Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Porto Alegre chega ao Gauchão pela esquerda

19 de agosto de 2009 7

Diagrama tático do Porto Alegre em jogo decisivo da Segundona Gaúcha

Hoje assisti à vitória do Porto Alegre sobre o Cerâmica por 2 a 0 – resultado que garantiu o time da Capital no Gauchão 2010. E a equipe treinada pelo técnico Lisca apresentou uma formação um pouco diversa de outros jogos que eu havia acompanhado, com o Porto Alegre no 3-5-2.

No jogo da classificação, o Porto Alegre se apresentou no 4-4-2. E com duas linhas. Lisca abriu seus meias para os extremos da segunda linha – Gabriel Davis na direita, e Thiago Correa na esquerda. Ambos são jogadores de velocidade, extremamente ofensivos e rápidos, apontados no site do clube até mesmo como atacantes em reportagens sobre jogos feitas pela assessoria de imprensa do Grupo Assis Moreira.

Mas o movimento mais interessante combina as duas linhas. Pela esquerda, Thiago Correa fazia preferencialmente a diagonal do lado para o meio. Levando a marcação e abrindo um corredor para o apoio do lateral Cristiano. Foi por ali que o Porto Alegre inistiu em boa parte do jogo: pela esquerda, ora com a condução vertical de Thiago, ora com a linha de fundo de Cristiano.

A estratégia se justifica. O Porto Alegre joga com dois homens de área. Adão e Hyantony são centroavantes natos, bons de pivô e bola aérea, com imposição física e capacidade de conclusão em pequenos espaços. Quando Thiago levava a bola para o meio, chamava os grandalhões para o pivô. E quando Cristiano chegava ao fundo do campo, erguia a bola na cabeça dos centroavantes.

Outra sincronia deve total mérito ao técnico Lisca. Ele conseguiu convencer Hyantony a marcar o primeiro volante do Cerâmica. No sistema de marcação por zona, Lisca adiantou suas duas linhas, colocou Adão para incomodar os zagueiros, e prendeu Hyantony ao primeiro volante. Essa combinação de ações obrigava o Cerâmica, sem espaço, a buscar a ligação direta, devolvendo a posse de bola ao Porto Alegre.

Com a bola, Hyantony também recuava mais do que Adão, apresentando-se às tabelas curtas enquanto o veterano centroavante posicionava-se na área. Neste recuo, Hyantony acabava assumindo uma função de articulação, variando do 4-4-2 para o 4-5-1 (ou 4-4-1-1). No placar, os dois centroavantes marcaram, justificando a estratégia ofensiva voltada a eles.

O Pelotas, outra equipe que subiu da Segundona Gaúcha, já teve análise aqui no Preleção. Também no 4-4-2 em duas linhas. Clique aqui e confira.

Postado por Eduardo Cecconi

Comentários (7)

  • borracho diz: 20 de agosto de 2009

    Sera q tu pode fazer uma analise do time do Gremio nesses ultimos jogos Cecconi? Pq eu acho q nao eh so falta de jogadores, o Autuori tem mexido muito mal no time… com o Mario na lateral ele ja matava o lado direito (ele eh bom zagueiro mas nao pode ser definido como lateral titular um guri q nao sabe cruzar!) e agora q ele definiu o Bruno Collaço na esquerda ele abriu mao de vez das laterais. Souza e Tcheco nao tao jogando nada e Jonas e Perea no ataque eh piada… (CONT.)

  • borracho diz: 20 de agosto de 2009

    (CONT.) Alem disso ele anda fazendo mil e uma enjambraçoes no time q eu to começando a desconfiar daquela “aula” q ele deu na sua apresentaçao sobre a superioridade do 4-4-2 em relaçao ao 3-5-2 (q volta e meia ele acaba usando). Alguns comentaristas disseram q ele conseguiu consertar o time assim, mas como eu nao tenho uma “visao tatica” muito boa so conseguiu ver ele fazendo teoricamente pessimas substituiçoes e enchendo o time de zagueiros. (CONT.)

  • borracho diz: 20 de agosto de 2009

    (CONT.) Apesar da goleada em cima do flamengo nos tomamos um sufoco boa parte do jogo, e desde a partida contra o palmeiras q o time nao esta jogando bem… entao Cecconi, tu acha q isso eh so por causa dos desfalques em alguns jogos e falta de qualidade no grupo ou tem algum problema tatico no time?

    Resposta do Cecconi: olá borracho. Ontem eu estive envolvido na cobertura do jogo do Inter, por isso não pude assistir ao Grêmio x Santos. Vou ficar te devendo essa. Mas, isso eu digo há mais de ano, realmente não dá para se esperar muito do Bruno Collaço, que foi muito mal na Taça SP. Abraços.

  • Leonardo sander diz: 20 de agosto de 2009

    Olá,cecconi,tu não acha que o inter pode jogar em um 4-5-1,com:Lauro,Danilo silva,Bolivar,Sorondo e Kléber,Sandro,Guiñazu,D`Alessandro,Edu,Taison e Alecsandro,variando o esquema durante o jogo pra 4-4-2,4-3-3 e até mesmo um 4-2-4?

  • Vicente diz: 24 de agosto de 2009

    Cecconi,
    Bata na madeira, é capaz do Duda contrata-lo!! Hehehehehehehehehe
    Para a lateral direita o que tu achas do Wagner Diniz??
    Abração

  • Vicente diz: 24 de agosto de 2009

    Cecconi, O lateral esquerdo Cristiano, por acaso não é aquele ex-Grêmio e Gloria de Vacaria? eu vi um jogo dele e acho que ele joga mais que o Jadilson. Abração

    Resposta do Cecconi: é ele sim, Vicente. Mas também não é para tanto querer ele de volta no Grêmio…hehehehe. Abraços.

  • cristian diz: 23 de agosto de 2009

    bom dia cecconi,te escrevo para avisar que estarás participando da palestra do pelotas com essa tua analise muito bem fundamentada e expecífica sobre nosso adversário,parabéns e um abraço. cristian de souza

    Resposta do Cecconi: mas é uma grande honra saber disso, Cristian. Ainda mais contando com o privilégio de “fazer parte” de uma conversa comandada por ti e pelo Beto Almeida, dois profissionais pelos quais tenho grande estima. Abração.

Envie seu Comentário