Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A Seleção da Copa do Mundo

09 de julho de 2010 40

Este é o tipo de debate que precisa excluir todos os raivosos que saciam o prazer de disseminar agressividade nos espaços abertos à interatividade. Mas assumo o risco de escolher uma Seleção da Copa do Mundo – risco ainda maior porque a decisão do 3º lugar, e a finalíssima, ainda não foram disputadas. Vale destacar que essa eleição é uma brincadeira e, apesar de levar em consideração meus critérios de avaliação, esta sujeita a cometer pequenas injustiças, compreensíveis.

Sistema tático: optei pelo 4-5-1 com dois volantes e três meias, desdobrado em 4-2-3-1, por ser um dos sistemas mais utilizados na África do Sul. Quase metade das 32 seleções tiveram este modelo como o prioritário, ou como variação em algum momento.

Treinador: tomo a liberdade de eleger Oscar Tabárez, do Uruguai. Técnico que abdicou do sistema com três zagueiros, engessado, com o qual teve de sofrer para passar pela Costa Rica na repescagem das Eliminatórias. Na Copa, após empatar com a França, adotou o 4-4-2 com meio-campo em losango, encontrou no enganche a função ideal para Forlán, e fortaleceu o sistema defensivo com um belíssimo trio de volantes. Foi inteligente, sabendo capitalizar as virtudes de um grupo com limitações técnicas.

Goleiro: Casillas (Espanha). Eu estava convicto por Stekelenburg, da Holanda, mas Casillas brilhou mais em partidas nas quais a Espanha correu riscos. Pelo caráter decisivo de suas defesas, incluindo um pênalti contra o Paraguai, fico com ele. Mas essa é a posição mais arriscada de se escolher em véspera de final – Casillas pode falhar, por exemplo, ou então Stekelenburg fazer uma partida de exceção. Qualquer dos dois, entretanto, mereceria o título de melhor goleiro da Copa.

Lateral-direito: Lahm (Alemanha). Não seria errado pensar em Maicon, autor de um belo gol. Mas escolhi Lahm pela sua relevância técnica para a Alemanha. Lahm se traveste de organizador da equipe, e mesmo pelo lado do campo, consegue articular boas variações ofensivas.

Zagueiro central: Friedrich (Alemanha). Copa impecável. Sei que muitos preferem Piqué, quem sabe Lúcio. Mas Friedrich demonstrou uma regularidade impressionante.

Quarto zagueiro: Godín (Uruguai). Ele tem Lugano ao lado. Para se destacar com esta parceria, tem de estar em forma. E Godín foi preciso nos desarmes, vigoroso no combate físico, atento na bola aérea. Não seria injustiça escolher Juan, Piqué, Puyol, Mertesacker…mas eu vou de Godín, pelo mesmo motivo de Friedrich: regularidade.

Lateral-esquerdo: Capdevilla (Espanha). Esta foi a posição mais complicada. Coentrão, de Portugal, descatou-se mas saiu cedo demais para formar um conceito definitivo. Na falta de melhores alternativas, Capdevilla ao menos conseguiu articular boas jogadas com Iniesta e Villa na esquerda ofensiva.

Primeiro volante: Pérez (Uruguai). Soberano à frente da linha defensiva. Sem mais palavras. Sou voto vencido, frente à predileção geral por Busquets. Mas não vi Pérez perder jogada nesta Copa. Jogou demais.

Segundo volante: Schweinsteiger (Alemanha). Melhor meio-campista do primeiro passe no Mundial da África do Sul. Responsável pela distribuição de jogo, sempre em saídas rápidas e curtas, nos pés dos meias ofensivos. Brilhou.

Meia-central: Sneijder (Holanda). Candidato a melhor da Copa, não poderia ficar de fora. Fez gols, coordenou os movimentos para acionar a jogada aguda com Robben, e se destacou pelos longos lançamentos invertendo o lado da jogada.

Meia-esquerda: Müller (Alemanha). Sei que ele jogou pela direita na África do Sul, mas pelo Bayern ele atua como extremo na esquerda. Não seria impossível improvisá-lo por ali na Seleção. Revelou diversas habilidades técnicas: velocidade, drible, passe curto e conclusão.

