo de tática, pq nao vira técnico de futebol? certamente ele teve um motivo pra deixar o time assim…eles treinam toda a semana pra isso, nao eh de uma hora pra outra q isso eh decidido..eles sao profissionais…
    “Roth parece ter parado no tempo, lá em março. O problema do Grêmio não é mais a vulnerabilidade da defesa. É a falta de posse de bola” ..se tu sabe mais q ele, pq ele eh tecnico do gremio e tu escreve em um blog no clicrbs?

  • felipe gonçalves diz: 23 de outubro de 2008

    tomara q o celso roth leia essa coluna, o narrador dessa matéria interpretou bem o jogo, e achou o que está “capenga” no time do grêmio… 4-4-2 quando jogar em casa e 3-5-2 quando jogar fora de casa, é a receita pra o TRI… DALE GRÊMIO…

  • Leandro diz: 24 de outubro de 2008

    Concordo em parte, acho que o esquema é 3-6-1, porque o Grêmio não tem um bom atacante (perea e soares são improdutivos, deixa-se um centroavante (reinaldo) e reforça-se o meio campo com souza ou makelele (pessoa esquecida por roth e que ano passado fez um bom campeonato e vanderlei já falou que o quer para o ano que vem)

Envie seu Comentário