Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Empate do Grêmio passa pelo ataque

26 de fevereiro de 2009 26

Alex Mineiro pecou nas conclusões contra o Universidad/Valdir Friolin

Finalizado o Brasileirão 2008, o diagnóstico da diretoria e da comissão técnica do Grêmio para a perda do título na reta final do campeonato foi claro: faltou ataque. Diante disso, Marcel, Perea e Morales foram deixados de lado, e o foco das contratações para 2009 foi o setor ofensivo: Alex Mineiro, Herrera, Maxi López e o repatriamento de Jonas.

Mas nos dois primeiros grandes desafios da temporada, o Gre-Nal e a estreia na Libertadores, o Tricolor sucumbiu exatamente pela má pontaria. Mesmo com o bom futebol apresentado nas duas partidas, o time de Celso Roth tem grandes dificuldades em transformar o domínio em vantagem no placar.

Alex Mineiro prova a cada jogo que não tem a explosão necessária para acompanhar o ritmo do resto da equipe. Elogiado pela função de pivô, o camisa 9 gremista não consegue abrir espaço para os atacantes e ir para dentro da área concluir. Exatamente o papel que Welligton Paulista fez no jogo do Cruzeiro contra o Estudiantes no Mineirão. 

Ontem, como os espaços na entrada da grande área do Universidad eram pequenos e pressão do Grêmio era forte, Alex Mineiro até concluiu mais a gol do que em outras partidas. Mas pecou pela ineficiência. No primeiro tempo, perdeu no corpo para o zagueiro adversário. No segundo, após um corta-luz de Tcheco, driblou o goleiro, mas concluiu mal.

Jonas se movimentou bastante, mas esteve abaixo de atuações anteriores. Participou pouco das triangulações ofensivas, e concluiu menos ainda ao gol de Miguel Pinto. Reinaldo entrou no final e acrescentou quase nada.

É animador que a produção gremista e o desempenho da equipe neste começo de ano estejam constantes. Porém, a inoperância ofensiva continua assustadora. Herrera e Maxi López ainda não estão em condições ideais de atuar, e por aí pode passar a solução dos problemas diagnosticados há quase meio ano. O empate com o Universidad forçará o Grêmio a sair para o jogo na Colômbia e na Bolívia, já que a vitória em ao menos um destes jogos é essencial para não tornar o segundo turno desta primeira fase da Libertadores um filme de terror. Mas, fora de casa, as oportunidades de gol não serão tão numerosas.

Celso Roth terá que optar: manter o esquema com um jogador de referência (Alex Mineiro ou Maxi Lopéz) para prender um pouco o adversário, e continuar as opções com o pivô para abrir o jogo com os meias e alas, ou jogar com dois jogadores de maior velocidade e movimentação (Herrera e Jonas) para investir em jogadas rápidas e no contra-ataque. É uma decisão complicada. Façam as suas escolhas…

Postado por Márcio Gomes

Comentários (26)

  • antonio neto diz: 26 de fevereiro de 2009

    sempre gostei do alex mineiro, mas ainda tá devendo no Grêmio. herrera e maxi lopes precisam ficar em condições logo, ou o time fica sem fazer gols como ontem. mas no geral, gostei do time do Grêmio, vai bem na Libertadores com esse time.

  • Baldur diz: 26 de fevereiro de 2009

    Centroavante que só faz gols de penalti deve ser visto com muita desconfiança,quem levava o Alex Mineiro nas costas era o Kleber,ele tá mais pra Tuta do que pra Keirrison(melhor atacante do BR).Assim como quem levava o W.Magrão nas costas era o R.Carioca.Com o Adílson temos substituto e o time vai melhorar.Mas esse ataque não dá,que os gringos entrem logo em forma…ALEX MINEIRO É EX-JOGADOR E O PIOR É QUE VAI JOGAR TODAS,NÃO SAI DO TIME NEM POR DECRETO.Grande b… o pivô,quero gols…

  • olivander moraes diz: 26 de fevereiro de 2009

    Nosso treinador é retranqueiro e medroso.
    Jogar em casa com este esquema é irritante, o Adilson não viu a cor da bola.
    O Jonas é fraco para jogar a libertadores.Que falta faz um legitimo meia esquerda no lado do souza e tcheco.

    Nosso treinador tem que levar um senhor puxão de orelhas do nosso presidente.
    Temos que ganhar sempre em casa.

  • eder diz: 26 de fevereiro de 2009

    Vimos realmente o mesmo jogo Márcio, o Jonas sucumbiu em parte e acho q o problema não é o Jonas em si, mas a categoria de seus marcadores que na Libertadores é maior que no Gauchão e o Alex Mineiro apesar da inteligência falta-lhe realmente a capacidade do enfrentamento individual com os defensores. No início achei demasiada a contratação do Maxi Lopes, mas para a libertadores acho q o castelhano vai se encaixar bem. Parabéns a todos q se envolveram na contratação do cara, continuamos peleando.