Meia-direita: Forlán (Uruguai). Também sei que ele atuou como enganche central pelo Uruguai. Mas, como reservei a posição central ao cerebral Sneijder, Forlán – que é atacante de origem – pode muito bem cumprir com as atribuições da extrema-direita. Jogou demais nesta Copa.

Atacante: David Villa (Espanha). Artilheiro e protagonista de uma seleção que chega à final da Copa sem ter a supremacia técnica indiscutível que se previa. Merece, portanto, a referência. Sem ele, talvez a Espanha tivesse ficado pelo caminho.

Deixo os comentários abertos ao debate e à participação de vocês.

Comentários (40)

  • Luís Felipe diz: 9 de julho de 2010

    parabéns por ter lembrado de Diego Pérez. Ele foi o maior volante defensivo dessa Copa.

    Mas eu tenho uma ressalva quanto a Godín: se ele não tivesse sido desatento no gol do Robben, o Uruguai teria levado à prorrogação e teria grandes chances de vencer.

  • Wilson Farina diz: 9 de julho de 2010

    Muito boa seleçao, nao deve fugir muito disso. Mas sempre acho que a final pesa muito, prefiro deixar pra fazer uma listinha depois, vide Kahn 2002, hehe.
    abraços

  • LSDR96 diz: 9 de julho de 2010

    Belo time Cecconi. Esse é o meu: Casillas(Stekelenburg), Lahm, Lúcio, Friedrich(Juan) e Capdevilla; Busquets, Schweinsteiger, Sneijder e Iniesta; Forlán e Villa. O Capdevilla foi por pura falta de opição(de acordo com os jogos que vi desta copa) e o Busquets, joga de cabeça erguida, desarma muito bem e tem bom passe.

  • Pablo diz: 9 de julho de 2010

    Muito boa escolha! Eu apenas trocaria Forlán por Iniesta – ESP. É uma pena também não ter um lugarzinho para o Xavi também. Mas de resto concordo com a tua opinião!
    Abraço,
    Pablo

  • Allan diz: 9 de julho de 2010

    Eai Cecconi!
    Tá se rendendo ao 4-5-1???
    Essa tua seleção é um cano, só tem cara diferenciado, assim daria pra jogar com um atacante só.
    Acho uma pena que a copa tenha apresentado tantos times com um único atacante. Dessa forma já sabemos qual a tendência do futebol nos próximos anos, não é?
    Lamento também nã ter nenhum brasileiro nas listas por ai (eu não escalaria nenhum tb).
    O que você acha?

  • márcio minussi diz: 9 de julho de 2010

    Cecconi, lamentáveis as escolhas. Acreditava mais em ti! Como selecionador de jogadores, simplismente lamentável! hehehe

    Veja bem:

    1. Villa nunca poderia ser a referência no ataque – não jogou nada contra a Alemanha nessa posição. Deve jogar no lado esquerdo, aberto.
    2. A escolha por muitos jogadores do Uruguai é impensável. Perez em vez de Busquets!!?? Busquets jogou demais, anulou Özil. Tem muita técnica e marca muito. Ainda bem que você não é o técnico do Barça. Godín???? Quantos gols levou a Espanha? e o Uruguai?? Nossa senhora!!! No jogo contra a Holanda o Uruguai só não levou uma goleada porque os holandeses passaram a brincar em campo.
    3. O fato mais lamentável, porém, é você escolhher o meio de campo sem um jogador da Espanha. Esse erro é impecável, pois a Espanha tem o melhor meio do mundo, disparadamente. Aliás, arrasou todos os adversários que enfrentou com a posse de bola, inclusive a Alemanha. O jogo semi-final foi constrangedor. Schweinsteiger entrou em campo?
    4. Só o Lahm e, de repente, o Muller entram na seleção da copa pela Alemanha, na minha opinião.

  • márcio minussi diz: 9 de julho de 2010

    simplemente!

  • Rafael Brito diz: 9 de julho de 2010

    Cecconi, apenas uma coisa:

    Müller atua como segundo atacante, ou enganche no Bayern. Como wingers jogam Ribery pela esquerda e Robben pela direita.

