Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

As virtudes do Cruzeiro estão no meio-campo

19 de junho de 2009 54

O Cruzeiro, contra o São Paulo, superou as ausências de Ramires e Fabrício com belas variações de estratégia no 4-4-2

O Grêmio vai enfrentar o Cruzeiro na semifinal da Libertadores. Seria melhor se deparar com o São Paulo, com seu sistema tático esgotado, e a crise técnica de jogadores importantes. Além do belo histórico gremista contra os tricolores do Morumbi. Mas será contra o Cruzeiro, um time em boa fase, com jogadores em excelente momento, e no Mineirão – onde o Grêmio costuma se complicar. Então, vamos ao debate sobre o Cruzeiro.

No 4-4-2, a virtude do Cruzeiro está no meio-campo. Conforme o adversário, ou até dentro de uma mesma partida, a equipe mineira apresenta variações táticas significativas no desenho de meio-campo, e na movimentação de seus volantes e articuladores. A base do Cruzeiro é um quadrado, com dois volantes e dois meias. Mas a estratégia do técnico Adilson Batista permite inversões, trocas, e novas formações geométricas.

Ontem, contra o São Paulo, o Cruzeiro teve Elicarlos como primeiro volante, mais à direita; Marquinhos Paraná de segundo volante, mais à esquerda; Henrique como apoiador, abrindo para a direita; e Wágner na articulação, da esquerda para o meio. O desenho se assemelhava a um quadrado. Mas a saída constante de Marquinhos Paraná pela esquerda, empurrando Wágner para o meio, e simultânea ao apoio de Henrique, transformava o meio cruzeirense em losango.

Este será o dilema do Grêmio contra o Cruzeiro: não se sabe o que Adilson Batista vai aprontar. Ele aperfeiçoou sua característica de “professor Pardal”, como era chamado – o técnico que muda o time a toda hora, de acordo com o adversário. Agora, ele sustenta uma base tática sólida, e faz pequenas variações de estratégia. Não há como prever a formação, o desenho, ou a movimentação dos jogadores deste setor.

Na teoria, o Cruzeiro não terá Fabrício nos dois jogos. E Ramires retorna em Porto Alegre. Tudo indica que no Mineirão se mantenha a mesma escalação de ontem. Marquinhos Paraná entraria em choque com Tcheco, e Henrique com Souza. Elicarlos sobra, e Wágner tenta se desvencilhar dos volantes gremistas. Nesta situação de encaixe dos meias tricolores, a passagem de Adilson será fundamental para o Grêmio.

No jogo de volta, com Ramires,o quadrado se consolida melhor. Ele e Wágner formam a segunda linha, com pés invertidos, e na primeira linha ficam M.Paraná e Henrique. Se Fabrício se recuperar, ele entraria no lugar de Henrique. Nas duas situações, sobra Elicarlos. Notem que são muitas opções de nomes, que possibilitam ao treinador uma paleta diversa de alternativas táticas no setor mais importante. O meio-campo é a grande virtude do Cruzeiro.

O time conta ainda com boas opções de laterais apoiadores nos dois lados – Jancarlos e Jonathan na direita, Sorín, Gérson Magrão e Athirson na esquerda. O ataque tem um contraste, entre o excelente Kleber, e o injustificável Welington Paulista. A zaga é apontada como a carência, pela lentidão dos jogadores e pelos seguidos desfalques por lesão. Mas eu ainda não os vi falhar a ponto de concordar plenamente com esta tese.

O Cruzeiro é um grande time, isto é um fato. A virtude está no meio-campo – outra constatação importante. O apoio pelos lados é forte. E há um grande atacante finalizador. Como o Grêmio pode se desvencilhar destas dificuldades para superar o Cruzeiro? Está aberto o debate, que se prolongará até o início das semifinais…

Postado por Eduardo Cecconi

Comentários (54)

  • Vinicius diz: 21 de junho de 2009

    Cecconi, vc não acha que será um erro do Adilson colocar 3 volantes no 1º jogo contra o Grêmio? O Grêmio é um time que faz muito bem a marcação no meio campo desde a chegada do Autuori e principalmente depois do 4-4-2… Mesmo que o Marquinhos Paraná seja um volante de chegada será de certa forma previsível que o Wgner ficará isolado no meio das duas linhas de 4 e os 3 volantes não terão espaço pra trocar passes no meio. Sem Ramires no Mineirão pode até dar Grêmio, apesar d tudo acredito no alex

    Resposta do Cecconi: olá Vinicius. É que, a exemplo de Guinazu e Magrão no Inter, M.Paraná e Henrique são muito participativos. Talvez este vai-vem deles compense e não deixe o Wágner isolado. Os dois laterais apoiam muito também. Com isso o Adilson descentraliza o foco sobre o Wagner, dispersando a responsabilidade de armação. Abraço!

