Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Seleções da Copa 2010: análise tática da África do Sul

03 de maio de 2010 6

Hoje o blog Preleção dá início a uma série de análises táticas diárias com as seleções que vão disputar a Copa do Mundo de 2010. Não foi fácil – e não será fácil com a grande maioria das equipes participantes – buscar uma análise precisa sobre a estrutura tática da África do Sul, do técnico brasileiro Carlos Alberto Parreira. Ainda assim, com base em muita pesquisa dos poucos vídeos de amistosos disponíveis, nas fichas técnicas encontradas, e no histórico recente, é possível se fazer uma projeção sobre o que os Bafana Bafana podem apresentar na Copa do Mundo de 2010.

Parreira parece transitar entre duas variações táticas: o 4-5-1 com três meias ofensivos (desdobrado em 4-2-3-1) e o 4-4-2 com dois meias mais abertos pelos lados. Na primeira possibilidade, ele pode se amparar no legado de Joel Santana, que disputou a Copa das Confederações com um 4-5-1 parecido – com base de três volantes, e dois meias – leiam aqui a análise publicada em 23 de junho do ano passado.

Essa variação pode acontecer até mesmo durante os jogos, com o avanço do meia Tshabalala. Ou então Parreira pode substituí-lo pelo ‘marrento’ Benni McCarthy, atacante do West Ham, assim que contar com todos os seus jogadores.

A África do Sul disputou diversos amistosos, e tem se notabilizado pelo grande número de empates – foi assim contra a Coreia do Norte, o Paraguai, a Namíbia…apesar de uma vitória de 2 a 0 sobre a Jamaica. Na maioria destas partidas, Parreira não contou com seus astros do futebol europeu, como Pienaar, Dikgacoi e Sibaya, nem com o centroavante Benni McCarthy, que Joel Santana não levou à Copa das Confederações, mas integrante da lista mais recente de Parreira. O destaque nos amistosos foi o meia ofensivo Tshabalala, do Kaizer Chiefs.

Parreira divulgou na semana passada uma pré-lista para a Copa, com 29 jogadores. Desta relação ele vai definir os 23 jogadores da África do Sul para a Copa do Mundo de 2010. Confiram a lista:

Goleiros:
Itumeleng Khune – Kaizer Chiefs
Shu-Aib Walters – Maritzburg United
Rowen Fernandez – Arminia Bielefeld (ALE)
Moeneeb Josephs – Orlando Pirates

Defensores:
Matthew Booth – Mamelodi Sundowns
Siboniso Gaxa – Mamelodi Sundowns
Innocent Mdledle – Mamelodi Sundowns
Bongani Khumalo – Supersport United
Tsepo Masilela – Maccabi Haifa (ISR)
Aaron Mokoena – Portsmouth (ING)
Bryce Moon – PAOK (GRE)
Anele Ngcongca – Racing Genk (BEL)
Siyabonga Sangweni – Golden Arrows
Lucas Thwala – Orlando Pirates

Meio-campistas:
Surprise Moriri – Mamelodi Sundowns
Franklin Cale – Mamelodi Sundowns
Lance Davids – Ajax Cape Town
Kagisho Dikgacoi – Fulham (ING)
Andile Jali – Orlando Pirates
Teko Modise – Orlando Pirates
Reneilwe Letsholonyane – Kaizer Chiefs
Siphiwe Tshabalala – Kaizer Chiefs
Thanduyise Khuboni – Golden Arrows
Steven Pienaar – Everton (ING)
Macbeth Sibaya – Rubin Kazan (RUS)

Atacantes:
Benni McCarthy West Ham (ING)
Katlego Mphela – Mamelodi Sundowns
Siyabonga Nomvete – Moroka Swallows
Bernard Parker – Twente (HOL)

Comentários (6)

  • Azza diz: 3 de maio de 2010

    Eduardo, se puder fazer uma avalição da seleção da holanda, gostaria muito de ver…
    Estou curioso com essa seleção, que aparentemente pode surpreender e até ser campeã e ninguém tem falado dela.
    Sneijder, Robben, Van Persie, Van Bommel e etc… Se nào me engano eles tem jogado em um 4-3-3…
    Outro motivo para temer essa seleção…

  • fernando diz: 3 de maio de 2010

    cecconi, parabéns pela excelente iniciativa. sou fã do blog, e apesar de discordarmos na maioria dos pontos sobre uma visão de futebol (sou um velho retranqueiro, que vê beleza num 0 a 0 – fazer o q?), tenho certeza de que este é um canal importante para o enriquecimento da discussão sobre o esporte. esta série sobre a copa será acompanhada com toda atenção e certamente será um bom tempero na chegada dos jogos. espero ansiosamente a vez da alemanha e da dinamarca, por questões familiares-afetivas! abs!

  • Fabio Henrique diz: 4 de maio de 2010

    Cecconi, a Africa do Sul tem um time ruim pra dedéu. Mas tem uma torcida forte e animada; vimos isso na Copa das Confederações. Esse fator, aliado ao fraquissimo desempenho da França e à inconstância do Ururguai e do México fazem com que o grupo A seja teoricamente muito disputado. Parreira ficará extremamente realizado se conseguir passar para as oitavas.

  • Jhonattan diz: 4 de maio de 2010

    Buenas Cecconi!!! Baita trabalho cara, Parabens!!!
    Estou no aguardo e ansioso pela análise da seleção da Holanda e da Espanha!!!
    Grande Abraço!!!

  • As 32 seleções » Blog Archive diz: 11 de maio de 2010

    [...] PRELEÇÃO: ANÁLISE TÁTICA DA ÁFRICA DO SUL [...]

  • Ricardo diz: 15 de maio de 2010

    como voce faria a tática dessa seleção no PES2010? Vou participar de um campeonato e treinei com o formato Joel e Parreira, porém no esquema do Joel o time fica melhor, mas o ataque é muito fraco, ou seja, o time cria pouca opção de gol com esses jogadores de sua escalação e não apresenta bom aproveitamento de cruzamentos.
    Se puder me ajudar!
    Parabéns pelo blog.

Envie seu Comentário