    No mais, muito boa as escolhas.

    Abraços, Rafael Brito.

  • Leonardo diz: 9 de julho de 2010

    Apesar de terem caído nas quartas Lúcio, Maicon e Messi fizram uma copa muito boa então a minha seleção ficaria: Stekelenburg, Maicon, Lúcio, Lugano, Lahm, Schweinsteiger, Xavi, Sneijder, Forlan, Messi e Villa.

  • Tiago diz: 9 de julho de 2010

    Nossa…Sneijder, Forlan e Muller. Que trio!

  • Jonas diz: 9 de julho de 2010

    Muito boa a seleção, mas eu substituiria o Casillas pelo Stekelenburg, e deixaria o Sneijder de fora, centralizando o Forlán e escalando o özil na esquerda.

  • Andrez diz: 9 de julho de 2010

    Minha opinião: ESQUEMA: 4-4-2
    TÉCNICO: Oscar Tabárez (levou um desacreditado URUGUAY a semifinal)
    GOLEIRO:gostei de vários, Enyeama da Nigéria, pena q saiu cedo demais;Muslera do URUGUAY;
    Stekelemburg da Holanda até por ir de desacreditado no país a finalista da Copa;mas fico com Neuer da Alemanha q vi fazer várias defesas incríveis.
    LATERAIS:na direita Lahn é unanimidade, na esquerda gostei muito do Salcido do México e do Fucile do URUGUAY que jogou improvisado e jogou muito;mas fico com Gio da Holanda.
    ZAGA:Friederich da Alemanha e Carles Puyol da Espanha.
    VOLANTES:1° Diego Pérez, concordo plenamente contigo, ñ vi ele perde jogada alguma;2°Schweinsteiger, um dos melhores jogadores da Copa, jogador completo.
    MEIO:Sneijder da Holanda, cérebro do time o cara da articulação;Forlán do URUGUAY, um dos melhores jogadores da Copa, conduz o ataque como poucos.
    ATAQUE:David Villa da Espanha, ótimo atacante, matador nato, um dos principais(senão O PRINCIPAL)responsável jogador por levar a Espanha para a decisão. e para completar um jogador q ñ vi em nenhuma “Seleção da Copa” mas que pra mim jogo muita bola, eficaz, e super importante para o esquema da Celeste:Luiz Suárez.
    Obrigado pelo espaço para espor minha opinião e gostaria muito q tu respondeste meu comentário pois admiro teu trabalho e te acho um cara sensato nos comentários. Obrigado e abraço.

  • Bruno diz: 9 de julho de 2010

    Cara, tah muito boa tua seleção da Copa.
    Mas, neste esquema, eu jogaria com o Özil pela esquerda, no lugar do Müller.
    E, infelizmente, trocaria o Perez pelo Van Bommel. Mesmo sendo fã do Perez.
    O Van Bommel tem uma melhor saída de bola.

  • Pedro Lampert diz: 9 de julho de 2010

    Discordo em pouca coisa… Eduardo (Portugal) é o meu preferido no gol. Puyol no lugar do Godín, muito mais pelo uruguaio ter perdido muitos minutos. Coentrão no lugar do Capdevila, o português fez ótima Copa, apesar de apenas 4 jogos. Van Bommel no lugar do Diego Pérez.

    Mudando de assunto, meu quarteto ofensivo ficaria assim:
    T. Muller——-Sneijder——D. Villa
    ————————————–
    —————D. Forlán————–

  • Lucas diz: 9 de julho de 2010

    Boa Seleção, mas a zaga poderia ser a Brasileira Lucio e Juan, única coisa q apresentamos de bom na copa!

  • Raul diz: 9 de julho de 2010

    Interessante notar que as seleções finalistas têm menos jogadores, como melhores em suas posições, do que os disputantes de 3º e 4º lugares. Isso demonstra que as equipes que se sairam melhor foram as que apostaram mais no conjunto do que nas individualidades.
    Realmente, esta copa não foi de individualidades. Não houve jogador que se destacasse individualmente. Messi, que era tido como a estrela maior da Argentina (e do mundo), simplesmente foi apagada pelo “esquema” tático (será que houve esquema tático?) de Maradona.
    Talvez o jogo de amanhã seja melhor do que o de domingo. Vai ser divertido verificar isso…
    Raul.