  • Gabriel Lopes diz: 20 de junho de 2009

    É o melhor time do Brasil, neste momento. O Inter só arrancou um empate deles lá pela expulsão do Kléber. É bastante favorito contra o Grêmio, até porque já demonstrou não sentir a pressão da torcida adversária.

  • Vinicius diz: 19 de junho de 2009

    E aeh Cecconi, acredito que o grêmio fará uso das duas linhas de 4 como contra o Flu. Teremos alguns dias para aprimorar nosso sistema defensivo e treinar contra-ataques 3 contra 4, um meia mais Maxi e Herrera(alex) contra dois zagueiros mais um lateral e um volante cruzeirense. Acredito que a consistência defensiva e a bola parada do Grêmio poderão fazer a diferença no primeiro jogo. O cruzeiro não é tão bom time assim e será batido com certeza! Me preocupa mais o Estudiantes… o TRI tá quase.

  • jl diz: 19 de junho de 2009

    entao ceconi como vc armaria o gremio ? acredito que o 1º jogo deveria jogar o thiego axo que solidificaria a defesa bem mais. um abraço

  • Huberti diz: 19 de junho de 2009

    Imortal Tricolor !!! Vai patrolar … vamos ganhar as duas partidas do Cruzeiro …Rumo ao Tri da Libertadores …

  • gustavo diz: 19 de junho de 2009

    ola pessoal!!
    tive ah oportunidade de assistir o jogo do gremio e cruzeiro aqui na italia…o cruzeiro ser um time com um meio campo mto forte,mas ataca mto pelos lados…sinceramente nao confio mto no nosso lateral rui,apesar de toda sua vontade e dedicaçao…eu botaria o thiego nessa lateral q fez um bom jogo contra o fluminense e o herrera no lugar do alex…confio mto no meu time e o cruzeiro vem achando q vai ser facil,vai conheçe o imortal…dalhe GREMIOOO!!!!!

  • Fausto Vanin diz: 19 de junho de 2009

    Fala Cecconi, beleza? Você não acha que, nas subidas do Souza, ele seja acompanhado pelo Elicarlos? E o que você acha da possibilidade do Grêmio povoar mais o meio campo colocando um jogador que possa chegar com qualidade, liberando o Souza para encostar mais no Maxi? Este jogador poderia ser o próprio Alex Mineiro, Orteman ou o Túlio com a Entrada do Makele mordendo junto com o Alemão. Abraço e parabéns pelo trabalho!

    Resposta do Cecconi: olá Fausto. Eu sou muito resistente ao 4-5-1 nestas circunstâncias, principalmente se para isto o time jogar com três volantes – é só ver o caso do engessamento da Itália que eu propus o debate aqui ontem. Eu preferiria ver o Herrera no lugar do Alex Mineiro, já seria um bom começo. Abraços!

  • papa hooligans diz: 19 de junho de 2009

    Ladainha sobre sistema de jogo à parte, o Grêmio já pode se considerar na final. Razão maior: o Cruzeiro do Adilson é FREGUÊS de caderno. Costuma levar goleadas jogando fora. A vitória sobre o São Paulo é um acidente no currículo do Cruzeiro. E, acidentes não costumam acontecer duas vezes em curto espaço de tempo. Aliás, se não fosse o “sistema” do Tite o Inter tinha faturado lá em Minas. Sendo assim, honrando a tradição, o Cruzeiro já tá eliminado. Quem viver verá!

