Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 5 dezembro 2008

O que esperar dos jovens do Galo

05 de dezembro de 2008 0

Tudo indica que o Galo deve jogar desta maneira, a não ser que o técnico Marcelo Oliveira prepare surpresas...

Na crônica esportiva brasileira, é quase consenso que o Atlético-MG é um “time para 2009”. Foi mal neste Brasileirão, perdeu o Campeonato Mineiro, mas conseguiu revelar um número grande de talentos que, forjados na luta contra as últimas colocações, devem formar uma equipe forte e competitiva na próxima temporada.

O Grêmio enfrentará no domingo, lutando pelo título do Brasileirão, um adversário com média de 24 anos entre os titulares (fiz o cálculo com base nos dados do site oficial do Atlético-MG sobre cada atleta que integra a provável escalação). Os mais velhos são o lateral César Prates (33) e o volante Nen (30). O zagueiro Vinicius (31 anos), foi relacionado mas é dúvida, e talvez não jogue. Outros veteranos importantes – Petkovic e Marques – sequer viajam a Porto Alegre.

Isso quer dizer que o tricolor precisa vencer uma equipe jovem. Há, para o Grêmio, óbvios fatores positivos e negativos neste contexto. Formado por garotos, na teoria o Galo não tem a experiência necessária para encarar uma partida decisiva, com estádio lotado, e anfitrião precisando vencer.

Mas essa inexperiência é compensada por virtudes da juventude, como o vigor, a dedicação, a aplicação tática, a movimentação e a ousadia de quem não tem nada a perder. É difícil fazer um prognóstico de qual fator terá maior peso no confronto de domingo – a inexperiência ou a energia. O Grêmio precisa estar preparado para explorar a teórica deficiência e conter a euforia juvenil.

Taticamente, o técnico Marcelo Oliveira prepara um Atlético-MG fechado. O Galo deve enfrentar o Grêmio com três volantes – um deles é Elton, ex-tricolor – um meia ofensivo e dois atacantes. Existe a possibilidade de o articulador Tchô entrar no ataque, alterando o sistema tático do 4-4-2 para o 4-5-1. Nesta segunda hipótese, o meia Renan Oliveira seria adiantado.

Em qualquer dos sistemas táticos – 4-4-2 com três volantes ou 4-5-1 – “o cara” do Atlético-MG é o Renan Oliveira. Ele é um meia-atacante rápido, joga próximo da área (às costas de volantes) e com muita qualidade na conclusão. Apesar de completar apenas 19 anos no final de dezembro, Renan Oliveira é o melhor jogador do Atlético-MG, e deve ser o responsável pelos contra-ataques do Galo.

Não gosto de marcação individual, e neste Brasileirão o Grêmio foi muito mal quando adotou este sistema (é só lembrar o que aconteceu contra o Cruzeiro no Mineirão). Mas Renan Oliveira precisa ser vigiado, e pressionado por setor quando dominar a bola. Outro aspecto interessante de cogitar é o apoio dos laterais do Atlético-MG, facilitado pelo bloqueio dos três volantes.

César Prates, pela esquerda, é destro, e deve explorar as diagonais para bater a gol. Sheslon, 21 anos, é uma das revelações da equipe. Entre os volantes, Márcio Araújo é o mais qualificado com a bola. Ainda assim, pelas evidências parece lógico que o Atlético-MG vai se posicionar defensivamente, pensando primeiro em segurar o Grêmio, e depois contra-atacando em velocidade.

Postado por Eduardo Cecconi

Qual setor o Inter precisa reforçar para 2009?

05 de dezembro de 2008 18

O Inter ainda comemora o merecido título da Sul-Americana. Mas a conquista do Brasileirão em 2009, 30 anos depois do invicto campeonato de 1979, deve ser a meta colorada para o centenário. Ainda está indefinido se algum dos heróis da conquista da última quarta-feira deixará o Beira-Rio, mas algumas carências do grupo precisam ser preenchidas para o próximo ano.

O técnico Tite terminou 2008 com Bolívar improvisado na lateral-direita. Nilmar ainda não possui um reserva qualificado para substituí-lo. E o goleiro Lauro, apesar de ter feito boas partidas na competição da Conmebol, ainda precisa de mais tempo para provar que merece a confiança da torcida do Inter.

E para você, internauta? Para qual posição o Inter precisa de reforços?

Postado por Márcio Gomes