  • Daniel diz: 9 de julho de 2010

    Faltou o Mezut Ozil da Alemanha. Esse é craque e vai dar trabalho nos próximos anos e na Copa do Brasil. Muller é bom mas é inferior ao Ozil em habilidade com a bola.

  • Andrez diz: 10 de julho de 2010

    Minha opinião: ESQUEMA: 4-4-2 variando para um 4-3-3
    TÉCNICO: Oscar Tabárez (levou um desacreditado URUGUAY a semifinal)
    GOLEIRO:gostei de vários, Enyeama da Nigéria, pena q saiu cedo demais;Muslera do URUGUAY;
    Stekelemburg da Holanda até por ir de desacreditado no país a finalista da Copa;mas fico com Neuer da Alemanha q vi fazer várias defesas incríveis.
    LATERAIS:na direita Lahn é unanimidade, na esquerda gostei muito do Salcido do México e do Fucile do URUGUAY que jogou improvisado e jogou muito;mas fico com Gio da Holanda.
    ZAGA:Friederich da Alemanha e Carles Puyol da Espanha.
    VOLANTES:1° Diego Pérez, concordo plenamente contigo, ñ vi ele perde jogada alguma;2°Schweinsteiger, um dos melhores jogadores da Copa, jogador completo.
    MEIO:Sneijder da Holanda, cérebro do time o cara da articulação;Forlán do URUGUAY, um dos melhores jogadores da Copa, conduz o ataque como poucos.
    ATAQUE:David Villa da Espanha, ótimo atacante, matador nato, um dos principais(senão O PRINCIPAL)responsável jogador por levar a Espanha para a decisão. e para completar um jogador q ñ vi em nenhuma “Seleção da Copa” mas que pra mim jogo muita bola, eficaz, e super importante para o esquema da Celeste:Luiz Suárez.
    Obrigado pelo espaço para espor minha opinião e gostaria muito q tu respondeste meu comentário pois admiro teu trabalho e te acho um cara sensato nos comentários. Obrigado e abraço.

  • Leandro diz: 10 de julho de 2010

    Cara,

    Esta seleção não ganharia um jogo, de times como Barcelona, Real, Chelsea, Inter de Milão, Manchester, e digo mais, até nossos brasileiros fariam frente a esta seleção, Inter, São Paulo e Cruzeiro tem time para fazer frente a isto.
    Lucio, Juan, Gyan e Teves, devem estar neste time.

  • Mateus Moog diz: 10 de julho de 2010

    Faltou o Özil. Ele jogou mais que o Sneijder, na minha opinião.

  • El Loco diz: 10 de julho de 2010

    Ta, e cade o Tulio Tanaka? u.u

  • antonio diz: 10 de julho de 2010

    Boa seleçao, só acho que o forlán nao encaixaria como jogador de lado de campo, inverter ele com o villa me parece interessante. O villa tem mais “fôlego” e tem chegada na área, assim como o muller, sneijder e ate o proprio schwenisteinger. o forlan poderia ficar como referencia, mas livre pra sair da area tabelando e acionando esses meia de chegada, mas sem perder a caracteristica de artilheiro, no que ele é muito bom tambem. Dito isso, aí vai a minha: Casillas, Lahm, Piqué, Lugano e Coentrão; Perez, Vam Bommel, Schweinsteinger e Sneijder; Villa e Forlán. no esquema 4-4-2, dois volantes e dois meias, sendo que um faz 3° homem fechando um pouco mais o meio de campo. Abraço

  • Marcos Fernando diz: 10 de julho de 2010

    Blz Cecconi?!
    4-5-1 travestido né, hehe
    Müller e Forlan, são pontas de lança, facilmente variável para o 4-3-3
    quem sabe o Morel Rodrigues na esquerda. Iniesta e ou Robben, na meia ou ponta.
    Mas uma pena que vc deixou de fora da lista o Felipe Melo, ahhh, essa é a dos melhores, elabora a dos piores, nome certo! kkk
    Abraços

  • Rodrigo diz: 10 de julho de 2010

    Opa Secconi. Muito boa tua seleção. Só faltou as setinhas com a movimentação dos caras em campo.