  • RUMO AO TRI DA LIBERTADORES diz: 19 de junho de 2009

    SEM ESTA DE ESCOLHER ADVERSÁRIOS.O CRUZEIRO É A BOLA DA VEZ? AZAR O DELE!O GRÊMIO AINDA NÃO JOGOU CONTRA GRANDES EQUIPES ? E DAÍ? É DA TABELA!
    LIBERTADORES GANHA QUEM TEM MAIS RAÇA.E ISTO O GRÊMIO SEMPRE TEVE,E É TEMIDO POR ISTO.PERGUNTEM PRO ADÍLSON, SE ELE QUERIA ENFRENTAR O GRÊMIO AGORA NESTA FASE?

  • beto diz: 19 de junho de 2009

    Poderiamos comecar fixando Thiego no lugar do fraco Ruy pela direita. Especialmente porque Gerson eh um jogador veloz alto e forte e nao vejo como Ruy possa para-lo. No final, teremos que fazer jogos epicos de imposicao de “amorcegamento” dos jogos pra nao ser envolvidos pela velocidade do Cruzeiro. As chances sao um pouco melhor de que contra o Boca (pois esse time do Gremio eh mlhor que aquele), mas nao muito melhores.

  • leonel santos diz: 19 de junho de 2009

    Que cruzeiro? Aquele que,para empatar com o mistão do INTER,precisou de um gol em impedimento e em 2008 perdeu para os reservas do INTER? Ah! mas é contra os segundinos futebol porto alegrense aí até o caxias ganha!

  • Diego diz: 19 de junho de 2009

    Com a torcida!

  • borracho diz: 19 de junho de 2009

    Se bem q agora eu me lembrei q o campo do mineirao eh maior.. nao sei se daria tao certo assim essa marcaçao. Cecconi, acabei de achar no youtube o jogo completo de Cruzeiro 2×1 SPFW pela Libertadores(1ª parte no link acima), se tu procurar nos outros videos do usuario tambem tem o jogo de volta no Morumbi e aquele q o SPFW ganhou de 3 a 0 tambem no Morumbi, todos completos! Fica a dica pra quem quiser assistir e tentar uma analise mais completa.

  • Thiago Locutor diz: 19 de junho de 2009

    Ótimo texto! Muito bem escrito e consistente. Está aí um bom trabalho de jornalismo esportivo!

  • Carlos diz: 21 de junho de 2009

    Cecconi, será que você poderia escalar o time do Grêmio de modo que pudesse jogar de igual pra igual com o cruzeiro? valeu, e parabéns pelo ótimo blog

    Resposta do Cecconi: olá Carlos. Para ter jogadas pelos dois lados, eu escalria o Grêmio assim – Grohe; Thiego, Léo, Réver e Jadilson; Túlio, Adilson, Tcheco e Souza; Herrera e Maxi. Herrera apoia na direita, Jadilson na esquerda. Thiego fica na base, permitindo a Adilson cobrir a esquerda, e a Túlio vigiar Wágner; Spuza e Tcheco abrem pelos lados para ajudar Herrera e Jadilson. E Maxi vai à luta na área. Abraço!

  • Carlos diz: 21 de junho de 2009

    o Grêmio tem que tirar o Alex Mineiro e por o Herrera pra atacar pelo lado direito e o Souza tem que atacar pela esquerda, mas sem a bola , os dois teriam que voltar pra marcar, o Herrera no G. Magrão e o Souza no Henrique
    desse jeito, eu botava o Túlio no Wágner, o Tcheco no Elicarlos, o Thiego(não o Ruy) no M. Paraná e o F. Santos pra barrar as subidas do Jonathan
    assim, o Adílson seria meu elemento surpresa, correndo muito nas costas dos laterais deles ou do próprio meio-campo
    o que achou?

  • João Pedro diz: 19 de junho de 2009

    Boa tarde Eduardo, mais uma vez parabéns pela análise.Acredito que o grêmio deva jogar de maneira rápida e precisa, com toques curtos e investidas nas laterais para cruzar bolas a Maxi. Se o Souza jogar de maneira lenta como da última vez levaremos um “balaio”,não podemos perder um gol sequer, pois se marcarmos lá complicamos eles.
    Att.

