Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Alecsandro promove a descentralização do Inter

20 de agosto de 2009 28

Alecsandro joga em uma faixa de campo bem delimitada pela grande área, embora saiba sair para jogar e tabelar. E ali provoca as jogadas pelos lados e os consequentes cruzamentos.

Se com Nilmar o Inter jogava pelo centro, com bola no chão, a troca de camisa 9 desde sua saída para o Villarreal mudou a característica de articulação do time treinado por Tite. Com Alecsandro, o Inter joga pelos lados, e privilegia a bola aérea.

A mudança é de estratégia, não de sistema tático, entretanto. O Inter segue jogando no 4-4-2 com meio-campo em losango. Mas é evidente a descentralização da articulação desde o ingresso de Alecsandro no time titular. Isso porque ele e Nilmar têm características muito diversas. Enquanto o primeiro joga posicionado, e prefere ser a referência terminal das elaborações, o segundo atua sempre em velocidade com a bola no chão, e gosta de preparar as próprias jogadas – ou seja, conduzir, driblar, avançar com bola dominada.

Mas não é apenas a presença de Alecsandro que contribui para esta descentralização do Inter. Outras trocas pontuais de nomes agregam anda mais força às jogadas pelos lados. A passagem de Bolívar para a defesa, por exemplo, abriu espaço para Danilo Silva assumir a lateral.

Embora com muitos problemas no acabamento das jogadas (invariavelmente ele erra o cruzamento), Danilo Silva apresenta-se muito mais ao jogo em comparação com o antecessor, tem mais vigor e velocidade, e portanto é mais ofensivo na lateral-direita do que Bolívar. Antes de ser “queimado” pelos problemas de acabamento, precisa é ter seu ímpeto saudado, e trabalhar nos treinos esse fundamento para se aprimorar.

Giuliano no vértice direito da segunda linha de meio-campo também descentraliza as jogadas. Magrão é um apoiador mais lento, que joga pelo meio, e sobe menos. Giuliano é mais rápido, e tem a tendência de avançar lateralmente, fazendo o dois-um com Danilo Silva. Foi de Giuliano o cruzamento para o gol de cabeça de Alecsandro contra o Corinthians – partida na qual a substituição de Kleber (suspenso) por Marcelo Cordeiro também proporcionou mais avanços e cruzamentos pelo setor esquerdo (em um deles Cordeiro pifou Alecsandro, que acertou o travessão).

Gol de cabeça. Jogadas pelos lados. Era isto que se cobrava do Inter quando muitos torcedores e cronistas diagnosticaram que a centralização do Inter com Nilmar e D`Alessandro era um problema. Ou a memória me trai? Se bem lembro,  clamor pelas jogadas de linha de fundo, pelos cruzamentos, pela força aérea, era geral.

Alecsandro mudou isso. Obrigou o Inter a buscar outra maneira de jogar, naturalmente, e assim que as laterais foram redescobertas, passou a fazer gols. E de cabeça. O Inter está descentralizado. Falta, eu sei, qualidade de acabamento para Danilo Silva; Marcelo Cordeiro oscila; e Kleber não tem, parece, mais ímpeto para tal. Giuliano também não é titular absoluto. Reforços estão chegando, outros por chegar.

Tudo isso quer dizer que ainda é cedo para sabermos se a mudança de estratégia ofensiva do Inter vai dar certo. Ao invés de impôr a Alecsandro que jogasse pelo chão como Nilmar, Tite fez o Inter se adaptar ao novo centroavante, abrindo a articulação para os lados. Aguardemos a consolidação deste novo Inter (com D`Alessandro de volta, Edu, quem sabe Cléber Santana) para determinar se Tite erra ou acerta na escolha.

Postado por Eduardo Cecconi

Comentários (28)

  • Persi Junior diz: 20 de agosto de 2009

    Eu vi como funcionou ontem!!!! Hahaha

  • Camilo diz: 21 de agosto de 2009

    Cecconi, acho que esse é o caminho pro inter. O Alecsandro sempre marca o dele. Me diga uma coisa, eu tive a sensação nesse Inter 1 X 2 Corinthians, que assistia um repeteco da final da copa do brasil. O Mano deu o mesmo `nó` no Tite. O Inter tomou as mesmas jogadas, quase os mesmos gols. Ao menos é o que acho que vi. Tu concorda? Pq a escalação dos dois times estava diferente.

    Resposta do Cecconi: Camilo, para mim o Corinthians continua jogando da mesma forma. Apesar de todos os desfalques, Mano mantém o 4-3-3. E também joga pelos lados. Por isso foi uma partida intensa, cheia de oportunidades. Porque o Corinthians explorava exatamente as costas de Danilo e Cordeiro, como na final da Copa do Brasil, quando três dos quatro gols do Corinthians vieram da lateral-direita do Inter. Abraços.

