Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Seleções da Copa de 2010: análise tática da Espanha

31 de maio de 2010 15

Ano passado escrevi sobre o privilégio que os torcedores espanhois têm, de encontrar na mídia esportiva um qualificado debate tático sobre a seleção. À época, após a conquista da Euro e a excelente campanha nas Eliminatórias, a Fúria havia caído prematuramente na Copa das Confederações. Jornais como El País, Marca e As abriam ao público, com fundamentação e argumentos técnicos, o diálogo sobre duas alternativas: o 4-4-2 em duas linhas, e o 4-2-3-1. Hoje, como podem notar, a Espanha é o assunto da série diária de posts do blog Preleção, sobre a Copa do Mundo de 2010.

Parece-me que, desde então, o técnico Vicente del Bosque escolheu o 4-2-3-1. Pode ter sido uma opção circunstancial devido aos problemas físicos de Fernando Torres. Sem ele, del Bosque centraliza Villa no ataque, e coloca Busquets para jogar. Incompreensivelmente, Fábregas não é a primeira opção nem neste caso, mas esta é a predileção do treinador, e algum motivo ele deve ter para tal.

Neste 4-2-3-1, o ponto forte da Espanha é a qualificação dos meio-campistas. Busquets e Xabi Alonso, prováveis titulares da primeira linha, além da marcação contam com passe qualificado, chute de média distância, e precisão nos lançamentos – principalmente Alonso; à frente deles Xavi, centralizado, organiza a equipe e conta com o assessoramento dos extremos Iniesta e Silva, jogadores habilidosos e rápidos. Um quinteto de apavorar as defesas adversárias quando se aproxima com bola dominada, pelo chão.

A segunda alternativa é o 4-4-2 em duas linhas, com o qual a Espanha se destacou na Euro 08. Torres e Villa à frente de uma linha que pode contar com Silva e Iniesta pelos lados, Xavi e Xabi Alonso por dentro. Perde-se capacidade de marcação, ganha-se em mobilidade e eficiência nas infiltrações:

Forte candidata ao título do Mundial, a Espanha já tem seus 23 jogadores definidos. Confiram:

Goleiros:
Casillas – Real Madrid
Reina – Liverpool (ING)
Víctor Valdés – Barcelona

Defensores:
Albiol – Real Madrid
Arbeloa – Real Madrid
Capdevila – Villarreal
Marchena – Valencia
Piqué – Barcelona
Puyol – Barcelona
Sergio Ramos – Real Madrid

Meio-campistas:
Busquets – Barcelona
Fabregas – Arsenal (ING)
Iniesta – Barcelona
Javi Martínez – Athletic de Bilbao
Xabi Alonso – Real Madrid
Xavi – Barcelona
David Silva – Valencia

Atacantes:
David Villa – Barcelona
Fernando Torres – Liverpool (ING)
Jesús Navas – Sevilla
Llorente – Athletic de Bilbao
Mata – Valencia
Pedro – Barcelona

Comentários (15)

  • LSDR96 diz: 31 de maio de 2010

    Ele podia tbm fazer um 4-3-3 com: Casillas; Sergio Ramos, Piqué, Puyol e Capdevilla/Arbeloa; Xabi Alonso, Xavi Hernandes e Fábregas; Iniesta/Silva(Recuando sem a bola pra meia cancha), Villa e Torres(quase alinhados, marcando encima a defesa adversária)

  • O Azza diz: 31 de maio de 2010

    Bah, que baita time!
    E muito coeso, nada de muito aberto e nem muito fechado.
    Realmente um dos 3 favoritos…

  • Bryan diz: 31 de maio de 2010

    Essa espanha vai longe com otimos jogadores em todas as posições e um bom futebol, só acho que o del bosque vai ter uma boa duvida entre colocar o fabregas ao inves dos busquets e manter o 4-2-3-1 ou colcar o david villa para fazer dupla com o fernado torres no ataque e perder um craque no meio campo .
    obs: Eduardo Cecconi, vc poderia me aconselhar um site ou qualquer outro meio para encontrar esquemas taticos de equipes antigas , como a frança da euro 84 ou o santos de Pelé e etc, porque não estou conseguindo achar em nenhum site até agora.