  • Luís Fernando diz: 19 de junho de 2009

    O Cruzeiro é um time muito bom, tanto técnica como taticamente. Se fosse o técnico do Grêmio, eu faria duas mudanças para enfrentar o Cruzeiro no Mineirão: escalaria o Thiego ao invés do Ruy para equilibrar defensivamente as laterais e escalaria o Herrera ao lado do Maxi López pra dar mais movimentação e combate no ataque. Faria o Túlio cobrir as subidas do F. Santos e aproveitaria o Adílson nas saídas pela direita, juntamente com Souza/Tcheco, invertendo seus lados de apoio.Era isso…

    Abraços

  • Lucas diz: 21 de junho de 2009

    Eduardo, e se o Autuori voltasse a escalar o Thiego na lateral-direita, lá no mineirão? O que te parece? E, nesse caso, na medida em que o lateral-esquerdo ficaria mais liberado, não seria o caso de escalar o Jadilson, que tem mais qualidade no apoio, ao invés do Fabio Santos? Acredito que além de qualificar o apoio, ainda poderia ajudar a conter o belo lateral Jonathan, do Cruzeiro. Acredito também que o Autuori deveria posicionar o Souza nas costas do Gerson Magrão, lado esquerdo do Cuzeiro.

    Resposta do Cecconi: olá Lucas. Como respondi ao Carlos, acredito que pensamos da mesma forma. Thiego, Jadilson e Herrera no time titular. E inverter Tcheco/Souza, como tu propõe, também seria inteligente. Abraço!

  • Carlos limons diz: 20 de junho de 2009

    Bem, parece-me que agora não adianta tentar só segurar, tem que jogar, acho que o Thiego para melhorar a marcação no lado direito da defesa por onde circulam os jogadores d0 Cruzeiro ( Magrão, Cleber e Wagner) porém com Jadilson e Herrera para possibilitar ataques pelos lados, coisa que não existe hoje no Grêmio.

  • Alberto diz: 21 de junho de 2009

    O Henrique fez exatamente a mesma função que o Ramires faz normalmente nesse ultimo jogo, quando voltar ele fará o volante central a frente da zaga, pra mim o esquema do Cruzeiro é muito simples, um meio campo em Diamond com Ramires e M.Paraná pelos lados e Wagner de enganche, nesse caso não tem muito o que explicar Cecconi, o que muda normalmente é a movimentação dos jogadores, poucas vezes o Adilson altera esta formação. Abraço

  • imortal tricolor diz: 20 de junho de 2009

    blz Cecconi,na minha opinião o grêmio vai ter que mostrar alguma arma secreta como douglas entarando de meia atacante no lugar do a.mineiro apesar que eu ache que ele nao é o pior o tcheco ta muito lento mas é o que temos por enquanto temos que ter um pouco de sorte e muita muita raça

  • Gabriel diz: 19 de junho de 2009

    Creio que o Grêmio deveria fazer 3 substituições Thiego por Ruy, Herrea por Alex M. e Jadilson por Fábio Santos.Assim ganhariamos defensivamente e no ataque.
    E tb ahco que o fator local será decisivo

  • Guilherme diz: 19 de junho de 2009

    Não é só ver como neutralizar o Cruzeiro pois o inverso também é verdadeiro. A meu ver o que o Cruzeiro tem de melhor que o Grêmio são mais jogadores com melhor qualidade técnica, e também uma vontade maio1; __utmc=237809618; nome=; email=; blog=; cidade=; estado=; pais=; exibirEmail=false; confirmar=false; guardar=false; WT_FPC=id=258919e3163d61cfc5312

  • Guilherme diz: 19 de junho de 2009

    Não é só ver como neutralizar o Cruzeiro pois o inverso também é verdadeiro. A meu ver o que o Cruzeiro tem de melhor que o Grêmio são mais jogadores com melhor qualidade técnica, e também uma vontade maior de vencer. Parece que a tradicional garra gremista ainda não entrou em campo, talvez porque sejam poucos os gauchos no time.

  • edgard diz: 19 de junho de 2009

    Cecconi, c/certeza ñ será c/invencionices, tipo joilson entrando no meio p/cobrir rui(m), até mesmo pq ñ está inscrito na libertas… temo essas esquisitices em detrimento de se tentar o óbvio… c/o mano em 2007 conseguimos fazer, na minha opinião o melhor 1ºtempo do grêmio no mineirão em tempos, no 2º desandou e tomamos tres…

  • Luis diz: 19 de junho de 2009

    Acredito que será essencial a figura dos laterais nestes dois jogos. Precisam atacar para prender os laterais cruzeirenses no seu campo. Além disso, o apoio de adilson ou tulio (que falta faz william magrao!) será importante. Outro jogador que pode desequilibrar será o 2ª atacante. Este tem que ser atrevido, ir pra cima e envolver a zaga e o 1º volante. Cito um nome: Douglas Costa. Grohe, Ruy, Leo, Rever, Fabio Santos, Adilson, Tulio, Tcheco, Souza, Douglas Costa e Maxi López.