    A minha: Enyeama (NIG), Maicon (BRA), Pique (ESP), Lugano (URU) e Coentrão (PORT); Perez (URU), Schweinsteiger (ALE), Xavi (ESP) e Sneijder (HOL); Honda (JAP) e Klose (ALE).

    Abraço e parabéns pelo melhor e mais democrático blog de táticas do Brasil.

  • Juliano Cvel diz: 10 de julho de 2010

    Não concordo com Casillas. Acho que é mais um filho do Real Madri (como o Raul). A Espanha nunca teve bons goleiros e este não é a excessão. Mas de resto acredito que está ok. Apenas acho que o Maicon e Lucio tem vaga nesta seleção. Não é porque o Brasil afundou com o fraco técnico que tinhamos (Dunga pelo que fala é mais motivacional que técnico). De resto esta seleção é excelente!

  • Robinson diz: 10 de julho de 2010

    Godín e perez?perez até da pra engulir, mas o godín, por favor olha os nomes que vc deixou de fora e que jogaram muito mais que esse coitado, ta loko, tira esse godín dai por favor pelo bem do futebol. O resto ta bom, um baita time.

  • Fernando diz: 10 de julho de 2010

    muito legal que tenhas valorizado a bela copa do friederich – tb achei o cara muito bem. na zaga, talvez o puyol merecesse menção pelo papel quase mítico q tem na finalista espanha. david villa e schweinsteiger são obviedades, talvez os dois grandes nomes do mundial, a não ser q um dos holandeses arrebente na copa…
    como técnico, fico com o lowe. solidez defensiva com sáida de jogo bem pensada merece elogios. mas tua escolha também está bem justificada – talvez a gande sacada tática da copa tenha sido esse encaixe do forlán, que eu mesmo disse que seria uma bobagem e quebrei a cara.
    e lateral esquerda não é nem um problema da copa – é um problema do mundo! quem não era improvisado (desde o michel bastos ao boateng, passando por todos uruguaios q jogaram por ali), era veterano (como os finalistas capdevilla -boa escolha – e gio).
    em tempo: acho q existem algumas matérias de discussão interessantes nessa copa. chegastes a reparar na questão do tempo de posse de bola? ainda q os finalistas sejam retentores de bola, um percentual bastante considerável de vitórias se desenhou justamente na prática contrária a essa…
    abs!

  • Aquino diz: 10 de julho de 2010

    Cecconi

    Voce é o melhor analista tático da cronica esportiva aqui do Sul.
    Gosto muito de ver as tuas análise táticas das equipes , mas não concordo que tu escale o Müller no lado esquerdo , pois a seleção é a da Copa do Mundo de Futebol ,não da Copa dos campeões e não dos campeonatos dos países, e como ele jogou pelo ldo direito tem que disputar posição do lado direito.
    Agora é arriscado fazer uma seleção , ainda mais antes da final , onde temos jogadores que foram fundamentais para suas equipes Iniesta , Xavi , Robben ,Puyol, joagores que tem sido decisivos para suas equipes e podem levar seus países ao título.

    Abrs , mais uma vez parabens

  • Júlio Júnior diz: 10 de julho de 2010

    Tua seleção é muito forte! A minha seria um pouco diferente, teria Stekelenburg no gol; Sérgio Ramos na lateral direita, Lugano e Friedrich na zaga, Lahm na lateral essquerda; Péres de primeiro volante e Schweinsteiger de segundo; Özil na meia esquerda, Forlán na direita e Sneijder no meio; Villa no ataque. E aí, o que tu acha?