  • beto diz: 26 de fevereiro de 2009

    Acho interessante que nao se fala na idade de Alex Mineiro, 34 anos (completara agora em Marco). Acho que ta passado e eh banco. O Gremio vai jogar com Herrera e Maxi no ataque com Alex e Perea no banco, Jonas e Reinaldo nao da pra usar nem na reserva pois sao fracos tecnica e fisicamente (O alex tambem eh fraco fisicamente mas tem mais tecnica). Jogar com 3 zagueiros durante 75 minutos contra aqueles podres foi brabo tambem.

  • borracho diz: 26 de fevereiro de 2009

    Tcheco e Adilson jogaram muito! Alex Mineiro realmente eh um bom pivo mas um atacante poder ter tantas outras qualidades q ele nao tem demonstrado.. Ele perde no corpo pros zagueiros, eh lento(eh o mais velho do grupo), e varias vezes(em outros jogos) quando cruzam o bola pra area parece q nao tem ninguem ali pra cabecear.. Talvez ele se de bem com o Maxi Lopez ou Herrera, mas mesmo assim tera q melhorar bastante suas finalizaçoes(se bem q ele so joga de costas pro gol mesmo..)

  • zéio diz: 26 de fevereiro de 2009

    agora ,se tivesse entrado os gols hoje falariam maravilhas e que todos prestavam,gostei do time,estamos no caminho certo,ah bom mesmo deve ser o rondonópolis né morangos

  • Sandra diz: 26 de fevereiro de 2009

    Foi cruel assistir ao jogo de ontem aqui na Argentina, porque tive que concordar com os comentários deles em relaçao ao Universidad: soube se defender…Ainda ironizavam será que vao chamar Jardel, Paulo Nunes, Renato….
    Um ataque assim ninguém merece!!!!!

  • Rafael diz: 26 de fevereiro de 2009

    Maxi Lopez e Herrera juntos! Alma castelhana neles!!!

  • Henrique Machado diz: 26 de fevereiro de 2009

    Penso que a afobação e a ansiedade da estréia acabaram por fazer com que o Grêmio perdesse tantos gols. A produção do time está boa, faltando apenas aprimorar a conclusão. Os chilenos vieram pra empatar e conseguiram. Acredito que ainda falte um matador; Alex Mineiro apesar das boas atuações não vem conseguindo desempenhar este papel

  • fontoura jr diz: 26 de fevereiro de 2009

    faltou ataque…, faltou isto, aquilo… lorota, o Grêmio só tem um boleiro (não treme) e jogam muito, Zouza, o resto é timinho, e ganhando td o que ganham, olha a maneira de tocar a bola, triangular, segurar na hora certa, e vai me dizer que o Grêmio é melhor que o UCC, se o Zouza tá na outra equipe, bá-baus… se foram penaltís, td bem a não marcação, no 1o. tempo os tricolores já deveriam ter um expulso, tudo biem!!!

  • darcy machado diz: 26 de fevereiro de 2009

    é so botar os jogadores de meio campo, alas e zagueiros a treinar pontaria…..sao eles que mais chutam a gol!!!

  • Ricardo Azambuja diz: 26 de fevereiro de 2009

    Parabéns pelo comentário. O mais lúcido que eu li e ouvi sobre a partida de ontem.

  • Ana Cláudia Paim diz: 27 de fevereiro de 2009

    Olá Márcio, tudo bem? Sou leitora assídua deste blog e continuo na tese de que a solução para o Grêmio está aqui dentro mesmo. Ontem com a belíssima atuação do Adílson, fiquei ainda mais convencida. Que te parece este time, com o MELHOR homem para a 1.ª função. Victor; Ruy, Léo, Rafael Marques, Fábio Santos; Réver, Adílso, Tcheco, Soouza, Alex Mineiro (Maxi), Herrera (Jonas). Que achou Márcio??

     

    Oi, Ana Cláudia. É uma boa formação sim. Eu não gostava muito do Adilson, mas as duas últimas atuações dele mudaram a minha opinião. Só que ele precisa melhorar mais o passe em profundidade, a chegada na frente e o chute de longa distância. No ataque, ainda quero ver os argentinos em campo para ver qual  será a melhor opção. Até agora, a dupla Alex Mineiro e Jonas me parece insuficiente para as ambições do Grêmio em 2009. Abraços.

  • Gustavo diz: 26 de fevereiro de 2009

    Alex Mineiro = Tuta 2, O Retorno!

  • Fernando de Oliveira diz: 26 de fevereiro de 2009

    Fico com Herrera e Jonas no ataque

  • cesar diz: 26 de fevereiro de 2009

    É MUITA BOBAGEM.VAMOS FALAR A VERDADE VERDADEIRA!!!!!O TIMECO DO GREMIO TEVE SUPERIORIDADE TERRITORIAL NO GRENAL PQ O INTER FEZ GOL MUITO CEDO(E AÍ CRITICO O 2ºBURRO -TITE- O1º É O ROTI)E ESPEROU,DEU CAMPO AO GREMIO,SE FOSSE PRA CIMA ERA MAIS 4!!!E ONTEM OS CHILENOS VIERAM SE DEFENDER E DERAM TODO O CAMPO P O TIMECO! ESTÁ ERRADA MINHA AFIRMATIVA??OU FOI O TIMECO Q “EMPURROU” INTER E UCAT???TEM Q FALAR A VERDADE,SR JORNALISTA!!!!