  • Marcelo diz: 19 de junho de 2009

    Entreguem a taça pro Cruzeiro, pq de acordo com essa Preleção o time vai passar fácil por todo mundo!

  • Luís Henrique Pedroso diz: 19 de junho de 2009

    O grande problema do Grêmio é a dificuldade que sempre encontra em jogar no Mineirão. O meio-campo cruzeirense é muito bom e sólido, com boa postura e obediente. Se o lateral Ruy não demonstrar a mesma obediência tática, o Grêmio sofrerá, sem dúvida, com as investidas de Gérson Magrão, provável titular. O toque de bola, em minha opinião a grande carência do jovem Adilson, será outra dificuldade que surgirá, pois há a necessidade de ter o controle do jogo, e este começa com os volantes.

  • Alfredo Bessow diz: 20 de junho de 2009

    Do ponto de vista tático, o Grêmio padece da ausência em seu plantel de um `motorzinho` tipo Madson. Tirante a qualidade técnica do Tcheco, percebe-se seu esgotamento físico – que pode ser um reserva na hora em que o Grêmio precisar de alguém para segurar a bola. Este é o 1º dilema do Grêmio, na minha opinião. Outras questões: a entrada de Tiego na lateral, em lugar do Ruy(m); a titularidade do Herrera é fundamental para dar pressão física. Os 3 (Ruy, Tcheco e Alex M) travam a dinâmica do jogo.

  • Éverton diz: 19 de junho de 2009

    Primeiro passo: Ruy por Thiego no Mineirão, o Gérson Magrão apóia muito bem, muitas vezes o Wagner e o Kléber caem por ali, se o E.T. jogar vai ser um filme de terror. Segundo passo: Manter posse de bola, time fora de casa não pode só se defender.
    Terceiro passo: Treinar muito a bola aérea, que tá parecendo um baile funk, ninguém é de ninguém na área do Grêmio. (Thiego seria importante).
    Se for ver não é uma coisa, confio no meu GRÊMIO! E mais uma vez um elogio pro teu blog, Cecconi. Excelente.

  • fabio diz: 19 de junho de 2009

    1º o GRÊMIO deve jogar com espirito de quem quer ser campeão, algo que não vi ainda e tomar como lição o ano passado.

  • Genesio diz: 19 de junho de 2009

    Como se desvencilhar desta formação do meio do campo do Cruzeiro?? em forma de losango, visto nas análises táticas colocadas pelo Sr. Eduardo, penso que temos um Treinador estrategista e que estudará muito bem esta situação, tambem jogadores como Tcheco e Souza, devem jogar o que sabem, com a experiência que possuem se atuarem com mais garra e velocidade, o Grêmio supera mais este desafio, importante que os laterais apoiamm procurando as jogadas pelas laterais, já que o meio-campo está lotado…

  • clovis diz: 19 de junho de 2009

    eu acho que para o gremio passar pelo cruzeiro ele tera que marcar muito wagner e nao descha-lo jogar, revesando isto entre os dois volantes, colocar herrera pelas pontas, cruzando para maxi e os meias finalizarem, e sempre tomando cuidado com a subida dos laterais principalmente o esquerdo que ontem jogou muito.Mas eu confio no Gremio, e no Tri Da América!

  • Rafael diz: 19 de junho de 2009

    tchê no primeiro jogo iria de 4-4-2 jogando no contra-ataque contra o cruzeiro. depois no segundo jogo iria com um 4-3-3 estilo do barcelona mas atacando com 4-3-3 e defendendo no 4-5-1, meio-campo com túlio, adilson e souza, e o ataque maxi lopez cravado na area e lados invertidos com herrera na esquerda e douglas costa na direita, esses dois seriam “meias-atacantes”, naum sei se iria funcionar pq comparar o barcelona com o Grêmio eh querer mtu, mas seria minha aposta.

