Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Seleções da Copa de 2010: análise tática da Suíça

01 de junho de 2010 2

O antepenúltimo post da série diária do blog Preleção sobre as 32 seleções da Copa do Mundo da África do Sul traz ao debate a Suíça, integrante do Grupo H. Equipe que sofreu derrotas em amistosos recentes, para Noruega e Uruguai, mas ainda assim conta com bons jogadores. Os suíços se tornaram frequentes em clubes alemães e italianos, e têm uma bela experiência internacional no convívio com outros craques de países onde o futebol é tecnicamente mais avançado.

O sistema tático da Suíça deve ser o 4-4-2 em duas linhas, com variação para o 4-5-1 (ou 4-4-1-1). O técnico Ottmar Hitzfeld, segundo consultei na imprensa local, escolhe uma entre essas duas alternativas conforme o adversário, a estratégia para o jogo, e o elenco disponível.

O ponto forte da Suíça está na linha de meio-campo. Barnetta é um excelente winger, estrela do Bayern Leverkusen, e provável protagonista da seleção nacional na Copa. Além dele, há outros meias qualificados, como Behrami e Gelson Fernandes. Os laterais Ziegler e Lichtsteiner também se destacam, combinando boa marcação com um apoio competente ao ataque.

Na frente Derdiyok, outra “estrela” do Leverkusen, ainda não tem companheiro definido. O segundo atacante seria Marco Streller, cortado por lesão. Hitzfeld pode escolher um meia de aproximação, apostar no contestado Yakin ou no veterano Frei. Ou ainda – e esta parece a opção mais realista – fazer o 4-4-2 com Banjaku ao lado de Derdiyok.

A lista definitiva, após dois cortes por lesão, é esta:

Goleiros:
Diego Benaglio – Wolfsburg (ALE)
Johnny Leoni – Zurique
Marco Wölfli – Young Boys

Defensores:
Mario Eggimann – Hannover (ALE)
Stéphane Grichting – Auxerre (FRA)
Stefan Lichtsteiner – Lazio (ITA)
Philippe Senderos – Everton (ING)
Ludovic Magin – Zurique
Steve Von Bergen – Hertha Berlim (ALE)
Reto Ziegler – Sampdoria (ITA)

Meio-campistas:
Tranquillo Barnetta – Bayer Leverkusen (ALE)
Valon Behrami – West Ham (ING)
Gelson Fernandes – St-Etienne (FRA)
Benjamin Huggel – Basileia
Gökhan Inler – Udinese (ITA)
Marco Padalino – Sampdoria (ITA)
Pirmin Schwegler – Eintracht Frankfurt (ALE)
Xherdan Shaqiri – Basileia

Atacantes:
Eren Derdiyok – Bayer Leverkusen (ALE)
Alexander Frei – Basileia
Blaise Nkufo – Twente (HOL)
Albert Banjaku  – Nuremberg (ALE)
Hakan Yakin – Lucerna

Comentários (2)

  • Brunno diz: 1 de junho de 2010

    acompanho SEMPRE seu blog, para mim, amante do futebol e fanático jogador de Football manager a anos, a suíça vem com um time muito forte, mas derdiyok apesar da altura é um atacante de velocidade, diferente do frei que é um centroavante nato.. eles vão, certamente de dois atacantes, fazendo a flutuação de derdiyok para a direita!

  • World Wide News Flash diz: 16 de junho de 2010

    Preleção » Arquivo » Seleções da Copa de 2010: análise tática da Suíça…

    I found your entry interesting do I’ve added a Trackback to it on my weblog :)…

    Resposta do Cecconi: thanks, friend ;)

Envie seu Comentário