Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Como joga o Tottenham (quase) do Sandro

26 de agosto de 2009 17

Diagrama tático do Tottenham...*corrigido

Esta semana a venda de Sandro para o Tottenham Hotspurs foi dada como certa. Mas na terça-feira a diretoria do Inter anunciou a recusa da proposta. Certamente, o volante colorado se viu frustrado com a notícia, diante da perspectiva de uma alta remuneração em euros (estimava-se uma transferência envolvendo € 16 milhões) e o ingresso em um elenco em alta na Inglaterra. Sandro ficou, mas como eu já estava encaminhando um post sobre a sensação da Premiere League, e o assunto ainda é recente, aí vai a análise do Tottenham.

Os Spurs mantêm o sistema tático 4-4-2 com estratégia em duas linhas de quatro que o caracteriza há várias temporadas. O diferencial neste início de temporada, liderando a competição mais concorrida e qualificada do futebol mundial no momento, é o elenco que se adapta perfeitamente ao 4-4-2 britânico.

O Tottenham tem dois wingers clássicos. Modric e Lennon combinam velocidade, técnica, capacidade física, habilidade, e disciplina tática. Formam uma das duplas mais qualificadas entre os times que atuam no 4-4-2 em duas linhas. Originalmente, Lennon fica na direita e Modric na esquerda – foi assim na vitória sobre o Liverpool – mas na rodada passada eles inverteram os lados. Procuram linha de fundo, fazem diagonais, entram na área para concluir, chutam de fora, trocam passes, aceleram ou cadenciam o jogo. Sou fã deles.

Por dentro, Palacios e *Huddlestone também reúnem as características exigidas para o vai-vem do box-to-box: são fortes, vigorosos na marcação, têm boa saída de bola e inteligência para perceber a hora certa de adiantar a linha para pegar a segunda bola. Se Sandro tivesse concretizado a transferência, disputaria com eles uma posição. E teria de contrariar os primeiros passos de Anderson e Lucas no futebol inglês, muito tímidos com a posse de bola. O meia-central TEM que aparecer para o jogo, TEM que se adiantar para a segunda bola, TEM que arriscar lançamentos verticais para atacantes e wingers, TEM que concluir. E, claro, tem que marcar. Se ele chegasse na Inglaterra com este pensamento, concluo que estaria na Copa de 2010 fácil-fácil.

No ataque, a fartura impressiona. Robbie Keane, veterano irlandês capitão da equipe; Defoe, autor de dois gols pela seleção inglesa contra a Holanda; Pavlyuchenko, titular da Rússia; e Crouch, de volta aos Spurs, disputam as duas posições. Os dois primeiros formam o ataque titular, com Defoe se movimentando intensamente, mais adiantado, enquanto Keane retorna para organizar a equipe, quase como um meia-ofensivo centralizado.

A defesa também é forte. Os dois zagueiros – Bassong e King – são competentes. E os laterais apoiam e defendem. Ekotto fez um golaço no Liverpool. Corluka é reconhecido pela regularidade. No gol, Gomes é o titular, mas Cudicini atuou na vitória de virada fora de casa sobre o West Ham, no domingo passado.

Tomara que tenham fôlego para seguir neste embalo. O Liverpool está mal, o Manchester United decaiu, e o Tottenham entraria na briga para ser o 5º elemento que sempre incomoda os quatro grandes – na última Premiere League, esta equipe foi o Aston Villa. Estou na torcida.

*Post corrigido, com apontamentos de leitores.

Postado por Eduardo Cecconi

Comentários (17)

  • Fabio M diz: 28 de agosto de 2009

    Finalizando: Para o jogo do meio da semana, com o Hull City, entrou o Hutton na lateral direita e o Corluka (versátil defensor croata) se deslocou pro centro da zaga para cobrir o Ledley King, que tem sérios problemas no joelho e não consegue jogar duas partidas na mesma semana.

    Contra o Doncaster o time entrou com Cudicini – Hutton – Corluka – Bassong – Naughton – Bentley – O`Hara – Huddle – Giovani – Crouch – Pavlyuchenko. Boateng entrou no segundo tempo no lugar do Corluka.