  • Volnei diz: 19 de junho de 2009

    Só espero que não haja um massacre, porque basicamente seremos atacados.
    Ghroe W.Thiego(ld) Leo Rever e R.Marques (le)isso mesmo,Adilson e Tulio Tcheco(funcionando c/um pivô, tanto p/os volantes c/ pra os meias) na direita Souza e D.Costa pela esquerda e isolado M.Lopes.Não teremos laterais de apoio mas em compensação teremos dois meias atacantes jogando pelo lado do campo que podem servir de auxilio ao meio campo fechando espaços e como levantadores de bola pra grande área.Pensem nisso.

  • Lucas H. diz: 20 de junho de 2009

    O Cruzeiro se concentra muito no meio, e já que o ramires nao vai jopgah o primeiro, uma das principais forças do time eh a lateral. O Jonatas e o Gerson Magrao sobem demais, e o Gremio vai precisar se aproveitar disso, como por exemplo, puxando os meias pras pontas (principalmentew o souza), ora para aproveitar os contra-ataques, ora para segurar essa força ofensiva.
    Obs.: No jogo do mineirao seria melhor manter o Fabio Santos, mas se precisar buscar o result na volta, o melhor seria jadilson.

  • Jonas Silveira diz: 19 de junho de 2009

    Será que o Grêmio deveria se arriscar e espelhar o meio deles? ou o melhor seria marcar em duas linhas de quatro, dentro do “estilo Libertadores”?

    Jogadores de drible, como o Ramires, o Kléber e o Wagner, são mais complicados de marcar, o gremio precisa garantir um homem na sobra…

  • Ederson Rodrigues diz: 19 de junho de 2009

    Cecconi, eu acho que o Grêmio deve atacar tb o Cruzeiro, não pode ficar só dando balão para o campo de ataque, e deveria jogar Herrera ao lado de Maxi, caindo pelo lado direito de ataque, visto que ali joga Gérson Magrão, que é meia, e portanto apóia muito, mas marca mal e deixa espaço para o contra-ataque.

  • Jorge Korndörfer diz: 19 de junho de 2009

    Eduardo!!!!
    Acho que uma das principais saidas seria ganhar o meio de campo sacando o alex mineiro e colocando o Douglas, Makelele ou até mesmo o Joilson para atuar como um falso ala (como mano meneses nos grenais da final do gauchao em que ele usou o alessandro no meio). E sem contar que a fase do alex nao anda nada boa (mal tecnicamente e lento) para uma partida desse porte… outra opção seria por o herrera ou o souza em cima do gerson magrão que esta improvisado na posição…

  • Jardel diz: 19 de junho de 2009

    Parabéns Cecconi pela qualidade das tuas análises. Este blog é imperdível. Chama a atenção também a qualidade dos teus leitores. Aliás, muitos técnicos de futebol, especialmente os brasileiros, deveriam consultar este blog com mais assiduidade, e deixarem de ser meros escaladores e “motivadores” de beira de campo. Forte abraço.

  • Marco diz: 19 de junho de 2009

    Amigo! Eu assisti a um programa de televisão em que afirmavam que o Ramires não joga mais pelo Cruzeiro. Já foi vendido e não retorna depois da copa das confederações. Poderia nos esclarecer isso??? abraço

    Resposta do Cecconi: olá Marco. Ele foi vendido para o Benfica, mas tudo indica que retorna no jogo do dia 1º. Ele só sai do Cruzeiro após a Libertadores. Abraço!

  • Guilherme diz: 19 de junho de 2009

    A resposta é obvia: JOGANDO PELOS LADOS. Problema é que essa é a dificuladade do Gremio, que centraliza demais. Souza, Tcheco Alex e Maxi, todos jogam pelo meio. A solução é entrar o Herrera pra jogar pelo lado direito, dobrando com as subidas do Adilson e o Souza pela esquerda dobrando com F.Santos. Tcheco centralizado na organização. Isso prenderia os alas do Cruzeiro e abriria a zaga lenta. Ficaria melhor de jogar. E é claro, a marcação deve ser em cima, com todos fechando sem a bola. q tal??

    Resposta do Cecconi: exato Guilherme, para jogar pelos lados, é URGENTE a entrada de Herrera no lugar do apagado Alex Mineiro. Abração!