    Olá, César, tudo bem? O Universidad veio para se defender sim. Só que, apesar da retranca, o Grêmio conseguiu criar mais de 10 oportunidades de gol. Em 2007, contra o Cucuta, por exemplo, a retranca foi semelhante e a atuação gremista foi pior. Nos dois Gre-Nais do Brasileirão 2008 o Inter também fez gol cedo, mas reação do Grêmio não foi tão forte como a do jogo de Erechim. Não estou mentindo, Sr.Internauta. É apenas a minha opinião. O espaço aqui está aberto a ideias divergentes.

     

     

     

  • lu diz: 26 de fevereiro de 2009

    Tira o ROTH!!!!!!!!

  • borracho diz: 26 de fevereiro de 2009

    Enfim, nao gosto muito do estilo do Alex Mineiro.. acho q Herrera e Roberson fariam uma boa dupla de ataque tambem, e nao gosto do Jadilson, muita balaca e pouca objetividade. Ontem nao deu pra ver pq “la U” so se defendeu, mas o time fica muito exposto com ele na ala esquerda.

  • Serlos Sercare diz: 26 de fevereiro de 2009

    Vi o jogo no campo e depois em casa. Não é bem assim, que massacre! O esquema do time está bom, mas o Grêmio precisa ajustar algumas peças tais como Alex Mineiro. Achei ele lento, sem forças e enrolado (Acho que o Herrera é mais forte e renderia melhor junto com o Jonas). Houve também excessos de jogadas mdo lado do Ruy onde às vezes se embolava com outro companheiro, ora um ora outro. O desperdício foi por causa da pressa e da ansiedade. Os jogadores queriam matar logo o jogo e isso prejudicou.

  • leandro diz: 26 de fevereiro de 2009

    Acho que o Maxi López vai contribuir bastante. Sei lá se esse rapaz é bom, mas dizem que tem muita esplosão e bom cabeceio. Diversas vezes quando o Ruy ou o Jadílson cruzavam a bola ela era facilmente interceptada pela zaga vermelha, que está longe de ser grande. E falta imposição dos atacantes do Grêmio, o Jonas não é fracote, mas é meio franzino e o Alex cai com qualquer brisa que passe.

  • Hélio diz: 26 de fevereiro de 2009

    Na verdade o que faltou foram mesmo mais chutes ao gol.
    Na libertadores o time não pode querer fazer gols de dentro da área…tem que ariscar mais de longe e de primeira.

  • Rudi diz: 27 de fevereiro de 2009

    Bá tchê, que sofrimento desgraçado!
    Análise a possibilidade de jogarmos com Maxi, Herrera e Alex M. na frente, contra times pequenos ou em casa. Será que um dia o Réver acerta uma cabeçada em gol? Ah, se tivessem contrato o Paulo Bayer, com certeza teria feito gol ontem!

  • Daniel diz: 26 de fevereiro de 2009

    Espero sinceramente q o roth tenha percebido isso. A maldição do tuta em 2007 está se repetindo, tal qual! Alex mineiro ñ tem velocidade e imposição física, essenciais pra esse tipo d competição!
    PELOAMORDEDEUS roth e diretoria, NÃO REPITAM O ERRO!

  • Luciano diz: 27 de fevereiro de 2009

    Tu não achas que um dos problemas ou defeitos do Grêmio, foi a falta de aproximação dos meias com os alas nas jogadas pelos flancos? Os alas gramistas tinham de brigar sozinho com o marcador adversário para cruzarem e dentro da área eram muitos defensores.Assim só nas bolas paradas o Grêmio conseguiu devido a altura de seus zagueiros ganhar pelo alto.Faltou a tabela dos jogadores de trás com os atacantes para infiltração na área adversária e também fazer a bola rolar para abrir espaços.concorda?

    Olá, Luciano. Concordo sim. Mas isso é um pouco o reflexo de enfrentar uma equipe compacta, que permite poucos espaços para tabelas e triangulações. E isso é uma constante na Libertadores. O Grêmio vai ter que encontrar outras alternativas. O chute de bola parada é uma delas, embora a pontaria dos jogadores não seja boa no momento. A bola aérea é outra…só que tanto Alex Mineiro quanto o Jonas não tem boa estatura. Isso pode mudar com o Maxi López.  

     

     

  • João Carlos Heckler diz: 27 de fevereiro de 2009

    Olha pessoal tricolor. Todos os comentários têm suas verdades. Porém, acho que falta um jogador de meio, meio atacante para fazer a ligação ao ataque, além de colocar o Herrera para fazer a correria. Mas, o principal é FORA ROTHHHH.

Envie seu Comentário