    Abraços.

  • Carlos Sampaio diz: 26 de agosto de 2009

    É sério que você acreditou nesta proposta absurda inventada por alguém? É evidente que o Tottenham não investiria isso num jogador, seria a maior contratação da história do clube. E o maior investimento da história seria num jogador médio que está longe de estar entre os melhores da posição no Brasil. Você realmente acredita nisto Cecconi???? Tem limite pra tentar valorizar um jogador e desta vez extrapolaram. Por esta grana levariam o Hernanes ou qualquer outro jogador brasileiro.

    Resposta do Cecconi: Carlos, eu não tenho que acreditar em nada. Quem fez a proposta é que deu esse valor. Os representantes do clube procurados pela reportagem daqui de Porto Alegre. Não é comigo a tua bronca, meu bruxo. Abraços.

  • Gabriel Maluf diz: 29 de agosto de 2009

    vc so errou na escalação do boateng…quem joga ali é Tom Huddlestone…ele é o titular.

  • Pedro Souto diz: 26 de agosto de 2009

    Tão bem os Spurs. Creio que Jenas e Woodgate, quando voltarem das lesões, ainda entrem nesse time. Obs: Acho que tu te equivocaste em relação ao Ekoto. Ele está em White Hart Lane desde de 2006 quando foi contradado junto ao Lens, da França.

    Resposta do Cecconi: vou confiar em ti, Pedro. Tinha a impressão de que ele havia chegado neste ano. Vou tirar dali esse trecho. Valeu pela correção! Abraço.

  • Thiago Nunes diz: 26 de agosto de 2009

    O Tottenham também tem site no Brasil
    http://www.tottenhambrasil.com.br

  • fernando diz: 26 de agosto de 2009

    que bacana q te aprofundastes no esquema do spurs. como sempre, análise muito bem feita. mas deixa eu te perguntar duas coisas: 1) acho o modric muito bom, mas não sei se ele aguenta o trabalho de winger clássico (marcação e correria incluídos). repare como ele é constantemente substotuído e sai exaurido do gramado… será q não dá pra usar ele de um jeito diferente? 2) desses 4 atacantes, quais tu escalarias? vou votar: Pavlyuchenko (por convicção) e Defoe (pela fase). abs!

    Resposta do Cecconi: é verdade Fernando, o Modric geralmente sai, mas deixa o campo com uma assistência ou um gol contabilizados, no mínimo…hehehehe. Sobre meu ataque predileto, tô contigo: escalaria Pavlyuchenko e Defoe. Contra o Liverpool, o Keane perdeu três gols feitos. E o Crouch é opção para 2º tempo de jogo “encardido”. Abraços.

  • Leonardo Pohlmann diz: 26 de agosto de 2009

    Bah faz tempo q o Tottenham ta em cima do muro pra ser um time grande ou como o resto…

  • Milton diz: 26 de agosto de 2009

    No último jogo dos Spurs que vi, o esquema foi esse aí. Quanto à tática, considero-a adequada à Premier Legue. Porém, creio que o time deveria se reforçar com um lateral-esquerdo. Ekotto é abaixo dos demais. Ademais, o Huddlestone estava como titular habitual ao lado do Palacios, e não o Boateng. Acho que o Tottenham necessita de um meio clássico para fazer companhia no meio de campo ao hondurenho. No ataque, acho Crouch limitado, mas Robbie Keane joga muito, assim como Defoe sabe fazer gols.

  • Fabio M diz: 28 de agosto de 2009

    Cecconi, sou fã do seu blog e do Spur também. Por isso incluí o link do seu blog no meu, que é uma das referências em análise tática no Brasil. Porém, desculpe, mas é realmente necessário uma correção. O Huddlestone jogou nas três partidas da Premier League. O Boateng só jogou como substituto na partida contra o Doncaster. Nas partidas contra Liverpool e West Ham as escalações foram as mesmas.

    Resposta do Cecconi: é verdade, Fabio. Passei-me nessa. Valeu pela correção. Abraços.

