Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Aurora joga no 3-5-2, com variações

25 de março de 2009 8

Contra o Boyacá, Aurora jogou no 3-5-2, valorizando as jogadas pelos lados, principalmente na direita

Lembro que me assustei após assistir a todo o jogo Aurora 0 x 3 Boyacá, pela 1ª rodada da Libertadores. Fiz aqui no blog Preleção uma análise tática das duas equipes, apontando o 3-5-2 como esquema do time boliviano. E então encontrei outra análise, dizendo que o Aurora jogava no 4-4-2 com duas linhas de quatro. Pensei: será que estou maluco? Afinal, é impossível confundir 3-5-2 com 4-4-2, ainda mais em duas linhas – sistema que eu sou fã incondicional. Mas não.

Domingo, em entrevista coletiva, o técnico Celso Roth confirmou aquilo que o blog Preleção já sabia. Após o empate com a Ulbra, Roth analisou o Aurora, dizendo assim:

Conhecemos eles sim. Contra o Boyacá eles jogaram no 3-5-2, e contra o Universidad, mudaram para o 3-6-1“, comparou o técnico do Grêmio.

Portanto, a análise do Preleção é válida, e pode ser resgatada hoje. Não se sabe – pois obviamente não acompanho os treinos do time boliviano – se pode haver alguma terceira hipótese, ou mudança na escalação até pela necessidade de vitória do Aurora. Mas, em princípio, o Grêmio encontrará uma equipe no 3-5-2, com variação possível para 3-6-1.

Contra o Boyacá (não assisti ao jogo contra o Universidad) o Aurora jogou no 3-5-2, com três zagueiros (Edward Zenteno na sobra. Huayhuata pela direita e Leonforte pela esquerda); dois alas (Rodríguez na direita, Hurtado na esquerda); dois volantes (Edson Zenteno na primeira linha, fazendo as coberturas, e C.Fernandéz saindo pela esquerda); um meia (Cardozo, bem próximo dos atacantes) e dois atacantes de velocidade (Paredes e O.Fernández).

A principal estratégia do Aurora foi a jogada pelos lados, prioritariamente pela direita. Com a bola, o zagueiro Huayhuata avança, empurrando o ala Rodríguez para a linha de fundo. No mesmo setor joga o camisa 7 O.Fernández, referência da equipe. Os bolivianos apostam muito na velocidade deste jogador, e nas combinações dele com o zagueiro e o ala que apoiam em dupla pela direita. Por isso, acredito, Roth deve definir Fábio Santos, e não Jadílson, como titular – para permanecer mais posicionado, marcando o lado forte do Aurora.

Apesar da marcação adiantada, que pode assustar de início, o Aurora é um time previsível., sem criatividade. Os bolivianos não sabem o que fazer com a bola. Nenhum dos volantes, e muito menos o meia Cardozo, são articuladores. Com isso, o principal defeito do Aurora é recorrer à ligação direta. Muitas vezes a estratégia recai no balão em direção a O.Fernández, na tentativa de contar com suas arrancadas, ou de pegar a segunda bola. E o meio fica bastante despovoado em função da preferência pelos lados do campo.

Foi isso que eu vi contra o Boyacá. Celso Roth sabe muito melhor do que eu o que o Aurora tem de virtudes e defeitos. Ele deve estar preparando o contra-veneno às investidas sobre Fábio Santos, e à velocidade do atacante O.Fernández. E também, certamente, planejando alternativas com a posse de bola, para vencer o jogo – as diagonais de Ruy, em parceria com Souza e Alex Mineiro, podem trazer uma supremacia numérica do meio para a direita, por exemplo.

Esperemos o que vai acontecer no jogo…quem quiser contribuir com o debate, fique à vontade.

Postado por Eduardo Cecconi

Comentários (8)

  • borracho diz: 26 de março de 2009

    Bah, nao da pra aguentar o Burroth q deixa o Alex Mineiro (ex-jogador) no time titular e nao tem noçao da grandeza do Gremio pq tem muito medo de ganhar.. Se nao fosse aquele frango o Gremio teria aceitado um empate ou ate uma derrota por 1 gol de diferença.. como pode ele tirar um dos melhores em campo (Adilson) e deixar o time com so 1 ATACANTE E 4 ZAGUEIROS EM CAMPO!?!?!

  • DANIEL R SANTOS diz: 25 de março de 2009

    AURORA, BOYACÁ CHICÓ, UNIÃO RONDONÓPOLIS, GUARANI, BRASIL DE PELOTAS….

    ÊTA PRIMEIRO SEMESTRE DE CHATICE NO FUTEBOL……

  • Rafael diz: 25 de março de 2009

    Acho muito legal quem sabe “ler” o jogo assim como tu. Eu não consigo enxergar tudo isso não … mas o que interessa é ver o time jogar bem e principalmente sair campeão, né, heheh

  • MAURO LUIZ diz: 25 de março de 2009

    ah… Façam o favor… o AURORA NÃO JOGA É NADA… NADICA DE NADA… QUEM É O AURORA?

  • gerson diz: 25 de março de 2009

    Eduardo Ceconni, em que planeta você vive?O Celso Roth não sabe NADA!Você não assiste os jogos do Grêmio?Nosso time é uma barafunda, sem fundamento nenhum.O que ele faz nos treinos secretos dele ninguém sabe.Mas treinar o time com certeza não é.Não temos dois, um, nem uma jogada ensaiada.Nem em bola parada.Os escanteios e as jogadas são feitas ao sabor do improviso.Tudo chutão pra dentro da área.Se o Burroth analisou o time do Aurora, então com certeza perderemos.O discurso é de derrota!

  • Lembretes diz: 26 de março de 2009

    Vale lebrar que: Impedimento de Cardozo. O Assistente JORGE URREGO precipitou-se em levantar a bandeira, no momento do lançamento. O jogador está adiantado, mas a FIFA recomenda punir o atleta quando ele participa da jogada. Antes de ela chegar, Léo dá um toque deliberado de cabeça e tiraria o impedimento do atacante boliviano. 31 minutos – Lopez não estava impedido e toca para o gol. Recebe cartão amarelo. Erro do Assistente PLACIDO CHUELLO. então pode-se dizer que ganharam com as calça na mão.

  • Luis diz: 25 de março de 2009

    Concordo contigo. Mas acredito que o segundo atacante (provavelmente o Jonas) terá o objetivo de jogar mais encostado pelo lado esquerdo com o objetivo de forçar a marcação nesse lado do campo, impedindo a subida do zagueiro pela direita.

    É um jogo que o Grêmio tem tudo para se dar bem. O pouco que vi do Aurora não me deu medo. É só se aplicar taticamente e jogar com vontade.

  • João Henrique diz: 25 de março de 2009

    Tudo bem Cecconi? Se possivel gostaria que me desse uma resposta pro meu comentário no post sobre Gerrard. É como te falei é só você ver o Shots and Gols e tu verá que em apenas um local que Gerrard não fez nada apenas um chute tá um ponto amarelo, observando isso ele não entra em diagonal mas sim o ponto laranja foi dos pênaltis cobrados. Errar é normal, mas não corrigir o erro é errar duas vezes. Abs

    Resposta do Cecconi: João, tudo bem? Já falei que não tenho certeza sobre isso. Vou tentar me informar com a ESPN se chutar a bola duas vezes no mesmo local já torna o quadrado “laranja”. Independentemente disso, ele passou boa parte do jogo entrando na área dos lados pelo meio, ou vice-versa, movimento que se configura em diagonal. Abraço.

Envie seu Comentário