  • Wagner – É, mas com Nilmar a vida era melhor, não dá pra saída com o Bochecha… diz: 21 de agosto de 2009

    Agora o mcampo ficou muito melhor, c a saída do Lerdo e do D`Alebobo..agora jogamos c 10 na linha…tudo q Nilmar queria era um mcampo produtivo, poucas vzs teve..com Nilmar e Alex ainda entre nós, o título estaria na mão, agora só c muita luta, é difícil tirar do SP..o Inter é um bom time, só isto, tínhamos os 2 melhors jgadors do Brasil, mas os caras aqueles querem grana..podem dizer “em 2008 tinha Alex e Nilmar e ñ deu”..é, mas o mcampo tinha Magrão..nunca fazem tudo certo…

  • Alexandre diz: 20 de agosto de 2009

    CARA ESPETACULAR ESSE BLOG QUE DISCUTE UM ASSUNTO QUE TODOS GOSTAM QUE É ESCALAÇÕES POSIÇOES E ETC MUIT BOM MESMO CARA , AGORA EU ACHO QUE SE O BOLIVAR VOLTAR PA DIREITA ( QUE E O PROVAVEL) VAI DIMINUIR EM PARTES AS AÇÕES POR AQUELE LADO PENSANDO E UM DOIS PQ FICARA SO O GUILIANO PELO LADO DIREITO MAS EU SO ACHO Q O KLEBER MELHORO BASTANTE E PARECE Q AGORA COM MAIS LIBERDAED TA APOANDO MUITO BEM ALI PELO LADO ESQUERDO SEMPRE INDO A LINHA DE FUNDO PARA CRUZAR, ABRAÇOS CARA , BLOG FANTASTICO!!!!!!

  • Chico Costa diz: 21 de agosto de 2009

    Está aí um comentarista lúcido, que busca entender o jogo. Continue assim, não caia na vala comum dos seus antecessores.

  • Anderson Pinheiro diz: 21 de agosto de 2009

    Cecconi, tem que dar um binoculo pro Alecsandro pois oq ele erros em bola contra a M$I nós teríamos ao menos empatado.

  • Thomaz diz: 20 de agosto de 2009

    cara, sou fãzaço do guiña, principalmente pelo incrível ímpeto que ele imprime tanto na marcação quanto na saída de bola, mas acho que por vezes (bem corriqueiras) ele acaba desestruturando todo o sistema de marcação quando literalmente sai à caça de um ou outro adversário, abrindo uma avenida em sua parte do campo. tou errado?

    Resposta do Cecconi: Bem observado, Thomaz. Mas eu acredito que o Guiñazu tenha se esforçado em manter o posicionamento mais fixo. Mas, se ele não estiver no lugar, o Inter conta com o Sandro para a cobertura. O problema é quando sobem Guiñazu e Giuliano juntos, aí o Sandro não consegue cobrir os dois lados. Abraços.

  • Gabriel Lopes diz: 21 de agosto de 2009

    Admitindo que tivéssemos 2 laterais que chegassem com facilidade à linha-de-fundo, fazendo o 2-1 nos dois lados do campo, qual passaria a ser a utilidade de Taison, Edu, Bolaños ?!

    Resposta do Cecconi: Gabriel, Taison e Bolaños têm a mesma função, que é fazer a diagonal do lado para o meio. Eles trazem a marcação e abrem caminho para o Kleber apoiar. Não mudaria nada. Já com o Edu, acredito que ele reprisaria o Alex – menos velocidade, mais conclusão a gol, mas também na diagonal do lado para o meio. Abraços.

  • Daltro Ulguim diz: 20 de agosto de 2009

    Também entendo assim. No entanto, os laterais do Inter, tanto o Danilo quanto o Cordeiro estão muito fraco, cruzam muito mal e além disso avançam sem bola e deixam uma avenida nas duas laterais que o Mano que não é bobo foi o que melhor tirou vantagem até agora. Como que o Tite não vê isso se eu que sou cego estou enxergando.
    Se continuar assim, o Inter não é campeão brasileiro mais uma vez.

  • Leonardo Pohlmann diz: 20 de agosto de 2009

    Não vejo a hora do D`ale voltar, com ele atacar pelas laterais será muito mais rápido.