  • Genésio Nunes diz: 26 de agosto de 2009

    Perfeita a análise! Não se tem o que colocar ou tirar… Mas segue uma sugestão: não tem como arranjar um link mais facil pro blog nao? Esse link cheio de virgulas é horrivel para passar a outras pessoas… Até!

    Resposta do Cecconi: Genésio, a única dica que eu posso te dar é meio trabalhosa…dá para pegar o link, e diminuí-lo no http://www.tinyurl.com, que eu uso para largar os links no twitter…Abraços.

  • pacato diz: 28 de agosto de 2009

    Se ele fosse, o futebol evoluíria – teria um treinador não retranqueiro que só o escala como volante fixo à frente da área e um nível de competitividade maior. Porém, a visibilidade diminuíria, perderia a titularidade e a seleção. Falo isso sem conhecer Palacios, mas seguindo a lógica da “hierarquia” existente nos clubes europeus. Perderia algum tempo precioso, às vesperas da Copa, para assumir a titularidade. Com isso não iria à Africa. É melhor para Sandro ficar até agosto de 2010 no Inter.

  • DANIEL R SANTOS diz: 27 de agosto de 2009

    CECCONI, ASSISTIU O BARUERI ONTEM? NUM 3-5-2 EM QUE OS ALAS SOBEM BASTANTE…. APESAR DA DEFICIENCIA DE POSICIONAMENTO DOS VOLANTES, O BARUERI ME PARECEU UM BOM TIME, JOGANDO COMO MOLEQUE, AS VEZES COM CERTA IRRESPONSABILIDADE, MAS TÁ DANDO CERTO. ABRAÇO

  • Gabriel Maluf diz: 27 de agosto de 2009

    Meu deus…cada coisa….o tottenham é um dos clubes mais ricos do mundo…na ultima pesquisa estava em decimo se nao me engano…tem dinheiro de sobra…e posso apontar pelo menos uns 5 no elenco que custaram mais que esse valor que ofereceram ao inter…

    galera que curte o tottenham da uma passada na comu do tottenham…tem uma galera mto boa pra debater e tudo mais…

  • Leonardo Muratore diz: 26 de agosto de 2009

    Muito boa análise do Tottenham, e eu também estou impressionado da eficiência do 4-4-2 mais que ortodoxo em que o time joga.

    Mas tem uma coisa: com o retorno do Jenas, o Spurs não poderia (e eu acho que vai) jogar no 4-1-3-2, com o Jenas jogando entre os dois wingers e um único volante.
    O que você acha???

    Abraço

  • rafael colorado diz: 26 de agosto de 2009

    o Sapão encaixou o time então hahah
    esse ano vai (não sei pra onde.. mas vai hahah)
    pelo menos uma League Cup dá pra pegar de novo…
    só pra lembrar também, o King tem uma lesão crônica e joga uma vez por semana só :P

    e “Corluka é reconhecido pela regularidade”
    Pela lerdeza também… o cara é mais lento que o Magrão hahaha

  • Gabriel Maluf diz: 27 de agosto de 2009

    nao quero criticar…ate pq é importante que o brasil conheça mais de times como o tottenham…foi uma grande iniciativa….so estou tentando ajudar..!

    parabens pelo blog

  • Gabriel Maluf diz: 27 de agosto de 2009

    cara…vc vai me desculpar…mais quem jogou contra o liverpool foi o proprio huddlestone…acompanho faz anos o tottenham…assisto a todos os jogos…inclusive hj vencemos o doncaster por 5×1….todos os jogos do ingles dessa temporada a dupla de volantes foi palacios e huddlestone…e o lennon é sempre pela direita!e conferi agora…o boateng nem no banco esteve no jogo contra o liverpool http://www.tottenhamhotspur.com/matchtracker/272.html da uma passada la na comu do tottenham…

    Resposta do Cecconi: certo amigão, me passei na do huddlestone, mas sobre a inexistência de inversão de lados entre os wingers, vais ter que discutir também com o heat map da espn, que comprova essa ocorrência contra o west ham. No mais, valeu pelas correções. A essência do blog é discutir o sistema tático, não as escalações. Abraços.

Envie seu Comentário