  • RRRRRRRRRONALDO diz: 19 de junho de 2009

    não adianta ficar de bla bla bla é ir para o mineirão e arrebentar, barbada só em 2006 agora é na porrada mesmo. arrebenta imortal

  • Tiago diz: 19 de junho de 2009

    Velocidade no contra ataque…só assim para bater o Cruzeiro lá. A zaga do Grêmio está bem, mas acredito que se trocar os laterais Ruy e Fabio Santos por Thiego e Jadilson ficamos mais forte na defesa e o ataque ganha uma passagem boa pela esquerda. Na frente é banco para a estátua do Alex e titularidade para a correria e raça do Herrera. E era isso não estamos jogando um futebol bonito mas azar o Grêmio é raça, o monumental lotado fai fazer o Cruzeiro tremer…Rumo ao Tri, e valeu fenômeno hehe

  • borracho diz: 24 de junho de 2009

    Nao apareceu meu outro comentario, mas tambem acho q o Thiego deve jogar no lugar do Ruym, Herrera pelos lados, Souza nas costas do G. Magrao e Tcheco e Adilson arrancando pelo meio quando der e concluindo de fora da area.. Marcaçao MUITO FORTE e adiantada (tu nao acha q o time tem recuado muito, ate em casa?) nao pode deixar a bola chegar nos meias. E o principal: vontade de vencer, muita garra e determinaçao(algo q esta faltando ha um bom tempo, mas Maxi e Herrera podem trazer isso de volta!)

  • baltasar diz: 20 de junho de 2009

    caro eduardo sou gremista dos mais fanaticos que conheço bola por bola daria cruzeiro certo
    mas acredito na força da torcida só temos que sair vivos do mineirão vivo significa não tomar tres como no brasileirão.
    quanto a tatica enquanto nossos alas não forem mais efetivos os dois volantes estarão sempre em desvantagem e o alex ja deu e menos um em campo com herrera alem da força tem tambem um primeiro combate na frente importante pra aliviar a defesa

  • Adriano Gremista diz: 20 de junho de 2009

    Sinceramente, acho que nossa caminhada termina nestes jogos contra o CUzero, é só ver o desempenho das equipes nas quartas de final. O Grêmio penou,
    levou sufoco e passou com as calças na mão contra o “temido” Caracas. Ao meu ver, o Grêmio tem 4 jogadores muito bem (Victor, Réver, Adílson e Maxi Lopez),o resto é inconfiável.

  • cristian diz: 19 de junho de 2009

    Como o Grêmio pode se desvencilhar destas dificuldades para superar o Cruzeiro ? herrera no lugar do alex m. pra dar ainda mais movimentação no ataque pelas pontas, pelo menos eu acho…

  • jeferson diz: 19 de junho de 2009

    Realmente o Grêmio vai ter que jogar tudo o que não jogou até agora.Sinceramente, com este futebol pouco inspirado e limitado do tricolor, só se esses jogadores do atual elenco nos surpreenderem com um futebol de muito empenho e não deixando o Cruzeiro criar, limitando ao máximo os possíveis espaços, conciliando com uma efetividade de poucos erros na frente.Ficou muito complicado, mas como em futebol nada é impossível, nos resta acreditar até o apito final nos 02 jogos.

  • João Eli diz: 19 de junho de 2009

    O sonho acabou, logo no primeiro confronto com um time de primeira, parabens Gremio, foste longe demais, graças é claro ao nivel dos times que enfrentaste até agora.

  • Guilherme diz: 19 de junho de 2009

    Não é só ver como neutralizar o Cruzeiro pois o inverso também é verdadeiro. A meu ver o que o Cruzeiro tem de melhor que o Grêmio são mais jogadores com melhor qualidade técnica, e também uma vontade maioPOST /servlet/InteractionServletBlog HTTP/1.1
    Via: 1.0 SSP0482
    Cookie: RMID=c8e410de4a23eb40; __utma=237809618.1651639772523292000.1243868010.124541

  • Sergio diz: 19 de junho de 2009

    Primeira providência: jogar com 11, isto é, sem o Alex Mineiro …

  • Marco Borges diz: 19 de junho de 2009

    Acho que o Grêmio não tem chance nenhuma, pois apesar do time não ser ruim como um todo, apresenta muitas falhas, principalmente no ataque. Time que não faz gol não ganha (exceto se for pros penaltis, apois dois 0×0).

Envie seu Comentário