    Resposta do Cecconi: específico dessa forma é bem difícil de achar, Bryan. Te recomendo jogar no Google a descrição do que tu quer em inglês, português, espanhol – time por time…se tem algo na Internet que atenda aos requisitos escolhidos, vai aparecer. Abraços.

  • Daniel diz: 31 de maio de 2010

    O Villa tem q ser titular.

  • Rafael Ramos diz: 1 de junho de 2010

    Esta escalação ta errada o Villa é titular! Ou Busqets ou Silva vão sobrar. Villa é titular sempre! Aí vai o time: Casilas, Sergio Ramos, Puyol, pique e Capdevilla; Xabi Alonso, Xavi, Iniesta e Silva (Busquets); Villa e Torres

    Resposta do Cecconi: não tem erro nenhum, amigão. A escalação no 4-4-2 está ali no post, é só ler até o final. Abraços.

  • Bernardo diz: 1 de junho de 2010

    Se ele escalar esse time, é o começo do fim. Xavi n é e nunca foi o “enganche”… ele deve jogar mais recuado, como faz no Barcelona.
    E provavelmente o Del Bosque vai utilizar Villa e Torres no ataque. Acho q nesse caso, Busquets vai p o banco e Alonso e Xavi tomam conta do meio, com Iniesta e Silva abertos (eu tiraria o Silva e colocaria o Cesc, mas ele n vai fazer isso, pois o David Silva é da confiança dele).

  • Jhonattan diz: 1 de junho de 2010

    Espanha copará!!!

  • Guilherme .! diz: 1 de junho de 2010

    Em Qualquer Um Dos Esquemas Tatico Dito Acima VILLA É TITULAR INTOCAVEL ( a nao ser quer esteja machucado ) – coisa que nao é o caso – Ou Otro Esquemaa É TITULAR INDISCUTIVEL , nao sei pq no ” seu ” 1° esquema , ou melhor na sua 1° parte do post sobre o esquema 4-2-3-1 , vc o coloca na reserva .

    nao entendi essa hehehe

    Resposta do Cecconi: é só consultar as escalações da Espanha na Euro. Quando teve 4-2-3-1 e Torres estava bem, Villa foi para o banco (sem caixa alta). Não posso brigar com as escalações do del Bosque. Abraços.

  • Everton diz: 1 de junho de 2010

    Provavelmente será o 4-4-2, não será essa tática somente se o Torres não possuir condições de jogo. E para a sua pergunta sobre Fabregas é porque ele também retorna de contusão, está voltando aos poucos, e Del Bosque usou-o no amistoso contra a Arábia se não estou enganado. Iniesta também volta de contusão, e a imprensa espanhola está preocupada com o cérebro do time Xavi, que sentiu um desconforto muscular na perna esquerda. A Espanha é um ótimo time, pra mim é favorito, onde incluo Inglaterra e Argentina, mas espero que não sofra baixas devido a essas contusões.

  • Milton diz: 1 de junho de 2010

    A pior defesa entre as seleções grandes, com exceção do Goleiro.

    Apesar de que Casillas também tem a ‘Síndrome Victor’. Chega em jogo decisivo, ele amarela.

  • Guilherme Silva diz: 1 de junho de 2010

    É um ótimo time, porem analisando bem o lado direito não tem muita mobilidade Iniesta é um jogador mais centralizado assim como Xavi ou Fabregas(reserva) e o Arbeloa é um lateral pior que o Bruno Silva do Inter. O lado esquerdo é muito bom Capdevila tem boa mobilidade e um ótimo cruzamento e David Silva é muito rápido e habilidoso. Para essa seleção ser mais rápida e perigosa o ideal seria tirar o Iniesta e colocar o Jesus Navas na ponta direita, assim haveria muito mais mobilidade e o Villa ou mesmo o Torres poderiam jogar como centroavantes fixos se aproveitando da velocidade e posicionamento deles para antecipação de jogadas. Mesmo com esse esquema a seleção espanhola é forte candidata ao titulo.