  • Ademir Neissinger diz: 21 de agosto de 2009

    Caro Eduardo,é impressão minha ou há um raxa no clic?Hoje pela manhã já havia um blogueiro dando um “pau” nos comentaristas,agora por momentos notei algumas discordâncias suas no que tange a criticas feitas a alguns jogadores e a maneira do Inter jogar.Concordo que 90% de nossos diga-se passagem ótimos cronistas foram formados no futebol do céculo passado,e tem na sua maioria conceitos muito ultrapassados,o Giuliano por exemplo mudou a maneira do Inter jogar pelo lado direito!

    Resposta do Cecconi: olá Ademir. Deve ser impressão tua. Minha opinião não é uma discordância de ninguém. É a minha avaliação. Se alguém avalia diferente – e não sei a quem te referes – eu só posso falar por mim. Abraços.

  • gustavo diz: 20 de agosto de 2009

    contra o corinthians o inter me pareceu mais um 4-5-1.. com sandro e guina na frente da defesa, giuliano e bolanos bem abertos, um em cada lado e andrezinho centralizado na articulacao.. me parece que nesse jogo o esquema estava um pouco diferente do tradicional losango.. e as jogadas pelas pontas aumentaram muito.

  • juliano diz: 20 de agosto de 2009

    Na verdade, defendo que o Nilmar estragava o time do Inter pq era tudo em prol do jogo dele – culpa do técnico, não dele, claro!; era só balão para a frente para correria dele e do Taison; na verdade, o próprio Fernandão caiu quando o Nilmar chegou, pq tinha de “aguentar” aquele corisco ao seu lado e como é jogador clássico, cadenciado, jamais poderia dar certo. É uma dupla totalmente incompatível. Bom, eu preferia o Fernandão, mas quando o Nilmar veio, virou, de cara, o queridinho… aí…

  • Marco Antônio diz: 21 de agosto de 2009

    Talvez por isso que o Inter deveria jogar mais num 4-2-2-2, com Guinã e Sandro mais na obrigação de marcação e desarme. Liberando eles raramente, como elemento surpresa. Giuliano e André num linha mais a frente. A qualidade do passe precisa melhorar, assim como a conclusão. Acredito que contra o Corinthians foi um tropeço… Espero reação, talvez ainda não contra o Palmeiras, mas na sequencia, que acredito que seja boa neste esquema…

  • Zico diz: 21 de agosto de 2009

    Perfeita a sua avaliação tática sobre a alteração de desenho e forma de jogar imposta pela titularidade forçada de Alecsandro. Acho somente que a compactação do meio de campo está um pouco prejudicada pela filosofia de priorizar o flanco aos laterais e ao Giuliano. Creio que a movimentação do Giuliano deveria ser um pouco mais para dentro apoiando um pouco o Sandro e o Guinazu. O acabamento na ultrapssagem final poderia ser apoiada pelo meia mais ofensivo do losângulo que é o Andrésinho.

  • Leonardo Soares diz: 21 de agosto de 2009

    Cecconi, o Danilo vem melhorando, mas segue muito falha a cobertura para ele. Quem está falhando em fazê-la? Acho que ele precisa treinar MUITO os cruzamentos de linha de fundo para a área. Só vai chegar a um bom ponto se treinar MUITO.. heheh
    Acho que a simples presença do Kléber no jogo de domingo teria dado outro destino ao jogo, devido a diferença dele para o Cordeiro em relação ao passe e condução da bola em meio a marcação.

  • Jorge diz: 21 de agosto de 2009

    Cara perfeito.Todos os burros torcedores do meu time e os pifios comentaristas da RBS comentam só resultado,e eu vi um jogo em q o inter deu uma surra,o problema foi q marcelo cordeiro foi muito fraco,giuliano tem q aprimorar o chute de fora da area,pq ele arrisca muito e acerta poco,+ da pra ve q tem o impeto.E danilo Silva é um exelente lateral/zaguero,só tem q por ele uma semana trenando cruzamneto e ta ai a solução pra esse setor.De hoje em diante acompanharei + teu blog

  • Gabriel diz: 22 de agosto de 2009

    Cara, me responde uma coisa, nao tem como fazer o D`Alessandro jogar como o Alex? Passar ele do meio campo pro ataque, fazendo a diagonal? Sei que ele nao aquenta o jogo todo correndo, mas quem sabe colocar o gringo no lugar do Giuliano e cortar pra dentro? E se ele quiser, pode cruzar da entrada da grande área pro Alecsandro e futuramente Edu, grandes cabeceadores. Assim, nao precisamos ficar naquela discussao entre ele e o Andrezinho..