  • Matias diz: 10 de julho de 2010

    Cara, faltou o Özil da alemanha, ta entre os 10 melhores da copa, e pra mim foi o melhor da Alemanha e o melhor da Copa…..flw

  • LIRIO SOARES diz: 10 de julho de 2010

    MINHA SELEÇÃO VAI NO 4-4-2 COM TABAREZ TBEM
    1- Stekelenburg
    2- Lahm
    3- Friedrich
    4- Godin
    6- Capdevilla

    5- Perez
    8- Schweinsteiger
    10- Sneidejer
    11- Xavi

    7- Villa
    9- Forlan

  • Leonardo Lopes diz: 10 de julho de 2010

    Acho que não tem nenhum absudo na seleção… Talvez os zagueiros, mas tudo bem… Talvez na lateral esquerda o Van Bronchorst, capitão da Holanda e que marcou aquele golaço contra o Uruguai, mas por falta de destaque nesta posição mesmo.

    só sinto falta do Rafa Marquez, jogando de primeiro volante ele foi o diferencial numa equipe limitada, a campanha do Mexico não foi grande coisa, na verdade foi até o seu limite mesmo, a Argentina nas oitavas, mas o Rafa jogou muito, o passe dele para o gol do Hernandez contra a França é um dos grandes lances desta Copa.

  • Edu diz: 10 de julho de 2010

    Acho que esqueceste do Juan (Brasil) e definitivamente o Casillhas não é o melhor goleiro. Os “guardametas” alemão e holandês são melhores.

    Abraço…

  • João Ricardo Mello diz: 10 de julho de 2010

    Minha seleção é bem diferente. Principalmente na defesa.
    Stekelenburg; Lúcio e Puyol, Jorge Fucile (arrebentou na Copa) e Sérgio Ramos (Lahm, Maicon também mereceriam); Van Bommel, Schweinsteiger, Ozil (Iniesta também mereceria) e Sneidjer; Forlan e Villa.

    Mas o melhor é fazer a seleção de FIASCOS da Copa, os ruins que dói, os craques que não fizeram nada mais que decepcionar o mundo:

    Green (ENG); Upson (ENG), Demichelis na zaga; Gutierrez (ARG) e Abidal na esquerda; Felipe Melo, Ribery, Cristiano Ronaldo e Kaká; Rooney e Eto’o.

  • BP diz: 10 de julho de 2010

    ————————1———————-
    ——-2———-3———-4———6——
    ————————-5———————
    ————–8—————–10————
    ———————–11———————
    ——————9———————-7—-

    1- Stekelenburg
    2- Lahm
    3- Lucio
    4- Lugano
    6- Fabio Coentrao
    5- Diego Perez
    8- Schweinsteiger
    10- Sneidjer
    11- Fórlan
    7- David Villa
    9- Luiz Suarez

  • Everton diz: 12 de julho de 2010

    Gostei dessa seleção, mas acho que deveria estar o Pique nesta seleção, fez uma ótima copa, que regularidade ele tem. E também o Coentrão, mesmo tendo sáido cedo, ele defende e ataca bem, o Capdevila é mais defensivo, apoia pouco, não vi um cruzamento dele nessa copa. Gostei muito desse Pérez, baita volante. Tem gente nos comentários que quer Lúcio e Juan, fala sério, o Lúcio acha que é o Beckenbauer rsrs!!!

  • Emerson diz: 12 de julho de 2010

    Meu time é parecido, mas com um esquema 4-3-3, com dois atacantes que recuam (quase um 4-2-3-1):
    Casillas
    Sergio Ramos
    Friederich
    Puyol (na hora da decisão cresceu)
    Van Brokchost (é assim que se escreve?)
    Schweinsteiger
    Iniesta
    Sneidjer
    Robben
    Forlán
    Luiz Suárez
    Ainda faltou lugar para o Xavi

  • Lucas diz: 12 de julho de 2010

    lahm???????????????????????????????????? ta maluco!

    msm assim a selecao ta boa

    faltou lucio na zaga e messi no ataque. ele n fez gol mas jogou melhor q villa

  • Lucas diz: 12 de julho de 2010

    e tb faltou xavi

  • Catimba diz: 16 de julho de 2010

    A minha só teria dúvida nas duas laterais:

    Casillas; Lahm ou Sérgio Ramos, Lúcio, Puyol e Capdevilla ou Van Bronckhorst; Schweinsteiger, Xavi, Muller e Sneijder; Forlan e Villa;

    Menções honrosas também à Metersacker, Juan, Pique, Lugano, Diego Perez, Busquets, Iniesta, Ozil, Robben e Luis Suarez.

Envie seu Comentário