  • Claudio Sacramento diz: 2 de junho de 2010

    Eu consigo entender porque Del Bosque não usa Fàbregas como titular no 4-4-2 em linha. Seria preciso mudar a formação tática e colocar o jogador do Arsenal no lugar de um dos extremos ou atacantes para não usá-lo no lugar de Xavi. Mas não entendo porque não incluir um dos melhores jogadores da atualidade no 4-2-3-1. Aí teriam 2 opções de troca. Xabi Alonso por Fàbregas ou Busquets por Fàbregas. A primeira troca seria a mais coerente. A segunda deixaria o time um pouco mais vulnerável defensivamente devido a diferença de estilos entre Fàbregas e Busquets. A Espanha é o melhor time que vi jogar dentre todas as seleções que foram campeões da Euro ou Copa do Mundo. Por isso, na minha opinião é o time a ser batido. Outras 2 seleções entram muito fortes: Brasil e Inglaterra (com possibilidades da Argentina chegar também). Mas algo me diz que alguns ingleses vão adiar a festa dos espanhóis…

  • Catimba diz: 2 de junho de 2010

    Cecconi, vc disse que era só consultar as escalações na Euro-2008, mas sempre jogaram Villa e Torres juntos, com exceção do ultimo jogo na 1º fase em que a Espanha poupou a maioria dos titulares, sendo assim nem Torres nem Villa foram titulares, aí jogou só com o Guiza na frente, e na final quando jogou só o Torres, mas pelo que me lembre o Villa teve algum problema antes da final, não sei certo se lesão ou suspensão, tanto que ele nem entrou no 2º tempo e sim o Guiza. Duvido que o Del Bosque seja louco de deixar um dos dois fora do time, se ele fizer isso começa a assinar o atestado de fracasso da sua Seleção, pois tratam-se de dois dos maiores atacantes do mundo, além de goleadores são habilidosos, rápidos, inteligentes e sabem jogar. A Espanha no 4-4-2 jogando com os dois na frente pra mim é favoritaça ao título, pois joga o melhor futebol e tem os melhores jogadores, mas como nem sempre o melhor vence pode acabar perdendo como o Brasil de 1982, mas vamos ver, se bem escalada eu aposto muito na Seleção da Espanha!

  • CLAITON diz: 4 de junho de 2010

    CECCONI, TEM UMA COISINHA, SOU DESCENDENTE DE ESPANHOIS SEMPRE ACONPANHO ESSA SELEÇÃO, E NA EURO ONDE A ESPANHA FOI CAMPEÃ, A EQUIPE ERA NO 4 4 2 COMO VC COLOCOU DE 2° OPÇÃO APENAS O PIQUE E O ALONSO DAVAM LUGAR A MARCHENA E MARCOS SENNA, ACHO QUE ESSE SUA SEGUNDA OPÇÃO NA REAL É A PRIMEIRA ABRAÇOS

  • Luis Gustavo diz: 12 de junho de 2010

    Gostei muito de sua analise, para min, o melhor esquema é o 4-4-2, que deu muito certo, se fosse mais ousado, optaria por um 4-3-3, com Xavi e Xabi Alonso plantados, e Fabregas ligando o ataque com Villa e Torres de alternando pela ponta direita, e Iniesta aberto pela esquerda, como um meia mais a frente, fazendo a função de ponta, função que ele fez em alguns jogos pelo Barcelona, o 4-5-1(ou 4-2-3-1) eu não gosto muito, porque deixa Villa isolado, apesar dos avanço dos pontas, e deixa Torres de fora, já que os dois atacantes tem um faro de gol impressionante.

Envie seu Comentário