Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Coreia "espeta" wingers para pressionar a Nigéria

22 de junho de 2010 1

A Coreia do Sul mantém nesta Copa do Mundo o 4-4-2 em duas linhas com o qual disputou as Eliminatórias Asiáticas, e os amistosos de preparação ao Mundial da África do Sul – conforme se projetou aqui no blog Preleção. Mas hoje, no empate com a Nigéria – 2 a 2 – a seleção sul-coreana precisou adotar uma postura diferente para conquistar a classificação às oitavas de final, onde vai enfrentar a bela seleção do Uruguai, primeira colocada do Grupo A.

Logo cedo, a Nigéria marcou um gol – aos 12min. Resultado que eliminava os sul-coreanos. O técnico Jung Moo Huh não desestruturou a equipe, não fez alterações táticas, mas apresentou uma sensível modificação de estratégia, na comparação com o que foi feito na vitória sobre a Grécia, e na derrota para a Argentina (principalmente).

Hoje, a Coreia do Sul “espetou” os wingers no campo adversário, aplicando ao 4-4-2 em duas linhas uma estratégia agressiva. Reparem na imagem que ilustra o post, retirada do heat map do site da Fifa, registrando a movimentação dos jogadores sul-coreanos logo após o gol sofrido (entre os 15min e os 30min do 1º tempo. Tanto na esquerda, com Park Jisung (camisa 7), como na direita, com Chungyong (17), o posicionamento dos meias-extremos adiantou-se.

Na prática, os adeptos de linhas mais modernas da análise podem até mesmo configurar como uma variação para o 4-2-4. Eu prefiro me amparar em conceitos mais ortodoxos da teoria tática, e vejo neste posicionamento adiantado o cumprimento de uma função mais ofensiva, mas ainda assim atrelada à meia-extrema. Ou seja: ambos foram wingers, não atacantes.

Essa perspectiva se dá pela recomposição na transição defensiva, com Park Jisung e Chungyong recuando e se alinhando aos meias-defensivos (Sungyueng – 17; e Jungwoo – 8), marcando por zona, sem desorganizar a equipe. Novamente com o heat map da Fifa é possível diagnosticar esta movimentação intensa que caracteriza o meio-campista ofensivo responsável pela marcação e pelo apoio simultaneamente, na região em vermelho ocupada por Park Jisung – que vai da área adversária, centralizado, como um auxiliar de atacante, até a intermediária defensiva (o mapa precisa ser lido da direita para a esquerda, sendo a direita o campo defensivo, e a esquerda o ofensivo):

Comentários (1)

  • Felipe Schmidt diz: 22 de junho de 2010

    Excelente como sempre, Cecconi. Só que a leitura do mapa térmico é o inverso do que vc escreveu. Abraços!

Envie seu Comentário