  • Julierme diz: 20 de agosto de 2009

    o esquema muda mas o loco perde gol feito tipo bicho……sem fundamento….SOCORRO… aboca não é boa….vamo se acorda locaiada…

  • Davi Bittencourt diz: 21 de agosto de 2009

    esse blog é di+++++

  • fernando diz: 22 de agosto de 2009

    caramba, cecconi… só hj fui ver teu post sobre a inter (ITA) dos anos 80. eu era doido por esse time nos meus tempos de `guri`. achava o matthaus genial e o brehme provavelmente foi o melhor lateral esquerdo da história (ok, ok… exagero da nostalgia, perdoe-me…). cheguei a comprar uma camiseta, lá da europa – não existia isso de ter até em camelô… me lembro bem que foi o início das trnasmissões do italiano por aqui. to velho mesmo…rsrs

  • Vinicius Quos diz: 22 de agosto de 2009

    Perfeito…mas quando Alecsandro não estiver em campo?Sabemos que tite ja vem a algum tempo articulando a variação do esquema e acho que isso é muito bom.O inter com o elenco que tem não pode se dar ao luxo de ser um time previsível.Jogadores como Tison,Edu,Giuliano e Andrézinho, são jogadores de grande movimentação,descentralizam as jogadas e facilitam o ingresso dos laterais.Acho que são poucos os acertos que o nosso técnico tem a fazer…aperfeiçoamento técnico individual cabe a cada jogador.

  • DANIEL RODRIGUES SANTOS diz: 21 de agosto de 2009

    PARABENS POR NÃO FAZER COMO OS OUTROS E CRUCIFICAR O BOM JOGADOR DANILO. SE ELE TREINAR MAIS OS CRUZAMENTOS E SE TORNARA UM BOM LATERAL

  • DANIEL RODRIGUES SANTOS diz: 21 de agosto de 2009

    PARABENS POR NÃO FAZER COMO OS OUTROS E CRUCIFICAR O BOM JOGADOR DANILO. SE ELE TREINAR MAIS OS CRUZAMENTOS E SE TORNARA UM BOM LATERAL

  • pacato diz: 21 de agosto de 2009

    Finalmente temos um centroavante clássico, de área, forte, em quem a bola pode bater e entrar. Aleluia! Antes era na sorte e no talento de Nilmar ou Alex. Todo time tem que saber como pode fazer um gol. Agora sabemos! Basta corrigir um ou outro errinho e o inter pode sim ser campeão brasileiro. Se técnico, eu prenderia Guinazu e Sandro e liberaria os laterais e meias. Creio que com Edu e Kleber por um lado e Giuliano e Danilo do outro estamos bem encaminhados.

  • richard ribeiro diz: 21 de agosto de 2009

    oi eduardo. concordo com vc.essa mudanca inclusive deu um trabalho pro corinthias… era sufoco…muitas jogadas pela lateral… mas percebi que as boas investidas q o inter estava dando no “lateral” marcelinho do corinthians foram freadas no segundo tempo… foi a principal jogada do inter durante grande parte do jogo. o q o mano fez? colocou 3 zagueiros e puxou jorge henrique pra lateral no segundo tempo? como ele anulou esse avanco do inter pela direita? abc!

    Resposta do Cecconi: Richard, não acho que o Mano tenha anulado o avanço pela direita do Inter, o que ele fez foi buscar as jogadas às costas dos laterais – como na final da Copa do Brasil – com Dentinho por um lado e Jorge Henrique por outro. Danilo e Cordeiro subiam, na volta o Corinthians jogava por ali. Abraços.

  • Gabriel diz: 22 de agosto de 2009

    Eu sou defensor do 3-5-2 mas pelo que andei lendo, nao é o teu esquema favorito. A questao é que nao é o técnico que define o esquema, mas os jogadores disponíveis. O Inter com Eller e Bolivar tem saída de jogo pelos dois lados, e nossos laterais (sic) nao tem marcacao, é uma heresia nao deixar o Kléber ir ao fundo, uma vez que tem o melhor pé do beira-rio. Me diz o que tu acha de Bolivar, Sorondo, Eller; D`Alessandro, Andrezinho, Sandro, Guinazu, Kleber; Edu e Alecsandro. Bom fim de semana.

  • Ramon diz: 24 de agosto de 2009

    Considerando os reforços que chegaram e que os punidos/lesionados tenham condição de jogo, acho que o Inter deveria tentar mudar o esquema para o 4-5-1 (ou melhor 4-2-3-1) assim: Lauro; Bolívar, Sorondo, Eller e Kleber; Sandro e Guina; Edu, D`ale, Andrezinho/Giuliano; Alecsandro/Taison. O diferencial do Inter está no meio-campo, tem que fazer os melhores jogar junto. Mesmo com um atacante apenas, acho que o Inter passaria a criar mais chances de gol! Que achas, Cecconi?

Envie seu Comentário